História Amor Proibido (love and fear) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys (BTS), Comedia, Drama, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Kookrene, Red Velvet, Romance, Short Fic, Spirit 2019
Visualizações 100
Palavras 1.346
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como vocês sabem, amor proibido está em reta final. Faltam apenas 4 capítulos para seu final e eu decidi que quero fazer algo elaborado para vocês. Mudei a grade de atualizações e vou postar os últimos quatro capítulos na próxima semana; na quinta [o sétimo] na sexta [oitavo] no sábado [o nono] e no domingo o capítulo final e decisivo [o décimo]

Eu espero realmente que estejam preparados pro final.

Boa leituraaaa!

Capítulo 6 - Confusão a vista


Park jimin

O que será que ela quer dessa vez hein? Já não basta ter feito da minha vida um inferno, feito a vida de jungkook um inferno, ainda quer atazanar mais ainda? Irene, você tem meus sinceros "vai se foder".

— Você vai atender? — jimin perguntou receioso.

Por mais que sua vida esteja bagunçada o bastante, ele ainda fica sentido em saber que sua irmã causou um verdadeiro caos bagunçando toda a estrutura familiar que restava entre eles.

— Eu tenho que fazer isso... Depois dessa eu juro que apago o número dela. — jungkook respondeu atendendo o telefone.

Jungkook: "O que você quer? Você não está satisfeita?"

Irene: "Não! Eu não estou, você sabe onde está o jimin?"

Jungkook: "Não sei onde ele está, porque?" — Respondi olhando para jimin.

Irene: "Eu cheguei e não encontrei ele…" — deu uma pausa — "Acha que ele está bem?"

Jungkook: "Eu não acredito que está falando isso a essa altura do campeonato…" — dá uma risada e põe no viva-voz para jimin ouvir — "acha mesmo que ele vai querer te ouvir? Vai ver por isso ele sumiu…"

Irene: "É sério jungkook… eu estou preucupada." — Disse Irene com a voz baixa na linha.

Jungkook: "Pensasse antes de falar aquelas coisas pra todo mundo… Olha Irene eu estou ocupado, você acabou de interromper algo importante pra mim e eu te odeio ainda mais que isso, tchau e não liga mais!" — Desligou o telefone em sua cara e de quebra ainda apagou seu contato.

— Pronto meu baby, será de tem como voltar o que a gente tava começando? — Se jogou no sofá dando um sorriso safado deixando vários beijos na nuca de jimin.

— jungkook… e se ela estiver falando sério? — Perguntei para ele com meus olhos baixos.

— Ah não jimin… fala sério? Vai mesmo ficar com pena dessa escrota? — Jungkook olhou sério para jimin agora se sentando corretamente — Ela não merece suas desculpas depois do que ela fez, depois do que ela fez comigo, depois de TUDO que ela te fez passar… Eu sei o que você sentiu porque eu estava lá e eu pude sentir… Você sofreu na mão dela e eu não quero que isso aconteça de novo… por favor não fala com ela… — Pegou suas mãos brancas e a beijou carinhosamente sua pele olhando para seus olhos.

— Você tem razão… ela devia sentir a culpa sozinha. — Respiro fundo e levanto. — Mas então... Vamo ver as roupas que a gente vai para nosso… Encontro after "sex"?

— Vamos lá então! — Jungkook levantou do sofá com um sorriso de orelha a orelha pegando nas mãos de jimin e o levando até seu closet.

Quando eu cheguei lá eu tomei um espanto porque quando ele falou que tinha "algumas roupas", eu pensei que fossem poucas… mas era vasto em roupas de diversas cores e tamanhos, aquele closet é do tamanho do meu quarto.

— Jungkook eu pensei que fossem poucas roupas... Isso aqui é um mini shopping? — Sorri bobo passando minhas mãos pelos ternos dele, havia uma luz em cima dos compartimentos, acho que para enfeitar.

— Quase isso baby, tem roupa aqui que eu uso, mas tem outras que não... Mas meu objetivo nesse closet é transar nele um dia. — Jimin virou para ele e os dois sorriram. Por mim eu fazia, tem um espaço do cacete.

[…]

Nós fizemos a escolha dos ternos, eu fiquei com um terno rosa bebê e ele com um azul escuro. Sim, fiquei com o rosa porque tons pastéis chamam minha atenção e o rosa é minha cor favorita. (Chupa essa Damares)

Eu fiquei muito feliz por achar um terno daquela cor com ele, o que me levou a uma dúvida… dentre de todos os ternos pretos, brancos, marrons, vinhos… tinha apenas um rosa? Será se era de alguém? Ou dele? Não sei… mas não vou perguntar, vai que é algo pessoal.

— Você vai querer ficar aqui até nós irmos ou quer ir pra outro lugar? — Jungkook perguntou assim que acabou de guardar os ternos que escolheram.

— Eu ia dizer que queria comer fora mas a gente corre o risco da Irene olhar a gente e… não quero outro ataque, nem comigo e nem com você, sabe? — Pulei nas costas de Jungkook e ele me levou para seu quarto e me jogou na cama sorrindo.

Nós ficamos na deitados e abraçados olhando para a sua janela enorme na qual em baixo havia uma enorme civilização e grandes prédios de tamanhos diversificados.

Ele tinha um carinho a mais comigo, eu sinto isso toda vez que ele me toca ou me abraça… não sei, parece que ele sempre quis isso mas nunca pôde, seu pais não querem? Irene repudia?… Tantas perguntas na minha cabeça.

Jungkook

Ele se encaixa tão bem em meus abraços, aquele pequeno ser está me ensinando aos poucos que a vida que eu tinha comparado com esta que eu estou começando com ele, é muito prazeroso e se tem mais emoção, me ensinou que é muito melhor que a vida fútil que eu tinha. Irene só estava atrás de sexo e status, mas com jimin não, ele quer atenção, ele quer carinho, ele quer cuidado… tudo o que eu sempre quis dar a alguém.

Deus… estou me apaixonando pelo irmão da minha ex namorada.

— Jimin… já pensou se o que a gente começou, virasse um namoro? — Jimin olhou para e ele e ele fez o mesmo — viajei demais, né?

— Não jungkook — sorriu nasal — É bom prever o futuro, é bom sonhar alto… mas isso não seria uma má ideia sabia? Difícil é nossos pais, a chata da Irene... Já pensou se ela decide revidar? Vai que ela faz mal a você… — Jimin passou seus pequenos dedos pelo peitoral de jungkook pensando — ela é maluca…

— Não sei o que vi nela… nunca deveria ter puxado papo com aquela louca. — Assim que terminei de falar, jimin sorrir me fazendo sorrir também — Sabe, jimin? Eu quero guardar esse momento nosso… pra sempre.

— Vai ficar marcado em meu coração também... Eu sei que vai, você é tão maravilhoso que as vezes penso que não é real. — Jimin passou seus dedos por meus lábios e me deu um selinho demorado. — Ou na moral… onde você se escondia?

— Atrás da ignorância da tua irmã! — respondi de imediato sorrindo.

Queria achar palavras, maneiras, ou até explicação para expressar o que estou sentindo... Meu coração está pulando, meus olhos estão hipnotizados em jimin o tempo todo. Se ele atirou a flecha da paixão em mim… Não foram só uma, foram várias.

Ele me faz pensar que somos tipo Deadpool e Homem aranha, um casal inesperado? Sim, mas um casalzão da porra!

[...]

Eu admito que tenho medo do que Irene possa fazer depois de saber de nós dois… não sei o que ela é capaz de fazer e é isso que me dá mais medo. Não quero que ela machuque o jimin mas uma vez, não quero que ela me machuque de novo me falando todas aquelas coisas… Era estranho saber que ela poderia estar planejando algo agora e nenhum de nós saber…

Irene

O jungkook foi um enorme de um filha da puta comigo, mas o que é dele está guardado. Eu me sinto culpada em meter o jimin em meio disso tudo, ele não merece passar por nada disso… Não me perdoaria se algo acontecesse com ele.

Eu temo que o jungkook esteja aprontando algo, e é estranho o fato do jimin estar sumido… o que me leva a pensar que eles podem…

— PUTA QUE PARIU! — Irene gritou da sala de sua casa que o quê ela tinha pensado poderia fazer o total sentindo — Se for verdade... Eu juro que ferro com a vida do jimin, ferro com a vida do jungkook… Não aceito MEU jungkook com o jimin, o jungkook não é "viado" não, não…

Eu tinha que procurar ele.


Notas Finais


Vejo vocês próxima semana gente! Até mais!

Se gostou comenta e deixa seu like!
♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...