História Amor Otaku - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Rosalya
Tags Amor Doce, Referência A Animes :3, Romance
Visualizações 14
Palavras 802
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ecchi, Ficção, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


•Obra inspirada no jogo Amor Doce
• Os personagens não tem específicamente esses comportamentos.
•Sem a intuição de ofender.
Autora do jogo: Chinomiko
Espero que gostem :3
\(^•^)/

Capítulo 1 - Capítulo I - Dia de mudanças


Fanfic / Fanfiction Amor Otaku - Capítulo 1 - Capítulo I - Dia de mudanças

Eu estava perdida em pensamentos, olhando através da janela do ônibus que eu estava.

"Como? Alguém me diz como eu vim parar aqui!?"

Essa frase ecoava pela minha mente me delimitando a pensar no meu passado;

Flash back on.

Era o início de uma noite chuvosa, as estradas estavam apenas sendo iluminadas pela "luz" da lua, eu olhava calmamente para a estrada sendo molhada aos poucos. Meu irmão olhava fixamente para estrada dirigindo calmamente e meus pais conversavam no banco de trás sorrindo.

- Sabe.. esse é o melhor tipo de viajem que a gente poderia ter - disse meu pai jogando aos ares seus pensamentos.

- É claro! Nós somos pobres.. vai querer o que? - Uma risada longa veio de trás.

- Não é disso que falo, estamos reunidos e se divertindo.

- Ata. - diz meu irmão com desdém.

- Vai dizer que não gosta das minhas piadas!? - eu olho para ele com o tipo de cena de quem faz um bom drama.

- Ninguém mais quer ouvir suas piadas sem graça!

- Mas essas são as melhores... Né... Relan! - Acabei rindo da piada mais sem graça e mais contata por mim, ele fechou a cara.

- Me diga.. Quanto é mil menos sete?

- É o que?

- A é verdade você não viu esse anime porque tem medinho.

- Vá te catar Misaki, eu vi sim pra sua informação, mas eu não fico decorando fala sua asno.

- OHHHH MÃE!!!

- Parem de briga vocês dois.

- Sempre defendendo seu queridinho...  - Ela me olha feio - Calma eu tô brincando.

Demos risada e então....

Flash back off.

Eu não consigo lembrar do que aconteceu a seguir, a última coisa que vi foi duas luzes em meu rosto antes de apagar, e assim que acordei vi uma luz também, senti uma grande dor e nunca mais vi meus pais.

Hoje eu tô indo embora da minha cidade sozinha. Já que meu irmão foi promovido para sub chef de uma das empresas mais famosas de carros. Ele era muito bom no que fazia, ele só não nos tirou daquela vida pois guardava para um emergência, e ele fez muito bem de fazer isso.

O ônibus para em frente a minha pequena casa, eu saio do mesmo cabisbaixa e cansada, minhas costas doíam de passar quase três horas em um ônibus e depois pegar outro para vim para casa, que teve como duração média acho que uns trinta minutos. 

Assim que adentrei a casa, percebi várias caixas em volta da casa  e alguns móveis colocados aleatoriamente em todos os cantos e um bilhete grudado em minha reluzente geladeira (que seria a primeira que eu iria arrumar).

Bilhete;

Querida maninha, espero que tenha gostado da casa.. Não seja preguiçosa! Faça comida e arrume  casa.

Irei lhe enviar dinheiro todo o mês, vê se não gasta tudo em porcaria, se caso não for o suficiente, arranje um emprego.

Já está matriculada em uma escola por aí, o nome dela é Sweet Amoris (que nome mais estranho para uma escola).

Não arranje confusão pois não posso ir sempre aí, se cuide! Qualquer coisa me ligue.


Beijos do seu irmão mais lindo e preferido.

Amano Mahuabi.

- Nossa tem mais sermão do que não sei o que, eu em!

*Telefone Toca*

- Moshi Moshi?

- Oi Misaki! Já chegou em casa?

- Sim, e que bilhete foi esse? Teve mais sermão do que qualquer tipo de amor.

- E quem disse que eu te amo?

- AI!! Doi sabe.

- Haha! Já imaginei sua cara!

- Hmmm.

- Só liguei pra ver se você está bem, e também pra falar que você começa na segunda. Trate de arrumar as coisas aí em.

- Tá eu sei, eu li o seu bilhete.

- Ok então, agora eu tenho que ir, e economize energia! Seu dinheiro chega em... - Pausa do outro lado da linha - Bem, agora!

*Campainha toca*

- Que macumba é essa?

- Eu já te falei que tenho poderes! - ele dá uma risada e desliga.

- Já vai!!! - grito e vou até a porta - Sim? - era um carteiro.

- Boa tarde! Vi que é nova na vizinhança, os correios geralmente passam aqui de manhã, mas hoje é um feriado de sexta-feira então entregamos a tarde. - ele me entrega duas caixas e tira um caneta do bolso é um papel para eu assinar - assine aqui por favor.

- Claro - eu assino - obrigada! - digo sorrindo e entro.

-Parece grande de mais para ser só dinheiro.. o que será que tem aqui e nessa outra caixa? - digo sozinha.

Abro as duas, em uma vinha o dinheiro, a escritura da casa, um elefante colorido, fofo e bizarro que provavelmente meu irmão deve ter feito para eu ficar como recordação é uma foto da minha família. Já na outra havia um Dakimakura M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O da Hatsune Miku.

- Engraçado... Parece não ser do Onii-chan, e está sem assinatura.. de quem será que é? Bem.. se for engano, já é meu, hehe.


Notas Finais


Fanfic por: Sabrina-san <3
Desculpem qualquer coisa, caso a história esteja meio bugada ;-;
Gomen!
\(^•^)/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...