História (Amor ódio e obsessão) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Amor / Ódio, Obsessão
Visualizações 13
Palavras 847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção Adolescente, Poesias, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Gente espero que gostem.
Boa leitura.

Capítulo 4 - (Odeio esse cara) cap 03


Fanfic / Fanfiction (Amor ódio e obsessão) - Capítulo 4 - (Odeio esse cara) cap 03

(Narrado pôr)( Rouse)

Rouse- o que aquele cara estava fazendo comigo na quele corredor . Estava falando comigo mesma em mau quarto quase sem ar Elisa já tinha ido embora  antes de ir ela me ajudou a tomar banho e escolher uma roupa e etc, agradeço a ela pôr ter me tirando da quele corredor e do pervertido que  nele tinha.

Rouse- AFF que saco só penso naquele idiota  pervertido ahmm... Falo travando o maxilar.

Depois dê muito tempo pedida nós meus pensamentos e falando sozinha nó quarto resolvo olhar ó relógio quando olho já era 21:20 arregalo os olhos sem acreditar já estava atrasada no primeiro dia de jantar.

Rouse- iiiiiii fudeu, lascou. Saiu do meu quarto correndo indo em direção as escadas deco as escadas indo direto pra sala dê jantar que pôr sinal era gigante,de entrada vi dois seguranças que me olharam bem rápido abaixando a cabeça quando passo, não entendi nada daquilo depois vejo ó colem sentado na ponta dá mesa quando entro na sala de jantar vou direto pra  cadeira que era bem dó lado dá dele, ele começa a me olhar da cabeça aos pés quando sento na cadeira ele olha más fixo prá me  a cara dele não era muito boa então deu prá perceber que era encrenca vindo dele então logo me previnir.

Colem- Elisa já não avisei que odeio atrasos.ele tirar os olhos de me olhando  prá emprega que si encolher nó canto com os olhos abaixando deu prá perceber que ela estava com um pouco de medo dele.

Colem- avise para senhorita prá nunca mais chega atrasanda de novo no jantar Elisa.ele fala encarando elisa um pouco mais que antes com a cara dê raiva.

Colem- ME OBEDEÇA PORRA. Colem fala  si levantando da  cadeira elisa olhar mais por chão e fica tremendo, fico perplequisa.

Elisa-senh..orita por..... ..favor não chegue mais atrasa..nda no ja.ntar . Ela fala temendo e gaguejando quase chorando caraca porque ela teme tanto assim esse idiota.

Rouse- sim Elisa nunca mais chegarei atrasada de novo. Falo com um ar autoritário e ele assenti a cabeça me olhando.

Colem- é bom mesmo si isso acontecer de novo vai pegar mau prá vc Elisa! E isso servem prá vcs também ?ele fala olhando pro nada esperando a resposta das empregadas que falam mais suas vozes é tão baixa quê é quase como  sussurros.

Colem- EU PAGO VCS PRÁ FICAREM MUDAS É SUAS PUTAS!!.. ele fala gritando as empregadas tomãom um susto ficando todos  encolhidas mais depois responde ele bem alto falando que entenderam ainda com medo dele, não tava  aguentando mais aquela situação resolvi falar, ele já táva me dando nós nervos.

Rouse- elas não são mudas você que e surdo prá não ter ouvido elas falarem quê entenderam.falo com um ar autoritário e ele me olhar com uma cara vermelha pior que pimenta.

Colem- QUEM é você sua piralha pára sir intrometer em conversa de patão e empregados você não manda em nada aqui. Ele fala me olhando com um ar de deboche com também um cínico sorriso nos lábios que não entendi.

Rouse- olhar quem tá me dando lição dê moral um retardado sem escrúpulos. As palavras saíram da minha boca sem nei eu ter percebido as empregadas me olhar com um pouco dê sorriso  nos lábios rir um pouco em meus pensamentos.

Colem- OLHAR COMO VC FALA COMIGO SUA PIRALHA . Ele fala bem alto que toda a sala ouviu.

Rouse-vai fazer oq me bater! Pergunto sarcástica.

Colem- não. Vou falar com seu irmão tenho certeza que ele vái ama saber que sua irmãzinha tá me desobedecendo!!.ele fala debochado meu coração treme o última coisa que meu irmão falou foi prá eu não desobedecer esse idiota, confesso medo desse idiota não tenho mais dó meu irmão sim.

Rouse-você  leva ás coisas muito a sério colem.falo tentando amenizar a dor.

Colem- e mesmo!! Ele fala com uma cara muito cínica.

Depois dessa pequena discussão agente terminar nosso jantar e eu subo pôr meu quarto já era a noite então resolvi dormir cedo ó dia foi muito cheio de coisas para me já tá na hora de descansar deito na cama fecho os olhos e logo durmo.

(......... quebrar dê tempo........)


Estava dormindo quando sinto algo quente e molhado no meu pescoço quando abro os olhos me espanto era o colem com os olhares vermelhos suas pupilas estavam deslatadas provavelmente ele tinha si drogado ele estava em cima de me mais não tava colocando seu peso em me seu braço estava dê cada lado do meu corpo apoiando seu corpo com o braço ele estava chupando meu pescoço eu não entendi nada mais mesmo assim meu coração estava disparando com aquela situação.

Rouse-oq vc está fazendo seu idiota?falo brava tentando tirar ele de cima de me mais ele e mais forte então não tive sucesso.

Colem-piralha fica quieta só quero provar um pouco dê vc!! ele fala com um sorriso cínico no rosto.nao entendi oq ele quis dizer mais não tive coragem dê pergunta.

Rouse- me deixa em paz sua idiota.

Tento me afastar mais ele pegar meu braço e bota na autura dá minha cabeça em seguida tirar algo do bolso uma algema e me coloca pressa na cama..




(Continua......)





Notas Finais


Tchau meus amores até o próximo capítulo bjs 😘.
Desculpa pelos erros de digitação.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...