História Amor Proibido - Capítulo 10


Escrita por: e _Fake-Love_

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Bts, Jikook, Jimin, Jimin!bottom, Jungkook, Jungkook!top, Mpreg, Yaoi
Visualizações 1.807
Palavras 2.203
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Lemon, LGBT, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Último capitulo😊❤

⚠Notas Finais⚠

Boa leitura💞

Capítulo 10 - Amor Proibido! (Fim)


Fanfic / Fanfiction Amor Proibido - Capítulo 10 - Amor Proibido! (Fim)

Uma semana se passou depois da morte de Park Akion. 

Jimin não estava mais tão abatido. Akion foi cremado e suas cinzas jogadas no mar.

Deixou trinta é duas empresas para Jimin e mais algumas propriedades, tornando Jimin um dos homens mais ricos do mundo, mas ele nem ligava pra esse título e nem tinha que pensar nisso. Afinal era o seu casamento.

.

.

.

A cerimônia estava linda, flores brancas decoravam o lugar, tudo foi escolhido por Jimin e Jungkook, era algo simples mas ao mesmo tempo cheio de glamour.

Sem emprensa na cerimônia, Jungkook só liberou para a festa, a cerimônia tinha que ser especial e particular.

Tudo estava lindo e perfeito...

Jimin estava a mil, estava chegando na igreja, mas seus pensamentos estava em seus bebês, fazia uma hora e meia que não via eles, seu coração doía e também estava nervoso. 

Saori : Vai dar tudo certo filho. — Jimin sorriu, estava feliz por sua omma ter vindo ao seu casamento.

Saori podia ser uma omma ausente, mas amava muito Jimin e sempre demonstrava isso. A ômega ficou triste pela morte de Akion, mas sabia que o ex marido amava incondicionalmente Jimin e sempre iria proteger o ômega. 

O carro parou enfrente a igreja, Jimin engoliu seco, sua omma pegou em sua mão e saíram do carro. Jimin trajava um terno branco lindo, os cabelos rosas o deixavam fofo e sexy, uma mistura só.

Saori : Filho? Esta tudo bem? — Jimin tinha os olhos marejados. 

Jimin : Nada...eu sou queria que meu pai estivesse aqui. — Deixou uma lágrima escorrer, Saori sorriu e limpou o rosto do filho. 

Saori : E ele está, meu anjo, não duvide. — Sorriu. — Pronto? — Jimin assentiu, enganchou em sua omma e parou enfrente a porta da igreja a música começou a tocar, a clássica música de entrada de noiv*s e a porta se abriu.

Jimin mordeu lábio inferior nervoso, todos ficaram de pés e sorriram para sí.

Tinha muita gente, tudo amigos e familiares. Os olhos de Jimin focaram em Jungkook, o lúpus estava lá, no seu terno preto, cabelos negros e sorriso de coelho no rosto, ele também estava nervoso. 

S/N, Tae, Yoongi e Hoseok como padrinhos dos noivos.

Jimin estava perto do altar e Saori sorriu pegando a mão de Jimin e a entregando a Jungkook.

Saori : Assim como Akion cuidou de você filho, eu passo essa responsabilidade a Jungkook. — Sorriu. — E se machucar meu filho eu castro você. — Foi para seu lugar, o olhar de Jimin focou em seus bebês nos braços de Jin e Namjoon.

Jaebum e Taeyang olhavam seus pais, tinha um sorriso nos pequenos lábios.

Jimin já estava frente a frente com Jungkook.

Padre : Podem se sentar. — Os convidados sentaram. — Estamos aqui hoje para unir esse casal no sagrado matrimônio. — Jungkook e Jimin sorriram. — Muitos julgam o amor, mas é um sentimento tão poderoso e puro, um sentimento que não tem hora para aparecer, ninguém nunca irá impedi-lo ou vence-lô, então quando ele vir, não lute contra ele, o deixe fluir e o que tiver que se será. — Sorriu para o casal. — Agora os votos, comece Jeon. — Entregou o microfone a Jungkook.

Jungkook : Ai! — Sorriu nervoso.

Yoongi : Mostre que não foi só os filhos que tu fez bonito. — Jungkook riu.

Jungkook : Tá... Espera deixa eu meditar para não tropeçar nas palavras ou garguejar. — Suspirou. — Há um ano atrás eu não me imaginava aqui nesse altar, não me imaginava ao lado de ninguém, não me imaginava sendo alfa de alguém e não me imaginava pai. — Suspirou. — Posso afirmar que a melhor coisa que fiz na minha vida, foi ter bancado a babá do filho de um amigo meu, que hoje não esta mais entre nós. — Encarou Jimin. — Quem diria que um baixinho que na época tinha cabelos ruivos, iria roubar meu coração em apenas um olhar e sei também que ele se apaixonou na hora por mim, eu com o meu rostinho de neném. — Jimin o olhou com tédio e um ar brincalhão. — Mas falando sério, Park Jimin foi uma bênção posta em minha vida, ele alegrava meu dia, me fazia sorrir em horas irritantes e fazia eu me meter em muita encrenca. — Os convidados riram. — Lembro do nosso primeiro beijo, eu tive uma crise de ciúmes ao ver Jimin conversando com um amigo alfa dele, eu fui buscar ele na escola e discutimos no carro, estava chovendo e como Park Jimin não é nem um pouco dramático, saiu do carro em meio a chuva eu fui atrás né, discutimos mais um pouco e ele não ficava quieto então o beijei, embaixo da chuva. — Os convidados soltaram um "oownn". — Eu não posso explicar o tamanho do meu amor por ti Jimin, você é simplesmente perfeito para mim e eu te amo demais, vou sempre lhe proteger, respeitar e amar. — Jimin limpava as pequenas lágrimas que escorriam pela sua face. — E obrigado Minie, obrigado por me dar uma família, me dar os filhos mais perfeitos do mundo, obrigado por aguentar minhas crises de ciúmes e obrigado por me amar e ser meu ômega, eu te escolhi para ser o dono do meu coração, todo meu amor é seu e sempre será. — Jimin sorriu com as lágrimas nos rosto. 

Padre : Sua vez Jimin. — Passou o microfone pro ômega.

Tae : Arrasa naja rosa. — Sorriu quadrado, Jimin suspirou.

Jimin : Por onde começar... — Encarou Jungkook. — Bem, como sabem eu perdi meu pai há uma semana e tem cido difícil para mim. — Sua voz já estava embargada. — Jungkook, nosso amor foi uma verdadeira confusão, escondido dos meus pais, tanta gente nos ajudou, meus amigos nos apoiando e se arriscando pelo nossos segredo. — Tae e S/N sorriram. — Eu temia muito meu pai, mas não na questão dele me bater, pois ele nunca encostou um dedo em mim. Eu o temia, pois se ele descobrisse iria me tirar da Ásia, nunca mais veria meus amigos e o amor da minha vida. — Jungkook sorriu. — Nosso amor continuava forte, por mais que tivesse umas discussões de vez enquando. — Os convidados riram. — Eu queria um cachorro e você me deu um, Kookie. — Sorriu para o lúpus. — Acho que o meu maior temor foi descobrir sobre a minha gravidez. — Sorriu nervoso. — S/N e Tae me ajudaram, eu não tinha a minima ideia que estava grávido, achava que o fato de eu devorar cinco barras de chocolate no dia era normal. — Riu. — Tá né, S/N enxeu minha cabeça de fatos e eu só chorei, fiz o teste e realmente eu estava grávido. — Sorriu olhando os bebês. — Eu fiquei com medo, pensei em tudo na minha vida, mas o pensamento que mais me assustou, foi pensar que você Jeon não iria aceitar essa gravidez, enquanto me corria de medo, contei para ele, temi atoa. — Sorriu. — Eu só tenho que agradecer a Deus por ter posto uma pessoa tão maravilhosa como você em minha vida Jungkook, ficou comigo a todo momento, me acolheu na hora em que meu pai me rejeitou e brigou comigo. — Seus olhos marejaram. — Cuidou de mim durante a minha gravidez dos nossos meninos, aguentou minhas mudanças de humor e as ameças com faca. — Controlou o choro. — Obrigado Jungkook, obrigado por ser a pessoa maravilhosa que você é, obrigado por me consolar em período de luto que estou passando, meu pai nos abençoou antes de partir, você é a pessoa perfeita para mim Jungkook e eu te amo incondicionalmente, meu homem, meu alfa e o pai dos meus filhos. — Sorriu. — Eu te amo. — Jungkook tinha os olhos marejados, Jimin entregou o microfone ao padre que também estava emocionado.

Padre : As alianças... — Lírio vinha com as alianças na boca, Jungkook se agachou e pegou as alianças que estavam em uma almofada. — Podem fazer a troca das alianças. — Jungkook pôs a aliança no dedo anelar da mão esquerda de Jimin e dando um selar nas costa da mesma, Jimin fez o mesmo. — Park Jimin promete amar e respeitar Jeon Jungkook, na alegria e na tristeza, na riqueza e na pobreza, na saúde e na doença, até que a morte os separe? — Olhou Jimin.

Jimin : Prometo! — Sorriu. 

Padre : Jeon Jungkook promete amar e respeitar Park Jimin, na alegria e na tristeza, na riqueza e na pobreza, na saúde e na doença, até que a morte os separe? — Olhou Jungkook.

Jungkook : Prometo! — Sorriu.

Padre : Se alguém tem algo contra essa união, que fale agora ou cale-se para sempre! — Encarou todos.

S/N : Se alguém for contra vai levar panelada! — Levantou a frigideira e Tae fez o mesmo.

Tae : Taco a frigideira na cara do embuste que atrapalhar o meu OTP! — Rosnou.

Jin : Essas são minhas crias! — Sorriu orgulhoso.

Padre : Então eu vos declaro casados! — Sorriu. — Jungkook pode beijar o noivo. — Jeon nem esperou e selou os lábios nos de Jimin.

Um beijo lento, todos aplaudiram e gritaram, o casal se separou e sorriram.

Jungkook : Eu te amo! — Sorriu dando um selinho em Jimin.

Jimin : Eu te amo mais. — Sorriu fofo.

O casal pegou os bebês e saíram da igreja, entraram num carro que partiu para a festa.

Finalmente casados...

.

.

.

A festa acontecia em um salão no centro de Seul. Tudo tão lindo e maravilhoso.

Tinha muita gente e a empresa, era o casamento do ano.

Jimin e Jungkook comprimentavam as pessoas, Taeyang e Jaebum estavam com S/N e Tae.

Um assunto nunca falado foi os pais de Jungkook, por que? Jeon perdeu os pais em um acidente de avião quando tinha apenas dezessete anos, hoje em dia nem sente mais nada, superou a muito tempo.

Jungkook : Amor? — Abraçou a cintura de Jimin.

Jimin : Que foi? — Olhou Jeon.

Jungkook : Hora de cortar o bolo. — Sorriu.

Jimin : Esfomeado nem um pouco né? — Jeon olhou incrédulo.

Jungkook : Falou a pessoa que comeu três X-tudo e dois Milkshak tamanho família quando estava grávido. — Jimin fez bico.

Jimin : Engraçadinho. — Riu. — Vamos cortar o bolo então... — Seguiram até o bolo de sete andares.

Todos tiravam a foto desse momento.

Tae : Jimin tu sabe cortar bolo né? — Encarou o rosado.

Jimin : Nunca é tarde para se aprender. — Piscou para o amigo. 

Jimin não sabe cortar bolo, ele e Jeon se atrapalharam todo, mas conseguiram.

Dividiram um pedaço de bolo e logo se olharam com uma cara de "Isso é muito bom".

Jimin : Gente isso tá muito bom... — Falou comendo bolo. 

Jungkook : Né. — Sorriram.

Bolo e comida, tudo maravilhoso, todos se divertiam.

Até Lírio estava degustando a bela culinária do casamento Jikook.

Taeyang e Jaebum estavam calmos no colo de Namjin.

Saori : Jimin tu vai jogar o buquê! —Arrastou o ômega. 

Jimin : Que? — Entregou um buquê a Jimin.

Saori : Seja o nosso santo casamenteiro e abençoa nossa vida filho. — Jimin gargalhou.

Jimin : S/N e Tae? Não vão participar? — Olhos os amigos que estavam encostado na parede comendo. 

S/N : Não, to muito bem. — Tae assentiu concordando. 

Jimin : Ta né. — Virou de costas.

Todos : 3, 2, 1! — O buquê foi jogado, S/N e Tae iam de encontro com a mesa de seus pais, quando o buquê acertou os dois.

Tae : Satanás! — Grudou na S/N. —Ah, não é o buquê. — Se soltou da S/N.

S/N : Oxê! — Pegou o buquê. — Joguem isso de novo, não vale nós. — Jimin riu.

Saori : Só vale uma vez e acho que já temos os próximos noivos. — Sorriram.

Jungkook : Verdade! — Abraçou os ombros de Hoseok e Yoongi.

Jimin : Meus amigos vão casar. — Abraçou os ombros dos amigos, nem perecbiam que estavam indo de encontro com Yoongi e Hoseok.

Jungkook : Desemcalhem! — Empurrou Yoongi e Hoseok ao mesmo tempo que Jimin empurrou S/N e Tae.

S/N se chocou contra Yoongi e Tae contra Hoseok, pronto pintou o clima.

Jimin : Acho que vou virar santo casamenteiro. — Sorriu sendo abraçado por Jungkook.

Jungkook : Uma boa ideia. — Riram.

.

.

.

A festa foi perfeita, Jimin e Jungkook estavam se despedindo de todos, afinal tinham que levar os bebês para casa e descansarem.

Jimin segurava Jaebum e Jungkook segurava Taeyang. O olhar do ômega foi para os bebês rindo e olhando algum local, Jungkook estava distraído, Jimin olhou na direção que os bebês riam e viu seu pai, o ômega arregalou os olhos e sorriu.

Akion fez uma referência e acenou para Jimin.

Akion : Adeus... 

Jimin : Adeus papai! — Akion sumiu e uma brisa gostosa passou por Jeon e Jimin, já que ambos já estavam do lado de fora do salão.

Jimin sorriu para Jungkook que retribuiu. Deixaram a festa num carro, o caminho foi calmo, os bebês dormindo no colo dos pais, Lírio dormindo no banco e Jimin com a cabeça encostada no ombro de Jeon.

Jimin : Eu te amo Jungkook! — Disse olhando seu marido.

Jungkook : Te amo mais! — Deu um selinho em Jimin.

Assim viveram Jungkook e Jimin, viveram um Amor Proibido, lutaram lado a lado e assim irão fazer até o resto de suas vidas!

Fim!




Notas Finais


Então foi isso meus amores, acaba aqui a nossa jornada de Amor Proibido.

Obrigada pelo carinho pela fic, vocês são maravilhosos e espero que tenham curtido a fic.

Obrigada pelos favoritos e comentários, eu não respondo, mas leio todos com muito carinho e alegria😻

Dessa vez não tem até mais, pois a fic acabou, então...

Meu perfil @_Fake_Smile_ me sigam para não perderem novidades, conhecerem outras fics e virarmos amiguinh*s💞😍

Bye bye♥😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...