História Amor pelo Mafioso - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Visualizações 32
Palavras 1.225
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Durante a festa



                  >> POV LOLA <<



Fomos até a festa, e a maior parte do tempo o silêncio reinou dentro do carro. Uma música baixa preenchia o ambiente.


Percebo uma boa quantidade de carros estacionados em frente ao que parecia ser um salão de festas, imaginei que fosse ali nosso destino.


- Chegamos. - Harry diz estacionando e antes que eu saia do carro ele impede segurando minha mão.


- O que houve? - Pergunto.


- A propósito, você está linda. - Ele diz sorrindo me deixando constrangida. Sai do carro dando a volta rapidamente e abrindo a porta pra mim, percebo que atraímos diversos olhares presentes ali.


Caminhamos calmamente até a entrada. Harry pediu que eu segurasse ao redor de seu braço e assim o fiz. Acompanhei ele e em todo momento percebo que todos nos olhavam. Comecei a ficar sem jeito, mas quando olho pro lado percebo Harry agir naturalmente e logo faço o mesmo.


- Pegarei um drink para você. Fique aqui. - Ele diz e sai. Fico ali um pouco perdida, vejo várias mulheres lindas e bem vestidas. Então agradeço aos deuses pelo vestido que Harry me deu não ser feio, ou um nível abaixo do que estavam usando ali. Louis e Eleanor logo sumiram da minha vista, torci para que os encontrasse logo.


- Boa noite. - Um garoto diz ao se aproximar. - Ele era branco, um pouco mais que Harry, seus cabelos eram de um escuro quase preto e formavam um topete, ele usava roupas formais como todos os homens ali.


- Boa noite. - Respondo estendendo a mão que ele logo alcança depositando um leve beijo.


- Você se chama? - Ele pergunta.


- Lorena Styles. - Digo e percebo que usei o sobrenome de Harry sem perceber, sei que isso consta atualmente em meu documento, mas eu não era obrigada a aderir. Era?


- Styles? Você é irmã do Harry por acaso? - Ele pergunta e o percebo  um tanto quanto espantado.


- Não, não... - Digo e antes de terminar minha fala sou interrompida.


- Na verdade, ela é minha mulher. Boa noite Peter. - Harry aparece estendendo o drink em minha direção, logo pego e dou um gole para disfarçar o clima tenso que se formou.


- Boa noite Harry, eu e Lorena estávamos conversando, nem imaginei que era sua namorada. - Ele diz "inocentemente".


- Acho que você não entendeu ainda meu caro. Lorena não é minha namorada, quando digo mulher me refiro à esposa. - Harry afirma com mais firmeza transparecendo um ar de superioridade. - Agora se me dá licença, preciso apresentá-la para outras pessoas. Passar bem. - Harry se despede logo me puxando para longe dali sem esperar qualquer tipo de resposta vindo de Peter.


Fico em silêncio evitando uma discussão com ele, não era preciso ser grosseiro da forma como ele foi. Não entendi sua postura e muito menos o porque dela. 


- O que ele disse pra você? - Harry pergunta.


- Nem deu tempo para que surgisse um assunto. Você apareceu em 5 segundos. - Digo rígida.


- Menos mal. Fique perto de mim. - Ele diz e logo inicia uma conversa com uns rapazes de meia idade. Alguns me analisavam com olhares duvidosos e outros maldosos.


Do outro lado do salão reconheço Peter, ele estava sentado no bar e me dá um pequeno sorriso que retribuo com outro. Me viro voltando minha atenção para Harry quando ouço meu nome ser proferido.


- Rapazes. Essa é minha mulher. Lorena. - ele diz e cumprimento a todos, alguns mudam suas expressões na hora, talvez constrangimento ou algo parecido.


- É um prazer. - Sorrio.


Bebo mais alguns drinks, nada exagerado já que nunca bebi assim. Na verdade nunca nem bebi. 


Harry volta e meia me vigiava mas percebo que ele estava mais concentrado em sua conversa com aqueles homens. 


Fico sentada sozinha no canto do salão em um lugar onde tinha sofás e poltronas enquanto permaneço olhando para as pessoas dançando no centro. 


- Sozinha de novo? - Peter diz se aproximando e sentando-se ao meu lado.


- Bom, a maioria do tempo fico assim. - Digo.


- Lorena, posso fazer uma pergunta? - Ele diz


- Claro. - respondo.


- Como foi que você resolveu casar com o Harry? Eu nunca tinha visto você com ele, e olha que essas festas acontecem constantemente. - Ele pergunta e percebo um nó formar em minha garganta ao formular uma resposta que pudesse convencê-lo.


- Bom... É ... Acontece que nos conhecemos há algum tempo, mantemos em segredo o relacionamento. Por pouco não dá certo sabe? Resolvemos nos unir por causas maiores. E estamos aí. - Digo e dou um gole na bebida no final da frase.


- Sei.. Achei que ele não ficaria com mais ninguém depois da Verônica. - Ele solta um suspiro como se estivesse se lembrando de algo.


- Ah claro, todos acharam. Mas a vida sempre dá uma dessas. - Digo sorrindo mas me perguntando mentalmente de quem ele se referia. Nunca tinha ouvido falar dessa tal de Verônica. Mas a partir de agora procuraria saber quem era.


- Meu amor achei você. - Harry se aproxima com um sorriso forçado. - Essa música pede uma dança. - Ele diz e logo me levanto caminhando calmamente até a pista.



A música era romântica, então Harry dançava sutilmente comigo. 


- Posso saber o que aquele infeliz de novo estava cochichando com você? - Ele diz próximo ao meu ouvido e por um momento sinto meu corpo se arrepiar.


- Não estávamos cochichando. Ele apenas perguntou como resolvemos ficar juntos. - Digo calma.


- E você disse o que? - Ele pergunta temendo a resposta.


- Inventei uma resposta qualquer. Calma.


- Que bom que não disse a verdade. - Ele diz


- Aprendi com você. - Respondo e percebo seus olhos semicerrarem.


A música acelerou e mantivemos o ritmo.


- Como assim aprendeu comigo? - Ele pergunta.


- Quem é Verônica? - Respondo sua pergunta com outra.


- Ah, então pelo visto ele não perguntou apenas sobre nosso relacionamento e sim sobre outros. - Ele revira os olhos e percebo seu olhar percorrer o salão como se procurasse algo.


- Na verdade não interessa o que ele perguntou. Mas se queremos manter isso transparecendo alguma firmeza pra terceiros, devíamos ser sinceros. - Digo e ele permanece em silêncio.


A dança continuava e eu apenas seguia os passos. Fiz aula de balé quando criança, eu não era uma pessoa sem conhecimento de ritmo pelo menos.


A música aos poucos acalmou-se tomando forma de uma valsa mais lenta. 


- Verônica faz parte do meu passado. A única coisa que você precisa saber é que ela me traiu e eu quase a matei. Literalmente. É isso. - ele resume deixando em mim milhões de dúvidas.


- Como assim quase matou? - pergunto.


- Ela fugiu e não ouço falar dela há uns 3 anos. - Ele diz suspirando como se não importasse.


- Você a amava? - Pergunto sem perceber que estava forçando a barra.


- Amor não existe. E se existe eu não acredito nele. Pra mim existe desejo e ódio. Ou eu desejo, ou eu odeio. - Ele diz com um sorriso cínico e logo a música termina. Ele se vira e mais uma vez me deixa ali plantada.
 

 

 

 














Notas Finais


Comentem o que estão achando bbs >< <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...