1. Spirit Fanfics >
  2. Amor Sem Fim. >
  3. Gostaria de ter ela aqui.

História Amor Sem Fim. - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


oii gente, é a xeninha aqui. Eu peço deculpas pelos erros do outro cap que eu postei, eu fiz ele pelo celular e a tela e pequena e nem o corretor colaborou comigo.
Eu mudei algumas palavrinhas e arrumeis os erros, não sei se deixei passar algo mas espero que não.

A Elsa tá safadinha.

Capítulo 4 - Gostaria de ter ela aqui.


                                                                 -Elsa On-    

A tarde passa tão rápido quando estou com ela, pensava enquanto estava deitada em um banco de gelo que eu fiz para observar as estrelas. Não estava longe do acampamento pois quando estávamos quase chegando Honey teve que ir ajudar um jovem Northuldra que veio correndo pedindo ajuda com as renas, fiquei um pouco triste pois gosto de sua companhia, gostaria de poderia ajudar mas ela disse que queria que aproveitasse o resto da noite para descansar e disse que já estava acostumada com essas coisas e que eu estava a pouco tempo aqui e não queria me dar tanto trabalho, com isso eu não tive muitos argumentos e fiquei para trás, mas o abraço que ela me deu foi tão gostoso mesmo que rápido, como sei que ela tem suas obrigações e não queria interferir nas mesmas, não fiquei tão chateada. Por falar em obrigações, me apoiando nos cotovelos aproveito para me sentar e começo a pensar em minha irmã, como sera que a Anna esta se saindo? Acho que amanha irie vela. Talvez convide Honey pois seu irmão foi para Arendelle.

- Ohh.- Digo suspirando um pouco surpresa- Gale é você?- Pergunto apos sentir uma pequena e fraca rajada de vento jogar meus cabelos para o alto.- É bom te ver também- Impossível evitar de sorrir- Senti a sua fata, por onde estava?- com isso gale começa a fazer os seus pequenos barulhos estridentes como assobios aleatórios. É como se eu sentisse em meu peito que ele falasse que apenas estava dando uma volta por ai mas sem esquecer de mim-Eu também não esqueci de você sabia? - Gale apenas rodou levemente ao meu redor me fazendo entender que sua resposta era "sim".

- Ah gale, o que será isso que está apertando meu peito sempre que imagem de Honey vem em minha mente e ela não vem por acaso, o que eu to fazendo comigo, eu quero entender... - Como eu já disse,  enquanto ele rodopiava levemente perto de mim com algumas folhas, eu entendi que ele disse algo do tipo "cada tempo tem seu tempo Elsa" e quando perguntei o que isso queria dizer com isso, ele me deu a entender que com o tempo eu iria entender- Vai entender você.- Digo entre risos.- Bom acho que sei onde vou agora. 

Ficando de pé e desmanchando o banco, caminho até as águas cristalinas que ficam um pouco mais afundo na floresta, essas águas são muito usadas para o banho pois ajudam a relaxar com sua beleza, posso estar a bem pouco tempo aqui mas já aprendi bastante coisa com Honey e os outros Norhuldras, então sei que a essa hora todos devem estar no acampamento reunidos cantando e comendo, e ninguém vai atrapalhar meu banho- Até mais Gale- Me despeço desse espirito brincalhão que logo da uma voltinha ao meu redor e some entre as árvores. 

Essa noite está tão linda, com todas essas estrelas que parecem me guiar até as águas. Não demoro a chegar ou se demorei não percebi pois estava pensando em como minha vida mudou radicalmente, e tudo porquê minha irmã puxou a minha luva no dia da minha coroação e não desistiu de mim,com um sentimento bom preenchendo meu peito, foi impossível segurar meu riso por conta desse pensamento, mas não vou deixar a tristeza dominar minha felicidade. Quando dei por mim, estava as margens do lago olhando para seu interior apreciando a beleza da areia amarelada que nesse momento, por conta do reflexo da lua, parecia branca. 

conforme vou entrando no lago minhas roupas vão sumindo deixando meu corpo a mostra, mesmo estando sozinha nesse lugar não consigo evitar de cobrir meus seios como se eu estivesse cruzando os braços, o que não foi difícil faze-lo pois com meu cabelo estando souto me ajudou, paro de caminhar quando a água ficou um pouco acima dos meus joelhos. Com um formato de concha nas mãos jogo a água sobre meu cabelo, a água estava gelada que me fez ter um arrepio gostoso por sinal- Honey iria gostar de estar aqui agora.- Digo baixinho mas logo me arrependo, por que eu gostaria de ter ela aqui comigo, sei que ambas somos mulheres, mas não consigo cogitar a ideia de ter ela nua perto de mim, mas seu corpo deve ser belíssimo.

Jogando mais água em meu corpo e tentando tirar sem sucesso o pensamento de Honey se banhando em minha frente, começo a esfregar meu pescoço, descendo então minhas mãos até meus seios, massageando eles de devagar aproveitando a água que escorria e deixava tudo mais gostoso, não vou mentir, queria ela aqui, entre suspiros pela massagem, começo a descer uma de minhas mãos até a minha vagina que esta começando a ficar molhada, que vergonha me da pensar assim,  mas não consigo me segurar, eu tenho que fazer isso.

 Jogando levemente minha cabeça para trás e apalpando meu seio, esfrego levemente meu clítoris em movimento circulares.
 - Ahhh honey, suas mãos são tão macias, humm não para...- Sua boca deliciosa beijando e mordendo meus ombros, suas mãos Ágeis e ferozes apertando meus seios e me puxando para mais perto dela- Por favor... Coloca seu dedo em mim... mas não esquece .. eu ainda sou virgem... ahhh- Me virando sem aviso prévio e fazendo nossos seios colarem um no outro, colou sua boca na minha e envolveu minha língua com a sua, segurando firme meu cabelo passou sua mão sobre minha barriga até ficar com o dedo brincando sobre a minha entradinha, passando levemente seu dedo apenas para me provocar-Humm...Ho..ney...vai..- É meio difícil falar com ela tentado chupar minha língua-Eu vou... gozar assim...-Me agarro mais ainda em seu corpo para fica de pé quando seu dedo entra em mim e começa a mexer , soltando do meu cabelo, ela segura forte na minha cintura me fazendo rebolar em seu dedo, sinto meu corpo começar a tremar, é agora.

- Ahhhhh Honeey- Perco o equilíbrio caio sentada na areia macia e me apoiando nos cotovelos com as pernas abertas, nessa posição a água fica batendo em meus seios- Ahh...ahh, é melhor eu voltar, isso foi tão gostoso, devia fazer isso mais fezes - levando meu dedo a boca dou uma pequena lambida no mesmo e me levanto, e após secar rapidamente meu corpo com meus poderes faço um vestido leve e rosado para eu poder dormir e também uma sapatilha. Enquanto caminho até o nosso acampamento penso no que eu fiz, o que acaba me deixando um pouco estranha comigo mesma, pois nunca fiz isso pensando em alguém. Mas como disse Gale, eu vou entender com o tempo e saio sorrindo.

                                                                 -Elsa Off-

                                                                -Honeymaren on-

Essa tarde com ela foi muito gostosa, enquanto voltávamos do nosso passeio nos jardins sou surpreendida por Canor um garoto de 15 anos  que vive com o cabelos escuro caindo sobre os olhos, ele é amigo do Ryder e também nos ajuda muito com as renas sempre que pode.

-  Elsa... Honey- Parando para descansar da corrida e olhando para Elsa fez uns acenos com a cabeça e assim que viu nossas mãos entrelaçadas- Estou atrapalhando?

- Claro que não Canor- fiquei com medo que Elsa soltasse nossas mãos ,falei enquanto apertava um pouco as mesmas

- Ainda bem, precisamos de ajuda- E gesticulando com os braços disse- Estamos com problemas para mantermos algumas renas mais jovens juntas, elas estão estão querendo brigar por território- olhou para nós duas e esperou uma resposta. 

Antes que Elsa pudesse dizer alguma coisa peguei em suas duas mãos deixando ela de frente disse- Eu já estou acostumada com isso, você pode ir aproveitar o resto da sua noite- Me olhando com aqueles olhos brilhantes e dando aquele seu sorriso lindo disse- Tá tudo bem eu adoro ajudar em tudo que puder- Ela chegou faz pouco tempo, não quero que ela tenha trabalho de mais. Coçando a garganta Canor olhou para nós duas- Elsa tá tudo bem, você pode ficar tranquila, isso faz parte do meu trabalho e alias faz pouco tempo que está aqui e não quero te dar muito trabalho- Dei um abraço rápido e apertado nela para me despedir- A gente se vê Elsa- Antes de me soltar disse- toma cuidado e boa sorte.

                                                                    _Algum tempo depois_

Não demoramos para chegar, mas já estava escuro e sem nuvens as estrelas brilhavam lindas no céu. Escutando os gritos das renas avisto duas se apoiando nas patas traseiras prontas para tacarem uma a outra, sorte que eu fui mais rápida e colocando as mãos na boca fiz meu costumeiro assovio agudo que me ajuda muito, preciso ensinar isso para Canor. Escutando esse barulho começaram a se afastar uma da outra dando a Canor uma oportunidade de se meter no meio delas com os braços levantados para mostrar quem manda e evitar que elas se levantassem de novo.

Nick e Elisa, saindo de trás das árvores são duas crianças de10 anos e são primos de Canor, nos ajudaram prender as renas para vermos se elas não tem algum machucado.

- Vocês estão bem?- me dirijo as crianças mas apenas Elisa me responde meio eletrizada- Estamos, quando Canor saiu elas estavam cada vez mais bravas e ficamos atrás das árvore.

- Fizeram o certo, eram só essas duas?- falo meio preocupada mas na verdade estava meio decepcionada pois deixei Elsa só por elas. Isso é besteira minha não devo pensar assim, Nick me olha e fala- Na verdade tinham mais mas elas foram se acalmando mas elas se acalmaram depois  que ficamos só nos dois, acho que elas não gostam do Canor- "Cala essa boca" é tudo que eu escuto de Canor-Tudo bem, não briguem vocês, vamos cuidar dessas duas- Tomando as rédeas de uma das renas começo a examina-lá assim como me ensinaram, mostrei a eles como cuidarem e tomarem cuidado para não se machucarem enquanto cuidam delas. Olhamos todas as outras renas que estavam brigando, só algumas tinhas ferimentos mas eram leves então não tínhamos porquê nos preocupar.

- Bom, como terminamos é melhor vocês voltarem para o campamento, eu vou ficar aqui para garantir que elas não vão brigar novamente- Canor pareceu ficar preocupado por que disse- Você tem certeza disso, eu posso ficar com você- Sera que ele não vê que eu quero ficar sozinha.
            - Não se preocupe comigo eu sei me cuidar e leve as crianças em segurança ok- quando nos despedimos Canor me deu uma manta que sempre carrega para poder deitar enquanto fica de vigia. Quando percebi que eles já estavam fora do meu alcance tirei meu casaco ficando apenas com a minha camiseta branca que eu cortei até ficar a altura do meu umbigo pois agora tínhamos sol e ficava muito quente com as minhas roupas costumeiras. Fiz um travesseiro improvisado com meu casaco, e quando me deitei com as mãos sobre a minha barriga a sua imagem que eu tentava evitar me veio a mente, ah Elsa, seu sorriso e tão lindo e o som da sua risada é maravilhoso. Fecho os meus olhos e imagino em Elsa deitada por cima de mim me beijando e com suas mãos fazendo carinho em meu rosto enquanto as minhas vão descendo cada vez mais até ficar por cima da sua bunda apertando e fazendo carinho enquanto sua boca suspirava por mais. Eu tinha outros planos para essa noite, mas estava começando a ficar cansada e dormi com a imagem da Elsa em minha mente, estou conhecendo ela mas já estou perdidamente apaixonada, como eu gostaria que ela estivesse aqui.                                                                   

 

 


Notas Finais


ooii, como a Cely já disse eu estive no hospital por um tempinho por causa da minha asma, mas não quero me aprofundar nisso pois fico triste com isso. Eu poderia estar fazendo tantas coisas mas tive que ficar "presa" no hospital.
Vamos tentar não demorar mais de um mês para postar. Com certeza vamos tentar hehehe.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...