1. Spirit Fanfics >
  2. Amor Possessivo; A Nova Era >
  3. 41

História Amor Possessivo; A Nova Era - Capítulo 41


Escrita por: Karol_93

Capítulo 41 - 41


2 anos depois...

Jeon S/n On

- Eunbi, não fica chateada... você sabia que o Jihyun não ia conseguir chegar em Seoul no seu aniversário. - Eu disse enquanto passava a mão por seus cabelos. - E você já está bem grandinha para ficar de birra, agora você tem dezoito anos, minha filha.

- Não é birra mãe, é saudade. - Suspirou. - Você está todo dia com o meu pai, e quando ele sai pra viajar a negócios, você quase fica louca... já tem muito tempo que eu não vejo o Jihyun.

- Eu te entendo, Eunbi.

- Sem contar que ela está um pouco estranho comigo. - Suspirou novamente. - Ele sempre está ocupado com alguma coisa, mãe.

- Se tem algo te incomodando, você precisa falar para ele, meu amor. Não vai adiantar muita coisa ficar guardando apenas para você.

- Mãe, manda o Minhyuk parar de me irritar! - Hanna gritou lá da sala.

- É essa menina chata que está fazendo graça, mãe! - Minhyuk gritou logo em seguida.

- Vai lá resolver o problema com aqueles dois. - Ri. - Se não eles vão se matar lá.

- Aish... sinceramente, nem parece que aqueles dois já tem treze anos! - Mamãe saiu furiosa do meu quarto.

Olhei meu celular e não tinha nenhuma mensagem do Jihyun lá... como ele estava estranho, eu decidi não mandar mensagem hoje.

- Com licença, estou entrando! - Tio Tae apareceu fazendo gracinha. - Como você está, meu amorzinho?

- Estou bem... tio, quando vai parar de me chamar por apelidos de quando eu era criança? - Ri. Não é só de "amorzinho" que ele me chama... tem um apelido que eu nem gosto de dizer por pura vergonha.

- Ahn... acho que nunca. - Disse rindo. - Vamos na sorveteria comigo?

- Agora? - Ele confirmou. - Vai pagar todos os sorvetes que eu quiser?!

- Eu te prometi, não é? Ai... dá até uma dor no coração. - Disse colocando a mão no peito e fazendo uma cara estranha.

- Cuidado... eu vou te falir hoje!

- Não faça isso menina, Yuju me mata.

Tio Tae até convidou meus pais para irem, mas eles colocaram os gêmeos de castigo e resolveram ficar em casa.
Quando chegamos na sorveteria que eu lembrei de fazer uma pergunta para Taehyung.

- Tio Tae, vai ficar quanto tempo na cidade?

- Então Eunbi... eu só passei por Seoul por estava aqui do ladinho, mas amanhã mesmo eu pego vôo para Tóquio novamente. - Me olhou sério. - E porque você nunca foi nos visitar em Tóquio? A Yuju sente muitas saudades de você, garota.

Já tem exatamente dois anos e meio que eles saíram de Seoul... Tio Tae recebeu uma oferta de emprego ótima no Japão e decidiu se mudar.

- E porque vocês não voltam para passar um tempo em Seoul?! - Questionei.

- O trabalho as vezes me sobrecarrega muito e quase não sobra tempo para nada... eu faço o máximo que posso para estar presente na minha família, e não posso viajar fora das minhas férias. - Respondeu.

- Então o que está fazendo aqui em Seoul?

- Eu cheguei hoje cedinho, vi alguns amigos e depois fui para sua casa para te ver. - Suspirou. - Amanhã cedo estou embarcando novamente. Viu só? Só passei por Seoul porque era uma coisa bem rápida.

Depois de alguns segundos ele começou a resmungar.

- Eu não sei porque os Jeon's não deixaram as crianças virem junto...

- Talvez porque as crianças nem saibam que você está aqui. - Ri.

- Que maldade.

- Eles não iriam te deixar ir embora, então é melhor assim...

- Mudando de assunto, e o seu namoradinho? - Fez uma cara boba.

- Bom, falta apenas um mês para a formatura dele... eu não entendi o que aconteceu mas adiantaram tudo e não vai ser no final do ano.

- Entendi. E ele vai vir pra Seoul?

Confirmei.

- Ainda estamos resolvendo isso, Tio.

- Olha, não esqueçam de me mandar os convites do casamento, por favor hein! - Ele sorriu.

- Ainda é um pouco cedo para nos casarmos, Sr.Kim!

Perdi até as contas de quantos sorvetes que meu tio pagou, e depois de quase uma hora e meia na sorveteria, ele me levou para casa e disse que voltaria para o hotel para descansar.

- Mãe, o tio Tae só viaja amanhã de manhã, que tal fazer um jantar hoje e convidar ele?

- Não é uma má idéia, Eunbi. - Minha mãe respondeu. - Mas você vai ter que me ajudar a cozinhar!

- Tudo bem.

*

Enquanto minha mãe e eu preparavamos o jantar, meu pai conversava com os dois birrentos para não fazerem birra quando o tio Tae for embora.

- Não acho que eles vão espernear na frente do Taehyung. Na verdade, eles só fizeram esse tipo de birra algumas vezes quando crianças.

- Eu sei mãe, mas a Hanna pode muito bem começar a pedir pra ir junto. Você sabe como ela é com ele.

- Taehyung que ficou mimando essas crianças! - Suspirou.

Mensagem On

- Desculpa não ter te mandado mensagem hoje. ~ Amor.

- Eu estive ocupado, amor. ~ Amor.

- Olha só onde estou agora! ~ Amor.

Ele enviou uma foto dentro da sala de aula.

- Tive que correr para fazer uma prova e recuperar nota. ~ Amor.

- Não posso reprovar, não é? Rsrs. ~ Amor.

- Posso te ligar mais tarde? ~ Amor.

- Não sei se vai dar Jihyun... eu estou ajudando a minha mãe com um jantar.

- E já que vai fazer prova, é melhor começar a se concentrar agora e descansar quando chegar em casa.

Mensagem Off

- Sai desse celular, mocinha, vai deixar as coisas queimarem. - Meu pai entrou na cozinha brincando comigo. - S/a, eu vou comprar algumas bebidas...

- Nada de álcool, não quero ninguém bêbado depois!

- Só refrigerante não tem graças...

- Jeon. - Minha mãe o olhou com aquele seu olhar ameaçador.

- Quis dizer, no refrigerante que está a graça!

Eu fiquei rindo daquela cena dos dois.
Jihyun não respondeu mais nada, não sei se ficou chateado comigo por conta da ligação.
O jantar estava ótimo, tio Tae se divertiu bastante aqui em casa e depois voltou para o hotel.

- Eu não acredito que você fez seu tio prometer viajar para Seoul nas férias! - Minha mãe me olhou feio.

- Claro que fiz, eu não sei se você sabe disso mas eu sinto falta dele. - Respondi e entrei em meu quarto.

Mensagem On

- Amor?

Mensagem Off

Fiquei por mais um tempo acordada esperando alguma resposta mas nenhuma mensagem chegou no meu celular.

Min Jihyun On

- Deixa pra comprar outro em Seoul. - Meu pai bufou. - E para de me encher a paciência.

- Pai, eu não sei se você ouviu bem o que eu disse... eu fui roubado! Levaram o meu celular e eu preciso falar com a Eunbi!

- Aish, amanhã cedo você já vai estar embarcando no avião, não aguenta ficar sem falar com ela até chegar em Seoul?! Você não vai encontrar nenhuma loja aberta a essa hora e muito menos ter tempo para comprar antes de ir para o aeroporto.

- Me empresta o seu celular? - Suspirei.

Sr.Min fez de conta que não escutou. Ele está um saco hoje... insuportável.

- Jihyun... seu pai só está assim por causa da sua mudança. - Soojin me parou bem na porta do meu quarto. - Eu escutei tudo daqui de cima.

- Uhum.

- Querendo ou não ele vai sentir muito a sua falta, e essa foi a maneira que ele encontrou para lidar com isso.

- Ficando chato? - Questionei.

- Exatamente.

Ok... as horas vão passar rápido, logo eu vou estar no avião... só preciso ter paciência.

*

Não sei qual será a reação da Eunbi ao me ver chegando na sua casa, afinal eu nem avisei que já estava vindo.
Assim que saí do aeroporto de Seoul, peguei um táxi e fui direto para casa dos Jeon's.

- A Eunbi está? - Perguntei assim que S/n abriu a porta.

- Não... ela saiu com a Sakura. - Respondeu. - Jihyun, porque não avisou a ela que chegaria hoje?

- Eu fui roubado tarde da noite, levaram o meu celular e eu não tive tempo para comprar outro ainda. - Respondi.

- Ah... você quer entrar e esperar ela chegar?

- Não, eu vou para casa do meu pai. Você pode avisar que eu estou na cidade quando ela chegar?

- Claro. - Sorriu.

Jeon Eunbi On

Depois de passar horas no shopping com a Sakura, eu decidi ir para casa. Já que eu estava perto da empresa e o expediente do meu pai estava quase terminando, eu resolvi mandar uma mensagem para ele e pedir uma carona.

- Você falou com o Jihyun hoje? - Papai perguntou.

- Eu não falei mais com ele desde ontem.

- Será que aconteceu algo?

- Como vou saber?

Enquanto estávamos a caminho de casa, minha mãe me ligou e pediu para que eu fosse para casa do Sr.Min.

- Pai... tem alguém na casa. - Eu disse quando vi as luzes acessas.

- Será que o Yoongi está aqui? - Perguntou.

- Eu vou ver. Pode ir pra casa, qualquer coisa eu pego um táxi depois.

Toquei a campainha várias vezes, e para minha surpresa quem abriu a porta foi o Jihyun.

- Porque não me avisou...

- Não vai nem me dar um abraço primeiro? - Sorriu sem jeito e abriu os braços.

Nós ficamos abraçados por um tempinho e depois fomos para a sala para conversarmos.

- Olha, esse é o meu celular novo. - Ele me mostrou. - Preciso terminar de configurar e salvar os contatos. Eu fui roubado horas antes de pegar o vôo.

- Então foi por isso que não me avisou... Jihyun, você não vai mais voltar para o Canadá, não é?

- Está preocupada com isso, amor? - Sorriu. Ele então se deitou no sofá e colocou a cabeça sobre minha coxa. - Eu não te prometi que me mudaria para Seoul? Pode ficar tranquila, vou ficar aqui com você.

- Você não tem idéia do quão ansiosa eu fiquei por esse dia. - Sorri. - Parece um sonho.

- De agora em diante, eu sempre vou estar do seu lado, e futuramente... Não, não vou contar agora os meus planos. - Sorriu bobo.

- Vai me deixar curiosa mesmo?

- Uhum. - Fez bico. - Me desculpa por ter passado alguns dias distante de você, eu estava fazendo de tudo para ser aprovado na escola logo e trabalhando com o meu pai ao mesmo tempo.

- A formatura...

- Eu não vou participar da festa. - Suspirou. - Mas o importante é que eu estou aqui com você. Nós vamos construir nossas vidas juntos agora...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...