1. Spirit Fanfics >
  2. Amor obsessivo >
  3. Capítulo 68

História Amor obsessivo - Capítulo 68


Escrita por:


Capítulo 68 - Capítulo 68


"E o choro grita para sair
E a lágrima insiste em cair
Me sinto só, imerso em um universo de tristezas
Onde as minhas dúvidas, engolem as minhas certezas
Perdido e escondido dentro de mim
Buscando e procurando um novo começo, mas só me deparo com o fim
Sou e estou vazio por dentro
Minha angústia fala e eu me torturo com meus próprios pensamentos
Com um sorriso até finjo estar bem
Mas por dentro não aguento e meu coração me machuca também"
                                           ~Caciano~

Eu estava preocupada, por que isso nunca acaba? Eu já estou cansada! Talvez eu devesse me afastar da Lígia e dos seus amigos, mas eu não queria dar esse gostinho para o Leon, eu não queria fazer o que ele estava mandando, isso me irrita tanto, não saber o que eu devo escolher, não saber o que eu devo fazer!

Sentei em minha cama e comecei a pensar... E se eu contasse para a Lígia tudo o que está acontecendo? Será que eu iria ferrar literalmente com as coisas? Será que eu poderia confiar mesmo na Lígia para contar sobre minha situação? Eu não sabia o que fazer, uma parte de mim queria contar, e uma outra parte estava receosa de falar. Porém a Lígia poderia me ajudar, ela é boa em ferrar a vida dos outros... É talvez eu devesse contar!

Me levantei da cama e fui procurar a Lígia. Fui em direção a informática, onde ela estaria nessas horas.
Assim que cheguei no mesmo, me aproximei dela e sentei ao seu lado, minha garganta começou a ficar seca.

-Oi Charlotte, Quer alguma coisa?

-Não, eu só vim ver o que estava fazendo, estou com tédio

-Bom, eu estou apenas jogando alguns jogos, também estou com tédio -Riu

-Percebi -Sorri

-Quer falar algo? Estou sentindo você um pouco tensa

Engoli a seco -Não, eu não quero falar nada -Tentei disfarçar com um sorriso

-Então tá bom, espero

-Eu vou ir comer alguma coisa

-Tudo bem

Saí da sala e fui em direção ao refeitório. Que droga, eu nunca conseguiria falar, e mais uma vez o medo tomou conta de mim. Meu choro estava na garganta querendo sair, e eu estava engolindo, ou pelo menos tentando.

Fui para o exterior do colégio, para andar um pouco e pensar mais. Talvez eu devesse ver se a Lígia é realmente confiável, vai que eu a contasse e ela saísse por aí espalhando meu segredo.

-Eae Charlotte -Disse Victor se aproximando ao meu lado

-Oi Victor -Sorri

-Está fazendo o que? Vai para algum lugar?

-Estou apenas caminhando, e não, eu não vou para lugar nenhum

-Ah sim, posso caminhar com você?

-Claro

-E então... Você está bem?

-Sim, eu estou e você?

-Também, só quero ir embora para casa

-Faço das suas palavras as minhas -Sorri

Riu -Esse colégio é uma merda, as pessoas são chatas, tudo nisso aqui é horrível!

-Eu também acho, não suporto este lugar!

Victor e eu fomos caminhando e conversando, ele era bobo, então eu sempre dava risada.

Nós estávamos andando e passamos perto da quadra onde o Leon e o seu time treinava, eu não tinha reparado, mas logo em seguida eu o vi olhando para minha direção e eu rapidamente andei mais para frente junto com o Victor.

-Uou, está com pressa? -Riu

-Não, na verdade eu esqueci que eu tinha que fazer uma coisa, então eu preciso ir

-Ah tudo bem, então nos vemos por aí -Deu um beijo em minha bochecha

-Até -Sorri

P.O.V. Leon
Eu estava no jogo, treinando com meu time, quando me deparo com o Victor e a Charlotte conversando, eu parei para olha-los, e logo percebi que a Charlotte acelerou os passos, eu fiquei furioso com isso! Saí da quadra e fui andando atrás dos dois, mas fui silenciosamente, quando eu vi o Victor dando um beijo no rosto da Charlotte, minha Charlotte... Aquilo literalmente me deixou mais irritado ainda! Voltei para quadra e comecei a treinar novamente, mas eu não iria deixar isso passar!

P.O.V. Charlotte
Subi para o meu quarto, e assim que cheguei no mesmo, deitei em minha cama. Esse colégio é um saco, não tem nada para fazer aqui!

Ouvi a porta se abrir, era a Francinny, rapidamente peguei meu celular e os fones e coloquei em meus ouvidos.

Esperei ela sair do quarto, mas estava demorando muito. Assim que fui pegar uma revista para eu ler, vi ela fazendo gestos com a mão para eu tirar os fones.

-O que foi?

-Só queria saber se você está bem

-E porque não estaria?!

-Eu só queria saber

-Sim eu estou!

-Olha, eu acho idiotice a gente ficar brigada, eu sei que eu falei merda, mas isso acontece na hora da raiva né? Então me desculpa, vamos voltar a ser amigas novamente?

-Ah, tudo bem, eu entendo, na hora da raiva a gente diz coisas que não deveria! -Falei indiferente

-Tudo bem se estiver com raiva de mim ainda... Enfim, se quiser conversar eu estarei aqui

Assim que a Francinny saiu, tirei os fones e guardei a revista. Eu até desculpo ela, mas quero manter distância dela por algum tempo.

Passou alguns segundos e eu ouvi a porta se abrir novamente, mas agora era o Leon, será que eu nunca tenho um momento de paz?!

Assim que Leon abriu a porta e entrou, o mesmo bateu com força.

-Ai, daqui a pouco você vai derrubar as paredes

-O que você e o Victor estavam fazendo?!! -Perguntou furiosos

-A gente só estava conversando entre amigos!

-Não se faça de desentendida Charlotte, eu vi ele te beijando no rosto!

-Foi só no rosto, para de criar paranóia!

-Será que foi só no rosto mesmo, ou ele te beijou em mais algum lugar?!

-Caramba, não vou nem perder meu tempo discutindo com você

Leon se aproximou e agarrou em meus cabelos com brutalidade.

-Acho que você não está entendendo, você está achando que eu sou o que? Idiota! Ah Charlotte -Riu -Eu me surpreendo com você, de verdade sabe

-Para Leon, está me machucando -Falei com os olhos marejados

-Você é bastante corajosa -Puxou mais meus cabelos -Mas tenho certeza de que depois disso, você não vai ser nem um pouco idiota de chegar perto de algum garoto -Soltou meu cabelo

-Do que está falando

-Você vai ver, fica esperta!

Assim que Leon saiu, me sentei na cama e comecei a chorar. Logo depois de alguns minutos, vi a Lígia entrar.

-Charlotte -Lígia me chamou

Sequei as lágrima -Ah, oi Lígia

-Está tudo bem?

-Sim. Você quer alguma coisa?

-Olha, eu sei o que está acontecendo com você

- O que, como assim?

-Eu comecei a observar você e o Leon, depois que eu te conheci. Eu observei como o Leon te olhava, e como você olhava para ele, um olhar assustado, e o dele de desejo, e eu sempre observei quando ele entrava no seu quarto... E agora olha só, você está chorando e ele acabou de sair daqui

-Então você estava fazendo o que? Nos espionando?

-Não, eu só estava observando vocês dois

-E você vai fazer o que? Contar para alguém?

-Não, eu sei que você tem medo, então eu vou te ajudar a ferrar com ele

-Obrigada

-Ele vai se ferrar muito!

Continue...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...