1. Spirit Fanfics >
  2. Amor psicótico ( Imagine Min Yoongi ) >
  3. Minha.

História Amor psicótico ( Imagine Min Yoongi ) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite fadinhas🧚🏻‍♀️✨voltei com mais um capítulo.

Avisos: •Tudo que contém aqui é apenas ficção, 100% ficção, ou seja, nada relatado aqui é real. •

Finalmente alguém apareceu nesse capítulo, e yoongi estará ferrado...

Espero que gostem.

Perdão pelos erros ortográficos.
Boa leitura 📖✨

Capítulo 12 - Minha.


Fanfic / Fanfiction Amor psicótico ( Imagine Min Yoongi ) - Capítulo 12 - Minha.

 

3 semanas depois.

 

Depois do meu o meu primeiro encontro com o Yoongi, as coisas estão fluindo entre a gente. Saímos algumas vezes, para somente conversamos e no final de tudo sempre acabávamos nos beijando.  A cada dia eu me apaixonava mais e mais por ele, aquele jeitinho duro que só ele tem e ao mesmo tempo fofo me levava a loucura.

 

Eu estava comendo algo antes de ir à faculdade, hoje eu teria prova. Fiquei praticamente a noite toda estudando, eu realmente estava com medo de não passar nesse teste, já que a seria a última do trimestre e como eu estudei, no mínimo essa prova tinha que ser fácil.

 

Terminei de comer, me levantei levando a minha vasilha até a pia e ali deixei. Corri para o banheiro escovar os dentes e após isso peguei a minha bolsa e sai trancando a porta. Andei em passos rápidos, pois eu estava um pouquinho atrasada, mas não era grande coisa. 

 

Depois de uns minutos eu cheguei à universidade, passei pela a entrada e entrei para dentro. Eu iria pegar o elevador, mas estava tão cheio que eu desviei o caminho e fui em direção as escadas. Subi correndo e antes que eu chegasse ao topo bati com o meu rosto no peitoral de alguém e se não fosse a pessoa me segurando, provavelmente eu teria caído escada abaixo.

 

— Meu Deus, me desculpe moça...Você está bem? 

 

— Estou. E não foi nada... - Desviei dele para terminar de subir as escadas, mas o mesmo me chamou.

 

— Moça... Você poderia me dizer a onde fica essa sala? - Me entregou um papel. — Eu sou novo aqui, e realmente não conheço nada e estou um pouco perdido.

 

— Me acompanha, vou te levar até lá. - O mesmo assentiu.

 

Depois de caminhar por alguns corredores, mostrei a sua sala.

 

— Obrigado.

 

— Não tem de que...

 

Jungkook, Jeon Jungkook.

 

— Não tem de que Jungkook. - Sorri para o mesmo. — Bem, eu vou indo, pois, tenho uma prova agora.- Acenei para ele e sai de lá às pressas.

 

 

Entrei em minha sala e me sentei no meu lugar, logo a sala foi preenchida. É claro, ninguém poderia perder essa prova. O professor começou a distribuir o teste.

 

— Boa prova a todos. 

 

 

[...]

 

 

Me despedi dos meus colegas e sai da sala rumo a saída da faculdade. Enquanto, eu estava caminhando senti uma mão em meu ombro, me virei vendo o homem que eu ajudei hoje mais cedo.

 

— Precisa de mais alguma ajuda? - Perguntei.

 

 — Não. - Riu — Você não me disse o seu nome.

 

— Ah... - Franzi o cenho. — Meu nome é, (S/N).

 

— Nome bonito. - Sorriu. E que sorriso lindo. — Bem, eu já estou indo, nos vemos amanhã.

 

Ok, isso foi um pouco estranho. Mas talvez, ele só queira se enturmar.

 

Dei de ombros e continuei andando e assim que eu pisei os pés fora da faculdade, avistei o carro do Taehyung estacionado do outro lado e na porta estava encostado ele, com os braços cruzados e assim que me viu abriu um sorriso.

 

— Olá Taehyung, o que faz aqui? - Questionei ao parar em sua frente.

 

— Vim lhe buscar para almoçarmos juntos. 

 

— Mas... eu nem me arrumei.

 

— E o que tem? 

 

— Ta, vamos então.

 

 

Por incrível que pareça já criamos um laço de amizade. Taehyung é um ótimo amigo, não consigo o ver de outra forma. 

 

Chegamos na frente de um restaurante muito bonito a fachada era de puro vidro e, em um desses vidros caia água. Taehyung e eu entramos e nos sentamos, em seguida o garçom veio e fizemos os nossos pedidos. Em cerca de 30 minutos os nossos pedidos chegaram e já estávamos comendo.

 

— Isso está ótimo. - Falou com a boca cheia. — Quer experimentar?

 

— Taehyung. - O repreendi, soltando uma risada em seguida. — Eu quero.

 

Taehyung pegou um pouco da comida no hashi e me deu na boca. 

 

— Nossa, está muito bom mesmo.

 

Após o nosso almoço que foi repleto de risadas, resolvemos ir embora. Acompanhei Taehyung no pagamento e ele disse que pagaria tudo e eu deixei, mesmo querendo pagar pelo menos a minha parte.

 

Caminhamos até a saída e antes mesmo que pudéssemos sair, um ser adentrou no local e quando bati meus olhos nele meu coração disparou ao ver que era o, Yoongi. Ele me olhou e assim que viu o Taehyung sua expressão relaxada mudou para sério.

 

 

— Yoon. - Sorri para amenizar aquela tensão que se formou.

 

— Oi. - Disse secamente, mas logo tratou de sorrir, um sorriso forçado.— Eu vim almoçar, mas perdi a fome. - Disse sem tirar os seus olhos penetrantes de mim.  Seu olhar indecifrável e assustador me dava medo. — Tchau, (S/N). - Disse por fim saindo.

 

— Quem é esse cara? - Taehyung me questionou.

 

Continuei em silêncio. 

 

O que eu havia feito fora realmente tão mal? Será que Yoongi entendeu tudo errado?

 

 

MIN YOONGI POINT ON VIEW.

 

 

— Filho da puta! - Gritei ao entrar em meu carro. — Eu vou lhe matar, por querer roubar a (S/N) de mim! - Gritei novamente, mas dessa vez socando o volante.

 

(S/N) estava realmente me testando. Ela não me conhece e não sabe nem um terço do que eu sou capaz de fazer. Eu sou um demônio disfarçado de anjo e ao mesmo tempo um pesadelo vestido de sonho.

 

Eu estou fazendo de tudo para o meu lado obscuro não despertar, mas parece que (S/N) não está facilitando. Ela é minha, nós dois nos beijamos, seus lábios tocaram os meus. Porra! Ela é somente minha e se alguém tentar tirá-la de mim, bem... Eu não hesitarei em matar quem quer se seja.

 

 

Eu sei que não temos nada sério, só ficamos algumas vezes e não passaram de beijos. Mas se ela está comigo, ela não tem que ficar se engraçando com outro, e principalmente se esse outro for o doutorzinho de merda.

 

A imagem dos dois tão próximos queimava em minha mente. Maldito seja!

 

Peguei o meu celular desbloqueando a tela, digitei o número do Namjoon e depois de duas chamadas ele atendeu. 

 

 

Ligação On.

 

Alô. - Sua voz estava um pouco rouca.

 

Namjoon.- Ditei.

 

Ah... É você. O que quer, Yoongi? 

 

— Eu acho bom o seu priminho se afastar da (S/N).

 

— Você está falando sério? - Riu com desdém. — Me poupe, Yoongi! Eu não tenho nada haver com isso, e nem pense em fazer algo contra o meu primo.

 

— Mande ele se afastar! 

 

— Você e a estagiária, por acaso estão namorando?

 

— Isso não importa. 

 

— Ah! Claro que importa. - Falou — Eu sinto em lhe dizer, mas Taehyung está gostando dela e você já perdeu. - Antes que eu pudesse dizer algo, ele foi mais rápido e desligou.

 

Joguei o telefone no banco e cerrei os punhos.

 

As vozes na minha cabeça estão me deixando louco. A minha vontade de matar me consumia cada vez mais.

 


Notas Finais


Yoongi vai estar sem saída com jungkook, pq será?👀🔥 eu queria muito dar mais spolier, mas vou deixar vocês na curiosidade ahaha

Comentem para a tia Ge 💜Seu comentário é importante pra mim.

Até a próxima 🧚🏻‍♀️✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...