1. Spirit Fanfics >
  2. Amor Proibido - Jay (ikon) >
  3. Resolvendo nossas indiferenças

História Amor Proibido - Jay (ikon) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Olá eu aqui de novo trazendo mais um capítulo, não sei se estão gostando pois não comentam sobre mas como prometi continuar postando até o fim irei cumprir mas espero de verdade que estejam gostando e que meu esforço escrevendo essa fanfic não seja em vão. Me perdoem os erros ortográficos.

Capítulo 5 - Resolvendo nossas indiferenças


Fanfic / Fanfiction Amor Proibido - Jay (ikon) - Capítulo 5 - Resolvendo nossas indiferenças

 Achei fofo da parte dele dizer "no quarto" ao invés de " meu quarto". Talvez pela consideração que ele podesse ter por mim.

Parei por alguns instantes em minha cama e comecei a refletir sobre todas as coisas boas que ele fez por mim nesses poucos dias e no mau que o causei também e mesmo assim Jinhwan não guardava rancor e nem mágoa de mim. Pensei também no que Chanwoo havia me dito, que essa implicância toda com ele não tinha fundamento nenhum.

Jinhwan talvez nem quisesse mesmo ocupar o lugar que um dia foi do meu falecido irmão, talvez ele realmente quisesse apenas se tornar também membro dessa família.

Sem ao menos perceber lá estava eu pensando em Hajoon. No que ele acharia sobre essa situação ou pela forma que eu estava tratando as coisas. Conhecendo bem meu irmão ele provavelmente aceitaria Jinhwan de braços abertos e colocaria um apelido nele, como por exemplo : pequenino.

Eu costumava ser muito atrapalhada, corrigindo, ainda sou. Estava sempre derrubando algo ou caindo em algum lugar. Por conta disso Hajoon havia me apelidado de bananinha.

Lembrar do meu irmão me trazia muitas recordações boas e ruins. Ao lembrar dele agora e no tipo de pessoa que ele era de certa maneira abriu meus olhos. Se ele me visse agora certamente não se orgulharia de minhas atitudes.

Eu precisava tomar uma providência.

 Fiquei revisando meu caderno tentando estudar mas meu cérebro recusava-se a funcionar. Lembrei que Jinhwan havia me dito que era bom em matemática mas meu orgulho era grande demais para fazer eu ir me humilhar pra ele me ensinar a matéria, porém, havia algo muito maior do que meu orgulho. Meu medo de tirar nota baixa em matemática.

A professora era extremamente rígida com aqueles que tiravam nota baixa na matéria dela.

Reza a lenda que uma vez uma garota, que estudou com ela no ano passado, tirou nota baixa em matemática. A professora nada piedosa, como castigo fez com que ela copiasse vinte vezes aquele mesmo exercício passado na prova e respondesse também à todos.

Eu não poderia arriscar pra vê se esse boato era real ou só uma história inventada para fazer os alunos tirarem sempre boas notas.

Enfim, peguei meu caderno e fui caminhando de fininho até o quarto onde se encontrava Jinhwan e dei apenas dois toques e o mesmo abriu a porta tão rápido como se já estivesse esperando por mim.

 - Então Jinhwan... Ainda está disposto a me ajudar? - perguntei e ele apenas sorriu me convidando à entrar.

Ao analisar o redor notei que Jinhwan não havia mudado nada do lugar, estava cada coisa de Hajoon em seu devido lugar. Só algumas coisas de Jinhwan acrescentadas no local. Soltei um sorriso espontâneo que fez Jinhwan me encarar curioso.

- Do que está rindo? - perguntou ele.

- Nada! - respondi. 

Ficamos no máximo três horas estudando. Eu estava com bastante dificuldade na matéria e Jinhwan estava sendo muito paciente comigo. Eu ficava analisando seus traços e o modo como me explicava o exercício que acabava me esquecendo do que eu realmente deveria estar prestando à atenção.

Mais uma coisa me surpreendia. Jinhwan nenhum momento demonstrou remorso por tudo que o fiz passar. Ele poderia muito bem se aproveitar do momento que fui até à ele pedir ajuda e se vingar mas não o fez, o quê me deixava ainda mais péssima.

Estaria eu arrependida? Será que percebi que minha implicância com Jinhwan não havia fundamento? Talvez. Eu estava disposta  deixá-lo em paz. Eu não sabia se conseguiria me tornar sua amiga ainda mas já era um começo. 

(...)

- Vocês fizeram as pazes?

Foi o que Rosé me perguntou antes de bater o toque de recolher na escola, quando contei sobre o que aconteceu ontem. Sobre eu pedir ajuda para Jinhwan me ajudar na matéria de matemática.

- É, mais ou menos. Vamos dizer que resolvi não odiá-lo mais. - respondi enquanto recolhia alguns matérias para a primeira aula do dia, que seria Português.

- Menos mau. Já estava na hora. Você estava sempre tratando-o mau sendo que ele não fez nada à você. - respondeu ela apoiando seu corpo sobre o armário ao lado do meu.

- Eu sei!

- Pensa em como ele deve ter sofrido antes de te conhecer. Abandonado pelos pais, deixado em um orfanato já em uma certa idade e por conta disso ninguém queria adotá-lo, ninguém a não ser seus pais. Ele deve ter enxergado essa situação como um milagre, mas você transformou a vida do menino em um pesadelo.

Me esforcei para não socar a cara dela naquele momento por jogar na minha cara tudo que já sabia.

- Eu já disse que sei, okay? - respondi já impaciente e Rosé apenas sorriu.

 O sinal tocou e então caminhamos  até nossa sala e fomos recebidas por Lisa e Chanwoo acenando pra nós.

(...)

Durante o segundo tempo de aula foi dado os testes de matemática. Ao ter a folha em mãos e poder analisar cada conteúdo sorri. Eu entendia tudo, senti como se meu cérebro finalmente estivesse funcionando graças a Jinhwan eu confesso.

Terminei o teste em menos de 30 minutos e entreguei a professora. Chanwoo me encarou incrédulo por eu ter sido uma das primeiras pessoas a entregar o teste tão rápido. Ele estava disposto a me encher de perguntas assim que terminasse seu teste, dava para vê em seus olhos.

 Dito e feito assim que se encerrou os testes o sinal tocou e fomos todos nos retirando. Como já havia mencionado Chanwoo fez vários interrogatórios sobre como consegui fazer a prova tão tranquilamente sendo que ontem mesmo nem se quer sabia que haveria teste. Ele chegou à presumir que eu tivesse colado durante o testo mas para o azar dele eu não havia colado.

- Pedi ajuda à Jinhwan. - contei e Chanwoo arregalou seus grandes olhos surpreso com minha afirmação.

- Você o que? - perguntou ele incrédulo.

- Pedi ajuda ao Jinhwan, você está surdo? - repeti novamente.

Chanwoo coçou a cabeça tentando entender a situação mas sem resultado.

- Mas você não o odeia? - perguntou ele me encarando nos olhos.

- Resolvi ouvir seu concelho. - respondi enquanto mordia meu bolinho de arroz.

- Pera escutei bem? S/n pediu ajuda a Jinhwan para encina-lá a matéria?

Perguntou Lisa ao ouvir a conversa enquanto se aproximava.

- Sim, isso mesmo que você ouviu. Chocante né? - disse Chanwoo se virando para ela.

- Demais! - respondeu Lisa imitando os movimentos de Chanwoo. 

Enquanto comia meu lanche e observava Chanwoo e Lisa conversarem sobre minha situação atual com Jinhwan, avistei Bobby passando por nós na mesa e algo chocou à todos que estavam presentes no local até mesmo à Chanwoo e Lisa, que pararam de fofocar e se colocaram a prestar a atenção no mesmo.

Bobby chegava no refeitório acompanhado de Jisoo, melhor amiga de Jennie. Já da pra imaginar o problema né?

Jisoo assim como Jennie, era a garota mais odiada no colégio por causa de seu jeito autoritário e esnobe. Bobby parecia bastante próximo dela pelo fato da mesma estar agarrada a um de seus braços, enquanto ele sorria pra ela.

Lisa ao analisar a situação não poderia ficar pior, ela gostava dele e agora Bobby estava super íntimo da menina que nós mais odiamos.

Eu definitivamente vou acabar com esse menino.

Olhei para Lisa com um olhar acolhedor e a mesma retribuiu com um sorriso. Chanwoo também tentou conforta-lá à abraçando pois ele também sabia sobre os sentimentos da mesma.

Eu por outro lado perdi meu foco ao vê Jinhwan se aproximar de nós junto a Yunhyeong e seus amigos Junhoe e Donghyuk. Ambos se assentando junto à nós na mesa com um sorriso estampado no rosto.

- Olá pessoal que caras são essas? Alguém morreu? - perguntou Yunhyeong ao notar o clima tenso que havia ali.

- Você não viu? Bobby chegando no refeitório ao lado de Jisoo. Que traíra. - respondi descontando minha indignação na mesa com um soco.

- Tá, i daí? - perguntou Jinhwan e eu então o fisguei com os olhos, que se calou no mesmo instante.

- O que ele faz aqui? - perguntei a Yunhyeong me referindo a Jinhwan.

Chanwoo me fitou com os olhos dando um chute em minha canela que fez eu soltar um curto grito.

- Brincadeirinha. - respondi com um sorriso falso.

- Bobby é nosso amigo, Jisoo amiga de Jennie. Jennie nossa inimiga, o que faz Jisoo também ser já que ambas são farinha do mesmo saco. - respondeu Chanwoo à pergunta de Jinhwan.

- E agora lá está ele todo sorridente no campo inimigo. - completou Lisa.

 - Acho tudo isso desnecessário. - Diz Jinhwan roubando a atenção de todos pra ele com olhares esbugalhados.

- Como assim? - perguntou Junhoe curioso com o nosso assunto.

- Esse negocio de inimizade. A anos eu não tinha nem amigos imagine inimigos. Eu era completamente sozinho. Por que perdem tempo se odiando quando podem resolver suas indiferença e ficarem numa boa? Talvez seja isso que o amigo de vocês esteja fazendo. - respondeu Jinhwan deixando todos sem palavras.

Realmente não tinha muito o que dizer depois dessas declarações "por que perder tempo se odiando quando vocês podem resolver suas indiferença e ficarem numa boa?". De alguma maneira aquela frase surtiu bastante efeito em mim, não por causa das minhas razões para ter tanta raiva de Jennie e Jisoo mas sim pelo fato de ter odiado e maltratado Jinhwan durante todos esses dias por motivos fúteis podendo resolver nossas indiferenças para podermos ficar numa boa.

Depois das últimas palavras ditas pela boca de Jinhwan ninguém mais foi capaz de efetuar nenhuma palavra. Apenas comemos e permanecemos em silêncio, mas algo ainda me incomodava.

Lisa me parecia triste, desde o momento que vimos a cena de Bobby com Jisoo ela não tocou em seu lanche, e em seus olhos havia tristeza.

Estaria ela perdendo suas esperanças de que um dia ela e Bobby terminariam juntos? Talvez, mas como sua amiga era meu dever ajudá-la a recuperar suas esperanças.


Notas Finais


Esse foi o capítulo de hoje espero que tenham gostado e não se esqueçam de deixar seus comentários ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...