História Amor proibido- (Imagine Jungkook INCESTO) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Rosé
Tags Bts, Incesto, Jungkook, Jungkook Incesto
Visualizações 147
Palavras 1.455
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, tudo bom?

/\ /\
( ^.^ )
( >< ) Boa leitura.

Capítulo 21 - Hot


Já podia escutar uma música alta e pessoas gritando, na rua onde estávamos, tinha várias pessoas, algumas bêbadas quase caindo no chão, outras se beijando e algumas quase se comendo. Jungkook estacionou o conversível em frente a casa e saimos. A porta estava aberta, então entramos, lá dentro tava igual a uma balada, luzes para todos os lados, Dj, pessoas pulando conforme a batida. Mas a frente pude ver Jackson, que estava aos beijos com uma menina. Nos aproximamos e ele pareceu não notar nossa presença.

- Jack?- Ele se separou da menina que nos olhou e saiu emburrada.

JC_Ah, oi S/n!- Chegou perto de mim e me abraçou, podia sentir o cheiro forte de álcool.- Eai bro?!- Apertou a mão de Jungkook e o abraçou.- Você deve ser a amiga da S/n?- Olhou para Rosé.

RS_ Prazer, me chamo Rosé.- Abriu um sorriso meio que malicioso? I já vi que essa festa vai ser boa para ela.

JC_ Bom saber.- Mordeu os lábios inferiores.

JK_ S/n, eu vou ali e já volto.- Praticamente gritou em meu ouvido por a música está alta.

- Tabom.- Ele foi em direção a casa de Jackson.

JC_ Aceitam uma bebida?- Olhou para mim e Rosé.

- Claro!- Dissemos em uníssono e acompanhamos Jack até o local.

JC_ Vão querer o que?- Nos sentamos.

- Eu quero soju.- Olhei para ele após pensar.

RS_ Eu vou querer vodka.- Ele sorriu.

JC_ Soju e vodka por favor.- Disse ao barman que pegou dos copos e os encheu com as bebidas e nos entregou.

- Obrigada.- Dissemos em uníssono e viramos com tudo o líquido que desceu arranhando minha garganta.

JC_ Vão com calma ae.- Riu.

- Me dê mais por favor?- E assim ele fez e virei novamente.

[•••]

Já não tava sóbria, estava vendo tudo rodando, minha amiga foi para pista de dança com Jack e me deixaram sozinha. Jungkook até agora não voltou. A festa estava um pouco sem graça e a única coisa que eu queria era beber.

Me levantei e quase cai, estava com vontade de ir ao banheiro. Fui até Jack trocando os pés. Rosé estava se esfregando em Jack como eu suspeitava, não irá demorar muito e estarão transando.

- Jjjjjjack?- Ele me olhou.- Onnndeee ééé ooooo banheiiiiroooo?

JC_ Você está super bêbada.- Riu.- Segundo andar, terceira porta a direita.

- Obriiiiigadddda.- Deixei os dois lá e fui em direção ao banheiro. Quase cai da escada mais tudo bem.

Entrei no banheiro e fiz minhas necessidades. Quando sai e estava a caminho da festa, sinto mãos puxarem minha cintura, e me levar para um quarto. Ele me jogou na cama e subiu em cima de mim destribuindo beijos pelo meu pescoço.

P.O.V. ROSÉ

Estava dançando com Jackson me esfregando ao máximo nele, eu queria ele, ele é bonito e gostoso. Suas mãos foram colocadas em minha cintura, fazendo nossos corpos se juntarem mais ainda. Eu rebolava mais ainda sentindo seu pau já ereto roçar em minha bunda. Ele enfiou sua mão em minha blusa e apertou meu seio, fazendo eu arfar e tombar minha cabeça em seu ombro.

JC_ Que tal nós subir e continuar nossa festa lá no quarto?- Sussurou em meu ouvido, fazendo meu corpo estremecer por sua voz rouca.

- S-sim.- Ele tirou sua mão de meu seio e fomos até seu quarto.

Ele nem esperou fechar a porta e selou nossos lábios em um beijo feroz com luxúria. Suas mãos passeavam pelo meu corpo, apertando em todos os lugares possíveis. Ele fechou a porta com os pés e andou até a cama, me jogando na mesma com brutalidade. Ele subiu em cima de mim e me beijou novamente, seus lábios eram macios e viciosos, quanto mais eu os beijava mais eu queria beijá-los. Seus beijos desceram para meu pescoço, onde beijava, lambia e dava chupões. Sua mão direita desceu até meu short e o adentrou, tocando em meu botãozinho sensível, seus dedos tocaram em meu clitóris e começaram a fazer movimentos circulares, me fazendo gemer entre o beijo.

Quando cheguei em meu ápice, ele retirou seus dedos melados e os levaram até a boca os lambendo e se deliciando com meu gosto. Ele tirou sua blusa, revelando seu abdômen definido, não pude evitar e passei minhas unhas em seu abdômen fazendo seu corpo se arrepiar.

Ele rasgou minha blusa e beijou entre meus seios ainda cobertos, suas mãos foram até minhas costas a procura do fecho que era a única coisa que o impedia de ver meus seios. Quando o encontrou, retirou e o jogou em um canto qualquer. Ele olhou para meus seios e os apertaram e logo após os abocanhou, sua língua rodeava meu bico rijo, ele mamava como se fosse um bebê faminto. Ele intercalava entre o direito e esquerdo, enauanto chupava um, brincava com o outro. Eu gemia e arfava apertando os lençóis com força para amenizar a tesão que estava sentindo naquele momento.

Quando enjoou, desceu seus beijos por minha barriga até chegar ao cós de meu short, ele abriu o botão e o zíper com uma certa rapidez. Meu short foi deslizado por minhas pernas assim como minha calcinha. Ele se levantou para ter uma visão ampla de meu corpo entregue. Ele se ajoelhou a minha frente. Senti seus dedos afastarem meus labios vaginas e sua língua ser passada por toda extensão da mesma, sua língua parecia uma máquina de tão rápida, as vezes ele passava a língua em minha entrada e estocava fazendo eu gemer. Ele socou dois dedos dentro de mim, fazendo eu formar um arco em minhas costas.

Uma onda de prazer me atingiu e eu me desfiz em sua boca, fazendo ele engolir tudo e lamber os dedos. Minha respiração estava descontrolada, minha barriga subia e descia acompanhando a velocidade de minha respiração. Ele me olhou malicioso e se levantou. Eu com um pouco de dificuldade me ajoelhei a sua frente e retirei seu short, sentindo minha boca salivar a ver aquela cena.

Em sua cueca, era possível já ve seu pênis ereto e um pouco de pré-gozo manchando a mesma. Tirei sua cueca, fazendo seu pênis bater em meu rosto. Rodiei minhas mãos em seu íntimo e fiz movimentos vai e vem, iniciando uma masturbação. Enquanto masturbava seu pênis, eu chupava seus testículos. Sua mão pegou em meu cabelo formando um rabo de cavalo mal feito e estocou minha boca com sua ereção, minha garganta foi atingida várias vezes, mas simplesmente deixei. Jatos foram jorrados em minha garganta fazendo eu engolir e passar o dedo no canto de minha boca que ainda tinha pouco.

Ele me levantou e jogou novamente na cama, foi até o criado-mudo ao lado da cama e retirou de lá uma camisinha, sentou na cama e a colocou em seu membro, ele se levantou e posicionou seu membro em minha entrada, senti seu membro entrar com força em minha entrada, me fazendo doltar um grunhido de dor. Depois de um tempo a dor foi substituída pelo prazer, seus movimentos eram rápidos e fundos, dois dedos foram colocados em minha boca.

JC_ Chupa vai....Aw- Assim eu fiz, o chupava como fosse um pirulito.

Quando chegamos em nosso ápice, ele me pôs de quatro e me penetrou novamente. Enquanto me estocava, apertava meu seio, e proferia palavras sujas em meu ouvido, fazendo meu orgasmo chegar mais rápido, depois de um tempo ele chegou em seu ápice e nos deitamos na cama suados e ofegantes.

P.O.V. S/N

- M-mais rápido!- Disse com dificuldade por causa do gemido.

Seus movimentos foram aumentados, de devagar foi para brutal e de fraco foi para forte, atingindo várias vezes meu ponto sensível. Suas mãos apertavam minha cintura com força. Meu corpo ia para frente e para trás com brutalidade, as vezes parecia que iria cair de tão forta aue estava sendo. Seus gemidos roucos e sexys ao mesmo tempo fazia minha tesão aumentar ainda mais. Seus pingos de suor caindo em minhas costas, fazia eu gemer ainda mais alto, seus tapas em minha bunda faziam eu gritar, seus puxões de cabelo me faziam delirar.

Quando cheguei ao meu ápice, senti meu corpo fraco e amolecer me fazendo quase cair. A sorte foi que suas mãos grandes e fortes me seguraram, depois de algumas estocadas ele tirou seu pênis de dentro de mim e me soltou, me fazendo cair que nem uma jaca podre. Estava imóvel, não conseguia mexer um músculo se quer de meu corpo. Ele retirou a camisinha e deu um nó e a jogou na lixeira. Ele me pegou no colo e me pôs na cama se deitando logo em seguida. Me abraçou e deu um beijo em minha testa.

JK_ Te amo bb.- Sorri e senti meus olhos pesarem.


Notas Finais


Ainda estão vivas?

E já estou começando a fazer a fic do Jimin, logo logo ela será postada e vcs poderão ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...