História Amor proibido - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 38
Palavras 765
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Capítulo 04


Passei a mão pela cama procurando S/n, e a mesma estava vazia abri os olhos suspirei ao ver que ela não estava mais lá. Me levantei e fui até o banheiro vendo minhas roupas que ela usava em cima da pia, droga ela foi embora.

Procurei meu celular e ao lado tinha um papel, era bilhete dela. Tão maravilhosa, espero encontrar essa mulher sempre.

Meu celular vibra, era mensagem de Jungkook dizendo pra eu buscar ele. Me arrumei rápido e fui buscar ele.

— Como foi sua noite ? – Ele pergunta assim que entra no carro

— Incrível – Sorri ligando o carro – e a sua ?

— Foi legal, quer dizer que você pegou alguém na festa?

— Isso não é da sua conta

Ele riu e depois não perguntou mais nada, passei em uma padaria pra tomar café, não quero fazer nada.

— Olha quem está lá – Jeon diz sorrindo – Mãe

Jungkook saiu correndo na frente me fazendo revirar os olhos, ele abraçou nossa mãe

— Oi Taehyung – Ela me olhou nada legal – Devia ter colocado um cachecol pelo menos.

Peguei meu celular e coloquei na câmera pra ver o que ela estava falando, até ver meu pescoço todo vermelho. Sorrir sem graça pra ela

— Foi mal – Me sentei na cadeira perto de Jeon

— Quando que você vai criar juízo? Você tem que trabalhar Taehyung

— Juízo eu tenho mãe – Peguei um suco que estava na mesa – Eu não tenho trabalho e não quero, tô bem assim.

— Quantas vezes ja disse pra você trabalhar na empresa da família?

— Empresa da muito trabalho – Revirei os olhos

— Taehyung, você vai começar a trabalhar na empresa, sem reclamar – Ela me olha brava – E para de ficar pagando cada dia uma, já está na hora de casar.

Engasguei com o suco que tomava Jungkook começa a rir.

— Não quero me casar – Olhei pra ela – Nunca pensei em me casar

— Um dia vai, eu quero netos

— Jungkook pode dar quantos que você quiser

— Ele ainda é novo, deixa ele fora disso, você é o mais velho

— Afs, prefiro trabalhar mesmo

***

Minha mãe me arrastou pra empresa, fazia tempo que não visitava aqui, meus pais sempre foram certos e não gostam de erro.

— Sua sala seria aqui – Meu pai diz – Está vazia tem que arrumar, mas se você disser que vai trabalhar aqui

Sala era grande, tinha uma vista muito bonita. Se eu negasse iria ser pior, melhor aceitar logo.

— Pode mandar arrumar a sala, quando tiver pronta eu trabalho aqui

— Sabia que você não iria negar – Ele diz feliz – Seja bem vindo

Ele saiu me deixando sozinho, e alguns minutos depois minha mãe entra.

—Vai ser ótimo você trabalhar aqui – Ela sorri – Amanhã vamos ter visitar de um sócio.

— Isso deve ser chato.

— Ele se chama Park Jimin, sua empresa está crescendo – Ela ri – Graças a sua noiva, está na cara que ele casou com aquela mulher linda por fama.

— Ele deve ser um otário, quem que casa por fama ? – Revirei os olhos

— Quando conhecia a mulher dele, tava na cara dela que não estava feliz, e ele deu em cima de outra mulher na frente dela e ela nem ligou, é tudo contrato meu filho

— Como que alguém ainda casa por contrato? Nunca iria me casar sem amor, por isso eu não caso.

**

Depois de conhecer a empresa, chamei Jungkook pra ir embora.

— Taehyung espera – Ele diz enquanto andávamos até o carro – Olha a moça bonita.

Era a S/n, ela usava um vestido fechado, sorri ao lembrar que podia ser pelo fato dela estar toda marcada. Ela entrava em uma empresa, que era do SeokJin, meu tio.

— Nos devia fazer uma visita pro nosso tio – Ele diz sorrindo

— Acho melhor não Kook, ela deve trabalhar pro nosso tio.

Fomos para o carro, e não falamos mais nada. estacionei o carro na rua mesmo e entramos pra casa.

Me joguei no sofá e Jungkook subiu, Meu tio Jin conhecia a S/n... Ela poderia me dizer mais coisas sobre ela. Estava interessado naquela mulher, ela me chama muita atenção, seus olhos verdes me deixava louco.

Peguei meu celular e liguei pro Tio Jin, não demorou muito pra ele atender.

— Oi meu sobrinho lindo – Escutei sua risada – Precisa de alguma coisa?

— Oi Tio, Kook está com saudades de você, pediu pra você vim jantar com a gente

— Também estou com saudades daquele piralho, as 19:30 eu vou estar aí e não cozinhe, deixe que eu faço uma comida ótima .

— Você quem manda Tio, até depois então

— Até Tae

Desliguei o celular e sorri, agora vou descobrir sobre a S/n.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...