História Amor proibido. - Capítulo 53


Escrita por:

Postado
Categorias Luan Santana
Personagens Personagens Originais
Tags Luansantana, Romance
Visualizações 56
Palavras 590
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Violência

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 53 - É diferente, isabela.


Luan e eu ficamos de bobeira no quarto até umas 14 horas, ele acabou pegando no sono com o filme que assistíamos. Coloquei uma roupa mais apresentável, me arrumei e sai do quarto encontrando a priscila já ali.

— Pra que esse silêncio todo? Vai roubar alguém? — Perguntou e eu ri negando.

— Luan tá dormindo, ele não gostou muito da ideia. — Falei entrando no elevador com ela. Pegamos um táxi e fomos até a tal empresa, assim que chegamos a priscila mandou avisar que tínhamos chegado e uma moça acompanhou a gente até uma sala. Assim que entramos eu vi um homem sentado em uma cadeira, ele era bonito, tipo aqueles coroas bonito, devia ter uns 40 anos.

— Priscila e Isabela? — Perguntou se levantando e vindo até nós, assentimos o cumprimentando. Nos sentamos em duas cadeiras de frente pra sua mesa.

— Gostou da proposta, Isabela? — Perguntou me olhando enquanto se sentava.

— a priscila me contou por cima, não explicou muito bem, mas como eu gosto de modelar e não tenho feito nada ultimamente, resolvi vim saber mais. — falei.

— Entendi. A campanha é sobre a nova marca de lingerie que vamos lançar, precisávamos de uma modelo no seu estilo, acabamos vendo você algumas vezes por ser assistente do Luan Santana e resolvemos entrar em contato. — Falou e continuamos a conversa, quando já tínhamos conversado o suficiente, eu e pri decidimos ir embora. — Então você pensa bem e entra em contato comigo, pode ser? 

— Pode ser sim. — Falei.

— Poderia me passar seu número para eu entrar em contato contigo? — Pediu e eu assenti colocando meu número em um papel que tinha em cima da sua mesa, nos despedimos e eu e a pri saímos dali com a certeza de que o Luan iria me matar. 

— Amiga, ele não tirava o olho de você. — Priscila falou quando entramos no táxi.

— Até parece né, o homem estava sendo completamente profissional. — Falei e ela riu negando, assim que chegamos no hotel eu subi pro meu quarto e encontrei o Luan sentado na cama mexendo no celular.

— Oi amor. — Falei indo até ele e selando nossos lábios.

— Oi neném, onde você estava? — Perguntou e eu mordi os lábios pensando se falaria a verdade ou não. Resolvi falar, não queria mentiras entre a gente.

— Promete não ficar bravo? — Perguntei e ele deixou o celular de lado me olhando.

— O que você fez? — Perguntou me olhando.

— Nada de tão sério, Luan. Eu só fui naquela empresa saber mais sobre a campanha. — Falei.

— Você falou que iria me avisar quando fosse lá.

— Mas você estava dormindo, vida. — Fui sincera.

— Mesmo assim isabela. — Falou já grosso e eu revirei os olhos.

— Luan, você está querendo mandar em mim e nas minhas decisões e eu não vou aceitar isso. Então para. — Pedi séria.

— Eu não quero mandar em você, mas cê acha que algum homem vai gostar de ver sua mulher desfilando de sutiã e calcinha por ai? Fala sério. — Falou.

— Você também já tirou fotos de cueca Luan. 

— É diferente, Isabela. — Falou e eu ri de tanta raiva.

— diferente é esse seu machismo ridículo. — Falei realmente nervosa.

— Eu sou machista? Beleza então, faz o que você quiser. — Falou se levantando e colocando uma blusa.

— Onde você tá indo? — praticamente gritei.

— No quarto do rober. — Falou saindo e batendo a porta, eu estava muito puta da vida. Peguei meu celular e mandei uma mensagem pra pri.

"amiga, agora eu não tenho dúvidas que quero aceitar." Mandei e sai do whatsapp. O Luan estava achando que mandava em mim e eu odiava isso!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...