História Amor Infernal - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Justin Bieber, Kylie Jenner
Personagens Personagens Originais
Visualizações 37
Palavras 1.422
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Voltei!!


Fanfic / Fanfiction Amor Infernal - Capítulo 5 - Voltei!!

Você diz que eu sou a única

Se é verdade, então por que você está correndo, correndo?

Se você está sendo realmente honesto
Se você realmente quer isso
Por que você está agindo como um estranho?
O que há com o seu comportamento?

Say My Name - David Guetta, Bebe Rexha & J Balvin.

Terça, Miami - Estados Unidos.

P.O.V Demetria Lovato

Abro meus olhos lentamente tendo a visão de um local com as paredes brancas com detalhes azul bebê, ao lado vejo vários aparelhos ligados ao meu corpo. Após forçar minha mente por alguns segundos lembro-me do ocorrido na casa de Justin, o que explica o porquê de minha vinda para o hospital.

Com dificuldade consigo mover meu corpo para cima, me deixando mais inclinada sobre a cama. Ouço o barulho da porta sendo aberta e me deparo com um médico e uma enfermeira que me olham espantados, como se eu fosse uma aberração.

– O que houve? - Pergunto.

– Bom... Estamos surpresos de você ter acordado depois de 4 meses em coma, é raro os casos em que isso acontece. - O mesmo chega perto de mim e faz alguns exames. - Se lembra de seu nome?

– Demetria Devonne Lovato.

– Idade?

– 19.

– País de origem?

– Brasil, mas atualmente moro aqui nos Estados Unidos. 

– Vejo que sua memória está perfeita, não se esqueceu de nenhuma informação principal. - Vejo o mesmo anotar algo em sua prancheta.

– Como está meu bebê? - Ponho uma de minhas mãos em minha barriga e tomo um susto por ver que a mesma está enorme.

– Por incrível que pareça, seus bebês estão ótimos.

Ao ouvir sua frase sinto meu corpo gelar, minhas mãos começam a tremer e meu olhos saltam de suas órbitas.

– Como? O senhor está dizendo que existe mais de um bebê dentro de mim? - Pego uma máscara de oxigênio que estava ao meu lado e a ponho em meu nariz, aspirando o ar gelado.

– Sim, na verdade são três. 

Três!? Eu literalmente não posso dizer que estou feliz. Eu só posso ter jogado pedra na cruz.

– Seu noivo teve a mesma reação. - O mesmo prosseguiu.

Eu acho que dormi tempo demais, como assim eu tenho um noivo?

– Noivo? Que noivo? 

– O senhor Bieber nos falou que é seu noivo. - O mesmo aponta para um anel de diamante que estava em meu dedo, nas não havia notado sua presença. - Acho que isso aconteceu quando você ainda estava em coma.

– Ah claro, deve ser isso. Você sabe onde ele está? 

– Desde que a senhorita entrou em coma, ele não vem mais visitá-la, somente seus amigos. - Não sei o porquê, mas isso me deixou chateada.

– Ele deve estar ocupado. Quando poderei ir embora?

– Hoje mesmo, apenas irei fazer mais alguns exames. Vamos ligar para o senhor Bieber par...

– Não! - Corto sua fala. - Eu posso ir embora sozinha, estou me sentindo bem para isso.

O mesmo começa seus exames juntamente de sua enfermeira, mas no fim tudo estava bem. Logo a enfermeira arranja uma roupa para mim, e minha alta é assinada.

Visto um vestido preto curto que marca bastante minha barriga de cinco meses, ponho uma sandália simples e prendo meus cabelos em um coque. Pego minha alta e as recomendações do médico e vou em direção a saída onde um táxi já me esperava, segundo o médico, o táxi trabalha para o hospital, então eu não teria que pagar nada.

O que foi ótimo já que não tenho dinheiro nenhum. - Penso.

Entro no automóvel e ponho o cinto de segurança, em seguida o motorista dá partida no carro. Ao longo do caminho fico me perguntando como será a reação deles, afinal, tudo aconteceu tão rápido. Eu mesma não consegui raciocinar tudo isso, essa história filhos e casamento está me deixando sem ar, eu não sei se consigo passar por isso tudo. Quando se tem alguém ao seu lado as coisas ficam mais fáceis, mas o Justin não se importa com ninguém, só com ele mesmo.

Ao notar que o carro já havia parado agradeço o motorista e desço do mesmo, ando até o portão e vejo os seguranças liberarem a passagem imediatamente, os mesmos me olhavam com espanto.

– Senhorita Lovato, é uma surpresa vê-la, deixe-me acompanhá-la até a porta. 

– Obrigada. Sabe se tem alguém na casa? - digo ao subir os degraus.

– Somente a senhorita Stone. 

Agradeço o mesmo e adentro a casa tendo a visão da sala vazia. Caminho em direção ao sofás e me sento em um deles, soltando um longo suspiro. Ouço passos vindo da cozinha e logo tenho a visão de Emma me olhando como todos me olham: Com espanto.

– Você.. Você..

– Sim, eu estou viva. - Estranho por ver um sorriso aparecer em seu rosto, logo a mesma vem em minha direção me dando um abraço, se sentando a minha frente.

– Fico feliz por isso, todos estávamos preocupados com você. 

Forço um sorriso.

– Você sabe o por que agora eu sou noiva de Justin? 

– Isso é para te proteger, você sendo primeira dama da máfia trás mais segurança.

– Vejo que não teria muita escolha. - A mesma balança sua cabeça negativamente.

– Como está o pessoal? 

– Todos muito envolvidos nos negócios e no seu caso, a detetive ainda está investigando tudo. E Justin literalmente mudou, ele não queria saber de nada envolvido com você, ele simplesmente só cuida dos negócios e vai para festas fazer sabe Deus lá o que.

Solto uma risada seca.

– E eu achando que ele poderia pelo menos se importar com os filhos dele. 

– Ele é um homem difícil, acho que ele não queria informações suas pois tinha medo de receber uma notícia ruim. 

– Bom no momento eu só quero um banho e uma cama. 

Me levanto mas acabo lembrando de um fato importante.

– Emma.. teria como eu dormir em outro quarto? Não quero voltar para o antigo.

– Tem sim, vamos lá.

**

Após um longo banho relaxante me encontro sentada em minha cama vestida por um moleton bem confortável. Ouço a porta ser aberta e vejo Emma adentrar o cômodo com uma bandeja com chá e biscoitos.

– Obrigada. 

– De nada. Precisa de algo mais? 

– Preciso de um favor, não quero que ninguém venha me ver hoje, estou muito cansada, carregar três bebês não é fácil. - Passo as mãos pela minha enorme barriga e dou um leve sorriso. 

– Tudo bem, vou trancar a porta e jogar a chave por baixo dela. Boa noite.

– Boa Noite.

Após terminar de comer me encolho embaixo das cobertas e logo adormeço.

P.O.V Emma Stone

Ter Demi de volta é muito bom. Sinto que agora as coisas vão começar a se ajeitar. Nesses meses que se passaram nossa equipe perdeu grande parte do foco, principalmente Justin, Kylie e Xtina. Não sou amiga de Demi, mas ela me parece ser uma boa pessoa, espero me tornar amiga dela.

Me sento no sofá pensando como irei contar aos outros que ela voltou, com certeza eles irão querer vê-la. 

Horas de passaram e eu ainda não sei como contar. Em meio a esses pensamentos ouço a porta ser aberta me dando a visão de Justin, Kylie e Xtina passando por ela.

– Que cara é essa Stone? - Christina me pergunta.

– Ela só deve estar preocupada com nossa nova missão. - Justin diz abrindo uma cerveja que pegou no frigobar. - Fica calma Emma.

– Eu tenho que contar algo para vocês, mas eu preciso que vocês tenham calma.

– Alguém morreu? - Kylie.

– Não.

– Para de drama e fala logo. - Justin diz mechendo em seu celular.

– A Demi voltou, ela recebeu alta do hospital hoje. Ela está lá em cima dormindo, e pelo fato dela estar muito cansada ela não quer ver ninguém, e nem adianta ir atrás dela, ela está em outro quarto e a porta está trancada. - Digo tudo de uma vez sentindo uma alívio percorrer meu corpo. Olho para meus amigos e vejo os três em estado de choque.

– Co-mo assim? - Justin diz largando seu celular de lado.

– Eu também fiquei assim quando há vi, ainda mais pelo fato da barriga dela ter crescido muito. Mas o importante é que ela está bem.

– Eu quero vê-la. - Kylie diz se levantando.

– Mas ela não quer ver ninguém, vamos respeitar o espaço dela!

– Eu preciso ver ela! - Justin diz subindo as escadas acompanhado de Kylie e Christina.

Guardo a cópia da chave do quarto da Demi na capa do meu celular e vou para meu quarto dormir, não adianta falar com eles.

Amanhã será um longo dia.




Notas Finais


Olá meus amores, tudo bem com vocês?

Tenho sentido falta dos comentários de vocês, saibam que isso é muito importante!❤️

Espero que tenham gostado do capítulo de hoje, logo teremos muita ação nessa história! Mas esses capítulos chatos são necessários!

Vejo vocês no próximo capítulo ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...