História Amor por acidente - Capítulo 47


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Visualizações 294
Palavras 832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Literatura Feminina, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sim, é pequeno. Sorry

Capítulo 47 - Boa mãe


Fanfic / Fanfiction Amor por acidente - Capítulo 47 - Boa mãe

— Você está tão crescida...— Lauren sussurra observando a filha do cuidado enquanto sorri.— Parece até que foi ontem que você nasceu.

— Tecnicamente foi ontem mesmo.— Verônica fala logo recebendo o olhar confuso da amiga.— Você percebeu que o tempo passou voando desde que ela nasceu?

— É... Passou e agora ela tá comendo sozinha.— Fala levando a papinha a boca de hope.— Daqui a pouco ela começa a anda, aí vai pra escola, depois pra faculdade, vai casar me colocar em um asilo.

— Ela tá começando a comer agora e você já tá com medo de ir pro asilo?— Pergunta rindo mas logo para ao ver o rosto preocupado da amiga.— TPM?

— Não sei...— Resmunga colocando o pode em cima da mesa e pegando a filha do no colo.— Talvez seja, minha menstruação não desce desde que engravidei.

— Então você tá de TPM, agora você tá triste porque sua filha vai te colocar em um asilo e daqui a pouco vai estar assassinando alguém por aí. É assim que a TPM funciona.— Responde colocando a cabeça entre os braços.

— Você acha que eu sou uma boa mãe?

— Ué. Por quê?— Pergunta com a voz abafada por seus braços.

— Eu não tive bons pais, isso não faz de mim uma mãe ruim?— Seca uma lágrima que descia por seu rosto quando a amiga virou pra ela.

— Você deveria ter essas crises quando a Lucy ou a Mani estão por perto.— Levando da cadeira onde estava pra sentar ao lado da morena.- Me diz, quando a sua memória voltou?

— Quando a Hope nasceu.— Sussurra confusa.— O que isso tem haver com eu ser uma mãe ruim?

— Não, sei. Eu ia inventar alguma coisa.— Resmunga olhando pro lado.— Tá, vamos supor que a gente tá em um filme e que eu sou boa em conselhos, então o seu cérebro tava pronto pra ter suas memórias de volta tanto que você tava tendo aqueles sonhos estranhos.

— Sim, eu...

— Deixa eu terminar antes que passe a fazer menos sentindo ainda. A sua memória voltou logo no momento mais importante da sua vida, eu não entendo isso de maternidade mas deve ser importando, ou você não olharia pra essa coisa que só suja fraldas com tanto amor.— Fala sorrindo para a amiga que a olhava confusa.— Eu acho que ela foi o botão pras suas memorias voltarem, você seria uma boa mãe sem memórias, mas o fato de ter elas de volta de torna melhor, o que você passou com seus pais não te torna igual a eles, te torna melhor que eles, você faz o possível e impossível por essa garota enquanto ela te deixa a noite toda sem dormir.

— Mesmo não fazendo o mínimo sentido essas foram as palavras e mais inspiradoras que você já me disse.— A morena fala puxando Vero para um abraço.

-— Eu tentei, quer falar sobre a Camila?

— Não exagere.— Resmunga se afastando de Verônica e levantando.— A Camila precisa crescer.

.

— Esse tá bom?— Pergunta de frente para as amigas.

— Tá ótimo.— Dinah resmunga cobrindo o rosto com um travesseiro.

— Você disse isso dos últimos 3 Dinah.

— Não, eu disse isso dos últimos 30.— Responde irritada.— A Lauren já te viu nua, acha mesmo que ela vai se importar com seu vestido? Se você for vestida com um saco lixo ela nem vai se importar e...

— Tá perfeito, Mila. A Lauren vai adorar.— Ally interrompe a amiga antes de se iniciar uma discussão.

— Espero mesmo.— Sussurra para sim mesma.

.

— Você tá tomando vinho...— Sussurra observando os lábios da morena um pouco molhados.— E a Hope?

— Ela deixou de se alimentar exclusivamente de leite, infelizmente.- Resmunga colocando a taça no lugar ignorando o olhar da latina.— Eu tirei o suficiente pra ela tomar até o vinho sair do meu organismo e não dá pra jantar aqui sem vinho.

— Por que estamos aqui?— Pergunta confusa.

— Você disse que queria fazer tudo certo.- Responde olhando a latina por cima do cardápio.— Essa relação estranha que nós duas temos nunca teve um primeiro encontro.

— Isso é um encontro?— Pergunta logo recebendo o olhar da morena.

— Você viu o meu vestido?— Camila desce o olhar por seu corpo e logo assente rapidamente.— Estamos vestidas muito bem, em um restaurante muito bom e minha filha está com uma babá. Sim, é um encontro.

— Certo.— Sussurra secando as mãos no vestido.— Como foi seu dia?

— Verônica me deu conselhos sobre ser mãe.— Olha para a latina e abre um sorriso.— E Hope comeu um alimento que não saiu de mim pela primeira vez na vida.— Fala sorrindo para a latina que logo retribui.

— Ela já pode?— Pergunta confusa.— Não é muito pequena?

— É a partir dos 6 meses, Ally liberou.— Volta o olhar para o cardápio.— E o seu?

— Dormi o dia todo, nada demais.— Responde observando os traços da morena com um sorriso no rosto.

— Hum... Quero uma lasanha de berinjela e abobrinha.

— Acho que eu também.— Fala observando o rosto da morena sem prestar muita atenção.


Notas Finais


Feliz aniversário pra mim🎉🎊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...