História Amor ou Ódio? - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias A Origem dos Guardiões, Como Treinar o seu Dragão, Descendentes, Enrolados, Frozen - Uma Aventura Congelante, Valente
Personagens A Fada dos Dentes, Anna, Astrid, Banguela, Bicho-papão (Pitch Black), Cabeçadura Thorston, Cabeçaquente Thorston, Coelhão, Duque de Weselton, Elsa, Flynn Rider, Gothel, Grand Pabbie, Hans, Jack Frost, Kristoff, Lorde Macintosh, Melequento, Mérida, Norte, Olaf, Perna-de-Peixe, Personagens Originais, Rainha Elinor, Rapunzel, Rei Fergus, Sandman "Sandy", Soluço, Stoico, Valhallarama
Tags Luislice, Ricamily, Robella
Visualizações 26
Palavras 3.244
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Luta, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente!
Nosso próximo casal a receber o capítulo especial será Stoide!
Boa leitura!

Capítulo 32 - Stoico Hofferson e Jade Strondus


Fanfic / Fanfiction Amor ou Ódio? - Capítulo 32 - Stoico Hofferson e Jade Strondus

Pov's Jade

-Jade!Bora!Acorda!

Cerrei os olhos com força enquanto cobria a minha cara com o edredom.

-Me deixa em paz...-pedi com a voz arrastada.

-Oi?Que história é essa?Você sempre acorda cedo.Que frescura é essa agora?

Gemi frustrada quando ela puxou o edredom,descobrindo o meu corpo inteiro.

Bufei abrindo os olhos e me sentando para encarar o ser humaninho que atrapalhou meu sono.

-Você é tão chata quanto o seu irmão-afirmei.

-Deixa o Damon por fora-riu ela-Ele deve estar voando por aí com o Stoico,arrumando encrenca,até aposto.

Suspirei.

-Até a escola ser totalmente concertada,eu não preciso acordar cedo-declarei.

-Mas você não está em Arendelle Strondus,está em Berk!-exclamou sorridente.

-Raynara...você é um pé no saco!-esbravejei irritada.

Ela piscou.

-Eu sei que você me ama-respondeu-Agora vamos!Levantando!-pediu batendo palmas enquanto saía do quarto.

Revirei os olhos enfiando a cara no travesseiro.

-Se você não levantar,vou chamar as gêmeas!-avisou.

Abri os olhos assustada e levantei da cama num pulo.

-TÁ BOM!JÁ LEVANTEI!-berrei alto para ela ouvir.

Eu,Stoico,Harry,Gaby,meus irmãos,minhas primas,irmãos Somehalder e mais alguns berkianos,viemos para Berk com os meus pais e nossos tios,por ordem de Bella.Ela disse que ninguém iria voltar na escola até tudo está concertado.

Quando finalmente eu e Stoico pudemos conversar com os meus pais e os meus tios sobre nosso namoro,ficamos nervosos.Ainda bem que Bella falou com eles antes.

Mamãe e Tio Dag estranharam um pouco,mas aprovaram.Tia Seeylfe diz que ficou em choque no início,mas aceitou e disse que preferia mil vezes eu,do que a Esther.

Quanto ao meu pai,ele disse que havia ficado furioso,mas graças à Bella,isso não impediu que ele aprovasse.Vida longa à nossa rainha!

Depois de tomar banho e me arrumar,eu voltei pro meu quarto e me surpreendi ao ver alguém sentado na beira da cama.

-Pai?-chamei confusa-O que está fazendo aqui?

Ele sorriu.

-Podemos conversar?-perguntou.

Assenti indo até a porta e a fechando.

Em seguida,caminhei até ele e me sentei ao seu lado.

-Aconteceu alguma coisa pai?-perguntei preocupada.

Ele suspirou.

-A idade tradicional para assumir a liderança de Berk é 20 anos-comentou-Mas você e Stoico com 18 anos,já demonstram bastante maturidade e responsabilidade...

Gemi frustrada.

-O senhor quer falar disso agora?-questionei fazendo uma careta.

-Jade,sei que é difícil,mas você e Stoico receberam todos os ensinamentos desde crianças-explicou-Eu e sua tia assumimos Berk com experiência nenhuma.Você acha que seria justo pro Leo passar a liderança pra ele?

Suspirei.

-Não-respondi.

-Eu tive uma idéia-declarou.

O encarei curiosa.

-Que tal você e Stoico governarem em um posto longe daqui?Só para poder sentir a experiência-comentou.

Abaixei o olhar pensativa.

-Não é má idéia-confessei.

-Que bom-sorriu se levantando-Eu vou falar com sua mãe e sua tia sobre isso-avisou me dando um beijo na testa.

Observei ele sair do quarto.

(...)

-Um posto fora de Berk?Beleza!-exclamou Raynara animada-Considere isso como uma mini-vila como treinamento.

-Eu gostei da idéia do Tio Soluço-sorriu Camélia-Assim que você e Stoico forem realmente governar Berk,irão se sentir mais a vontade.

Encarei Stoico que tinha o olhar baixo e pensativo.

-Amor?-chamei fazendo ele me encarar-O que você acha?

Ele suspirou.

-Olha,eu nunca quis ser líder,mas vamos tentar né para ver se eu mudo de idéia.-comentou.

Sorri minimamente.

-BELEZA!UM POSTO SÓ NOSSO!-berrou Sophie animada.

-SEM PAIS E PROFESSORES ENCHENDO NOSSOS OUVIDOS!OH PARAÍSO!-completou Vitória empolgada.

Revirei os olhos.

(...)

Pov's Stoico

Eu,Jade e nossos irmãos entramos em casa.

Franzi a testa quando avistei meus tios,meus avós e meus pais em pé,preocupados,e sentados.Estavam com eles,o comerciante Yohan e uma garota que parecia ter a nossa idade.Ela tinha cabelos castanhos arruviados e olhos castanhos chocolate.

-Aconteceu alguma coisa?-perguntei preocupado.

Minha mãe suspirou.

-Repete Yohan o que você disse,eles já são vem grandinhos para saber dos assuntos de Berk-pediu.

-Mãe,a senhora tá deixando a gente nervoso-confessou Camélia com a voz preocupada.

Yohan suspirou.

-Dagur-declarou.

Arregalei os olhos.

-O que tem o Dagur?-cerrei os dentes.

-A barreira da ilha dos perdidos foi reconstruída,mas não impediu que alguns vilões saíssem-explicou-Dagur foi um deles e pelo o que eu soube,seu pai,é o primeiro na lista de morte dele.

Franzi a testa determinado.

Claro que queria matar meu pai,pois foi ele quem colocou Dagur naquela ilha.Ele era obcecado por mamãe,completamente louco.Já destruiu vários vilarejos por causa disso.

-Nós vamos encontrá-lo e derrubá-lo apenas com um jato de plasma-declarou meu tio determinado.

-Não pai,o Dagur já conhece os truques de vocês-alertou Jade preocupada-Ele provavelmente vai vir com uma frota inteira,deixe a gente ir atrás dele.

Ele suspirou.

-Tá,mas leve a Leslie com vocês-pediu indicando a garota.

Ela se levantou.

-Ele destruiu meu vilarejo semana passada,eu fui a única a sobreviver-confessou tristonha.

-Não se preocupe-afirmei-Nós vamos pegar o Dagur.

(...)

No meu quarto...

Pov's Jade

-Essa garota tem dragão né?-questionei pro Stoico que andava de um lado para o outro-Porque não seria nada legal ela voando com você no seu dragão,sua mãe não vai gostar.

Ele parou de andar e me encarou divertido.

-Jade Strondus,você está com ciúmes?-riu.

Arregalei os olhos.

-O que?Claro que não!Eu sou uma pessoa controlada!-declarei.

-Tá bom-debochou.

Suspirei.

-Tem alguma coisa nessa Leslie que me soa familiar,mas eu não sei bem o que é-confessei.

-Olha,vai dar tudo certo-declarou me segurando pelos os ombros-Amanhã nos vamos para o tal posto e ir atrás do Dagur.

Assenti recebendo um beijo na testa.

(...)

No dia seguinte...

-Minha amiga!Primeiro com a Esther e agora com a Leslie!Você tem um ciúme assustador!-exclamou Ray chocada.

-Não é ciúme!-me defendi-É só desconfiança,a Leslie esconde alguma coisa.

-É verdade,não podemos ignorar esse presentimento da Jade-comentou Damon pensativo-Ela tinha desconfianças em relação à Esther e olha no que deu.

-Obrigada Damon-sorri-E aí Ray?Você está comigo também?

Ela revirou os olhos.

-Tem uma baixa probabilidade de sucesso-declarou.

(...)

Eu,Stoico,nossos irmãos e nossos amigos,voamos para o tal posto que tinha fora dos limites de Berk.

Quando chegamos lá,as gêmeas,Rose,Gaby,os irmãos Jorgenson,Nickolas,Cabeça de Cabra,trataram de explorar o local.Stoico,Leo e Camélia foram armar um plano contra Dagur.E eu e os irmãos Somehalder?Investigando a Leslie!

-Eu sinto muito pela a sua família Leslie-declarei colocando a mão em seu ombro-Mas você não precisa passar por tudo isso sozinha.

-Eu não sei,talvez eu tenha nascido para ficar sozinha-confessou tristonha-Primeiro eu fui separada da minha família biológica...

Franzi a testa.

-Família biológica?-perguntou Damon confuso.

-É,já faz tanto tempo,eu nem me lembro direito-comentou remexendo a bolsa e retirando um chifre que tinha um símbolo cravado-Isso era do meu pai,eu só tenho isso dele.

Peguei o chifre para analisá-lo melhor.

Arregalei os olhos quando reconheci o símbolo da família Stone:O clã do Eret e do Nickolas.

-Posso pegar isso emprestado rapididinho?-perguntei.

(...)

Pousei com Osman e desci correndo até o grande salão.

Adentrei o salão e olhei ao redor procurando,até que eu o achei.

-Tio Eret!-chamei me aproximando-Será que podemos conversar à sós?

(...)

Estávamos em uma sala onde não tinha ninguém.

-Onde conseguiu isso?-questionou confuso enquanto analisava o chifre.

-É de uma garota chamada Leslie-expliquei-Ela chegou em Berk há pouco tempo e disse que o pai dela deu isso pra ela.

Ele arregalou os olhos chocado.

-Tio Eret...a Leslie é sua filha?-questionei preocupada.

Pov's Stoico

-Cadê a Jade?-questionei quando todos nós estávamos reunidos.

-Ela voltou pra Berk para resolver umas paradas-respondeu Raynara sorrindo amarelo.

Eu sabia que ela estava me escondendo algo,mas naquele momento,pegar Dagur era o mais importante.

Suspirei.

-Muito bem,vamos usar o elemento surpresa-declarei-Vocês todos irão distrair o Dagur no céu,enquanto eu e Leslie invadimos o barco silenciosamente.Quando derrotarmos todos os soldados,capturamos o Dagur.

Leslie arqueou uma sobrancelha.

-Só capturar?-questionou incomodada.

-A gente não vai matar ele Leslie-declarou Gaby incrédula.

-É,apesar dele ser louco,não vamos matá-lo-afirmei-Vamos mandar ele de volta para a ilha dos perdidos,pra ele apodrecer lá.

(...)

Voávamos pelo o céu,até que avistamos uma frota de navios.

-Sigam o plano-alertei voando com Leslie,que voava no seu Pesadelo Monstruoso.

Nos escondemos nas laterais do barco em que Dagur estava,enquanto o pessoal distraía ele no céu.

Pov's Camélia

-Tá muito alto para atingir ele!-reclamou Baltazar.

-É pra gente desviar a atenção do Dagur e para voar alto pra ele não nos acertar!-esbravejei.

-Pois eu acho que é melhor ir pra baixo-comentou.

Ele abaixou a cabeça,desviando de uma flecha.

-EU QUIS DIZER PRA CIMA!TERROR DO FOGO,PRA CIMA!-ordenou ao dragão que voou mais alto.

Pov's Stoico

Eu e Leslie já havíamos derrotado todos os soldados e estávamos escondidos.

Só sobrou o Dagur...

Eu e Leslie saímos do esconderijo e derrubamos Dagur.

Me agachei amarrando os seus pulsos.

Me levantei e ele virou o corpo para nos encarar.

-Vocês dois!?!-exclamou surpreso.

-Oi Dagur,quanto tempo?-sorri torto para provocá-lo,pois o meu sorriso era igual ao do meu pai.

-Agora sim-sorriu Leslie determinada-Flamejante,acaba com ele!

O dragão da Leslie estendeu a garra de unhas afiadas.

-Não,Leslie!Você prometeu!-alertei.

-Desculpa Stoico,eu mudei de idéia-declarou-O Dagur não capturou o meu vilarejo,então isso acaba aqui!

Dagur gargalhou.

-Se me matar Leslie,nunca vai...-Leslie tampou a boca dele com um pano.

-Conta para os deuses-rosnou ela-Flamejante!

Flamejante se preparou para enfiar as garras em Dagur,mas parou quando um jato de plasma lhe atingiu.

-PARA!!!!-berrou Jade chegando com Osman.

Pov's Jade

Desci de Osman e cheguei perto de Leslie.

-Saí Jade!-exclamou irritada.

-Você não tá entendendo-afirmei pegando o chifre-Você disse que o seu pai te deu isso.

-Ele deu,mas...o que está fazendo?!?-questionou aborrecida.

-Esse,é o brasão de Eret Stone,um ex-aliado de Drago Sangue Bravo!-esbravejei.

Ela arregalou os olhos.

-O brasão do Eret está escrito no meu chifre-disse com a voz trêmula enquanto pegava o chifre da minha mão-O que está dizendo?

-Eu tô dizendo que Eret Stone deu esse chifre para o líder do clã Skrill,em homenagem à filha recém-nascida dele!-expliquei.

-Mas...

-Você é essa filha recém-nascida Leslie!-completei-O seu pai,o líder do clã Skrill...é o Dagur.

Ela arregalou os olhos chocada.

-Não...-murmurou assustada.

Dagur se debateu.

-Leslie,o Dagur é seu pai-alertei-Você não pode matá-lo.

Leslie encarou Stoico.

-Que tal você?-perguntou.

-O que?-meu namorado arregalou os olhos.

-Ele fez muito mal ao seus pais!Hofferson,ele nunca vai deixar sua mãe em paz!-exclamou ela.

Encarei Stoico repreensiva.

-Stoico...-pedi.

Ele suspirou.

-Desculpa Leslie,apesar de eu odiar muito o Dagur,não podemos matá-lo,tente entender-afirmou.

Um sorriso orgulhoso cresceu em meu rosto.

-Eu não acredito!-exclamou Leslie incrédula-O cara que eu mais odeio é meu pai!

Sorri colocando a mão em seu ombro,fazendo-a me encarar.

-Ele não precisa ser sua família-declarei-Berk pode ser sua casa agora,você pode começar a vida lá.

Ela sorriu com os olhos marejados.

-Obrigado Jade,mesmo...-murmurou.

Stoico ajudou a Dagur a se levantar.

-Hora de voltar para a ilha dos perdidos doidão-debochou.

Abaixei o olhar pensativa.

(...)

No posto...

Bati na porta da cabana de Stoico.

Ele abriu a porta.

Meu queixo despencou enquanto eu sentia meu rosto avermelhar.

Meu Thor!Ele estava sem camisa!

Desviei o olhar envergonhada.

-Por Odin Stoico!Coloque uma camisa!-pedi irritada.

Ele riu enquanto se afastava.

Entrei em sua cabana vendo ele vestir uma camisa.

-O que foi?Você costuma dormir cedo-comentou me encarando.

Suspirei.

-Quero conversar sobre o que aconteceu no navio do Dagur-declarei.

Ele arqueou uma sobrancelha.

-Acho que devia conversar com a Leslie,foi ela que se abalou mais-respondeu.

-Stoico,vocês não viu o que fizemos hoje?-perguntei sorridente.

Ele franziu a testa confuso.

-Você não deixou Leslie matar o Dagur porque não achou certo!Stoico,você agiu corretamente!Você agiu como...um líder-confessei.

Sorri quando ele corou levemente.

-Obrigado,maaaaasss...eu não fui o único!-exclamou sorrindo-Você deixou que Leslie recomeçasse a vida em Berk!Isso também foi uma atitude de líder!

Sorri feito boba.

-Estamos agindo que nem os nossos pais-comentei.

Ele suspirou.

-Pois é.

Me aproximei dele e segurei seu rosto com as mãos.

-Stoico,eu...quero proteger Berk assim como sua mãe e meu pai fizeram a vida inteira.Assim como nosso avó fez e também todos os nossos ancestrais!-confessei-Nós fomos escolhidos para proteger aquela ilha!Eu mudei de opinião e papai estava certo ao nos mandar para essa missão.Eu quero ser líder de Berk,mas e você?

Ele abaixou o olhar pensativo e deu um sorriso maroto.

-É,vai ser legal ter mais autoridade sobre as minhas irmãs-comentou rindo.

Ri também.

Stoico encostou a testa na minha.

-Jade...eu queria...te fazer uma pergunta...-declarou nervoso.

Franzi a testa.

-Pode fazer-respondi

Ele suspirou antes de dizer:

-Você quer se casar comigo?

Arregalei os olhos.

-Escuta,não precisa se preocupar com as opiniões dos outros,a única que pessoa que não sabe desse pedido é a minha mãe e ela vai me matar por causa disso-riu-Então,se você,pensar com...

Puxei sua nuca e o beijei.

Quando nos faltou fôlego,eu me separei dele para encará-lo.

Meus olhos estavam cheios de lágrimas e um sorriso bobo crescia em meu rosto.

-É claro que eu me aceito casar com você,Stoico Hofferson-sussurrei.

Ele sorriu torto me puxando mais para si e me beijou outra vez.

(...)

Meses depois...

Eu e Stoico estávamos escondidos atrás de uma casa,enquanto esperávamos a hora certa.

No meio da praça,Berk toda estava reunida para ver,eu e Stoico,virarmos os seus novos líderes.

-Aí...que frio na barriga...-confessei.

Stoico segurou minha mão.

-Como será que seu pai e minha mãe se sentiram?-comentou.

"Eu quase desmaiei,mas aguentei o tranco-reconheci a voz da Tia Seeylfe."

Nos viramos vendo ela se aproximar.

-Tá na hora-declarou-Eu estou orgulhosa de vocês dois,que isso fique claro.

Sorri.

-Obrigada Tia Seeylfe-declarei.

Ela se virou começando a se afastar e nós dois a seguimos.

Todos os olhos,foram para nós dois,o que me fez corar de vergonha.

Procurei por meus amigos e os avistei no meio da multidão,com cartazes com nossas fotos e com letras escritas:Nossos líderes!

Sorri de lado.Tenho quase certeza que essa idéia foi de Camélia ou de Raynara.

Encarei meus avós que sorriam orgulhosos.

Então,encarei meus pais.Os dois sorriam e pareciam que iam chorar a qualquer momento.

Eu e Stoico ficamos na frente da anciã e nos ajoelhamos.

Meu namorado apertou minha mão com mais força.

Gothi enfiou os dedos na tinta preta ao seu lado e desenhou o símbolo de liderança na testa de Stoico e depois na minha.

Suspirei me levantando junto com Stoico.

-VIVA LONGA AOS NOSSOS LÍDERES!-berrou Tio Dag empolgado.

Os viking gritaram animados.

Eu e Stoico nos viramos para encarar a multidão que aplaudia e gritava.

Sorri minimamente enquanto meu namorado gritava animado.

(...)

Um tempo depois...

-Fica quieta,Jade!-pediu Tia Seeylfe enquanto terminava de fechar meu vestido-Pronto!

Suspirei caminhando até o espelho.

Prendi o fôlego.

-Nossa...-confessei.

Minha mãe se aproximou por trás e colocou as mãos em meus ombros,enquanto sorria emocionada.

-Você...está linda...-murmurou.

Sorri minimamente.

-O noivo já chegou no salão,né?-brinquei.

-É claro que sim!Se ele se atrasasse,eu matava ele!-riu Tia Seeylfe.

Avistei pelo o reflexo do espelho,Bella entrar no quarto.

-Bella!-exclamei me virando-Você veio!

-É claro que vim!Posso ser rainha,mas tenho um tempinho extra-brincou piscando-Posso falar com a noiva à sós?

Minha mãe me entregou o buquê de rosas vermelhas e saiu do quarto com Tia Seeylfe.

-Como está indo...com o Robert?-questionei curiosa.

Ela sorriu feito boba e levantou a mão,mostrando o seu anel de noivado.

-Olha só...-comentei sorrindo.

Ela riu abaixando a mão.

-E aí?Nervosa?-perguntou curiosa.

Suspirei.

-Eu queria te agradecer-declarei-Se não fosse você...eu não estaria me casando com Stoico hoje...

Ela sorriu se aproximando e pegou as minhas mãos.

-Além de ser sua rainha,também sou sua amiga Jade,pode contar sempre comigo-afirmou.

Sorri minimamente antes de abraçá-la.

(...)

Eu estava em frente às portas do Grande Salão,que estavam fechadas.

Eu agarrava o braço do meu pai com força enquanto eu sentia meu estômago dar voltas e meu coração bater cada vez mais rápido.

Ouvi meu pai suspirar,o que me fez encará-lo.

Arregalei os olhos quando as lágrimas desceram por seu rosto.

-Pai?-chamei confusa fazendo ele me encarar-O que foi?Está tudo bem?

Ele sorriu enquanto enxugava as lágrimas.

-Não é nada,é só que...

-Pai-insisti.

Ele acariciou meu rosto.

-É que...é difícil aceitar,que minha garotinha cresceu...-confessou.

Sorri minimamente enquanto tirava sua mão do meu rosto e a apertava levemente.

-Eu sempre serei sua garotinha pai-afirmei.

Ele beijou minha testa e me abraçou com força.

Fechei os olhos me acolhendo mais nos braços do meu herói,do meu pai.

Pov's Stoico

Eu andava de um lado para o outro,nervoso e ansioso.

-Não fique assim mano.É tradição a noiva chegar atrasada-disse Camélia tentando me acalmar.

Mamãe gargalhou.

-Você parece seu pai no dia do nosso casamento-comentou.

-Isso,vai rindo-resmungou meu pai emburrado.

Prendi a respiração quando as portas do salão se abriram.

-Aí.meu.Thor...-murmurei chocado.

Tio Soluço trazia Jade,que sorria enquanto me encarava.

A Jade era tão linda,mas ela vestida de noiva...me deixou sem palavras.

Quando eles se aproximaram,estendi a mão para Jade e a ajudei a subir no altar.

Tio Soluço me lançou um olhar do tipo:Cuida da minha filha ou eu te mato.

Engolindo o seco,assenti com a cabeça.

Eu e Jade nos colocamos na frente do nosso avô,que iria fazer a cerimônia.

-Estamos aqui reunidos,para unir estes jovens em matrimônio:Stoico Hofferson e Jade Strondus.Quem começará os votos?

Suspirei me virando para Jade.

-Jade Strondus-comecei-Durante toda a minha infância,eu te odiei mortalmente e fazia de tudo para lhe irritar,mas lá no fundo,eu queria ser como você:forte,inteligente,determinada...tudo de bom que existe!

Os olhos dela se encheram de lágrimas.

-Fui um idiota muitas vezes,errei com você muitas vezes,mas mesmo depois de tudo o que eu fiz,você esteve lá do meu lado,consertando os meus erros e me colocando no caminho certo.Você foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida e assim como você jamais me deixou,eu jamais deixarei você sozinha.Eu serei fiel e amarei você até que a morte nos separe.

Pov's Jade

Enxuguei as lágrimas.

-Stoico...sim!Você foi um idiota muitas vezes!-brinquei.

Todos riram.

-Mas o seu jeito brincalhão é uma das suas qualidades que me encantou-confessei-Não só essas,mas também o seu jeito protetor,responsável,maduro e amoroso que você adquiriu com o passar do tempo.Você se tornou o homem que eu sempre sonhei e agradeço aos deuses por ter você em minha vida.Eu não só te consertei,como também te amei e te amarei pelo o resto da minha vida.

Ele deu seu lindo sorriso torto.

-Stoico Strondus Hofferson,aceita,Jade Hofferson Strondus,como sua legítima esposa?Para amá-la e respeitá-la na saúde e na doença,na riqueza e na pobreza,na alegria e na tristeza,até que a morte os separe?-perguntou vovô.

-Aceito-respondeu Stoico.

-Jade Hofferson Strondus,aceita Stoico Strondus Hofferson,como seu legítimo esposo?Para amá-lo e respeitá-lo na saúde e na doença,na riqueza e na pobreza,na alegria e na tristeza,até que a morte os separe?

-Aceito-respondi.

-Então,pelo o poder investido em mim,eu vos declaro,marido e mulher-declarou vovô-Pode beijar a noiva.

Sorri puxando Stoico pelo o colarinho e o beijando.

Narração

Um amor que foi considerado proibido,mas aceito,pois este casal provou que não existe limites para o amor.

Jade Strondus,filha de Soluço Strondus,o treinador de dragões,e de Astrid Hofferson,a princesa dos machados.A primogênita dos Strondus se apaixonou por seu primo,Stoico Hofferson,filho de Seeylfe Strondus,a filha de Stoico o Imenso e treinadora de dragões,e de Dag Hofferson,príncipe das espadas.

Não foi amor à primeira vista,pelo o contrário,por causa de um desentendimento,passaram a se odiar desde crianças.

Brigas,discussões,lutas,xingamentos...Seus pais estavam para ficarem loucos.

Até que os dois cresceram e começaram a se encarar com outros olhos.

Não se olhavam como rivais ou como primos,mas como dois jovens apaixonados.

Ela era certinha.Ele era quebrava as regras.

Ela obedecia os pais.Ele desobedecia os dele.

Ela pensava duas vezes.Ele agia no impulso.

Dois primos,dois jovens,completamente diferentes.

É como aquele velho ditado:O amor e o ódio andam de mãos dadas.

Jade e Stoico sabiam que seu amor era proibido,mas arriscaram e lutaram por ele.E agora,os dois são líderes de Berk e é claro,marido e mulher.

Essa,foi a história de amor de Stoico Hofferson e Jade Strondus.


Notas Finais


Vídeo do casal:
https://youtu.be/bnQHA-WmaZE

Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...