História Amor inexistente - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Fairy Tail, Lucy, Nalu, Natsu
Visualizações 72
Palavras 927
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa pelos erros
Fiz a fanfic pelo celular e o corretor não ajudo muito Kk
:D

Capítulo 1 - Capítulo único


O lugar onde estou é bonito, se assemelha a um parque, mas não chega a ser tão grande quanto o mesmo. Esse ambiente me tranquiliza, sinceramente eu não sei exatamente que como eu cheguei aqui e minha memória está fraca, já que nem o dia da semana eu recordo. O incrível é que não estou com medo ou preocupada, como eu disse apenas tranquila. Resolvi caminhar, diversas árvores e alguns bancos decoravam esse pequeno lugar, mas o estranho é que não tinha ninguém, e tudo estava tão silencioso que parecia que o barulho nunca sequer existiu. Parei se andar chegando em pequeno lago, era sem dúvidas uma maravilha, fiquei hipnotizada e logo fui tirada do transe quando avistei um homem sentado em um banco um pouco longe dali, ele tinha cabelos estranhamentes rosa. Me aproximei lentamente, precisava saber onde estava.

— Com licença. Eu sou Lucy, você sabe que lugar é esse - o homem me encarou com uma expressão calma, esboçando um sorriso simpático.

—Não faço a mínima ideia, mas esse lugar é lindo, você não acha? - sua voz era de alguma forma reconfortante.

— há sim, é um lugar bem bonito - sentei ao seu lado no banco - qual é o seu nome?

— Natsu - ele não desviava o olhar nem por um segundo e por alguma razão eu também não conseguia.

— Você sabe que dia é hoje, Natsu? - ele acenou com a cabeça negativamente, logo em seguida se levantou.

— venha Lucy, vamos caminhar um pouco - disse estendendo a mão em minha direção, primeiro achei que era apenas para ajudar-me a levantar, mas ele não soltou e começamos a andar de mãos dadas.

Eu sei que tudo que está acontecendo por agora é completamente estranho, tudo isso está parecendo mais um sonho. Um lugar que não conheço, nenhuma recordação, parece até que estou com um bloqueio na mente e para finalizar estou caminhando de mãos dadas com uma pessoa que conheci a segundos. Só que como eu disse, tudo está tão calmo, estou me sentindo melhor que nunca, é como se nesse lugar, com esse tal de Natsu, eu não precisasse pensar em mais nada, apenas deixar acontecer.

— Lucy, se você quisesse viajar, aonde desejaria ir? - essa pergunta tinha uma resposta específica, eu sempre sonhei em ir para França.

— Eu adoraria ir para França - ele sorriu, mas dessa vez um sorriso lindo mostrando os seus belos dentes.

— com certeza é um lugar maravilhoso, que tal irmos? - eu não entendi bem a pergunta, como iriamos para a França?

Como mágica, tudo ao redor começou a mudar, quando menos esperava, estávamos cercados por pessoas e o cenário agora era de uma cidade. Mas a frente estava a enorme torre Eiffel, tão incrível quanto achei que seria.

— como isso é possível? - eu ainda estava chocada, só que estava muito alegre. Natsu mantinha sua expressão calma e com sorriso.

— isso não importa! Estamos na França! - disse de forma divertida - veja, vamos tomar sorvete.

Correu me puxando junto em direção a uma barraca.

— calma - eu disse rindo de sua animação.

— que sabor você quer? - em nenhum momento soltamos nossas mãos.

— eu quero de baunilha - vi que ele pegou dois do mesmo e voltamos a andar.

Minha reação ao comer o sorvete, foi um pouco inusitada, eu não consegui sentir o gosto. Deixei isso de lado e encarei Natsu, ele já tinha comido metade do seu. Aproveitamos tudo que poderíamos naquela cidade linda, fomos em restaurantes e também passamos por um grupo que estava se apresentando numa praca. Era incrível, parece que tudo que estou presenciando, tem intuito de me fazer feliz.

— então Lucy, que outro lugar você quer conhecer? - ele perguntou me encarando - pode escolher qualquer um.

—- hum... Vamos ver... Já sei! O Japão - novamente tudo mudou, nossas roupas que agora estávamos com vestidos com kimonos, eu estava com um vermelho e ele com um preto, mudou também o tempo, agora já era noite.

— você está muito linda Lucy. Parece que está acontecendo um festival - e estava mesmo, algumas pessoas que passavam nos comprimentavam.

E como da última vez, aproveitamos tudo que podíamos. Um casal de idosos nos deu chapéus que combinavam e quando o festival ia chegando ao fim, todos começaram a encarar o céu. Estavam esperando por algo. Natsu me levou até uma pequena ponte, um pouco longe dos outros, e de repente diversos fogos de artifício explodiram acima de nós. Era tão maravilhoso, tão lindo e perfeito.

— é lindo... Não quero que acabe - Natsu encostou sua testa na minha, o que me fez corar.

— é realmente uma pena, que tenha que acabar aqui - eu fui dizer algo mais ele me impediu, selando nossos lábios, por um momento senti lágrimas caindo de meus olhos, pois nem sequer senti a sensação do beijo - Abra os olhos Lucy.

Ao abrir os mesmos senti uma dor por causa da luz ofuscante que estava direcionada a mim. Aos poucos fui recobrando também os outros sentidos e consegui ouvir algumas vozes.

— Doutor avise a família, a paciente acordou. - doutor? E onde eu estou?

— Olá Lucy, sou o doutor loke. E você acaba de acordar de um coma, após ter sofrido um acidente de carro - coma? Então no fim era realmente um sonho? -

Eu já avisei a sua família, por agora devemos fazer alguns exames antes de te liberar. E tam-... É por que está chorando, Lucy?

— é possível amar alguém que não existe?

Eu deitei e fechei os olhos, queria voltar para ele, mas sabia que era impossível.


Notas Finais


Espero que tenham gostado :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...