1. Spirit Fanfics >
  2. Amor Moderno >
  3. Porteiro

História Amor Moderno - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Ah que sensação "maravilhosa" de que ninguém vai ler isso

Capítulo 1 - Porteiro


Trafalgar era porteiro, trabalhava para poder pagar sua faculdade, não iria dizer que seu trabalho era um dos melhores. Afinal, ficar sentado em uma cadeira o dia inteiro apenas observando o tempo, era de certa maneira maçante.

Mas as coisas nem sempre era entediantes, havia um morador do prédio que lhe chamava atenção, ele era alguém inacreditável. Luffy era desastrado, porém gentil. 

O rapaz sempre saía para à faculdade ao cair da tarde e voltava a noite, chegava com um sorriso que lhe fazia bonança. Sentimento esse que de tal forma chegava ia embora, Luffy sempre tinha companhia.

Não deveria se incomodar, não havia motivos para celeuma interna, Trafalgar mal falava com Luffy, não tinha sequer o direito de se chatear ou se incomodar com quem Luffy teria como companhia. Pelo menos era o que tentava se convencer, mas o ser humano é péssimo para mentir para si mesmo

Estou pensando novamente sobre isso! ~ Um estalar de língua ressoa na portaria do prédio. ~ Tenho que parar com esses pensamentos.

Trafalgar sabia que não iria adiantar tentar se enganar, sabia que por mais que tentasse, aquele sentimento que até então era lacônico não iria se dilapidar. O único que dilapidava se ali era teu tolo coração, e Trafalgar sequer percebeu as lascas que o coração já possuía.

A porta da portaria se abre e um Luffy sorridente lhe cumprimenta:

-- Oii Tral! ~ Luffy diz, e logo em seguida uma pessoa também o cumprimenta.

-- Olá Trafalgar! ~ o homem alto com cabelos rosados, tatuagens em voltado braço diz, e tudo que Trafalgar consegue dizer em resposta é um simples e baixo “olá” .

Ele observa Luffy e Katakuri entrarem no elevador, e após a porta se fechar foi conspícuo o aberto no peito, era uma imprudência absurda sentir isso! Como podia sentir? Como podia querer ele? Ah! Como podia tentar enganar se?

As dores de amor que como louco sentia. De forma guisa, dores mudas. Dores que somente ele sabia, somente Trafalgar sabia da existência dessas dores.

Um porteiro que foi tolo o suficiente para que permitissem que entrasse na portaria de seu coração, e que ficasse de forma espúria, causando balbúrdia e que dilapidavas teu coração.

Acaso não era de obrigação como porteiro viajar quem poderia entrar? Se sim, então havia permitido a entrada de alguém que em suas malas trazia um amor moderno?

Maldito fosse o amor moderno, que atualmente somente o faz sofrer! Trafalgar se perguntava como algo tão frugal poderia fazer alguém se machucar tanto?

Desde de quando me permito sentir algo tão banal? Talvez eu sempre estivesse certo, e o amor é apenas algo supérfluo. 


Notas Finais


Obrigada a quem leu.
Opiniões e críticas são bem vindas!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...