História Amor sem rótulos - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 7
Palavras 631
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Poesias, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Gente desculpem, eu mesma acho que talvez não esteja ficando muito boa ou convidativa. Tenho muitos bloqueios! Mas espero que comece a melhorar não é. Afinal tudo é possivel desde que aja vida esperança e fé não é... 😈😘😜

Capítulo 3 - Adolescente aos 26


14 de Janeiro.

 É meu aniversário.

 Tô acordada encarando o teto, é normal pra um adolescente que está fazendo dezesseis ter tantas dúvidas medos e indecisões, até os dezenove talvez seja. Mas eu estou fazendo 26, e tenho muitas dúvidas e medos. 

Nunca trabalhei e só estudei o básico, É no mínimo ridículo ne. Mas gosto da vida que levo, me acostumei aqui fui ajudando sendo feliz e o tempo foi passando, sei que todos tem razão preciso enfrentar a vida, não imagino um mundo que não seja aqui. Fico pensando nos meus pais ja idosos sem eles não sei o que seria de mim ou o que será quando um dia os perder, por isso nem penso nisso, a ideia da morte principalmente dos meu entes me consome muito e me paralisa, ja foi terrível perder minha avó. Mas vamos la. 

Acho que sempre fui lenta, pra crescer mentalmente pra me descobrir e aprender muitas coisas, o que deveria ter sentido e desenvolvido na adolescência estou desenvolvendo agora. Acho que o medo me trancou no meu mundo particular.

 Levanto ligo o som ouvindo it's my Life, bom Jovi... Alguém bate na porta.

 - Ei... baixa esse som idosa! 

 - Idosa o caralho ok. 

 Abro e todos estão la meus irmãos e meus pais, com um belo bolo. Quem quer perder isso? 

Indago a mim mesma. 

- Parabéns filha! 

 - É parabéns velhinha! Falam meus irmãos. 

 - Ei temos um ótimo presente, a Joana D' arc esta parindo, bem no seu dia em!? Fala a Eliza.

 - Sério? Não acredito vamos la então.

 Joana D ' arc é a minha égua que estava prenha. Todos vamos ao estábulo e a pobre esta la esparramada no chão parecendo não ter mais forças, fico tão anciosa, é uma vida chegando uma vida que muitos não respeitam, dizem que é so um animal, que não é racional, mas talvez por não serem racionais eles amem bem mais e sejam mais carinhosos que nós os seres "racionais". 

 - Sophi ela não vai conseguir sozinha, temos que ajudar,  puxa-lo. Coloco luvas e então ajudo meu pai a puxa-lo e ele nasce, meu potrinho lindo e todo melecado. Acabo chorando. Voltamos todos pra casa deixando ele aos cuidados da mãe que o alimentava e lambia pra deixá-lo limpo. Ser mãe deve ser a coisa mais linda do mundo, sentir uma vida sendo gerada dentro de você um verdadeiro milagre. 

O dia passou tranquilo,  amanhã as férias da minha irmã acabam e como minha tia virá vamos até a cidade com ela, a Eliza é psicóloga em um Colégio e mora com minha tia que nunca casou, vou ficar com elas também. 

Mal durmo com a ansiedade me pertubando. Quando amanhece faço meu ritual de ligar meu som. 

My immortal da Evanescence. Por que não estou nada animada e totalmente melancólica. Tenho medo das mudanças que possam vir. Desço tomo café com todos inclusive a tia Margareth,  que é muito engraçada e animada apesar de ja ter seus quase quarenta, mas ela sempre diz que idade não quer dizer nada o bom da vida é ser feliz, e que a alma nunca envelhece.

 -  Enquanto voce respirar pode fazer o que quiser. - É  tipo um lema pra ela. 

Assim não me sinto mal por ter minha idade e nada de experiência,  ainda. 

Nunca entendi por que ela nunca casou-se ja que a família da minha mãe é bastante conservadora e religiosa.

 Nos despedimos, provavelmente voltarei no fim de semana mas demorei pra soltar meus velhos. 

- Sophia filha você voltará em breve, estaremos aqui ta bom.

 - Tá... amo vocês. Vocês também seus chatos. Abraço meus irmãos. Entramos no carro e vamos rumo ao desconhecido. 

Bom pelo menos pra mim não é!? Uma adolescente de 26 anos. 


Notas Finais


Gente confesso que pra mim foi meio que parecido em várias coisas! Menos no trabalho comecei cedo aos 14! Mas em várias coisas no decorrer dessa história!. Obrigado aos que lerem e aos meus dois favoritos ok! 😘😘😈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...