1. Spirit Fanfics >
  2. Amor proibido >
  3. Capítulo - 54

História Amor proibido - Capítulo 54


Escrita por:


Notas do Autor


Eu estava sumida daqui mas voltei babys lembrando que a fic está acabando, perdão gente por te demorando tanto eu estava sem criação .

Capítulo 54 - Capítulo - 54


Paty

Eu estava andando quando escuto um homem no telefone, era o ex da Bia? Estranho o que ele está fazendo aqui? Enfim, escuto uns gritos do banheiro e vou até lá.

- O que está havendo aqui? Pergunto e olho para um teste na mão da Regina, imediato ela sorri sem graça para mim.

- Não acredito você tá grávida? Pergunto surpresa.

- Sim estou. Regina diz sorrindo e com os olhos marejados.

- Eu fiz um teste ele deu que eu estava de cinco semanas, será que posso escuta o coração do bebê? Regina me pergunta.

- Sim, claro e aproveita que o Dr Henry está aqui. Digo sorrindo.

- Aí todas nós vamos, escuta o coração do nosso sobrinho ou sobrinha. Zelena diz entusiasmada.

Olho para Regina e vejo que ela estava com a cabeça em outro lugar.

- Regina você está bem? Pergunto a mesma que olha para mim.

- Estou sim, mas não sei como será a reação do Robin quando souber que estou esperando um filho dele. Regina diz colocando a mão em sua cabeça .

- Vai ser ótima! Porque você não fez esse bebê sozinha, aliás o Robin ama você demais e automaticamente ele vai amar esse bebê. Amiga, não se preocupe o Robin, não é um Graham na vida, agora respira e vamos escutar o coração desse bebê aí. Não tenha medo de nada, você vai amar se mãe. Quando eu descobri que eu estava grávida eu senti a mesma coisa que você, medo, isso é normal porque você tá carregando uma vida ou mais. Só que agora calma e pensa que tudo vai da certo, e vamos escutar o coração desse bebê lindo.

Todas se emocionam com as palavras de Bia.

- Então vamos? Pergunto-a.

- Claro!

Regina 

Saímos do banheiro e passamos no corredor, eu estava muito nervosa por causa de tudo. Eu e Robin tínhamos aquele cara, ele era o problema da nossas vidas. A preocupação era maior por causa do bebê, chegando na sala de Henry fico um pouco mais ansiosa.

- Olá Regina, que devo a honra da sua visita e da suas amigas? Henry sorri para mim e para as minhas amigas.

- Então....é que..tipo. Eu estava nervosa e muito sem graça.

- Então Regina está gravida , ela fez o teste que aparece a semanas e bom ela tá com cinco semanas então possívelmente da pra escutar o coração do bebê? Bia, falou por mim, eu estava muito nervosa.

- Parabéns primeiramente e sim da pra escutar, na quinta semana a gente escuta pelo ultrassom então vamos? Henry pergunta.

- Obrigada e claro! Deito e levanto a minha blusa. Eu estava ansiosa para escuta o coração do meu bebê. Henry coloca o gel em minha barriga e o aparelho também.

- Está preparada? Ele me pergunta e eu só balanço a cabeça.

A sala estava silenciosa até que escutou um barulho e meus olhos ficaram marejados.

- É o coração dele? Pergunta ao Henry.

- Sim, Regina é o coração do seu bebê. As lágrimas cai porque realmente a ficha cai. Sim eu sou mãe! Vejo que as minhas amigas estavam emocionadas também.

- O bebê está bem? Pergunto preocupada.

- Ele está ótimo, agora você tem que se cuidar e cuidar desse bebê.

- Com toda certeza desse mundo vou cuidar desse bebê lindo.

- Então Regina, semana que vem temos que já começar as consultas e você também tem que tomas vitaminas. Henry diz falando atentamente.

- Ok, bom agora vou indo e obrigada de verdade. Limpo a minha barriga e desço a minha blusa.

- É meninas agora realmente vou ser mãe. Eu estava muito feliz.

- Você vai conta como para Robin? Tink me pergunta.

- Pensei em preparar uma surpresa para ele hoje a noite mas infelizmente ele ficará de plantão hoje. Digo dando um sorriso amarelo.

- Mas você fica com a gente, vamos cuida de vocês hoje. Zelena me abraça e coloca a mão na minha barriga.

- Então quero as quatros comemorando que vão ser titias. Falo animada.

- Com certeza. Elas falam em um coro.

Robin

Eu estava no trabalho eu iria ficar até tarde noite trabalhando, estava doido pra ir para casa mas infelizmente eu não iria pra casa tão cedo e não iria ver a Regina.

- Que droga! Falo dando um soco na mesa.

- Calma, Robin. Killian entra na minha sala.

- Eu tô exausto porque não posso ir pra casa, vou ficar aqui até tarde da noite tenho inumeros caso para ver. Digo com a cabeça nas mãos.

- Eu estou vendo, isso você está bem?

- Killian eu tô exausto, só quero dormir...Não dormir direito essa noite. Me levanto e vou pega copo de café.

- Você tá com uma cara de preocupado que aconteceu algo? Meu amigo me conhecia super bem.

- Regina, passou mal esses dias, bastante enjoada ela estava.

- Entendi, tu acha que ela está grávida? Killian Pergunto .

- Talvez. Respondo o mesmo.

- Robin, eu acho que vocês tem que ver isso e aliás ela é médica.

- Verdade, mais tarde eu ligo para ela para vê como ela está.

- Faz isso e tenta mostrar que você acha que ela está grávida, porque ela pode está ou não.

- Eu sei, agora saí porque preciso trabalhar. Vou até a minha mesa .

- Ok, papai do ano. Killain diz brincado e sai da sala.

Graham

Você nem saberá que iria ser pai. Digo dando um sorriso diabólico.

Regina

Já estava de noite, e eu em casa com as meninas. Tink, Zelena e Paty estavam na cozinha preparando algo para todas comerem e eu estava deitada no sofá, fico acariciando a minha barriga.

- Oi, meu bebê estou ansiosa para te pegar em meus braços não importa se você vai ser menino ou menina porque du vou amar você do mesmo jeito, seu papai vai te ama também. Ele ainda não sabe que você está aqui mas quando ele souber vai ficar muito feliz.

Acaricio a minha barriga e fico imaginando o meu bebê em meus braços.

- Eu fiquei assim, também quando a Eliza estava ainda na minha barriga , todos os dias eu falava com ela, quando ela nasceu e escutou a minha voz parou de chorar. Minha amiga vem a minha direção com a Eliza nos braços.

- Eu estou ansiosa para vê quando ele nascer. Sorrio para ela e sento no sofá.

- Deixa eu pegar a minha princesa. Estendo as minhas mãos e Bia me da a minha sobrinha.

- Olá, gatinha sabia que você vai ganhar um priminho ou (a). Vocês vão brincar muito.

Falo com uma voz de bebê, Eliza sorri para mim e faz gracinha.

- O que está sentido no momento? Medo, insegurança ou felicidade. Bia pergunta .

- Eu ,estou sentido tudo isso e muito mais coisa. Olho para ela.

- Voltamos com as comidas porque Regina já come e agora grávida vai se pior. Tink fala brincando.

- Você é muito engraçadinha sabia? Digo no tom irônico.

- Está bem? Sentido algo ? Sono? Fome?

Paty pergunta .

- Fome. Respondo a mesma.

- Regina aonde tu e Robin, concebeu essa criança? Zelena pergunta.

- Não vou dizer porque tem crianças aqui. Falo por causa da Eliza e do meu filho.

- Engraçadinha. Ela revira os olhos e todos riam.

Todas nós comemos e ficamos conversando sobre tudo e mais um pouco, até que o telefone toca era Robin, pego o meu celular e saio da sala.

( Ligação on)

- Oi ,amor.

- Oi, princesa eu ti liguei para saber como você está, então está bem? Ele me pergunta e eu sorrio com a preocupação.

- Eu estou bem, gatinho, e você?

- Sim estou bem mas com saudades de você, amanhã de manhã quero mata essa saudade.

- Também quero mata essa saudade.

- Amor,eu só liguei pra saber como está mesmo, e você está bem. Então vou desligar, boa noite, milady, te amo.

- Boa noite, também te amo hood.

(Ligação off)

Vou até as meninas e elas sorriem para mim, eu estava doida pra vê o Robin e conta logo que ele vai ser pai.

Graham

Estava na sala do meu chefe conversando com ele.

- Graham, amanhã de manhã e mais dos homens vão sequestrar a Regina. O Chefe diz com um sorriso diabólico.

- Ok, chefe. Falo seriamente.

- E depois eu irei manda uma surpresa para Robin, pobre Robin irá perde a mulher e o filho que ainda nem veio ao mundo. Meu chefe diz no tom debochado.

Fiquei aflito mas não poderia volta atrás a vida da minha filha estava em jogo. 


Notas Finais


Não me matem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...