História Amor Impossível (jvtista,mitw,cellps) - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Neto, Felipe Z. "Felps", Jean L. "JeanL", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", Maria Luiza Ramos (MoonKase), Pedro "SrPedro" Montanari, Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, TazerCraft
Personagens Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Neto, Felps, Jean L. "JeanL", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "LubaTV", Lucas Olioti, Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Mike, MoonKase, Pac, Pedro "SrPedro" Montanari, Pedro Afonso Rezende Posso, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes
Tags Mitw Jvtista Entre Outros
Visualizações 220
Palavras 580
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 21 - Especial de 70 favoritos.


Fanfic / Fanfiction Amor Impossível (jvtista,mitw,cellps) - Capítulo 21 - Especial de 70 favoritos.

Iai gatitos e gatitas, hj estou aqui para fazer algo que muitos (eu tbm) estavam anciosos para acontecer.

ps:esse cap ñ influenciara em nenhuma parte da fic.

-Ei Livía, depois da aula topa ir em algum lugar com a gente.-eu e fê dizemos amigaveis.

Livía-pq ñ, as vezes é bom sair com os nerds.

-claro nerds-digo sussurrando.

Q.D.T

Eu, batata e Livía estavamos andando na rua, até que passamos por um beco está na hora penso e , olho para fê que pega um pano com éter...

Pov Fê

Ana olha pra mim e entendo o recado, pego o pano exarcado de éter e botei na cara de Livía, ela desmaia e ajudo a Ana  carregar ela pra dentro de uma casa abandonada ou algo do tipo, amarramos ela em uma cadeira.

Ana- Ela é toda sua- diz a mesma me dando uma mochila, que provavelmente está cheio de coisas para tortura.

-oq é isso Ana??

Ana- pretende tortura-la com os dedos, mas se ñ pretende esse é meu kit de tortura.

-mas Ana nunca torturei ninguém.

Ana- torturar alguém é a coisa mais facil do mundo...-diz a mesma pegando um faca (link da imagem nas notas finais)- essa é minha faquinha preferida e pra durar mas a tortura tente ñ mata-lá e ñ vou ficar enrolando ñ é simples.

-ta mas co...-antes de eu terminar Ana pega sua faca e crava na perna de Livía e retira assim fazendo a mesma acordar e gritar de dor, Ana pega uma faixa e amarra na boca de Livía.

Ana-duas coisas se precisar de mim é só me chamar vou estar lá em cima, outra coisa ñ tenha dó dessa vadia.-ela fala e Livía começa a se debater.

-mas Ana sou fraco nunca torturei ninguém.

ana-ela esta amarrada na cadeira ela ñ ira te machucar, e antes que tenha pena lembre de tudo que ela te fez e ainda tirar o jv de vc.-pego uma faca na mochila que alias acho essa faca bem bonita, Ana sai me deixando sozinho no porão livía fica me observando com uma cara de cachorro pidão.

-Livía, Livía, livía, acho que vc mecheu com as pessoas erradas, ñ sou tão fraco nem tão fofo, só faço papel de inocentezinho, mas ñ sou sabia- seguro melhor a faca e começo a fazer varios cortes em seu corpo, a mesma começa a chorar e se desesperar.

- Tem que aprender a ñ mecher com certas pessoas- digo com raiva e cravando a faca varias e varias vezes sm seu braço, a mesma dava gritos de dor, fazer aquilo estava me dando um certo prazer.

peguei um bisturi e finquei em uma parte de seu peitoral mais em vez de retirar, deixei lá cravado, eu já estava praticamente todo sujo de sangue mais ia continuar oq eu terminei, pego três kunais que tinha dentro da mochila.

- que tal brincarmos de tiro ao alvo- pego as kunais e começo a mirar na Livía acertos, todas nelas duas no ombro direito e a outra no joelho.

-Livía que tal acabarmos com essa brincadeirinha, estou meio cançado-ela apenas da um pequeno sorriso e começa a acentir com a cabeça varias vezes, vejo que a uma mesa de vidro com uma katana em cima será que posso usa-lá.

-ANAAAA-grito e a mesma responde.

Ana-OQ FOI??.

-POSSO USAR A KATANA.

Ana-PODE KRL, Ñ PRECISAVA PERGUNTAR Ñ.

Pego a katana que estava na mesa de vidro.

-Adeus Livinha- pego a katana e giro as mãos assim, decapitando a mesma.

TINUAAAA

Gatitos e gatitas espero que tenham gostado do especial desculpem pelo erros de português.

um bj e um queijo

um bj e um brigadeiro

bjs e fuiii.


 


Notas Finais


galera eu tinha botado os links mas quando fui chequar ñ ia pras imagens então sorry.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...