História Amor para os dias que virão - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Doyoung, Taeil
Tags Doil
Visualizações 14
Palavras 1.164
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabble, Fluffy, LGBT, Shonen-Ai
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Minha segunda fic NCT aqui no SS
Bem curtinha ;*;
Mah, minha irmã, como sempre fazendo minhas capas tão lindas MAH EU TE AMO OBRIGADA VC NEM VAI LER ISSO MAAAAS ( ATT ELA LEEEEEEU :3)
Dedicada a todas (os) as(os) shippers de Doil
Amo Doil e vou protegê-los♡♡♡♡
(ATT Fic inspirada em um mangá os que eu gosto)
Boa leitura!

Capítulo 1 - Amor para os dias que virão - Capítulo Único


..descobri que não é verdade o que dizem a respeito do passado, essa história de que podemos enterrá-lo.

Khaled Hosseini

[ Amor para os dias que virão]

Capítulo Único.

Eu sempre pensei que eu fosse uma pessoa muito distante.

Eu sempre pensei que eu fosse difícil de se aproximar, que meus pensamentos nunca poderiam ser lidos...

E que jamais chegaria o dia que alguém me diria “Eu gosto de você”.

X

Mas é realmente difícil lembrar desses pensamentos porque há uma pessoa na minha frente agora.

E essa pessoa arruinou tudo o que eu rotulei sobre a minha vida, reduzindo-a a uma mentira.

Quem poderia me julgar?

Quem poderia pensar que o presente se tornaria passado em uma questão de segundos?

X

Eu possuía muitas regras a seguir, como:

1 - Me manter quieto quanto ao amor;

2 - Não sair procurando por ele pelos cantos;

3- Não me pegar o desejando abruptamente;

E ,acima de tudo: 4 - nunca olhar para alguém com segundas intenções.

5 - Nunca ultrapassar a barreira “amizade”.

X

Você me fez quebrar todas essas regras e esquecer os meus princípios.

Alguém quase inalcançável, como eu... Foi alcançado por alguém como você.

X

_ Eu gosto de você, Taeil-hyung.

Você me disse apenas esta manhã.

Não fez uma cara triste ou alegre, não riu de mim ou disse que tudo não passou de uma brincadeira. Sei que não queria me sacanear, mas senti que não poderia acreditar em você.

X

Porque aqueles que não se julgam dignos do amor nunca serão capaz de possuí-lo.

X

Realmente, quando alguém vem querer te sacanear, normalmente diz que foi apenas uma brincadeira no final. Normalmente quando alguém vem querer brincar com você, mostra uma expressão descontraida, ri da sua cara; certamente espalha para muitas pessoas depois o quanto você foi idiota de cair naquela conversa.

Naquele momento eu realmente quis que fosse uma brincadeira.

Mas sua expressão o tempo inteiro me mostrava que não.

X

Na primeira vez que eu te vi, você era como o inverno. Alvo, frio e eterno. Usava um grande sobretudo azul escuro, cheio da neve que te seguiu do lado de fora.

Parecia o recorte de um filme de romance antigo; por trás de si havia uma música silenciosa, assobio do vento.

Você não parecia real.

Mesmo assim, eu fui mais forte, não me apaixonei por você.

X

_ Isso é estranho - eu respondi a sua confissão.

Observando se desfazer de sua expressão firme. Por um instante o vi tão vulnerável, como se qualquer farfalhar do ar pudesse leva-lo a ruinas.

_Eu realmente sinto muito - você me respondeu com a voz embargada, de quem estava prestes a chorar. Mas o seu rosto estava coberto com suas mãos finas e brancas.

Então eu finalmente pensei, você não era como o inverno. Ou enfim, poderia ter derretido.

X

Você foi para mim como o outono ameno e leve, uma saudade esquecida.

X

_ Como é o seu nome?

_ DoYoung.

_ Você sabe o meu nome?

_ Você me ouviu? Eu acabei de dizer que gosto de você. Como eu não saberia?

(Eu quase sorri).

_ Você não se apaixona por um nome.

(Você sorriu).

_ Taeil é um nome bonito.

X

Quando você está assim, tão frágil e fofo, não posso deixar de me sentir culpado.

Nós dois cursamos música na Faculdade de Seul e temos algumas aulas juntos. Então o convidei para sentar ao meu lado durante a aula.

E eu nunca pensei que poderia não saber o que fazer com as minhas própria mãos.

Eu queria saber porque você gostava de mim.

Eu queria saber porque você quis que eu soubesse.

X

Eu sempre ouvi comentários sobre como você era bonito, ou algo assim, porém calado e muito tímido. Um tipo difícil de se aproximar; não somos muito diferentes.

"O problema é que DoYoung não pode evitar ser assim, faz parte da sua personalidade. Porém, Taeil necessita ser assim para que ninguém tome seu coração".

X

_ Tudo que eu queria era que você soubesse - você me sussurrou - Eu sinto muito, Taeil-hyung.

_ Você deve se desculpar por gostar?

Você agora está curvado demais sobre a minha carteira e há uma junção confusa de mãos em frente ao seu rosto.

_Só por hoje, eu posso segurar sua mão... Pode ser aqui, por baixo da carteira mesmo. Ninguém vai ver.

Você me dirigiu um olhar esperançoso e eu pude ver como se esforçou para dizer isso.

Você estava vermelho e talvez quente, como o verão.

Eu admirei a determinação que vi em seu olhar.

X

Talvez a felicidade esteja do outro lado das regras que eu criei...

X

_ Me responda: O que você viu em mim?

_ Eu não sei dizer.

_ Eu apenas não sei como agir, não sei como lidar com isso. Até ontem eu mal o via, nossos ciclos de amizades são tão diferentes, a maioria dos nossos horários também é. Mas posso dizer que você não é muito diferente de mim...

_ Provavelmente.

_ Porém, eu sou medroso. Eu jamais me confessaria a alguém como você fez.

Ouvir o seu silêncio me confortou.

X

_Então, Hyung, eu posso segurar?

_S-sim.

Eu gaguejei sem perceber. Eu não senti o nervosismo chegar e me absorver dentro dele.

Cuidadosamente nossas mãos se encontraram por baixo da carteira e senti a sua tremer sob a minha. Estava quente, molhada e trêmula. Inesperadamente eu vejo um pequeno sorriso nascer em seus lábios.

X

Apenas esse ato bastou para que mel fosse derramado no meu coração.

Talvez... E só talvez, a sensação de ser amado não fosse tão ruim assim.

X

_Sua mão é tão pequena e macia, parece a mão de uma mãe .

Você me disse isso e eu quase pulei sobre a carteira, em seguida o olhando confuso e você estava nervoso, me mostrando uma expressão assustada.

_Não quero dizer que parece uma mulher... A primeira vez que te vi, mesmo que você fosse legal e popular, parecia difícil de se aproximar, talvez porque não quisesse que os outros te vissem como realmente é. Durante a festa dos calouros eu lembro que caí bêbado, mas foi você quem cuidou de mim. Você se lembra, hyung? Você colocou a mão sobre meu rosto e deixou uma impressão forte e segura em mim... Alguém tão gentil e capaz de cuidar de quem nem conhecia... Me desculpe por ter me apaixonado por você.

X

Aquela classe...

O mundo lá fora...

Não pareciam mais existir.

X

Você largou minha mão debaixo da carteira para cobrir seu rosto envergonhado... Completamente adorável.

Naquele momento tudo que passou pela minha cabeça foram as palavras que você tinha acabado de me dizer.

Senti que pensaria nelas durante muito tempo.

Senti como se elas nunca fossem sair da minha cabeça, pois aquela foi a primeira vez que eu quis amar.

Assim como as flores desabrocham e perfumam o ar com sua beleza sublime, eu te vi como a primavera. Algo que começa com paixão e ansiedade.

_Sempre que você precisar de ajuda, pode contar comigo. Afinal, somos colegas de classe.

Eu sorri para você que me devolveu o mesmo tipo de sorriso simples, mas sem evitar cobrir o rosto novamente.

Assim como eu ouvi, você é bastante tímido, mas muito, muito adorável.

X

Não achei que tão próximo de mim pudesse existir alguém tão especial...

(E talvez você me possa fazer amá-lo nos dias que estão por vir).

X

Fim.

 


Notas Finais


Obrigada por ter lido ♡
Bjosssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...