1. Spirit Fanfics >
  2. Amor Proibido - Imagine Jeon Jungkook >
  3. Jimin enlouqueceu!!

História Amor Proibido - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Saí do hiatus groria :))

Capítulo 3 - Jimin enlouqueceu!!


Fanfic / Fanfiction Amor Proibido - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 3 - Jimin enlouqueceu!!

S/N On

Pode parecer exagero, mas o Jimin é realmente cruel, ele usa coisas e situações para manipular as pessoas. E se as pessoas não fazem o que ele manda, ele expõe algo da pessoa, não sei como ele consegue as informações de todo mundo que ele quer.

Subindo no 3º andar do colégio, vou passando pelo corredor do lado esquerdo, até que escuto algumas vozes na última sala.

Aquele corredor era abandonado pela escola, então se podia fazer de tudo ali e tinham muitas histórias do que aconteciam naquelas salas.

Fui até em direção da sala que aparentemente saiam aquelas vozes, abri um pouquinho a porta e vi o Jimin de costas. Sem mesmo pensar eu me escoro na parede, mandando mensagem pro Jungkook subir rápido pro 3º andar na última sala do corredor esquerdo.

Mas o meu teclado estava com barulho e o Jimin me percebeu ali, ele abriu e eu dei de cara com ele. Não me intimidei e o enfrentei

O que você quer com a Seunghee?? Deixa ela em paz!!

Ele apenas me olha de cima a baixo rindo de lado.

Seunghee, vem!! — Disse autoritária.

A mesma vem em direção a porta, até ser impedida por Jimin que coloca seus braços na frente dela, impedindo sua passagem.

Eu me inclino e puxo ela com tudo pelo braço, até que Jimin solta meu braço do dela e me empurra com tudo me colocando pra fora do patente da porta.

Você tá louco?? Nunca mais põe suas mãos em mim de novo!!

S/N, só vai embora!! Na saída a gente se encontra...— Disse Seunghee, segurando ainda mais o choro.

Nem pensar, eu não saio daqui sem você!!

Para de ser patética, S/N!! Você sempre quer se achar a heroína, mas não dá conta nem da sua cunhada birrenta. — Disse Jimin.

Eu o empurro e pego Seunghee novamente, quando estava saindo com ela. Mas ele puxou a Seunghee com força me fazendo ir junto pra dentro da sala, entrando na frente da porta impedindo nossa passagem.

Por que você veio atrás desse cara, Seunghee?? Sabe que ele é doente!!

Ele me forçou a vir, meus punhos estão doendo de tanto ele apertar. — Dizia Seunghee, enquanto me mostrava seus pulsos marcados pelas mãos daquele loiro cretino.

Se você continuar falando, não vão ser só seus pulsos que eu vou machucar!!

Eu me viro pra ele indignada.

Só pode ser brincadeira!! O que você quer com a gente aqui?? Tá doente da cabeça, Park Jimin??

Sua amiga me paga por ter inventado mentiras sobre mim!! Ter espelhado que eu não fodo bem!!

Alguma vez você viu a Seunghee mentir?? Ela já se ferrou muito por ser sincera demais, ela apenas falou a verdade que te deixou frustrado. — Respondia enquanto o olhava séria.

Jimin veio em minha direção segurando em meu pescoço tentando me sufocar, Seunghee tentava empurrar ele que não né soltava. Até que tive a brilhante idéia...

Eu dei um chute entre suas pernas, fazendo o mesmo se ajoelhar no chão, então eu puxei o seu cabelo batendo com força sua cabeça contra a mesa que estava em sua frente.

Segurei na mão de Seunghee e saímos correndo daquela sala.

S/N, você ficou maluca?? Ele vai acabar com você!! — Dizia Seunghee enquanto corríamos.

No meio do caminho encontramos Jungkook desesperado vindo em minha direção.

— Por que vocês estão correndo?? Tá tudo bem??

Só agora você aparece Jeon Jungkook?? Eu tive que bater no seu amigo que estava totalmente fora de si.

— Cadê ele?? 

Eu já te falei onde ele está!! Vamos Seunghee!!

Segurei na mão de Seunghee indo em direção ao banheiro, me desviando das mãos de Jungkook, sem mesmo me despedir dele.

Chegando no banheiro, Seunghee jogou água no rosto tentando controlar o choro, ela segurou no máximo mas não aguentou. Ela se despejou em lágrimas se agachando no chão e eu me abaixei rapidamente abraçando-a.

O que ele te fez antes de eu chegar lá, Seunghee??

— Nada, ele só ficou me xingando e humilhando.— Dizia ela com dificuldade, por conta do choro.

— Tem certeza? — Eu abracei a mesma que não me deu resposta. E ficamos ali sentadas no chão do banheiro, eu sabia que não era só isso que ele disse pra ela, ela parecia muito apavorada.

(...)

Nem preciso dizer que o clima na sala entre nós estava tenso, contamos tudo para a Yeeun que ficou indignada e revoltada com o que aquele psicopata do Jimin fez.

Bom, o sinal de encerramento das aulas tocou, nem preciso dizer que nenhuma de nós três estávamos no clima da festinha de boas vindas do 3º ano. Arrumamos nossos materiais e fomos até os nossos armários guardar nossas coisas.

Jungkook me esperava na porta do meu armário, ele segurou em minha mão, tentou me dar um selinho mas eu esquivei andando mais a frente.

Terminando de guardar as coisas, Jungkook veio até mim fechando a porta do meu armário.

Por que você tá assim comigo, S/N??

Quando eu mais precisei, você não estava lá!! Eu senti medo, me senti insegura com o Jimin totalmente maluco, ele poderia ter feito qualquer coisa comigo lá dentro!! Até porque aquele andar é abandonado.

Eu estava indo pra lá, o Jimin não faria nada com vocês!!

Ele me empurrou!! Ele só não me bateu porque eu chutei o saco dele. — Eu achei melhor não dizer pro Jungkook que o Jimin havia apertado o meu pescoço, não faria diferença.

Eu sei que parece exagero meu e algo sem sentido, mas foi no calor do momento, eu tava com tanta raiva e só queria sair dali. Eu fiz sem pensar, mas era o único jeito dele não vir atrás, eu não bati com uma força pra ele morrer, foi mais uma pancada pra machucar a testa.

É, eu sei... Ele me falou!! — Disse Jungkook se escorando no armário, com os braços na frente do corpo.

Depois de tudo o que aconteceu, você ainda tá falando com ele?? Por que não deu uma surra?? — Perguntei estressada com aquele assunto.

— Eu tentei resolver a situação, eu não posso bater nele aqui na escola... Sou representante dos alunos, não posso dar esse exemplo, não aqui.

Meu Deus, Jungkook!! Eu não acredito nisso, você só se importa com essa "reputação"!! Nem pra me defender você serve!!

Eu não preciso bater nele pra te proteger!! — Disse o mesmo me olhando bravo 

Você não precisa me proteger em mais nada, eu consigo me virar sozinha!! Vou pra casa, tchau!!

Sai andando, indo em direção a garagem da escola. Escuto o mesmo me seguindo

Eu vou te levar, S/N!!

Continuei andando ignorando-o totalmente.

Estava indo no ponto de ônibus da escola, até que Jungkook me puxa me levando até seu carro.

Eu não quero ir com você, não quero nem olhar pra sua cara agora!! — Dizia enquanto tentava me soltar do mesmo.

Para de criancice, a gente não tem mais 12 anos, S/N!!

— Tá bom!! Não somos mais crianças, eu tenho idade suficiente pra saber o que eu quero!! — Gritei com ele no meio do estacionamento, chamando a atenção das pessoas em volta.

Ele me pegou no colo, me colocando deitada de barriga pra baixo em seu ombro, segurando minha saia pra não mostrar minhas partes. Deu um tampa em meu bumbum com a outra mão, me levando até o carro.

Jungkook, me solta!! — Gritava enquanto batia em suas costas.

Eu estava muito envergonhada por todos estarem olhando pra nós e rindo, e o JK achando graça.

Chegando em seu carro ele me colocou no banco de trás e logo se sentou no volante.

Vou te levar pra minha casa hoje!! — Ele me dizia enquanto dava partida no carro.

Jungkook?? Não era só sexta-feira??

— Hoje e sexta!! Relaxa, não tem ninguém em casa agora.

Permanecia calada no banco de trás, mexendo no celular totalmente brava com ele. Mandava mensagem no grupo de amigas que eu, Yeeun e Seunghee tínhamos.

(...)

Durante o caminho, Jungkook me olhava inquieto pelo retrovisor, até que eu percebi e perguntei.

— O que foi, Jungkook?

— Você não tem mais nada pra me dizer?

— Tenho??

— Se você não vai me contar, é porque não confia totalmente em mim!!

— Eu não sei do que você tá falando, Jeon Jungkook. — O chamei pelo sobrenome, sabendo que ele detesta ser chamado assim.

— Por que não me disse que o Jimin te enforcou? — Olhava pra mim pelo retrovisor, enquanto mordia seu lábio inferior. Ele parecia irritado.

Você bateria nele se eu falasse??

Ele freiou o carro com tudo no sinal, me fazendo ir pra frente por conta do tranco do carro.

— Põe o cinto, S/N!! — Disse pra mim, depois de eu ter quase caído, pra me irritar.

(...)

Ele parou em frente a uma mansão enorme e branca, tão grande para uma família tão pequena. Minha casa era grande também, mas não ao ponto de ser uma mansão.

Chegamos!! — Disse Jungkook ao engatar a marcha.

Ainda não estou preparada pra conhecer seus pais. — Perguntei sem mesmo o olhar.

Eles não estão em casa agora, já disse!! Meu pai está viajando a trabalho e a mãe da Jennie está no SPA.

E a Jennie?? 

Foi "estudar" na casa da Lalisa!! — Disse com seu sorriso lindo, enquanto fazia aspas com as mãos.

Jungkook sai do carro vindo em minha direção, para abrir a porta pra mim. Mas antes mesmo dele chegar perto, eu mesma saio do carro e vou em direção a porta de sua casa.

Já vou logo avisando que só vou beber água e depois ir embora!! Com ou sem você!! — Dizia enquanto subia as escadinhas que tinham na entrada.

Chegando na entrada esperei Jungkook vir em minha direção e abrir a porta de sua casa. Me viro em direção dele, que parecia estar em estado de choque, parado como uma estátua. Ele olhava para uma moto esportiva que estava estacionada em frente a sua casa.

Jungkook?? O que houve??

Ele apenas me olhou e olhou novamente pra moto incrédulo.

Parece que o meu irmão voltou!!

Aquele seu irmão mais velho que você tanto fala??

— Sim!! Vamos embora, rápido!! — Dizia meio que sussurando, enquanto me puxava pelo braço.

Por que?? Qual é o problema dele te ver aqui?? — Perguntava enquanto era arrastada pra dentro do carro.

— Porque sempre quando ele volta pra casa, ele está com problemas!! E os problemas sempre acabam sabendo onde ele mora.


Notas Finais


Será que o Taehyung voltou?? Será que ele veio com problemas?? 😳

Até o próximo capítulo!!💜✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...