1. Spirit Fanfics >
  2. Amor Incondicional >
  3. O passeio no Zoológico

História Amor Incondicional - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - O passeio no Zoológico


Fanfic / Fanfiction Amor Incondicional - Capítulo 10 - O passeio no Zoológico

[Cora Mills]

Confesso que é gratificante para uma mulher se sentir amada/ desejada e protegida. Saber que tem alguém que ama e se preocupa com meu bem estar. Que me liga perguntando se estou  bem. Se  dormi bem. Manda uma mensagem de Bom Dia ou Boa Tarde e até mesmo Boa Noite ... Me faz sentir especial e única.   São perguntas simples, que faz a diferença na vida de qualquer mulher. Me sinto amada e protegida por Gold, que é super amoroso. É o mesmo da adolescência. A diferença que com alguns anos mais velho e uns fios de cabelos brancos. Que por sinal é um charme, adoro homens com os famosos grisalhos.

 Fiquei com medo  de Gold ao descobrir que  é o pai biológico  de Regina, querer contar para Henry e pegar a guarda da minha pequena. Me enganei, conversei abertamente com Gold, onde Ele aceitou guardar nosso segredo somente entre nós dois.  Nunca, Henry saberá que Regina não é sua filha biológica. Esse é um segredo que vou levar comido em minha morte. Estou tão feliz que quero aproveitar cada momento que estou ao lado de Gold e dos meninos. Depois que fizemos o PicNic e Gold viu como fez bem para as crianças queremos aproximar Regina do irmão Baelfire e do primo Daniel. Tivemos juntos a idéia de ir para um zoológico, mostrar os animais para as crianças. Como o combinado iríamos no Sábado, Dani e Bea, ficaram eufóricos. Como Regina é pequena, não deu muito importância ao passeio no zoológico. Sabe apenas que tem animais, sua vontade é de ver o Leão por causa do filme “ Rei Leão”. Imagina que seja o simba. O combinado seria os meninos se comportar na escola para poder ir ao zoológico.  Mas uma semana se passou, e nada de Henry voltar para casa. Desta vez ligou e Regina conversou com o Henry. O que deixou minha pequena feliz por ouvir a voz do pai e ao mesmo tempo triste por saber que Henry demorará mais para voltar para casa. Meu coração se parte por ver minha pequena triste e chorando pelo pai. Os únicos momentos que não vejo Regina triste é quando vai para a escolhinha e quando está na companhia de Dani e Bae. Os meninos até brinca de boneca com Regina, diz que são os papais das bonecas.

 A semana se passou e observei que Regina não teve febre nem um dia. O que me deixou feliz.  O sábado chegou e com Ele o passeio para o Zoológico,  as crianças acordaram cedo. Era 7:00 horas da manhã quando ouvi a voz de Gold e dos meninos na cozinha. Como o Zoológico é longe, falei para Gold dormir na Mansão, pois é grande e tem vários quartos de hospedes, e   assim poderíamos sair mais cedo. Posso sentir o cheiro de café e das panquecas. Me levanto realizando minha higiene matinal arrumando  minha bolsa com tudo o que vou precisar para passar o dia longe de Storybrooke. Em seguida vou para o quarto de Regina onde abro a porta e vejo minha pequena dormindo serenamente em sua cama. Ao olhar para minha filha sinto um remorso por ter que lhe acordar tão cedo. Deixo que durma mais um pouco. Sem fazer barulho, arrumo sua bolsa com roupa de calor e frio. Colo pomada para assadura, fraldas, talco, uma chupeta reserva. Desço para a cozinha, onde encontro com Gold lendo um jornal e os meninos comendo panquecas com calda de chocolate. Logo ouço Eles me chamando de Titia e me desejando bom dia e perguntando se vamos ao Zoológico. Um sorriso se forma em meus lábios, como é bom ter crianças em casa. O ar fica até mais alegre. Me sento ao lado de Dani e coloco uma xícara de café preto para mim, pegando uma torrada e comendo. Ouço apenas o barulho da garganta de Gold, e sua voz perguntando por Regina.

 

- Onde está Regina ?

 

- Está dormindo ... Ela não acorda cedo.  - Respondo e volto a comer minha torrada. Onde vejo que Gold continua me olhando preocupado. - Regina acorda tarde, Gold! Não se preocupe que a hora que Ela acordar vai gritar por mim.

 

- Tem certeza, Cora ?

 

- Tenho... Mal acabo de falar e ouço Regina chamar por mim,  olho para Gold como quem se diz “Eu te falei”.  O vejo se levantar e subir as escadas, em menos de cinco minutos desse com uma Regina sonolenta nos braços e com os olhos mole de sono. Assim que me vê, estica os bracinhos,  a pego no colo onde coloca o rosto em meu pescoço e volta a fechar os olhos.

 

- Ela está bem ? – Pergunta Gold me olhando preocupado.

 

- Sim ...  Isso é manha após acordar, nada que uma mamadeira não resolva.

 

- Deixa que faço.

 

 Ao ouvir Gold falar que vai fazer mamadeira para Regina, meu coração acelera. Parece um sonho. O vejo preparando a mamadeira como Regina gosta, em seguida Ele me entrega e coloco na boca de minha pequena que começa a sugar fazendo aquele barulhinho fofo de sucção.  Após Regina mamar, subo com Ela para o quarto, onde lhe dou um banho e troco sua fralda e roupa, colocando um vestidinho azul. Sinto que minha pequena está triste e calada. Isso não é normal. Regina é  sempre falante.

– O que aconteceu ?  - Pergunto a vendo me olhar. Imagino que seja porque Henry está longe. – Seu pai te ama, Ele está trabalhando muito. - Não quero que Regina sofra por uma irresponsabilidade de Henry.

 

- Papai me ama mesmo, Mamãe ?

 

Ao ouvir as palavras de minha filha, meu coração acelera.

 – Sim! Seu pai te ama Regina, Você é tudo para Ele. Quando descobriu que seria pai de uma linda princesinha, seu pai chorou. E quando Você nasceu, Ele te pegou nos braços e jurou te amar por toda uma vida.

 

[FLASH BACK ON]

 

Quando descobri que estava grávida pela segunda vez, vi a chance de ser uma mãe melhor. Fazer tudo o que não pude fazer por Zelena, poder reparar meu erro. Henry, era somente alegria por ser Pai. Era um sonho de meu marido. Desde que descobri que estava carregando uma vida dentro de mim, já amava com todas as minhas forças ... Os meses se passaram, meus enjôos eram constantes, assim como  dores de cabeça.  Meu corpo recebeu uma grande mudança. Engordei, fiquei inchada e mal humorada ... Tudo valeria a pena para  ver o rostinho de minha filha. Olhar em seus olhinhos e ver o brilho da inocência e da vida. Quando Regina nasceu, Eu apenas chorava e agradecia a Deus por me conceber um lindo presente. Uma segunda chance de ser uma mãe melhor, de amar minha filha e poder dizer sem ter medo “Eu te amo”. Depois que Regina nasceu, minha vida mudou. Passei a ter alguém para amar e me preocupar. Quando Regina ma chamou de mamãe pela primeira vez, foi o som mais lindo que pude ouvir, a voz de minha filha me chamando.  Quando olho para Regina, agradeço a Deus por ter me dado um lindo anjinho.  Quando a vejo dormir em meus braços, é o momento que quero que dure para toda a minha vida. Ter minha filha, segura e perto de mim e tudo o que sempre sonhei e pedi para Deus.   Henry sempre foi um pai amoroso, as vezes ausente por viajar muito. Desde que Regina nasceu, é apegada ao pai. Era Henry que a colocava para dormir todas as noites depois que chegava do trabalho. Bastava Ele a pegar no colo, que em menos de dois minutos já estava dormindo.

[FLASSH BACK OFF]

 

 Vejo lagrimas cair de seus olhinhos e a abraço apertado. Sentindo suas lágrimas molhar minha blusa. Após se acalmar, descemos para a sala onde vejo Gold e os meninos nos esperar ansiosos. Assim que vê os meninos, Regina, solta um sorriso de felicidade.

O caminho para o zoológico é calmo. Como saímos  cedo, não pegamos congestionamento na estrada. No banco de trás era apenas uma bagunça entre as crianças que comia salgadinho, balas, pirulitos, bolacha, refrigerante ... Hoje era um dia especial, e somente hoje poderia usufruir dessas bobeiras nada saudável.  Assim que chegamos ao zoológico, as crianças se encanta. Dani se apaixona  pela girafa, pelo seu tamanho e por seu pescoço ser enorme. Já Bae, se encanta pelo Elefante por ser enorme e com as orelhas grande onde lembra do filme “Dumbo”. Já Regina, se apaixona pelo Leão e se assusta com o seu rugido onde começa a chorar e Gold a pega no colo. Falando que o rugido, é o modo do leão se expressar/falar. O passeio no zoológico é maravilhoso/perfeito, almoçamos e de sobremesa foi sorvete. Confesso que foi um dia divertido, as crianças e até mesmo Eu e Gold adoramos. Regina acaba dormindo no colo de Gold, antes mesmo de ver todo o resto do Zoológico. Imagino que minha pequena esteja cansada, acordou cedo, brincou,correu, pulou, gritou, fez de tudo um pouco.

O caminho de volta para casa é silencioso, Bae e Dani acaba dormindo. São vencidos pelo cansaço.  Ao chegar em Storybrooke, Gold me leva até a Mansão Mills onde faz questão de levar Regina para o quarto e a colocar na cama. Me diz para deixar minha pequena dormindo. Apenas concordo com a cabeça e recebo um beijo em minha bochecha. E o vejo indo embora. Beijo a testa de minha pequena, onde vou para meu quarto e tomo um banho, me lembrando do dia maravilhoso que tive com Gold e os meninos, acabo dormindo em meio as lembranças.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...