História Amor? Ou Ódio?? - Capítulo 78


Escrita por:

Postado
Categorias Banda Fly (Fly Br)
Personagens Caíque Gama, Nathan Barone, Paulo Castagnoli, Personagens Originais
Tags Caíque Gama, Nathan Barone, Paulo Castagnoli
Visualizações 103
Palavras 1.692
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei, mas voltei!

Tem treta, se preparem 👀

Vamos conversar nos comentários? 💚

BOA LEITURA BABYS ❤

Capítulo 78 - Alguns messes depois... (Desavenças)


     Alguns meses depois

         Narradora On

Depois do último ocorrido os dias foram andando melhores. Arthur seguiu com sua fisioterapia e toda vez que pensava em desistir lembrava da música que seu pai e tios haviam feito para ele, Segue em frente tinha se tornado seu alicerce e a música em pedido do menino tinha ganhado uma versão em estúdio. Voltando para o menino Arthur, depois de muita persistência ele conseguiu dar os primeiros passos sozinhos na barra, foi uma alegria na família e dentro dele. A maior alegria do ano até agora! Hoje ele ainda está com a cadeira, porém em algumas horas do dia ele anda devagar com a ajuda de suas muletas.

Os jovens da casa continuam em seus cursos, menos Vick que continua todos esses messes em dúvida da vida. Sofia está perto de sua formatura e Miguel está agradecendo aos céus por isso, assim ele parará de servir como modelo... Assim como o Nathan que está sofrendo com opiniões de moda da Rafa todas as vezes que ele toma banho... Falando em Rafa, a mesma está na loucura com sua formatura que será daqui há um mês, a pobrezinha faz parte da equipe de organização e nem está percebendo a confusão que sua Vick está passando e ainda anda esquecendo algumas obrigações com a Pietra.

Duda segue no quinto período da faculdade. Dani é a maior responsável pelo pequeno Lucas e todos os seus dias tem sido dele. Os meninos irão começar com os shows nesse final de semana e como de costume toda a família irá comparecer, inclusive a pequena Isa.

A família anda agitada. Alguns estão no seu momento máximo de felicidade, outros estão passando por problemas internos. O caso é, que conflitos internos podem ser resolvidos, mas nem sempre sozinhos...

      Vick Barone On

Segunda feira, casa.

Terça feira, casa.

Quarta feira, casa.

Quinta feira, novamente em casa.

Sexta feira, casa, casa e C A S A!

Enquanto isso minha família inteira está em movimento. Arthur na fisio e suas consultas. Tia Dani com o Lucas, meu pai e meus tios com a banda, a galera com os seus cursos e a tia Duda com a faculdade. Os pirralhos não moram mais aqui e a minha mãe mal para em casa com essa merda de formatura. Será que eles não perceberam que eu estou ficando louca? Poxa, nem o Victor viu isso e ele é a primeira pessoa a reparar quando tem algo errado comigo.

O fato é que eu não consigo ser boa em nada! E eu preciso projetar a minha vida, preciso fazer algo e no momento nada me parece bom e quando parece, eu não sou boa o suficiente... E enquanto isso o tempo vai passando...

Hoje é uma típica sexta feira que eu vou embora sozinha da escola, afinal todos foram para os seus compromissos. Cheguei em casa dei um "Oi" para o Arthur e subi para o meu quarto, os dias agora tem sido assim... Tomei um banho, peguei meu celular e me joguei na cama abrindo o Twitter. O lado bom de ter um pai cantor é que você acaba sendo adotada pelos fãs dele também e no meu caso até fã clube eu tenho, elas são umas fofas e estão sendo minha companhia durante as tardes. Fiquei um tempo conversando com elas e nem percebi quando dormi.

      Algumas horas depois

Senti um carinho em meus cabelos e acabei despertando, era o Victor.

Victor:- Oi

Eu:- Oi - respondi enquanto me sentava - Que horas são?

Victor:- 18hrs, você dormiu bastante.

Eu:- É, só tenho isso pra fazer mesmo.

Victor:- Minha mãe disse que você não almoçou, então eu trouxe um lanche.

Eu:- Obrigada.

Victor:- Você tem andado distante, aconteceu alguma coisa?

Eu:- Finalmente notou né... Eu estou ficando louca.

Victor:- O que foi? Gravidez de novo? Meu Deus! é isso?

Eu:- Você nem anda tendo tempo pra transar comigo, como vou ficar grávida? O problema é comigo Victor. Todos nessa casa estão com a vida movimentada e eu aqui, sem fazer porra nenhuma. Minha mãe esqueceu que tem duas filhas e eu estou me sentindo egoísta por pensar assim, já que ela parou a vida anos atrás pra me tirar do lixo e cuidar de mim. Eu não sou boa em nada Victor, enquanto isso minha vida tá passando caralho e eu vou ser a única que não vai ter nada na vida.

Victor:- É normal ficar confuso  na nossa idade amor...

Eu:- A questão é que eu não estou confusa, eu simplesmente não me encaixo em nada. Não sou boa com moda, não ligo pra maquiagem, odeio matemática, não gosto de computação... NÃO ME ENCAIXO EM NADA!

Victor:- Calma, eu posso te ajudar com pesquisas e você pode fazer aulas testes nos cursos... Não se ponha um limite, você tem tempo pra resolver suas dúvidas.

Ele me puxou pra um abraço e eu deitei em seu peito.

Victor:- Não precisa enlouquecer com isso Vick, somos jovens, calma. Por que não me chamou pra conversar?

Eu:- Você anda ocupado.

Victor:- Mais pra você não. Quer que eu converse com a Tia Rafa? Ou com o tio Nathan?

Eu:- Não, meu pai já conversou comigo e minha mãe é melhor nem tentar.

Victor:- Certeza?

Eu:- Sim.

Victor:- Ok. Vai comendo, vou pegar o notebook pra gente começar a pesquisar.

Assenti e peguei o sanduíche que estava na bandeja.

Eu realmente não posso reclamar do meu namorado.

            Rafaelly On

Eu não previa que minha vida tornaria um caos quando aceitei fazer parte da equipe de organização da minha formatura e muito menos quando aceitei ser responsável pela a mesma... Onde eu estava com a cabeça? Todos os problemas tem que ser resolvidos por mim mano, sem contar que ainda tem o desfile que vamos apresentar e todos os detalhes de roupas também estão na minha responsabilidade. Ah, eu também tenho uma família e filhas que ainda dependem de mim. Na verdade eu nem sei a última vez que vi a Pietra, já a Vick faz tempo que não temos uma conversa. 

Cheguei em casa exatamente às 21:00hrs, ouvi a voz do pessoal e eles provavelmente estavam jantando.

Fui para a cozinha e confirmei minhas suspeitas.

Nathan:- Finalmente, eu estava preocupado.

Eu:- Desculpa, estávamos vendo os últimos detalhes do desfile e meu celular descarregou.

Nathan:- Tudo bem.

Duda:- Senta aí criatura.

Eu:- Preciso de um banho, eu janto depois. Oi filha.

Antes dela responder eu me direcionei para o quarto. Peguei uma roupa limpa e fui para o banheiro. Tomei um banho rápido e desci novamente, assim que cheguei na cozinha todos já tinham terminado e estavam lavando a louça.

Nathan:- Seu prato tá no micro.

Eu:- Obrigada amor.

Sentei na mesa e comi em silêncio, apenas observando eles.

Dani:- Como vão as coisas Rafa?

Eu:- Cansativas, eu não pensei que seria assim. Parece que quanto mais problemas eu resolvo, mais aparecem.

Vick:- Quem dera todos estivessem resolvidos mesmo.

Eu:- Oi?

Vick:- Você mal olha pra gente, só quer saber dessa formatura idiota.

Victor:- Vick...

Eu:- Formatura idiota? Eu sou sua mãe, fala direito comigo Vitória.

Vick:- Minha mãe? Eu estou passando por problemas e você nem notou. Meu pai e o Victor que estão me ajudando. E a Pietra, você lembra dela? Acho que não né.

Eu:- Se está com problemas, por que não me procurou? Eu estou resolvendo a minha vida. Eu já era pra estar formada, mas eu parei a minha vida quando tirei você daquele lixo pra ser sua mãe, então baixa a sua bola.

Nathan:- Rafaelly, você tá louca?

Vick:- Continue sua vida então, agora você tem o peso a menos. Ela levantou e saiu correndo chorando.

Victor:- PORRA TIA, FICOU MALUCA?

Paulo:- VICTOR, RESPEITA A SUA TIA.

Victor:- ME DEIXA PAI.

Ele subiu também e só escutei a porta batendo.

Nathan:- Você pirou mano? Caralho

Eu:- Você ouviu as coisas que ela me disse?

Nathan:- VOCÊ OUVIU O QUE DISSE A ELA?

Eu:- Eu...

Sofia:- Pegou pesado tia, poxa.

Arthur:- Me.ajuda a subir Rafa, quero ver como ela está.

Rafael:- Vamos...

Caique:- Você não precisava ter dito aquilo, ela só falou aquelas coisas porque está sentindo sua falta.

Nathan:- Eu espero que você concerte essa merda, não sei se você lembra, mas quando ela descobriu que era adotada demorou temos pra ela se aceitar novamente na porra dessa família.

Ele jogou na minha cara e saiu.

Duda:- O que está acontecendo?

Eu:- Eu estou estressada com esse monte de coisas nas minhas costas.

Dani:- Desculpas se vou ser ignorante, mas é consequência das suas escolhas. Nós, seu marido e suas filhas não temos nada haver com isso.

Caíque:- Realmente, não é jogando a culpa na suas costas, mas mano é verdade.

Eu:- Eu já entendi, vou ir falar com ela.

Subi e já pude ouvir a confusão que estava naquele quarto ainda no corredor.

Victor:- PRA ONDE VOCÊ VAI AMOR? Não faz isso.

Nathan:- Vick olha pra mim. Seu lugar é aqui princesa, para com isso.

Vick:- Não é aqui. Ela se arrependeu pai, eu vou embora.

Sofia:- Você está de cabeça quente Vih, não faz isso.

Corri, abri a porta devagar e pude ver ela socado algumas roupas na mochila.

Eu:- Você não vai embora.

Vick:- Você precisa resolver sua vida, com uma responsabilidade a menos vai ser mais fácil.

Nathan:- Crianças vem, elas precisam conversar.

Victor:- Não deixa ela ir embora tia, pelo amor de Deus.

Assenti e eles saíram.

Eu:- Para de arrumar essas coisas, senta aqui. -Ela não ligou muito para o que eu disse, então eu continuei - Eu me expressei errado, a melhor coisa da minha vida foi ter ficado com você minha filha.

Vick:- Não foi o que você disse.

Eu:- Eu estou atolada de coisas na cabeça, nem sei o que estou falando. Me perdoa, eu amo ser sua mãe e sinto muito se estou em falta nisso esses dias.

Vick:- Eu fui ignorante também, me desculpe.

Abri meus braços e ela logo se encaixou ali.

Eu:- Me diz, o que tem te chateado?

Ela começou a compartilhar seu problema e a aconselhei o máximo que eu pude.

Ela estava certa, eu tinha esquecido um pouco que tinha família.


Notas Finais


GOSTARAM? Me contem aqui nos comentários! 💙

Vocês estão bem nenês?

Vocês preferem filmes ou séries? Eu não consigo gostar de nenhum dos dois gente, sério.

Qual é a cor preferida de vocês?

Querem dar alguma sugestão pra fic? Podem me mandar por mensagem .

Eu volto logo amores, prometo!

Beijinhos de pipoca, amoras ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...