História Amor Proibido - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias La Casa de Papel, Resident Evil
Personagens Ada Wong, Albert Wesker, Leon Scott Kennedy
Tags Ada Wong, Aeon, Drama, Leon Kennedy, Resident Evil
Visualizações 76
Palavras 429
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá olá, espero que estejam lendo ainda a fic, mesmo que eu esteja demorando um certo tempo pra publicar, não me abandonemmm hahahaha!!! Prometo q posto mais vezes p vocês!!

Capítulo 15 - Birkin?


Just a Dream - Nelly

 

O presidente subira naquele palco daquela casa, na varanda. Fazendo com que todos fossem ao quintal. Tinha bastante gente.

Mensagens.

Ada, cadê você?

Ada, a Sherry!!!!!!!

-

Ada colocava sua roupa novamente, ajeitando sua maquiagem naquele depósito. Leon levantava daquele chão, terminando de abotoar a calça. Ada virou-se para ele, enquanto colocava a peruca e o observava.

- Leon... você não pode dizer que estou aqui. – disse

- Porque você não me entrega o nome desse desgraçado? Porque você não devolve esse dinheiro e fica comigo, Ada? Deixa sua ambição de lado por um minuto, larga tudo. – pedia

- E porque você não larga a polícia pra ficar comigo? Teríamos tudo pela frente, Kennedy. Tenho 5 bilhões no meu bolso, você sabe o que é CINCO BILHÕES? EU NÃO POSSO... – dizia já pronta e terminando de abotoar o paletó de Leon.

- Ada... – abaixou a cabeça, decepcionado.

Ada acariciou o rosto de Leon, e sorrira para o mesmo.

- Difícil não é? Rs. – abaixou a cabeça também.

Leon colocou sua mão no queixo de Ada, levantando a cabeça da mesma.

- Não é difícil. Nós que estamos complicando tudo, Wong. – disse – Porque veio?

- Eu tenho umas coisas aqui pendentes. – respondeu

- Ada, você não pode estar nos dois lados.

- Leon, você é importante pra mim. – disse – Mas eu não posso largar tudo, não posso. Eu sinto muito.. – saíra daquela sala

Leon se reergueu.

- Mulheres. – disse saindo da sala, arrumado novamente.

Leon encontrou-se com Chris e Helena, e logo observava Ada de longe, conversando com Jessica.

- Ada, você não viu a mensagem? – perguntou

- Que mensagem? – estranhou

- Sherry, aconteceu algo com ela. Você precisa ir! – pedia

- Mas e o presidente... Nós iríamos desmascarar esse desgraçado – encarou Albert-  Agora.

- Não, não vamos. Nós temos que ir agora ao hospital, ouviu? – disse fazendo com que Ada confirmasse e corresse para longe do evento.

Ada encarava Leon, assim que entrou no taxi, o mesmo continuava com seus olhos fixado na mesma. Ada pegou seu telefone e mandou uma mensagem para o mesmo.

- Nos vemos por aí, Kennedy.

Leon pegou seu telefone e leu. Dando um sorriso fechado.

- Onde o senhor estava, Leon? – perguntou Helena

- Oi, Hel. – sorria para a mesma – Eu estava passando um pouco mal, resolvi ir ao banheiro.

- Entendi. – disse sorrindo para o mesmo – E o jantar que me prometeu, que tal ser hoje? – perguntou fazendo Leon se distrair um pouco

- Vamos ver, ok? – disse observando o prefeito da cidade pegar o microfone.

[CONTINUA]



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...