História Amor Proibido (Namjin) - Capítulo 2


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin)
Tags Namjin
Visualizações 22
Palavras 1.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeiro capítulo da fanfic, uhuu. Boa leitura!

Capítulo 2 - Capítulo 01


Fanfic / Fanfiction Amor Proibido (Namjin) - Capítulo 2 - Capítulo 01

                     Seokjin On

Por que é tão errado? Por que as pessoas julgam tanto? 

Desde de minha adolescência, quando me assumi gay, eu sofri tudo que você possa imaginar. Bullying principalmente, tanto virtual quanto fisicamente. 

Eu nunca fui no "padrão certo para a sociedade", sempre tive uns quilinhos à mais, meu estilo era diferente. Mas, quando eu me assumi, pronto! Eu vivi o próprio inferno. Eu já fui abusado, por pessoas que se diziam "heteros", já fui pisoteado, já fui de diversas formas humilhado. Meu sofrimento apenas piorou, quando minha mãe morreu, e meu pai colocou a culpa em mim, por achar que eu não a ajudava em casa.

Eu nunca tive depressão, apenas me cortava por diversão. Não me corto faz um tempo...tudo bem, eu sou ameaçado por isso.

Kim Taehyung, meu melhor amigo. 

Mora junto comigo em Seul faz uns, dois anos? É, por aí. Tae me salvou de uma das minhas crises, quando eu trabalhava como designer. TaeHyung me obrigou a ir trabalhar, disse que "um garoto de vinte e três anos, devia já estar casado". Ícone.

— TaeHyung!– gritei do meu quarto

— O que, cão?!– diz entrando, e me olhando com uma cara entediada

— Cadê meu sapato?

— O sapato dos "boys" ?– essa é a nossa língua

— Esse mesmo. Onde está?– coloco a mão em minha cintura. Isso já virou costume...

— Eu lá sei– dá de ombros, saindo do meu quarto. Minha boca ficou um perfeito "O". Abri a porta e fui atrás dele— Tae! Eu vou me atrasar para o primeiro dia! 

— Porra, Seokjin! Deixa eu ver meu filme em paz– diz jogando uma almofada em mim. Ah Deus, que criança

— Não me chama de Seokjin, filho da puta! Diz logo aonde tá a merda– Digo jogando a mesma almofada, em sua cara 

— No meu quarto, segunda gaveta da direita– diz, se rendendo

Subo para seu quarto—mas conhecido como chiqueiro—, e vou no mundo onde ele mandou. Pego meu sapato, coloco, desço para tomar café e saio. 

Bom, TaeHyung arrumou esse emprego para mim. Yoongi, seu namorado trabalha lá. 

Até hoje me pergunto, como Yoongi conseguiu emprego, em uma empresa de ricos? Ameaça talvez. 

Entro no meu carro, e vou em direção a empresa, que não era muito longe de onde eu moro. 

Chego em frente à empresa, e vejo seu nome em uma placa ao parar da mesma. Kim's Enterprise. Woah! Ela é enorme! 

Saio do carro, entro na empresa e nossa! Ela é toda espelhada por dentro, bem calma para uma empresa famosa. Caminho em direção a uma mulher, julgo ser a recepcionista.

— Eh, licença?– a chamo. Ela parece me olhar com desgosto. Que mau educada.

— Sim?– voz de puta

— Eu gostaria de falar com o senhor, Kim Namjoon. Ele está?

— Está, mas não recebe visitas. Sinto muito– da um sorriso forçado, e volta a mexer no celular. Que vagabunda...

— Eu vim para o primeiro dia de trabalho– digo convincente

— Ah, sério? E o que eu tenho aver com isso?– Como ela pôde? Vadia do Caralho! 

— Seu dever é, me informar quando novatos chegam, não os tratar desse jeito– uma voz grossa e grave, ecoa pelo local, fazendo a vadia arregalar os olhos. Olho na direção dessa voz, e vejo um homem alto, forte, com os cabelos bem alinhados e com um óculos redondo. Deve ser o chefe.

— A-ah p-perdão, senhor. Isso não irá se repetir

— Não mesmo. Mais uma, e rua para você– diz vindo em minha direção. Porra, minha direção!— Você é Kim Seokjin?– me olha por completo, enquanto eu movia minha boca, mas nada saía.

— S-sim, senhor– faço uma reverência, e o olho.

— Bom, seja bem vindo. Me siga– dá as costas, indo para um elevador. Porra, olha essas costas! Que homão! Imagina só, eu arranhando essas costas, tirando com agilidade essa camisa de boto...

— Seokjin? Você vem?– Interrompe meus pensamentos, e eu dou uma leve corridinha até o elevador. 

Senhor Namjoon, aperta um botão e subimos. Eu não parava de olha-lo, quem manda ele ser tão lindo? Aish. A porta se abre, e eu vejo um monte de gente, correndo para lá e para cá. A empresa é muito estilosa. Andamos para fora do elevador, quer dizer, ele andou na frente e eu atrás.

— Sr. Jeon!– Senhor Namjoon, chama um funcionário que estava passando na nossa frente— Mostre a empresa para ele, tenho coisas mais importantes para fazer— diz para o garoto e sai. 

Minha boca está um "O". Como assim "coisas mais importantes"? Eu não sou importante? Ele está certo, eu não importo.

— Ah, olá?– o garoto diz

— Ah, oi. Você é...?

— Jeon Jungkook, e você?– ele sorri e estende a mão. O sorriso dele me lembra um coelho. Que fofo

— Kim Seokjin– aperto sua mão

— Ah, bom, vou te apresentar o pessoal daqui. Vem– diz, e faz um gesto para eu ir na frente. Educado.

Fomos até uma mesa, onde tinha três garotos conversando e rindo.

— Pessoal– Jeon chamou— esse aqui é o Seokjin, ele é novo

— Ah, é Jin

— Oi, Jin– eles dizem em uníssono

— Esse aqui é o Jimin– aponta para um garoto baixinho, loiro e fofo– esse é o Hoseok– aponta para o de cabelos ruivos e sorridente, que luz vinda dele– e esse é o Jaebum– aponta para um garoto de cabelos castanhos, com um sorriso encantador, maior que eu um pouquinho, e muito lindo. 

— Olá, Jinnie. Posso te chamar assim?– Jaebum pergunta, Meu Deus me perdi nos olhos dele.

— Ah, claro– sorrio tímido, e ele retribui

— Mais já, Jae?– Pergunta Hoseok, rindo

— Vai se fo–

— Já conheceu a empresa, Seokjin?— a voz grave de Namjoon faz Jaebum parar sua fala. Me viro, encontrando nossos olhos

— A-ah, ja sim, senhor

— Ótimo. Quero você na minha sala, agora– Se retira, e eu estou estático no mesmo lugar

— Vai, Jin!– Jimin dá um empurrãozinho em meu ombro, me fazendo despertar. 

Ando em passos rápidos até a sua sala, o que foi um ano para achar. Bati na porta duas vezes e ouvi um "entre", entro na mesma é uau! Ela é linda. 

Sua sala não era tão grande, mais era linda. Sua mesa fica no centro da sala, atrás dela as paredes eram de vidro, vista para o ar livre. 

Sua cadeira era de coro vermelho, as cadeiras para "visitantes" era branco. Uma pequena estante, com alguns livros, ficava no canto da sala.

— Sente-se– me sento— Bom, você ainda não vai começar oficialmente, é apenas um teste– gelei nesse momento

— Oh, vou fazer de tudo para ser aprovado, senhor– sorri abertamente

— Faça isso. Você começará amanhã, tudo bem?

— Sim, claro. 

— Chegue no horário, não tolero atrasos– ah, vai se foder

— Sim senhor

— Antes de ir embora, pegue um café para mim. Sem açúcar– disse olhando para o notebook. 

— Sim senhor– me levanto e saio de sua sala. Uh, clima tenso...

                        | | | | | | | | 

Primeiro capítulo saiuuuu!!!!! 

Vcs gostaram? Só o primeiro capitulo saiu curto, neh? Eu xei, de acordo com a fic eu aumento.... votem e comentem

Amu vuxes, Namjinas

Desculpem os erros...


Notas Finais


*na mídia é o escritório do Nam*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...