1. Spirit Fanfics >
  2. Amor sem igual >
  3. Memórias do passado

História Amor sem igual - Capítulo 26


Escrita por:


Notas do Autor


Esse é o Jason atualmente, um advogado bem sucedido que mora na Espanha está solteiro pois na verdade sua noiva quem ele achou que conseguiria amaar depois da Piper foi embora para o Japão com um cara.
E ali eles na memória da Piper.

Capítulo 26 - Memórias do passado


Fanfic / Fanfiction Amor sem igual - Capítulo 26 - Memórias do passado

Piper

Os dias foram passando normalmente a às vezes encontrava o Jason, até que ele me chamou pra sair no sábado e bom eu estava de férias e até agora não tinha saído de perto de casa então eu aceitei.

O sábado chegou tudo estava tranquilo graças a Deus meu estômago parou de doer os vômitos pararam eu tava até comendo bem então estava feliz de estar em casa e boa novamente. Olhei no relógio 17hs fui me arrumar pois as 20hs Jason viria me buscar. Tomei um banho daqueles que a gente lembra até de lavar atrás das orelhas rsrs passei um creme vesti um uma blusa segunda pele branca e um vestido preto de alcinha por cima ele era curto então coloquei uma meia calça preta e uma botinha cano baixo, apesar de estar calor a noite estava bem fresquinho peguei minha bolsa e sai já eram 19:40, fui até a sala e fiquei conversando com meus pais até a campainha tocar revelando Jason que estava belíssimo em trage esporte fino.

Saímos.

Jason: uau você está linda.

Obrigada. Disse meio com vergonha.

Jason: e aí nossa recém chegada onde você quer ir?

Huum, promete que não vai rir de mim né.

Jason: Huum tá prometo.

Não sei o que deu em mim eu nem gosto disso mas eu estou morrendo de vontade de comer abacate com pimenta.

Jason: nossa que inusitado kkkk

Ei você prometeu que não ia rir.

Jason: desculpa, é que é diferente. Bom vamos fazer assim tem um restaurante mexicano perto da praia podemos ir nele deve levar meia hora para chegarmos lá.

Ótimo, vamos.

Nossa chegamos lá e que vista maravilhosa, pedimos nossas comidas.

Garçom: taco loco para chica e camaronês al tamarindo para o senor.

Gracias, respondemos ao mesmo tempo 

Nossa eu me acabei naquela comida estava maravilhosa.

Conversamos um pouco tomamos algumas margarita, tá várias mesmo saímos de lá já meio alterados, voltamos para casa era em torno de 23hs. Na porta de casa começamos a rir eu nem lembro do que e aí aconteceu, Jason me beijou e pior eu retribui. Agora não sei o que fazer, porém não senti nada achei que ao reencontrar o Jason talvez eu sentiria algo mas não aconteceu.

Jason: aí meu Deus me desculpa.

Uou, não eu que te peço desculpa não devia ter feito isso.

Jason: bom não posso negar foi muito bom.

Tá Jason, tá tarde preciso entrar.

Jason:  tá bom, tchau minha cupcake.

Tchau.

Jason segurou meu braço e disse.

Jason: você não vai falar.

Não preciso ir.

Jason: tá. E desculpa.

Não num precisa foi bom estar com você.

Entrei e ele foi embora, aí eu estava com um misto de sentimos, eu ainda amo Wislei mas estou com raiva dele, estou feliz de estar em casa mas Jason aparece e ainda por cima me beija e foi bom mas não consegui sentir nada porém ainda me chamou de cupcake ele sabe que eu adorava ser chamada assim era nosso apelido carinhoso.

.

Jason

Nossa acho que está sem dúvida está sendo a melhor férias que eu já tive, depois da escola fui morar na Espanha com meu pai onde fiz faculdade de direito e onde trabalho até hoje, peguei umas férias e vim visitar minha mãe e meu irmão Mike e pelo destino encontrei Sra. McLaren no mercado e ela me contou que Piper estava vindo para cá, eu sempre gostei dela e a família dela sempre gostaram de mim. Já fazem sete anos que eu não a vejo desde que ela foi embora para o EUA e acabo de perceber que o que eu sentia não mudou nada. Eu fui um babaca por ter ficado com a Carla naquela festa eu estava bêbado e ela pediu ajuda e acabamos fazendo o que não devia, me arrependo amargamente de ter feito a Piper sofrer e eu quero me redimir com ela vou reconquista-la.

Peguei meu celular e mandei uma mensagem para Piper.

“Piper precisamos conversar só que sóbrios amanhã 16hs passo aí para irmos fazer uma caminhada”.

Piper: ok boa noite.

Boa noite minha cupcake.

.

Piper

Recebi uma mensagem do Jason, mas eu estava com tanto sono que só entendi q ia conversar apenas mandei um ok boa noite e nossa apaguei, que noite foi essa. O domingo chegou tudo ocorreu normalmente, ficar com a minha família está sendo maravilhoso poder saber que estão pertinho, é de mais.

Até que a campainha tocou fui ver era Jason

Oi o que faz aqui?

Jason: vim te buscar para irmos num passeio e precisamos conversar.

Oow calma, não tô sabendo de nada.

Jason: ué ontem você aceitou.

Aí meu Deus, peguei meu celular olhei as conversas e tinha lá a mensagem dele falando de sairmos e eu aceitei, mano como pude afs o que o sono não faz…

Bom já que eu não sou de furar com meus compromissos, fui pro meu quarto me arrumar enquanto Jason ficou na sala conversando com meu pai sobre coisas de trabalho afs chatooh, escolhi uma regata branca um shorts curtinho coloquei um tênis e saímos. Demos uma caminhada pelas ruas aqui próximas até que paramos em uma sorveteria.

Jason: um floresta negra com passas ao rum pra mocinha com muita calda de chocolate já que essa moça adora chocolate. E menta com frutas vermelhas para mim. Espero que tenha acertado.

Sim eu amo esses sabores obrigada.

Jason: Piper queria, bom quero te pedir desculpa por ontem não devia ter feito aquilo sem seu consentimento.

Tá bom Jason, já passou e olha podemos ser amigos.

Jason: eu aceito pelo menos assim tenho você perto, Piper posso te falar uma coisa.

Pode claro.

Jason: sei que isso pode doer e até em mim também dói mas eu nunca tive a oportunidade de te pedir perdão pelo que eu fiz, fui um babaca era um moleque imaturo não sabia nada da vida e acabei ferindo seus sentimentos e desde o terceiro ano até hoje eu me arrependo pelo que fiz e poder tar com você esses dias só me fez ver o qual especial você é pra mim e eu não posso mais continuar sem ter o seu perdão.

Uau nossa eu nem sei o que te falar,.

Jason: não precisa falar nada se não quiser apenas pensei no que eu disse e nunca esqueça que você sempre terá um lugar especial aqui. Bom vamos voltar já está tarde.

Mas eu quero, olha Jason o que aconteceu eu não queria lembrar nunca mais, porém estar aqui com você me traz tudo que passamos átona as coisas boas e ruins eu também era imatura e bom éramos dois adolescentes que achavam que entendiam alguma coisa da vida, mas me magoou muito as chacotas que eu passei e não tive um apoio de ninguém.

Jason: você teve o meu, eu nunca te contei mas fui atrás de todos que zombaram de você e fiz várias coisas para que aquilo parasse e sabia que você merecia ser respeitada e não humilhada então eu desfiz várias amizades por expor eles as autoridades do colégio e até mais, para tentar trazer o respeito por você e por mim também de volta pois o que aconteceu nos dois tínhamos que resolver entre nós mas acabou que isso nunca aconteceu quando eu percebi já era tarde demais, você tinha ido embora pra outro país sabe como eu fiquei sem ter o seu perdão.

Desculpa, Jason eu não sabia.

Jason: eu fui um babaca e mereço que me odeie mas eu tô te pedindo uma segunda chance para poder me redimir.

Jason eu não te odeio, éramos muito novos para ter um relacionamento sério mas olha só acabamos construindo nossas vidas realizando nossos sonhos e bom estamos bem eu te perdoou e quero que me perdoe também por nunca te procurar para resolvermos isso e ficar sem saber o que você fez por mim.

Jason: não precisa pedir perdão Piper você tinha e tem todo direito de me odiar. Mas eu agradeço por me perdoar pelo que fiz.

Mas Jason vamos continuar como amigos por enquanto não quero pensar em relacionamentos.

Jason: tá tudo certo pra mim é melhor ter você como amiga do que não te ter por perto.

Saímos da sorveteria e estávamos andando pelas ruas de volta pra minha casa e conversando coisas aleatórias, até que  me senti meio tonta e minhas visitas escurecendo então eu apaguei. Voltando segundos depois com uma dor na cabeça e no braço e no estômago.

Jason estava comigo em seus braços apavorado me chamando, minhas vistas emassadas até que recobrei meus sentidos e chamei por ele que me olhou.

Jason: Piper vou te levar pro hospital, já chamei um táxi.

Não precisa eu estou bem.

Jason: não você não está bem acabou de desmaiar e tem um leve corte no braço.

O táxi chegou senti Jason me pegar no colo e me colocar deitada com a cabeça em seu colo e falando para irmos pro hospital luz, eu estava mole.

.

Jason

Depois de me desabafar com a Piper colocar tudo pra fora toda parte da história que ela nunca tinha visto eu me senti tão leve por ter o perdão dela de volta. Minha pequena cupcake estava tão linda eu queria poder beija-la mas sei que será no tempo dela. Afinal ela só me queria como amigo.

Saímos da sorveteria e estávamos andando pelas ruas conversando coisas aleatórias, eu iria deixá-la em casa mas aí algo aconteceu, vi a Piper colocar a mão na cabeça e ela ia cair a sorte que deu tempo de seguros porém ela estava tão mole que não aguentei fui junto com ela mas graças a Deus ela não bateu a cabeça só deu um leve corte no braço nem chegou a sangrar.

Me ajoelhei coloquei a cabeça dela em meu colo e comecei a chama-la batia em seu ombro para ela acordar a abanava até que vi ela recobrar os sentidos me olhando com um olhar distante chamei ela mais uma vez vi que ela tinha voltado então chamei um táxi e falei que iria levá-la para o hospital.

O táxi chegou, peguei ela no colo e entramos no banco de trás.

“Hospital luz por favor seja rápido, sabia que a irmã dela trabalhava lá então seria melhor ter alguém próximo para cuidados “.

Quando chegamos no hospital ela ainda estava pálida meia fraca fiz sua ficha e logo o médico chamou colocou ela deitada e fez algumas perguntas.

Piper: tive uma queda de pressão não foi nada, acho que é pelo sorvete que tomamos

Dr. Greg: Vou limpar seu braço e fazer um curativo, sente dor em mais algum lugar.

Sim meu estômago dói

Depois do curativo, ele começou a apalpa-la 

Dr. Greg:  foi aqui.

Piper: Sim 

Vou pegar o aparelho de ultrassonografia para vermos como está se não tem nenhuma hemorragia interna ou algo diferente.

Ele saiu da sala, fui ao encontro da Piper segurei sua mão ela fechou os olhos e eu beijei sua testa.

Ei vai ficar tudo bem não se preocupa tá. Ela deu um sorriso.

Piper: ta bom só não me deixa sozinha.

Já mais te deixaria.


Notas Finais


O que será que a Piper têm.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...