História Amor Possessivo (Imagine Jungkook) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Stray Kids
Personagens Bang Chan, Hwang Hyun-jin, Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Namjoon (RM), Kim Taehyung (V), Lee Felix, Lee Min-ho, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Imagine, Imaginejungkook, Jeonjungkook, Possessivo, Romance
Visualizações 97
Palavras 913
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Na real... eu tô com muita vergonha desse Cap, nele rolou um Hot simples, espero que gostem, não sou profissional mas juro que me esforcei, ele tá bem pequeno, espero que relevem esse, eu realmente não sei oque eu escrevi ai...

É serio, deixem nos comentários se o Hot está bom para me incentivar a escrever mais.

BOA LEITURA

Capítulo 4 - Hyunjin?


Fanfic / Fanfiction Amor Possessivo (Imagine Jungkook) - Capítulo 4 - Hyunjin?

               Anteriormente

- Shh! - Falou ele na minha orelha - Vamos nos divertir um pouquinho - Falou tirando meu cabelo e beijando meu pescoço.

                  Atualmente

- Jeon... - Falo mas me distraio ao sentir sua mão deslizar pelo meu corpo - Agente não pode... fazer isso aqui - Digo com uma voz fraca quase falhando.

- Se esse é o problema - Falou me pegando no colo, fazendo eu entrelaçar minhas pernas em sua cintura - Resolvemos - Falou e logo em seguida me precionou na parede e começou a descer beijos pelo meu pescoço.

Sai do meu transe quando ele atacou os meus lábios em um beijo feroz, enquanto me beijava passava sua mão pelo meu corpo, descia ela pela as minha costas, parou em minha bunda e deixou um forte tapa na mesma, que conserteza ficaria marca de pois.

Sinto sua mão massagear minha intimidade, sem mais de longas ele penetra dois dedos dentro de mim, me fazendo soltar um arfar, ele para o chuveiro atrás de mim e me leva até o quarto.

Ele vai até uma gaveta e tira de lá uma camisinha e vem caminhando até mim.

- Você quer isso não quer isso? Não quer? - Pergunta se aproximando.

- Você nem sabe o quanto - Digo dando o puxando para um beijo, sento em seu colo colando nosso íntimos, logo sentindo seu amiguinho dar sinal de vida.

Começo a rebolar em cima do mesmo, Jeon leva sua mão a minha cintura, a segurando com firmeza, fazendo eu sentir ainda mais seu membro, e mostrava o quanto ele tava duro com a minha presença ali.

Jeon me joga na cama ficando por cima de mim, pega a camisinha e abre a mesma, coloca em seu membro e logo fica na posição para penetrar em mim.

- Posso? - Pergunta

- Quando quiser - Digo e logo sinto seu membro entrando dentro de mim.

Jeon estocava com força e com vontade, só me deixando mais sedenta de sentir ele dentro de mim, estava quase chegando para alcançar meu ápice mas descido trocar de lugar com ele, fico por cima e começo a rebolar e a cavalgar em seu membro ainda dentro de mim.

Chego no meu ápice junto a Jeon, jogo minha cabeça para frente deixando ela escorada na curva do pescoço de Jeon, sinto sua mão em minha cintura acariciando ela.

- Você é perfeita - Diz Jeon em meu ouvido.

- Foi maravilhoso - Digo levantando minha cabeça e olhando para Jeon.

- Mais uma rodada no banheiro - Pergunta Jeon esperançoso.

- Não precisa nem perguntar - Falo me levantando e indo até o banheiro e sendo seguida por Jeon.

                  Dia seguinte

Acordo com um sol no meu rosto, olho para o lado e não vejo ninguém, me sento na cama e vejo algumas camisinhas espalhadas pelo chão, me fazendo lembrar o quão bom a noite ontem.

Olho para o meu corpo e me vejo nua, pego uma camisa qualquer de Jeon que estava no chão e visto a mesma, que chega a ser um vestido em mim, saio do quarto e vou indo em direção a escada, sou atingida por um forte cheiro de comida, desço a escada dando de cara com algo maravilhoso.

Vejo Jeon apenas de calça moletom fazendo panqueca, chego por trás dele e o abraço por trás.

- Já acordou pequena? - Perguntou Jeon acariciando meus braços ao redor de sua cintura.

- Hm - Digo afirmando com a cabeça.

- tá com fome? Eu fiz um café da manhã para você - Falou se virando e ficando frente a frente comigo.

- Ah que fofo - Falo olhando para ele.

                           [...]

Passamos a tarde inteira juntos, Jeon me tratou como uma princesa, perguntava se eu estava bem e se precisava de algo, agora nos encontrávamos assistindo um filme na sala.

- Pequena - Falou Jeon baixo.

- Oie - Digo levantando minha cabeça do travesseiro.

- Pensei que tava dormindo - Falou fazendo um cafuné na minha cabeça, que agora se encontrava em cima de seu colo.

- Jeon - Fala olhando para ele ainda deitada - Você pode me levar para casa? - Pergunto chamando a atenção de Jeon para mim, ele parecia não estar muito feliz com minha escolha, mas forçou um sorrisinho.

- Mas por que você quer ir? Não gostou daqui? - Perguntou me olhando com um sorriso forçado nos lábios.

- Não é isso é que eu tenho faculdade e tals - Digo olhando nos olhos de Jeon.

- Tá, claro que eu te levo, mas... pode ser amanhã, já esta muito tarde - Falou me olhando.

- Claro, não tem problema, eu espero - Digo segurando em sua mão.

                            [...]

Estava dormindo mas sou acordada por uma barulho, olho para os lados e não vejo Jeon em lugar nenhum, levanto da cama e sigo para o corredor, dele consigo ouvir vozes, e eu tinha certeza que uma delas era de Jeon, a outra era familiar pra mim mas não conseguia lembrar.

- Se você machucar ela, eu te mato, e saiba que não é novidade para mim matar alguém com as minhas próprias mãos - Consigo ouvir aquela frase perfeitamente, mas nela havia algo que para mim parecia familiar e eu deveria saber oque era aqui.

Tento lembrar de onde tinha ouvido aquela voz antes antes, e logo com o meu esforço percebo perfeitamente de quem era aquela voz.

      Era a voz do Hyunjin...


Notas Finais


Eai? Gostaram do Hot, não tá as mil maravilhas mas dá para gasto... eu acho.

Oque vocês acham que o Hyunjin tem haver com o Kook?

Esse foi o Cap, juro que me esforcei muito para escrever ele nem sabem o quanto, nunca tinha escrito um Hot na vida, esse foi o primeiro então relevem, se gostaram deixe nos comentários para me incentivar a continuar a escrever.

Tchau BABYS! Até o próximo Cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...