1. Spirit Fanfics >
  2. Amor, ódio e destino >
  3. A promoção

História Amor, ódio e destino - Capítulo 1


Escrita por: Sininho22

Notas do Autor


Oii!
De novo tentando escrever, espero que gostem. Dessa vez história para quem ama Jensen Ackles!

Capítulo 1 - A promoção


Fanfic / Fanfiction Amor, ódio e destino - Capítulo 1 - A promoção

O sono me consumia por inteiro, porém o despertador insistia em não deixar eu dormir por mais um minuto sequer, relembrando que precisava trabalhar. Era editora em uma empresa de design em Nova York. Vivia uma boa vida, não nego, boa finança, não super rica, mas também o bastante para conseguir comprar minhas coisas. Vivia em um apartamento sozinha após o termino de um noivado muito complicado.

Meus pais queriam que voltasse para casa, fiquei umas semanas até que percebi não dar mais certo, o gosto de liberdade foi tirado quando tive que acatar ordens como se fosse uma adolescente de novo, então arrumei esse emprego e me mudei para cá.

Vamos ao que deve interessar a você meu caro leitor. Sou fã, melhor, superfã de Supernatural, mais especificamente ainda por Jensen Ackles. Meu sonho é conhecê-lo pessoalmente, imagino que de qualquer fã esse seja o sonho: conhecer seu ídolo. Infelizmente a vida ainda não me deu essa oportunidade de ouro.

Levanto vencida por meu relógio e faço minhas tarefas rotineiras da manhã antes de pegar minha bicicleta até o serviço que era ali próximo, então não exigindo um deslocamento de carro. O único problema mesmo sempre foi lidar com o tumulto da cidade. Demorei a me acostumar com o ritmo que a cidade que nunca dorme tem, mas adorava isso, lugares diferentes, ritmos diferentes. Um dom que tinha era gostar de todo tipo de ritmo, tudo dependia do momento da vida em que estava. Ia onde a vida me levava.

Cheguei à empresa e cumprimentei o porteiro Jeffer, um homem em seus quarenta e poucos anos que lançou um sorriso gentil. Peguei o elevador até o terceiro andar e todos já estavam agitados em suas respectivas mesas. Sentei na frente da tela e iniciei o serviço. Deu cerca de duas horas quando minha sub-chefe veio falar comigo.

— Daily, assim que puder vá a minha sala, preciso conversar urgente com você. — Aquela urgência me deixou um tanto aflita. Me peguei novamente roendo minhas unhas, hábito horrível que nunca perdi.

Fui logo ver do que se tratava para não sair dali sem mão. Bati em sua porta e Betty me convidou a entrar. Sentei aflita, ela começou a rir porque eu não parava de tremer a perna, o que fazia meu pé bater na mesa.

— Fica calma garota, não vou te demitir. — O alívio percorreu meu corpo. Ali todos eram muito gentis, o ambiente era descontraído, mas sério. — Lhe chamei para oferecer seu primeiro trabalho fora dos ambiente da empresa, em Vancouver.

— Vancouver, no Canadá? — Meu olhar brilhou, eu sabia exatamente o que tinha lá.

— Sim, um passarinho verde me contou que você é muito fã de uma tal série que é gravada nessa cidade, ao meu ver, você é perfeita para fazer a edição dos pôsteres e imagens de Supernatural.

Eu estava ouvindo direito? Além de uma super promoção, uma viagem incrível eu vou conhecer o elenco inteiro de Supernatural? Aquilo tudo parecia um sonho. Fiquei estática por uns segundos, não reparando que Betty estava rindo um monte com a minha expressão de palhaça.

— Mas lembre-se que você tem um trabalho a fazer, curta trabalhando, viu?

— Pode deixar, Betty, não vai se arrepender!

— São poucas fotos ainda, coisa de uns três dias você retorna.

— E quando eu vou?

— Se estiver tudo bem, amanhã mesmo.

— Perfeito!

Betty repassou todas as informações que eram necessárias para minha viagem. A fotografa lá responsável queria minha presença para acompanhar todos os processos de edições que seriam necessários. Não era algo simples, estaria em jogo imagens promocionais de uma série extremamente famosa, não podia fazer feio.

Voltei à minha mesa e vi Daisy, minha colega e agora amiga sorrindo de lado, me tocando quem era o tal passarinho verde.

— Foi você, né? Sua pilantrinha!

— Me agradeça depois senhorita L! — Nós brincávamos com nossos nomes porque apenas uma letra os diferenciava.

— Tá bom senhorita S, muito obrigada, mesmo!

— Já tá toda animadinha pra conhecer o gostosão, né!

— Como se fosse apenas um…

— Ok, mas um em especial é o que faz suas perninhas tremerem!

Nós duas rimos mais um pouco, mas voltamos ao serviço cada uma em seu respectivo computador. Várias vezes ela chamou minha atenção pela mão na boca, se já roia unha antes, imagina agora, estava praticamente impossível controlar.

Ao fim do expediente fomos a um barzinho comemorar minha viagem, mas bebi pouco, mais comi, afinal precisava viajar e a serviço no dia seguinte. Daisy me deu inúmeras recomendações (inclusive umas bem inapropriadas). Nos despedimos e segui com minha humilde bicicleta até em casa.

Chegando, liguei a televisão e coloquei a série para já entrar no clima. Comia, arrumava mala e assistia tudo ao mesmo tempo. A cabeça estava eufórica, não sabia como iria dormir aquela noite.

Após um tempo fui tomar banho e comecei a falar comigo mesma no chuveiro.

— Eu vou conhecer Jensen Ackles! Eu vou conhecer Jensen Ackles!

Estava me sentindo uma tola, provavelmente algum vizinho logo mandaria eu calar a boca e ir dormir, porém minha mente não desligava, pensando que se tratava tudo apenas de um lindo sonho e que logo acordaria para realidade.

Finalmente decidi ceder à cama, olhava para o teto e vislumbrava a imagem de Misha Collins, Jared Padalecki e claro, Jensen Ackles sorrindo ao meu verem. Eles sempre foram muito gentis ao conhecerem fãs, não poderia ser diferente dessa vez. Pensava em tudo que aconteceria, todas as risadas, piadas que viveria dentro dos sets de filmagem e dos estúdios que a fotógrafa montaria para eles.

Virava de um lado para o outro tentando dormir, já meio impaciente. Que droga, precisava pegar no sono ou amanhã seria um dia terrivelmente puxado. Odiei o fato de estar tão ansiosa, isso acabaria me prejudicando, não podia esquecer que estava, antes de tudo, à trabalho, minha empresa contava comigo para representá-la nesse projeto tão importante.

Aos poucos meu corpo finalmente foi relaxando com o cansaço do dia. Embora meu cérebro insiste em se manter acordado, a sonolência tornou-se maior e então adormeci. 


Notas Finais


Por favor, comentem =) ajuda muito!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...