História Amor Prisioneiro - Mitw - Capítulo 60


Escrita por:

Postado
Categorias Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Luiz Felipe (Luiz 1227), Marco Tulio "AuthenticGames", Maria Luiza Ramos (MoonKase), Matheus Neves "Pk Regular Game", Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes
Personagens Felipe "Febatista" Batista, Felps, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "LubaTV", Marco Tulio "AuthenticGames", Matheus Neves, MoonKase, Pedro Afonso Rezende Posso, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes
Tags Baixathetic, Bilo, Cellbit, Cellps, Gay, Incesto, Jvtista, Lemon, Mitw, Rezen1227, Sexo, Violencia, Yaoi, Youtubers
Visualizações 192
Palavras 1.297
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, Lemon, LGBT, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Título sem sentido :p

Capítulo 60 - Coquetel de frutas


•°•★| Batista |★•°•

Eu não faço a menor idea de como parei nesse estado, só sei que talvez eu não consiga mais parar. Meu corpo arde, o desejo aumenta. Tenho que me controlar, auto-controle. Preciso me concentrar, senão posso acabar por...

GANHEI DE NOVO! — Jotinha diz, após me derrotar

Aff, não vale! Você vive jogando esse jogo, seu nerd. — Emburrei, largando o controle de jogador 2 no sófa, bufando ao perder de novo para Jotinha

Merda! Eu poderia ter ganhado se não estivesse tão distraído.

Agora você vai ter que me obedecer até o fim do dia! Yes!! — João comemora, e eu bufo novamente,  irritado

Nhé. — Reclamei, me levantando e coçando minha nuca, irritado por ter perdido a partida de Mortal Kombate

Agora vem aqui. — Jotavê ordena, apontando para a própria perna

Olhei irritado para ele, que continuava a apontar para sua própria coxa. Bufei, mando-me por vencido. Obedeci Jv, indo até ele e me sentando de lado em sua perna, entrelaçando meus braços em seu pescoço para me equilibrar. Uma de suas mãos vão de encontro a minha cintura, segurando-me firmemente, enquanto a outra mão foi de encontro com o meu rosto. Jotavê começa a fazer uma carícia em minha bochecha, e resmungo contente.

Era bom.

A carícia ia se intensificando, logo posicionando suas duas mãos ao redor de meu rosto obrigando-me a encara-lo e consequentemente parando o singelo carinho antes proferido.

Me beije. — Ordena

Corei, envergonhado. A certeza em seu olhar me intimidava mais ainda. Aproximei meus lábios dos seus, sentindo sua respiração calma cada vez mais alta. Seu calor fazia-me tremer.

Quando menos percebi, já tinha juntado nossos lábios. Nossas bocas moviam-se ferozmennte, com desejo. Logo Jotinha toca sua língua em meu lábio infeior, pedindo passagem a qual foi rapidamente cedida por mim. As línguas lutavam, brigavam por espaço enquanto se entrelaçavam de forma violenta, fazendo-me desejar o calor que faria me derreter.

Jotinha era quente, e eu estava prestes a derreter. Um simples cubo de gelo a derreter, virar água e logo evaporar pela alta temperatura. Queria derreter nos braços de meu primo e ve-lo amando-me apenas com um simples celar de lábios.

Meus pulmões latejavam por súplica, mas decidi ignorar. Quero derreter, quero mais o calor. Quero queimar-me nas chamas do amor.

As línguas logo começaram a diminuir a velocidade, e os ofegos que ambos soltávamos imploraram por uma brecha para respirar. A carne se separa, e o barulho dos lábios desgrudando me exitava mais. Abri os olhos devagar, ofegante e suado.

Céus, como apenas um beijo me deixa nesse estado?

Assim que abro os olhos, encaro diretamente as orbes acastanhadas de meu primo. Latejava desejo.

Te amo Batata. — Diz, abraçando-me fortemente

Sorri, mesmo sabendo que João não veria. Retribuí o carinho singelo, entrelaçando meus braços ao redor de seu corpo, grudando mais nossos corpos. Sua respiração descompassada batia em minha nuca, arrepiando-me. Seu calor aquecia-me de uma forma sobrenatural, fazendo até meus orgãos parecerem aquecidos.

Também te amo Jotinha. — Falei, aprofudando-me mais ainda nesse mar de chamas calorosas que faziam-me derreter

Esse mar se chamava João Victor, o meu querido primo.

 

•°•★| Felps |★•°•

Quando Cellbit disse que iriamos para um lugar mais reservado, eu esperava tudo menos um bar. Nos encontravámos em um pequeno bar de esquina em Jefferson, respectivamente em Watertown. Um bar pequeno, mas aparentava ser chique.

Ainda não entendi o motivo de Lange ter me trazido até esse lugar, longe de Gouverneur - bairro de St. Lawrence onde está localizado nosso hotel e capital mais próxima da mansão de Linnyker. Eu e Cellbit tivemos que pegar uns dois ônibus para chegar nesse bar todo caído.

As únicas pessoas presentes nessa miséria que alguns tem a ousadia de chamar de bar era um senhor careca bêbado ao canto totalmente desmaiado pelo alto nível de alcoolismo em seu organismo e um barman, que estava a limpar um copo com um pano vermelho vinho escuro.

Aqui é o lugar mais reversado que você falou? — Perguntei irônico

Por incrível que pareça, esse lugar é mais seguro de toda Nova York inteira. — Comentou Cellbit, sentando-se no banco de estofamento vermelho bordô e acenando para eu sentar-me ao seu lado, no outro banco. Mesmo contrariado, sentei-me

Olha só quem está aqui, Rafael Lange! — O barman diz, sorrindo irônicamente

Era alto, acho que tinha um metro e oitenta. Seus cabelos negros estavam fixados em um topete desgrenhado por gel em sua cabeça, mas alguns fios caiem em seu rosto, monstrando o quanto devia estar a trabalhar - me pergunto trabalahr com o que, pois o bar aparenta estar vazio nesse momento. Seu uniforme de barman constituíasse de uma camisa social fechada coma gola elevada para cima com a barra por dentro da calça preta com pequenas listras verticais na cor vermelho vinho. Um sapato social preto perfeitamente polido e um colete preto sobre a blusa social com apenas o terceiro botão - o do meio - fechado. Além de uma gravata borboleta preta presa em seu pescoço e uma pequena rosa - aparentemente falsa - no bolso acima de seu peito no colete preto.

A quanto tempo Matheus. — Diz Cellbit, fazendo um pequeno aceno — Não nos vemos desde o ensino médio, certo?

Sim, faz muito tempo... — O tal Matheus suspira — RODRIGO VÊM VER QUEM ESTÁ AQUI! — Grita, assustando-me — O que vão querer? — Pergunta, mudando de assunto rapidamente, largando o copo o qual antes secava

Um coquetel de frutas pra mim e pro meu parceiro aqui. — Cellbit passa seu braço pelo meu pescoço, mostrando a língua ao sorrir sacana

Que foi Pk? Quem que está aqui e... — Um outro barman entra pela porta aos fundos, parando de falar ao ver Lange — MEU DEUS, CELLBIT? VOCÊ POR AQUI, SEU VIADO!? — Grita, pulando o balcão e abraçando fortemente o loiro, que corresponde rapidamente, rindo

Fechei a cara.

Céus, pra que tanta viadagem? — Matheus diz, aparentemente decepcionado pelos atos do outro barman — Saiko, estamos em período de trabalho! Comporte-se! — Diz, fazendo o outro formar um beicinho nos lábios enquanto continuava a abraçar a cabeça de meu amante

O outro barmam era mais baixo que Mtaheus, e aparentemente se chamava Rodrigo com o apelido de Saiko. Era da minha altura, praticamente. Cabelos negros que estavam grudados em sua testa, aparentava ter trabalhado bastante também. Seu uniforme de barmam era igual ao do outro barman, mas sua gravata estava muito frouxa, seu colete estava desabotoado e a gola de sua camisa estava desarrumana, além de seu sapato estar sujo com... sangue?

Tá senhor chatão. — Rodrigo diz, emburrado e voltado para trás do balcão, ao lado do outro barman considerávelmente maior em altura

Aqui estão seus coquetes de fruta. — Diz Matheus, nos entregando os copos coloridos os quais nem percebi o mesmo fazer

Uow, foi rápido dessa vez. Está melhorando cada vez mais senhor Neves. Cellbit diz, bebendo um gole do coquetel — Humm, e está se delicioso, mas você sabe... — Pisca o olho, sorrindo

Sempre dá pra melhorar. — Os três falam ao mesmo tempo, logo rindo juntos enquanto eu apenas fico quieto, bebendo um gole do coquetel

Hum, está bom!

Ah gente, esse é Felipe Zaguetti. — Cellbit finalmente me apresenta a eles

Matheus Neves, prazer. — O barman alto se apresenta — Esse retardo mental aqui do meu lado é o Rodrigo. — Diz, recebendo um soco fraco do barman menor

Felipe, prazer. — Apresentei-me, bebendo mais um gole do coquetel

Mas conte-me Lange, o que lhes trazes aqui? — Matheus pergunta, se apoaindo no balcão enquanto Rodrigo sentava sobre o marmoré da bancada

Bem, digamos que eu quero voltar a unir a antiga equipe. — Diz o loiro, surprendendo a todos ali, até eu

Cellbit comentou comigo sobre essa "equipe". Após um tempo, sorri sacana. Acabei de sacar o que passa na mente insana de meu amante.

Rafael pretende invadir a mansão de Mikahel Linnyker.


Notas Finais


YYYYYYYYYYYYY aleluia irmãos!
Finalmente postei essa joça!
Grandes tretas se aproximam huehuehue

Antes que perguntem, não vou shippar nem o Pk nem o Saiko com ninguém. Digamos que eles são meros personagens segundários.
Eles só vão participar do plano de Cellbiot, depois eles não vão voltar a aparecer, ok?

''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''
Capítulo feito por @Bilo_Bilusco
Não revisado porque tenho que almoçar

''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''
Istagram @bilo_bilusco
Twitter @BBilusco

SIGAM ESSA MENDIGA DE SEGUIDORES! YYYYY

''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''
Então, foi isso, espero que tenham gostado, e... #KTCHAU!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...