História Amor rola no ódio? E na amizade? - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 57
Palavras 1.219
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Daaeeww Galeraa!!! Tudo bem? Entao denovo desculpa a demora meu vo ta no hospital e ta muito corrido minha rotina por isso. Bjss espero q gostem desculpe qualquer erro...

Capítulo 32 - Espírito de criança que sempre me divertiu...


Fanfic / Fanfiction Amor rola no ódio? E na amizade? - Capítulo 32 - Espírito de criança que sempre me divertiu...

ouvimos passos delas andando pela sala, Victor me abraça apertando-me contra ele, quanto menos espaço ocuparmos melhor! Sinto sua respiração ofegante em minha nuca. Me arrepio ao sentir sua respiração contra meu corpo, não entendo o que ta acontecendo comigo! Pela primeira vez me sinto agoniada de estar tao próxima dele -

Pov Victor

- Me abraço contra ela, queria desaparecer dali mas agora não dava. Ouvi passos pela sala enquanto elas resmungavam coisas que não entendi, talvez estava nervoso demais, se fossemos pegos ali ferrou. Eu nao estava nem ai, por mim ate suspenso posso ser, o que me preocupa é Bia, se ela for pega o pai dela a mata e meu filme fica mais queimado ainda. E alem do mas quem a trouxe pra ca fui eu, já me sentia culpado o suficiente por ela ter se machucado e agora isso eu não me perdoaria. Senti a respiração de Bia ofegante. Acordo de meus pensamentos pra escutar a conversa Delas-

Maressa: E agora?

Diretora: Agora vamos organizar aqui. Pegue uma vassoura atraz daquela estante - ai ferrou geral não acredito, agora noto que havia mesmo uma vassoura e alguns panos de trapos -

Victor: Desculpa -Cochicho baixo em seu ouvido… Sinto ela assentir nervosa, de raiva prenso minhas costas contra a parede e sinto ela mover. Que? porta se movendo? Me remexo mais um pouco e noto que é uma mini porta! Pode ser nossa salvação! -

Victor: Vem, xii!! - abro um pouco mais a portinha e entramos. Fechamos e acho que escapamos! Depois de respirar em paz tiro pra olhar e vejo uma escada que subia. Bom mais ferrados impossível não é? -

Victor: Vamos.

Bia: Victor! Ja não basta? 

Victor: Ah vamos! pior não pode ficar! Eu te ajudo!

Bia:Ta - Subimos alguns degraus, a escada não é tao grande assim, vejo uma única porta na saída das escadas, abro-a e inspeciono o lugar! 

Bia: Uau!!! - Era muito legal essa sala! Ela tinha varias TVs que continham câmeras de todo o colégio, ou pelo menos das partes mais importantes. Corredores, salas, cantinas e varias Outras-

Victor: Que top mano! - me aproximo das câmeras e noto as caixas de som, e um botão na tela das TVs, se eu apertasse transmitia o som do local das câmeras. 

Bia: É demais! - fala e sorri - eu nunca vi uma sala de câmeras antes.

Victor: Nem eu! - do nada ouvimos passos se aproximando da porta. Ai de novo! Nos encaramos e ajudo Bia a entrar em outra porta nessa sala ( sim esse colégio tem tantas portas que parece ate um labirinto)-

Pov Guilherme

- Entro na sala de aula da turma de medicina, não estavam em aula mas eu sabia que quem eu queria ver estaria ali -

Guilherme: Daew parcera chata de dança 

Allyce: Iai parceiro idiota de dança! - fala sem pensar duas vezes, parece ate que já estava me esperando. Acho que uma das coisas que mais me chama atenção nela é essa sagasidade de sempre achar palavras na ponta da lingua -

Guilherme: O que faz aqui?

Allyce: O que eu faria em uma sala de aula?

Guilherme: Eu sei lá, você não bate bem da cabeça! 

Allyce: Trouxa. O que você veio fazer aqui?

Guilherme: Eu...eu... tava... procurando o Henri - nao sei da onde tirei essa resposta foi a primeira coisa que pensei. - eu sei que você não esta estudando! 

- Ela RI -

Guilherme: O que esta fazendo?

Allyce: Nada! - fico a encarando ate seus olhos verdes claros encontrarem os meus - Ta bom, eu to pensando em um jogo que você costumava jogar muito quando criança!

Guilherme: Qual?

Allyce: Verdade ou consequência - fala e começa a rir. Entro na pilha e rio junto-

Guilherme: Eu gostava desse jogo também.

Allyce: A gente cresce né. Tudo passa.

Guilherme: Muito rápido - mesmo ela sendo essa mimada chata eu sei que mesmo nao admitindo tem um espírito de criança que sempre me divertiu - Mas não precisa acabar assim. Algumas coisas ficam.

Allyce: Tipo?

Guilherme: Sua criansisse - ela me encara com olhar fuzilador-

Allyce: Olha aqui seu...

Guilherme: Calma! eu não quero brigar com você. Pelo menos agora.

Allyce: ta.

Guilherme: Já sei. Ja que não da pra brincar de verdade ou consequência só nos dois, vamos brincar de outra coisa. 'Confessa e revida'.

Allyce: Han? nunca vi esse jogo.

Guilherme: Acabei de inventar.

Allyce: Idiota - sorri - ta explica a brincadeira.

Guilherme: Voce confessa algo sobre mim e eu sobre você. Vai você começa.

Allyce: Voce dança muito bem - fala envergonhada -

Guilherme:La no fundo eu adorei ter sido escolhido seu... - Henri me corta entrando na sala -

Henri: Há, ai ta vocês! Vamos ta quase na hora do ensaio da dança - acho que ele nota nossas caras e fala - atrapalhei?

Allyce: Não.

Guilherme: Não! - falamos na mesma hora -

Henri: Okay! Bora - ele chama e sai da sala, eu e Ally nem nos mechemos não da 5 segundos ele volto - Hey casal vamo logo! 

Guilherme: Tais animado é - falamos saindo da sala -

Pov Bia

Victor: Tem certeza?

Bia: Tenho!

Victor: Mas nenhuma?

Bia: Nenhuma! Relaxa eu ein. - ele estava teimando em perguntar se eu estava com dor -

Victor: Mas você é teimosa! 

Bia: Victor! Amanha eu já vou estar completamente bem. Só não quero arriscar na dança hoje, bobia eu poço torcer e fica pior.

Victor: E se voce não vai dançar posso saber porque estamos indo pra aula de dança?

Bia: Porque se nao você não ia. E eu também quero ver a coreografia assim eu não me perco

- Bufo e entramos na sala de dança. Estavam se alongando, so tinha a Ray ali -

Bia: Cade seu namorado?

Ray: Ele foi chamar a Ally e o Guih.

Victor: E onde eles estavam?

Ray: Nao tenho ideia.

- Quando ia falar algo vejo Eles entrando na sala -

Bia: Olha lá! 

Ray: Prontos pra dança?

Victor: Eu não vou dançar hoje.

Bia: Vai sim.

Ray: Ue porque não?

Bia: Machuquei o pé e não posso dançar e ele encrenca que nao vai...

Victor: Eu não vou.

Bia: Vai sim!

Ray: Parece criança vocês dois. Esse numero é do Guih e da Ally ta!

Allyce: O que que tem eu?

Guilherme: pseh, ouvi meu nome!

Ray: Nada.

P.D: Vamos lá turma!

Bia: Ótimo vou ficar ali olhando vocês.

Victor: Eu vou com você.

Bia: Não! Vai dançar

Victor: Mas...

Bia: Nada de mais eu aprendo rápido já você é lerdo anda eu vou ficar aqui.

-Revira os olhos e vai -

Pov Victor

- Falo com o professor e ele diz que eu iria dançar com uma tal de Jack, parece que o par dela não vai poder vir hoje. Uma garota com cabelos castanhos se aproxima. Conheço essa garota ela tava no jogo aquele dia -

Jack: Oi!

Victor: Oi! 

Jack: Jakeline, mas me chame de Jack.

- Assinto -

Victor: Aa voce é a Jack, acho que vamos ter que dançar hoje né 

Jack: Pseh! Ate que não foi tao ruim o Gabriel

Victor: Porque?

Jack: Assim eu danço com você! 

- Assinto e começamos a ensaiar, uns minutos depois ela se pronuncia -

Jack: Eles podiam mudar os pares né.

Victor: Do que ta falando?

Jack: De mim dançar com você!

Victor: Ah não vai dar eu ja tenho uma parceira!

Jack: Eu sei, mas a gente fala com o professor.

Victor: Não melhor não.

Jack: Mas porque?

Victor: Eu vou dançar com a Bia.

Jack: Ta mais...

Victor: Jack! Eu quero dançar com ela.

Jack: Ela é sua namorada?

Victor: Não.

Jack: Que bom.

Victor: Porque?

Jack: É que o Diego ta de olho nela.

Victor: Ele oque? - praticamente grito -

Jack: Calma - Assinto e continuamos dançando -


Notas Finais


Faze uma pergunta espero q respondamkkk ( ja q ngm me deu ideia de música nekkk) Voces querem que eu narre como é a dança deles??? Bjss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...