História Amor Proibido - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas, Mitologia Brasileira
Personagens Personagens Originais
Visualizações 18
Palavras 863
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 21 - Mudança inesperada


Fanfic / Fanfiction Amor Proibido - Capítulo 21 - Mudança inesperada

Eu coloco a roupa (imaguem referência) acabo de colocala e vou até a sala pra ver Lucca, abro a porta e vejo ele sem camisa na sala, volto rapidamente pra dentro do quarto fechando a porta com força

- acho que ele me ouviu- me afasto da porta e sento na cama 

Minutos depois Lucca abre a porta 

Lc- ta tudo bem aqui?- ele me olha de cima a baixo- nossa… você está linda meu amor- fico sem jeito e tiro uns fios de cabelo de meu rosto colocando a traz de minha orelha 

- obrigada… você também está lindo- ele se aproxima e me da um beijo agradecendo

Lc- então vamos…- eu o olho confusa

- vamos na onde!?- ele abre um sorriso me soltando

Lc- sair daqui amor… eu comprei uma casa só para nós- ele vai em direção a sala

- Lucca espere ai… como assim você comprou uma casa pra nós? Você quer ir mora na cidade com os humanos!? A lua de sangue acaba amanha e os meus poderes vão voltar também…- ele coloca o dedo em meus lábios

Lc- amor relaxa… os humanos não vão saber que tem um anjo e um demônio entre eles… e não se preocupe nem Deus e meu pai vão saber que nos estamos na cidade, nem se a sua graça aumentar… você confia em mim?- ele segura a minha mão me olhando nos olhos 

- claro…- eu o beijo 

Lucca para o beijo e pega as sacolas e eu pego a mala dos bandidos que tinha muito dinheiro, do lado de fora eu o abraço e ele nos teleporta pra cidade eu olho em volta

- esses são os humanos?

Lc- são… seres estranhos mas né criação de Deus- ele começa a andar  em linha reta e eu vou do seu lado

- como pode… eles ignoram os que estão ao seu rodor e só se preocupam com si mesmos

Lc- amor você tem que saber que humanos são todos iguais, eles não ligam pra ninguem so pra eles mesmo… é raro achar um humano que se importa com outra pessoa como eu que me importo com você

- há que fofo, mas se eles não se importam com os outros então por que eles namoram?

Lc- pra um futuro a garota que eles namoram vire escrava de suas leis machistas- ele faz uma cara de bravo

Eu passo o meu braço em volta do dele 

- você não é igual a eles… você é melhor que eles, você me ama de verdade né!?- ele para de andar e olha pra mim com um sorriso no rosto 

Lc- claro que eu te amo… e sempre vou te amar- ele escosta sua testa na minha e me beija 

Uma luz bate em nosso rosto fazendo Lucca para o beijo e ficar nervoso, eu olho pra pessoa com uma camera

- por que tiro foto nossa- digo segurando Lucca

XX- me desculpem é que eu sou fotógrafo de modelos e vocês dois tem o perfil certo de modelos

Lc- amor segure as sacolas que eu vou arrebentar a cara dele- continuo segurando Lucca só que com mais força

- Lucca por favor não faça isso- ele me olha- aqui não

XX- me desculpem mesmo aqui podem ficar com a foto- ele nos entrega a foto mas Lucca a rasga

- Lucca…

Lc- desculpe amor mas não gosto de aparecer em fotos… agora você tem 1 minuto pra sair da minha frente, se não eu te mato aqui e agora- o cara sai correndo ao olhar nos olhos de Lucca

- Lucca… vamos logo pra casa nova- ele me olha e ve que estou com raiva

Lc- amor desculpe eu não…

- ta tudo bem… só vamos logo ta- ele olha pra frente e continua o caminho

Andamos muito até eu ver um cartaz grudado em uma cerca de madeira vejo mais de perto, era um convite para um festival de dia das bruxas o grande premio era um valor de 1,000,000,000 reais para as fantasias mais criativas, eu chamo Lucca para ver o cartaz

Lc- nossa tudo isso pra um festival…

- pelo visto sim…- ele me olha animado

Lc- quer participar?

- não sei não… nos iriamos de que?

Lc- bom eu comprei roupas brancas pra você então so abrir as asas e fica um anjo poerfeito…

- mas os humanos acham que anjos tem auréola

Lc- tenta usar o seu modo arcanjo…

- eu não tenho controle disso… e se eu ativar Gabriel vai assumir o controle, e pode até te matar… eu não quero isso 

Lc- amor tenta… se vc não tentar nunca sabera se consegue controla-lo ou não, é só tentar- ele me olha com determinação

- ta eu vou tentar… mas oque você vai usa?

Lc- bom… eu comprei um terno novo pra uma ocasião especial… então eu vou usá-lo ai eu so ativo meu modo demônio supremo pra concorrer do seu lado- ele passa a mão em meu rosto- eai topa ir nesse festival comigo?- ele me olha com carinha de cachorro sem dono fazendo meu coração derreter

- ta eu vou com você…- ele me beija apaixonado depois para 

Lc- então vamos pra casa nova!?- concordo com a cabeça e nos continuamos o nosso caminho 

20 minutos depois…

Chegamos na frente da casa eu a olho e meus olhos brilham

Lc- eai gosto…


Notas Finais


Desculpem pelos erros de digitação


Espero q gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...