1. Spirit Fanfics >
  2. Amor inesperado em dobro >
  3. Capitulo 1

História Amor inesperado em dobro - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


espero que gostem, beijos de luz

Capítulo 1 - Capitulo 1


Meu nome é Laura, sou designer gráfica, tenho 25 anos e trabalho pra várias empresas em casa mesmo, hoje é sexta e a Gabriela e a Larissa estavam me obrigando a ir em uma balada porque pra elas eu estou muito sozinha e preciso pegar pessoas, sou a única solteira do trio, gabriela namora um garoto que se chama João e a Larissa namora um tal de Matheus que daqui a 2 meses vão se casar, moramos nós 3 no mesmo prédio, somos amigas desde o ensino médio e pra mim, elas são meu porto seguro
                - LAURA SE VOCE NÃO SAIR DESSA PORRA DESSE COMPUTADOR EU QUEBRO ELE – falou a gabriela simplesmente arrombando a porta da minha casa, péssima ideia de deixar elas saberem a senha do meu ap
                - gabriela me erra tá, eu não vou pra canto nenhum e me deixa jogar em paz que passei o dia trabalhando – falei ainda jogando e com raiva dela pelo fato de eu quase ter morrido no jogo
                - laura por favor vamos com a gente, uma noite só de garotas, que tal hein? Você passa o dia nesse quarto, precisa relaxar um pouco – falou ela do meu lado fazendo cara de cachorro com fome
                - da última vez você também disse isso se lembra? Cheguei lá e fiquei de vela de vocês duas – falei já me levando pra expulsar ela da minha casa
                - laura eu compro um pote de Nutella do grande se você for, eu prometo – a nojenta da gabriela me chantageando, todo mundo sabe que meu ponto fraco é Nutella
                - eu vou só porque quero minha Nutella – falei nem um pouco animada
                - uhuuu, LARISSA A LAURA VAI COM A GENTE – falou a chantagista gritando e olha que Larissa estava na porta só observando, não sei pra que gritar parece uma doida – já são 8 horas, esteja pronta as 9 e nada de inventar história que tá com cólica – falou o lado mandona da dona gabriela
 

Quebra de tempo
               
                já chegamos na tal balada, encontramos uma mesinha no primeiro andar e ficamos lá, eu estava vestindo um vestido preto colado e meu all star preto, sem maquiagem até porque eu não quero pegar ninguém, já a gabriela e a Larissa estavam totalmente produzidas
                - vai laura toma um drink – falou a Larissa me entregando um drink
                - eu não posso se lembra? Eu que trousse vocês – falei recusando a bebida
                - amiga, eu não vou voltar pra casa hoje não viu? Nem a gabriela, ela vai pra casa do joão e eu pra casa de Matheus – falou a bonita da Larissa
                - eu sabia que ia ficar de vela de novo hoje – falei
                - laura você vai ficar de vela porque quer, tem um monte de gente bonita aqui, você que é fresca e não quer arrumar ninguém depois do que aquele cafajeste fez – falou a gabriela
                - gabriela por favor né – falou a Larissa

gabriela não tinha motivo nenhum de me fazer lembra daquele filho de uma puta, sai dali brava com ela e fui no bar pegar uma bebida, fodasse eu volto de taxi, pedi a mais forte e bebi, fui pra onde as pessoas estavam dançando e fui dançar também, precisava esquecer um pouco dessa minha vida, tomei mais uns drink e fui pedir um taxi, não quis nem avisar a Larissa ou a gabriela, to com raiva das duas e como elas disseram que iriam voltar com os namorados então pronto, sai da balada e logo o taxi chegou, observando a vista pude notar que aquele bairro é realmente estranho, sombrio, enquanto observava vi que tinha uma pessoa pequena na calçada com um papelão
                - motorista por favor pare aqui, preciso ver um negocio, me espere aqui – ele parou e eu fui ver o que era que estava se mexendo, parecia uma criança – ai meu deus, é uma menina, oi meu nome é laura, cadê seus pais ? – falei mexendo nela, e quando ela ia me responder ela desmaiou, peguei ela no colo e levei pro carro comigo – motorista por favor me leve pro hospital mais próximo, calma bebe, vai ficar tudo bem – falei para a garotinha frágil que estava no meu colo.
chegamos no hospital e logo fomos atendidas
                - olha pelos exames ela esta com uma anemia muito seria, precisa ficar internada aqui no mínimo 2 semanas, fora isso ela só está com alguns hematomas e machucados, agora eu preciso realmente saber como ela estava quando você a encontrou – falou o medico serio
                - eu estava no taxi e vi algo na calçada mexendo, eu pedi para o motorista para e quando eu fui ver era ela, eu perguntei onde estava os pais dela mas ela não me respondeu e desmaiou – falei para o medico que estava na minha frente – eu posso ver ela por favor ?
                - claro, ela está aqui nesse quarto – falou ele apontando para um porta logo ao meu lado e entrei e logo vi a pequena garotinha frágil, estava tão fraca e tão pálida, como alguém tem a coragem de fazer isso com uma garotinha
                - oi meu amor, eu prometo que vou cuidar de você, ninguém mais vai tocar em se quer um fio de cabelo seu, eu prometo – falei para a mesma que estava adormecida, poucos minutos depois adentrou um médico, e eu certamente conhecia ele
                - Gael ? não acredito, você virou médico ? – falei olhando para ele, eu estou muito confusa
                - laura ? o que faz aqui ? é parente da garota ? – falou ele, pelo visto o jeito dele não mudou nada mesmo, nem respondeu a minha pergunta
                - não, eu achei ela na rua, você que vai cuidar dela? E o outro médico ? – falei
                - sim, o plantão dele acabou então eu que vou ficar responsável pela paciente– falou ele sem jeito e logo entrou 1 enfermeira para dar remédio a ela
                - entendi, por favor cuida bem dela – falei olhando pra garotinha frágil que era a cara de moana
                - não se preocupe laura, vou cuidar bem dela sim, agora eu preciso ir só vim ver mesmo como ela estava e como ela ainda está dormindo então vou ir, quer tomar um café comigo ? – falou ele
                - desculpa mas eu quero ficar com ela caso ela acorde, algum problema ? – falei a ele
                - não, nenhum problema, enfim boa noite laura, foi bom te rever – falou ele sem jeito
                - foi bom te rever também, tchau – falei e logo ele foi embora
ai minha pequena moana, o que aconteceu com você hein ? , e como assim gael virou medico, ele só vivia jogando vídeo gamer, o mundo realmente dá voltas, me deitei no sofá que tinha no quarto e logo adormeci


                                                                                                                                                             continua.......
 


Notas Finais


beijos de luz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...