História Amor Real - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Chad Michael Murray, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Tom Welling
Personagens Jared Padalecki, Jensen Ackles
Tags Padackles J2 Jared Jensen
Visualizações 74
Palavras 1.907
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


demorei mais voltei com mais um cap fresquinho pra voces
espero que gostem
dedico esse cap a todos meus leitores fieis em especial as minhas primas as amora do meus coraçao
boa leitura e mais uma vez sorry pelos erros que sao todos meus mesmo kkkk
obs: pra quem pediu com musica aqui esta..espero que agradem a todos

Capítulo 10 - Desilusão


Fanfic / Fanfiction Amor Real - Capítulo 10 - Desilusão

jared desperta sentindo um arrepio gostoso pelo corpo.

sorrir ao ver o amado brincando com o seu mamilo.

-aconteceu...o principe diz ao sentir uma dorzinho no anus.

-sim...jensen beija seu peitoral antes de beijar seus labios.-aconteceu..

-eu...estava me olhando dormir?

-sim.respondeu o loiro sorrindo.-adoro ouvir seu ronco.

-jensen!

-to falando serio.

-isso nao se diz..

-mas...

-nao depois da noite que tivermos.

-foi perfeito nao foi?

-magico..

-acordei me perguntando se foi real.

-foi jen...foi real...foi tudo real.

-tenho medo que esteja sonhando.

-nao estar sonhando.jared o beija.-eu sou real...o que sentimos é real..

-jared..jensen o beija com paixao.-que tal um cafe da manha bem caprichado.

-agora sim.jared sorrir.

-gostou ne ?

-muito.

-ja volto.jensen lhe dar um beijo rapido e sai da cama.

-aconteceu...sussurrou o principe.-finalmente encontrei o que faltava pra mim ser feliz...finalmente estou sendo feliz...estou amando....amando ele.

-espero que esteja do seu agrado..jensen entra segurando uma pequena bandeija.

-ate agora se saiu bem na cozinha.

-que bom...jensen senta ao seu lado.

-vou fazer a higiene primeiro.

-nao..eu gosto do seu bafo tambem.

-eca..jared sorrir.-voce é tao bobo.

-to falando serio.

-ja volto...nao coma tudo. o principe levanta mal dar um passo pra frente uma tontura o faz parar.

-jared...jensen levanta e o segura.-o que voce tem?

-nada...foi apenas uma tontura..

-esta palido. jensen o senta na cama.

-acho que levantei rapido demais.

-pode ser...ou pode ser fome tambem.

-eu..

-porque voce adora minha comida..passa mal se nao come.

-que mentira.

-ta sentindo alguma dor?

-nao.responde sincero.

-jared...

-é serio.eu to bem...me sinto bem..

-eu...

-mais quero uma coisa.

-que coisa?

-um beijo..

-primeiro come..

-ah nao jen...jared cruza os braço.

-jared!

-quero beijo primeiro..

-mas...

-so um beijo vai...so unzinho. 

-so um. jensen lhe dar um beijo rapido rapido.-pronto agora... sua frase é cortada pela boca do moreno que cobre a sua com gula.

O cafe foi esquecido porque o casal se entregaram novamente ao amor que sentiam.

-sabe o que falta nessa bandeija..jared olhou pra bandeija.

-o que?

-uma flor...

-flor?serio?

-seria perfeito.

-eu...eu pensei que...jensen fica sem jeito.

-brincadeira jensen.

-Mas...

-voce é um ogro muito fofo sabia.

- seu camareiro idiota..jensen diz sorrindo.

-ogros comem flores...cavalheiro nao..

-eu sou um cavalheiro.

-nem sempre..

-mas..

-ta tudo perfeito.jared o beijou.-de verdade...adorei o cafe caprichado...

-eu...

-agora pra melhorar...so aquele passeio a cavalo que prometeu.

-seu desejo é uma ordem.

Apos o banho o casal foram passear de cavalo e pararam para namorar embaixo da maçaeira.

-acho melhor voltamos..jensen fala olhando a palidez do moreno.

-nao..

-voce nao estar bem jay...

-so me sinto um pouco enjoado.

-vamos no medico aqui do vilarejo.

-nao precisa..

-precisa sim...

-mas...

-mais nada...vou te levar pra casa e depois vou buscar o medico para ele examina-lo.

-eu to bem jensen...

-o medico dira isso.

 jensen colocou o moreno no cavalo e voltaram com jared reclamando dizendo que nao precisava ser examinado.

-deite-se...o loiro o coloca na cama.

-jensen...

-precisa de repouso..acho que todo doente precisa.

-nao estou doente.

-o medico que dira se estar ou nao..

-eu...o moreno fecha os olhos ao sente uma tontura novamente.

-jay...jensen fica mais preocupado ainda.

-nao...nao demora..o moreno diz de olhos fechado.

-nao vou.. jensen faz mençao de sair mais o moreno o chama.-o que?

-me beija..pede o principe sentindo um aperto no peito.

jensen se abaixa e beija os labios do principe com todo amor que nutria.

-eu ja volto.jensen deixa uma lagrima escorrer.

-eu sei...jared adormece em seguida.

O loiro encontra o medico e pede pra ele ir ate sua casa ver o moreno,no caminho de volta o loiro para num lugar especial.

Jared abre os olhos e seu coraçao quase para quando ver quem o estar lhe olhando.

-pa..papai...

-vistasse. o rei lhe estende as roupas reais.

Jensen ver movimentaçao perto de sua cabana,quando chega perto ver a carruagem real.

-jared...o coraçao do loiro aperta 

-o que estar havendo?o medico pergunta pra jensen.

-eles nao podem culpar o jared pela morte do principe..

-acha que eles vao mandar mata-lo?

-nao.. o loiro desesperado correr pra cabana segurando firme o objeto delicado na mao.

-pare!o guarda o para.

-o que estao fazendo aqui?nao sao bem vindos aqui 

-jensen...tom se aproxima do amigo.-eu sinto muito.

-o que?tom o que...

-eles pegaram meu avo..

-o que?

-fui ontem la e...eles me perguntaram sobre o jared.

-mas..porque eles viriam atras de um simples camareiro?pergunta mais nao obtem resposta ja que a porta de sua casa é aberta.

-ajoelhem se todos perante o rei gerald e seu herdeiro real..o principe jared.

O coraçao do loiro falha uma batida quando ver seu amado sai de dentro de sua casa com roupas reais.

Principe..jared era um principe.

-jen...sussurra o principe quando seus olhos se cruzam com o do loiro.

O loiro deixa a rosa cair no chao assim como uma lagrima cai do seu belo rosto.

-ja...jay...o loiro nao conseguia acreditar no que estava acontecendo.

-mandei se ajoelhar rebelde.o guarda empurra o loiro no chao o fazendo se ajoelhar de frente pro rei e o principe.

O  coraçao segura as lagrimas quando viu o que o loiro segurava na mao,mais esta lagrima cairam junto com a rosa na mao do loiro.

-jen...o principe diz antes de perder a conciencia.

-jared..chad que estava do lado do moreno o amparou nos braços assim como o rei.

-vamos tira-lo daqui.disse o rei.

jensen ver seu amado se levado pra longe de si levando junto seu coraçao.

-jared... o loiro desmaia nos braços de tom.

O principe palpa o outro lado da cama antes de abrir os olhos.

-jen... O moreno abre os olhos e seu coraçao falha uma batida quando ver que estar em seu quarto real.-na...nao..

As lembrança vem em sua mente e ele nao consegue conter as lagrimas ao lembrar do olhar decepcionado do amado.

-jensen...sussurrou o principe chorando.-nao...jensen...jen.. 

O principe levanta da cama disposto a ir atras do amado.

-filho...rosa e o marido entra no quarto.

-mae...

-meu filhinho..rosa o abraça com força.

-mae...jared sorrir no meio daquela imensa dor.

-familia real reunida novamente.gerald diz abraçando os dois.

-pai...jared olha pro pai.-porque...porque fez isso eu...

-fiz o que filho?

-o vilarejo...o senhor... o moreno fecha os olhos ao sentir uma tontura.-eu preciso falar com... 

-voce precisa descansar..o rei o coloca na cama.

-nao eu...eu preciso..

-suas esposa vem amanha ve-lo...estao com saudades.

-eu...novas lagrimas molha o rosto do principe ele nao queria ver suas esposas...so queria ver uma pessoa.-jen... o principe volta a desmaiar.

A noite vem rapido o principe desperta e dar de cara com chad sentado na ponta da cama.

-chad...

-jay... o ruivo se joga nos braços do amigo e chora sem constrangimento algum.-voce ta aqui amigo...eu sabia que voce ia volta.

-eu...

-eu sabia que era voce...nao estava delirando...era voce...

-porque chad?jared rompe o abraço.

-porque o que?

-porque invadiu o vilarejo?

-jared..

-porque fizeram isso?

-nao sabiamos que estava la..

-nao foi isso que perguntei. jared fala nervoso.

-eu... o ruivo fica surpreso era a primeira vez que via o amigo tao nervoso.

-porque fez aquilo?porque?

-so obedecir ordens jared...sabe como as coisas funcionam.

-nao..jared levanta.-eu nao sei como as coisas funciona.

-eu..

-como poderam fazer isso com eles..

-com eles?chad rir sarcastico.-eles sao os rebeldes jared...

-eles...

-eles nao fazem parte do palacio...lutaram contra o rei...contra seu pai.

-ele...

-eles sao assassinos e...

-e o que voces sao?

-como assim? 

-eles nao sao assassinos...voce que sao!

-o que?

-o que voces fizeram ontem..

-jared aquilo...

-aquilo foi matança...matança de gente inocente.

-inocente?jared eles sao os rebeldes

-nao chad...eles nao sao..

-eu...

-eles sao pessoas boas...ele...ele é um homem bom..

-ele...ele quem?

-o...nao importa mais..jared senta na cama.

-amigo..chad toca em seu ombro.-o que eles fizeram com voce..

-chad...

-te machucaram?

-eu...

-assim que virmos o corpo do camareiro..sabiamos que voce estava vivo..

-eu so...

-so nao sabiamos ate quando ficaria...essas pessoas..

-essas pessoas...essas pessoas me mostraram o que é ser livre..

-mais voce era...

-nao  chad...eu nao era..

-mas...voce é o principe...tem todo ouro ...riqueza que...

-mais naquele vilarejo..em um mes....eu fui feliz como nunca me sentir aqui..

-jared....

-eu fui feliz plenamente...nao pela metade.

-mas...

-e voce...voces estragaram tudo..

-amigo eu...

-nunca vou te perdoa por isso.

-jay...

-ontem tive um dos momentos mais feliz da minha vida...e hoje...agora..

-eu...

-voces acabaram com tudo.

-do que esta falando?

-estou falando do homem...o coraçao do principe palpita ao lembrar do amado.-do homem que me salvou.

-eu..

-depois do camareiro ter morrido pra me salvar...ele chegou e...

-que homem é esse?o rei vai recompensa-lo por ter salvado voce..

-ele nao se importa com isso.

-todos se importa.

-voce nao o conhece.

-eu...

-e nao importa mais..

-mas jared...

-ele agora deve me odiar..

-se ele for tao bom assim...ele nao vai odiar voce..

-voce nao entende..

-me explique entao..

-nao..

-mas...

-me deixa sozinho.

-nao jared eu...

-NAO ESTOU PERDIDO SOLDADO!Jared grita assustando o amigo com sua reaçao.

O ruivo engole em seco faz continencia e sai do quarto.

O principe se deita na cama e volta a chorar feito criança.

Ruby entra no quarto e se deita ao seu lado chamando sua atençao.

-ruby...

-eu to aqui..a morena o abraça com carinho.

-eu..

-ta tudo bem amigo...ja passou.

-eu nem...nem tive a chance de dizer 

-dizer o que?

-eu nao pudi dizer...nao pudi

dinda olha pro loiro sem saber o que dizer ou o que fazer pra ele reagir.

-jensen...a mulher senta ao seu lado na cama.-faz horas que estar sentado ai...desde que despertou e...fala alguma coisa por favor...voce ouviu o que eu disse?a historia toda? a mulher tenta segurar a mao do loiro mais este se afasta.-jensen eu...por favor fala alguma coisa.

-odeio..o loiro fecha os punhos da mao.-odeio todos daquele palacio.

-jensen...

-todos... o loiro deita na cama de costa pra mulher e deixa as lagrimas molharem seu rosto.-odeio com todas as minhas forças.

-querido..dinda acariciou seus cabelos.-eu sei que estar doendo mas ele...

-nao me importo se ele é o principe que voce trouxe ao mundo.

-eu...

-pra mim ele é o inimigo.

-mas voces...

-por favor me deixe sozinho.

-mas voce precisa..

-preciso ficar sozinho..por favor.

dinda beija o ombro do loiro e sai da cabana o deixando sozinho.

-jared.. sussurra o loiro em meio as lagrimas.-porque?

Eu não queria ter você por um programa

E apenas ser mais um na sua cama

Por uma noite apenas e nada mais

Falando sério

Entre nós dois tinha que haver mais sentimento

Não quero seu amor por um momento

E ter a vida inteira pra me arrepender

continua



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...