1. Spirit Fanfics >
  2. Amor inevitável >
  3. Capitulo 1

História Amor inevitável - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Devido a problema com o Wattpad, vou passar a postar as minhas fanfics aqui. Beijo para vocês e Boa leitura.

Capítulo 1 - Capitulo 1


Fanfic / Fanfiction Amor inevitável - Capítulo 1 - Capitulo 1

Manuel on

Quando eu cheguei em Madrid eu comecei a passar muito mal e tive que ir para o hospital, la eu tive que fazer uma série de exames de exames só que não descobriram o que eu tenho. 

O pior de tudo e que eu tenho que ficar ligado a esses aparelhos e ter o meu braço furando todos os dias. Nisso tudo a minha mãe me contou várias coisas que eu nunca imaginei, o meu pai esta vivo e por algum motivo ela não quis me contar. 

Como todos os dias eu sinto que esta escorrendo sangue pelo meu nariz e por isso eu tenho que chamar a enfermeira o médico que logo vem me atender. 

Novamente eu tive que ir para outra bateria de exames e agora eu estava no quarto com a minha mãe esperando o resultando dos exames. 

Quando o médico entra no quarto com os resultados do exames, o mesmo fica me encarando e diz algum que eu não esperava ouvir. 

Lúcia: O que ele tem? 

Médico: Eu sinto informar que o seu filho tem um tipo raro de leucemia que não e comum dar em jovem como o Manuel, ele tem Leucemia crônica. 

Lúcia: Ele tem que fazer algum tratamento? 

Médico: Esse tipo de leucemia e de lento avanço, só que eu recomendo que ele faça ou a quimioterapia ou o transplante de medula. 

O pior de tudo foi o valor que eles cobram pra o tratamento dessa Leucemia, a minha mãe e nem eu temos esse dinheiro todo. 

Lúcia: Filho eu vou ter que sair um pouco e depois a gente conversa. 

Minha mãe sai do quarto junto ao médico, já eu fico aqui encarando o nada e tentando arrumar um motivo para que tudo isso esteja acontecendo comigo. 

Eu fico pensando por tanto tempo que acabo durmindo e só acordo horas mais tarde. Assim que eu abro os olho vejo um homem sentando na cadeira, o mesmo estava chorando. 

Manuel: Quem e você? 

Eu queria saber quem era aquele homem, e por que ele estava chorando justo agora. Quando o mesmo me escutar eu vejo ele Enchugar as lágrimas, em seguida ele me olha com admiração e diz:

- Eu me chamo Bruno. 

Ele e estranhamente família, e como se eu já tivesse visto ele em algum momento da minha da vida. 

Manuel: Por que você estava chorando? 

Ele novamente me encara, só que dessa vez ele se levantar e senta ao meu lado na cama e em seguida o mesmo pega a minha mão e sorri para mim e já estava chorando de novo. 

Bruno: Eu não queria ver você desse jeito, doe pra mim saber que tudo isso vem acontecendo com você. 

Manuel: Você me conhece? 

Bruno: Claro que conheço meu anjo. 

Manuel: Eu não sei quem e o senhor, de onde me conhece? 

Bruno: Eu sou aquela pessoa que deveria estar ao seu lado desde pequeno, eu deveria te proteger de todo o mal. Só que eu não fui capaz de fazer nenhuma dessas coisas, agora você está doente. 

Por que esse homem parece que esta se referindo a si como uma pessoas que deveria estar sempre na minha vida. 

Manuel: Eu estou com leucemia crônica, você sabe me explicar o que e?? 

Bruno: Claro que sei meu anjo, esse tipo de Leucemia e uma que a pessoa pode nunca morrer por causa dela, ela e mais comum em idosos e como você e jovem e recomendando que você faça o tratamento. 

Manuel: Aquele tratamento e muito caro, não vou deixar minha mãe pagar um coisa que ela não tem dinheiro para pagar. 

Bruno: Sua mãe não vai pagar nada, eu vou pagar o tratamento só que para isso a gente vai ter que ir para Buenos Aires. 

Manuel: Eu vim para cá por que não queria ficar mais lá com os problemas da minha família, eu não quero voltar para lá. 

Bruno: Eu conversei com os seus médicos, segundo eles lá e o melhor lugar para que você faça o tratamento. 

Manuel: Eu não sei se quero voltar para lá. 

Bruno: Eu conversei com a sua mãe, caso você aceitasse você ficaria na minha casa comigo lá. 

Manuel: Você está querendo dizer que eu vou morar com o senhor? 

Bruno: Se você aceitasse ir sim, eu sei que você não me conhece direito só que eu prometo que vou cuidar de você muito bem lá. 

Eu não sei por que mas eu sinto que eu tenho que aceitar, uma por que se eu não fazer o tratamento eu posso morrer e o outro motivo e que eu preciso descubri de onde esse homem me conhece. 

Manuel: Eu sinto que preciso que ir com voce, por isso eu vou aceitar. 

Bruno: Você não vai se arrepender meu anjo, saiba que esse vai ser a melhor forma pra que você se recupere. 

Manuel: Eu não quero morrer, não me deixe morrer. 

Bruno: Eu jamais deixaria você morrer, eu prometo que vou fazer até o impossível para que você continue aqui por muito anos. 

Mesmo que não conhecendo ele, eu sinto uma estranha sensação que ele vai me proteger do mundo e de toda que tentarem me fazer mal.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...