1. Spirit Fanfics >
  2. Amor rival >
  3. Vamos refletir.

História Amor rival - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Jesus Kkkkk só tô postando tarde da noite. Já fiquem ligados estão pessoas da madrugada!

Capítulo 11 - Vamos refletir.


Fanfic / Fanfiction Amor rival - Capítulo 11 - Vamos refletir.

A noite desapareceu, e o sol se pois a subir entre o céu que se clareou rapidamente. Os raios quentes que passavam entre as cortinas batiam entre seus olhos avermelhados, Katsuki acordava com o incrível calor de um recém final de semana. Não acreditava que O Sábado poderia ser tão quente. - Boceja tentando avistar seu amigo com sua visão um tanto embasada.

-Bom dia Kazinho! Eu fiz o café da manhã. Eu acho que está gostoso. - O carismático senta na cama com os lençóis alaranjados que Katsuki estava.

-Ah.. Você é demais Deku.. - Pega seus biscoitos ainda sonhando. - Eu te amo caramba.

-Você quer dormir mais um pouco? É final de semana, não precisamos sair hoje.

-NADA DISSO! ELE VAI FAZER AS COMPRAS AGORA! - A Mãe irritada gritava ouvindo a conversa por trás da porta. - O dinheiro tá na mesa. Amorzinho você quer ir com ele ou você quer comer um bolinho? - A mesma acariciava a pele de porcelana do esverdeado.

-Ah não precisa Dona Mitsuki! Eu vou acompanhá-lo.

-Está bem benzinho, toma cuidado! E cuida desse cabeça de vento aí por favor.

-VAI EMBORA! - Katsuki grita mostrando sua expressão violenta. - Aí oh! Foi só falar que ela chega!

-M-me Desculpa Kazinho...

- Tá! tanto faz. Vem Midoriya, vamos comprar logo essas merdas.

-T-tá bom! Tchau Dona Mitsuki!

-Tchau Fofuxo! Vão pela calçada! Pelo amor de Deus! - Acenava de longe mandando vários beijos a Izuku.

Bakugou se via ainda um pouco cansado, embora tivessem chegado muito tarde ontem, Midoriya parecia muito mais energético que ele, em meio a rua o jovem estava a sorrir dando pulos de animação. Como ele pode estar assim logo de manhã? - O loiro pensava olhando fixo para o saltitante. O esverdeado pareceu notar seus olhares, mas não se importava por estar totalmente acostumado com o senhor mal-humorado que ali andava ao seu lado.

Entrando no grande mercado, Pegaram o carrinho de compras que ficava escorado no fundo e saíram calmamente em busca dos alimentos solicitados para o estoque do mês. Katsuki apenas pegava coisas aleatórias que comia, porém percebendo o olhar esfomeado e admirado de seu amigo para os bolos elaborados com glacê, abriu em seu rosto um olhar gentil que o fez pensar em suas palavras que o recompensaria. Então, o mesmo começou a pegar sem que o outro percebesse morangos, amido de milho, farinha e tudo mais para fazer um de seus deliciosos bolos.

-Já acabamos. Quer comer alguma coisa antes de voltarmos para casa?

-Sério?! Ando querendo muito um... Eu quero um Milkshake de Morango! Mas eu não sei onde vende perto daqui..

-Está bem. Vem, eu conheço um lugar legal. - Katsuki pegava nas mãos de Deku o guiando até o local que havia dito.

Por incrivel que pareça, os cabelos dourados estava calmo, afinal, estava muito feliz em poder fazer um jantar e uma sobremesa gostosa ao seu grande amigo. Mas era apenas uma questão de tempo que Midoriya percebesse o motivo de sua felicidade, então eles comeram apressados e foram de imediato para a casa do Loiro apressado. Não foi um problema contar a ideia para sua mãe, ela gostava muito de Izuku, e fez de tudo para distraí-lo sem que ele notasse algum movimento estranho.

Com as compras colocadas em seu devidos lugares,Logo tudo estava pronto, o mesmo pensou em tudo! Fez o prato predileto do esverdeado, que não era nada menos que Costela. Um bolo grande e recheado de Morango escrito eu te amo foi feito até. Bakugou era realmente bom na cozinha, Seus dotes eram admiráveis, não que ele se importasse com isso, era apenas um hobe seu, mas que ele realmente levava jeito não é nenhuma mentira.

-Deku.. Lembra que eu disse que te recompensaria? Eu fiz esse banquete pra você!

-K-Kacchan? Uou! Parece tão gostoso! - Midoriya pega uma pequena colher pondo em sua boca um pedaço do incrível bolo de textura cremosa do dourado. - Tão delicioso! Muito obrigado! - Pula em seus braços deixando os dois caídos no chão.

-AHHHH SAI DE CIMA DE MIM!

-Obrigado! Kazinho!!!

Aquele dia tinha sido ótimo, a família toda se reuniu para conversar com os adolescentes da casa. Foi uma animação e tanto, diria. Mas como todo dia sempre tem um fim, aquele não seria diferente, e logo Midoriya teve que partir com o peito a doer para casa. Novamente o loiro estava sozinho e sua família aos poucos foi indo embora também, seus pais haviam ido para o quarto dormir e só ele ficou de pé diante a sala. Era difícil entender Bakugou, Mas foi bom todos terem ido embora, ele tinha coisas para esclarecer em sua mente. Sentado na grama que arranhava sua pele suavemente, o loiro pensava sobre seus sentimentos. Ele sabia que não poderia esquecer Kirishima, ele está em toda parte, é inacreditável! Mas nesses dias, vem confundindo o que realmente é amizade. Sua amizade com Midoriya era bela demais para ser entre amigos, ele pensava na hipótese de realmente se apaixonar pelos bens feitos por Izuku. Ele era carinhoso, gentil, mas sempre escandaloso quando precisa; Ele leva tudo a sério, tudo tem um significado para ele, e na verdade, seus pensamentos estavam começando a concordar com o raciocínio do esverdeado. - Por que está tudo tão difícil de repente? - Deitasse como um anjo na neve em seu quintal áspero. Embora a sensação das folhas em seu corpo seja um tanto boa. - O que ele poderia fazer? Kirishima é seu rival, Midoriya é seu melhor amigo. Em histórias e acontecimentos comuns, diriam que seria o correto que ele ficasse com seu melhor amigo, o que o conhece bem, e o que com certeza faria de tudo por ele. Todavia, pensando por outro lado, e seu rival? Kirishima era seu tipo de pessoa, e sempre vinha em sua mente mesmo que ele lutasse contra isso. Será que isso é uma atração pelo ruivo? - Mordia seus lábios olhando para as estrelas que iluminavam o céu escuro. - Será que um dia tudo irá se resolver? E os seus céus iram voltar a novamente brilhar? Isso é o que mesmo pensava todas noites dês do trágico ocorrido. E vamos combinar, naquela noite, deitado diante as luminosas, Katsuki já havia decidido o que irá fazer para resolver tudo no dia seguinte.


Notas Finais


Foi bem simples por que meu celular tava carregando, e aí eu só fui começar a escrever as 02:30 da manhã. Então eu pensei "Será que devo iludir eles hoje?." resolvi que seria bom só amanhã. Então bora continuar acompanhar aí! Beijos! Cuidado com o corona vírus! 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...