História Amor submisso - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 101
Palavras 3.014
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Harem, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mil desculpas bbs, queria atualizar ontem mas não estava me sentindo bem... ignorem os erros...

Boa leitura bbs 💕

Capítulo 10 - Roupas novas


Fanfic / Fanfiction Amor submisso - Capítulo 10 - Roupas novas


Priim Priim Priim


O despertador toca mas me recuso a sair da cama.


Yoongi: Humm... está na hora de levantar. 


Ele diz resmungando.

Deitada sobre seu peito, respondo.


Você: Não quero levantar.


Ele abraça meu corpo me dando um beijo na testa.


Yoongi: Vou sair, fique na cama se quiser.


Me ajeito na cama quando ele se levanta.


Você: Yoongi... posso te pedir um favor?

Yoongi: Quantos quiser.

Você: Me ajuda a sair dessa vida... eu não pedi por isso.

Yoongi: Desculpe SN -- ele encara os lençóis em meu colo -- Eu não posso fazer isso.

Você: Por que?


Meus olhos começam a marejar.


Você: Eu não pedi por isso! Não é justo! Ele me enganou e me forçou a obedece-lo! Eu odeio ele!

Yoongi: Olha, você já está nessa vida e não acho que seja fácil sair dela... o que eu posso fazer é te esconder até ele arranjar outra.

Você: Outra?

Yoongi: acredite em mim, você não foi a primeira... e nem será a última.


Senti um aperto forte no meu peito e não sabia o por que.


Yoongi: Vou comprar algumas roupas para você, passe o dia na cama se quiser.

Você: Yoongi.

Yoongi: sim.

Você: Posso te pedir outra coisa?

Yoongi: Claro.

Você: me compra um celular?

Yoongi: Não... onde está o seu?

Você: Eu fui assaltada... é uma longa história mas... por que não posso ter?

Yoongi: Por que a única pessoa que você deve ter contato vive nessa casa, junto com você.


Bufei e ele riu.


Yoongi: Eu vou tomar um banho, você vem?

Você: Vou comer antes, estou com muita fome.


Ele sorri e vai em direção ao banheiro eu desço as escadas e me encontro com Maria no seu habitat natural, a cozinha.


Você: Bom dia, Maria!

Maria: Bom dia, menina SN. Está com fome?

Você: Muita!


Maria ri e me serve uma tigela de iogurte de morango.

Aos poucos May, Hana, Jandi e Yoongi se juntam à nós para comer.


Yoongi: Hana, vamos ao shopping comprar roup---

Hana comemora com uma salva de palmas e pulinhos no banco onde está sentada. Yoongi fecha os olhos, conta até 3 mentalmente e retoma de onde parou.


Yoongi: Para SN.


Envergonhada ela cessa os aplausos.


Você: Eu posso ir com você.

Yoongi: Não... é muito cedo para ficar andando por aí, Hana tem o corpo parecido com o seu, as roupas vão servir.


O celular dele toca, ele atende e vai em direção à geladeira, parando de frente para ela e tendo uma calorosa conversa com o misterioso do outro lado da linha.

Ele retorna e dá uma notícia que me choca apesar de que, depois de conviver com Namjoon, pouco me assusta ou me surpreende.


Yoongi: May, Jandi, se arrumem, vocês faram companhia à um grande amigo meu e ao filho dele, May, você irá com o filho, Matthew e Jandi---

Jandi: Eu não quero ser companhia daquele velho babão!


Pude ver a mandíbula de Yoongi travarem os dentes.


Yoongi: A PRÓXIMA QUE ME CORTAR VAI VOLTAR PARA O INFERNO DE ONDE VEIO!


Até Maria se assustou com o tom de voz dele.


Yoongi: Jandi, você está no terceiro aviso, se eu ouvir sua voz mais uma vez será seu fim! Entendeu?


Ela assente.


Yoongi: Se arrumem! Vocês tem trinta minutos.


May, Hana e Jandi correm para os seus quartos deixando nós três na cozinha.


Você: Além de ter um harem também é cafetão? Quanto você ganha com isso?

Yoongi: Não sou cafetão. Um amigo me ligou pedindo uma ajuda e eu ajudei, simples assim.


Ele responde pondo a xícara de café dentro da pia.

Eu encaro ele ainda em dúvida.


Yoongi: Não se preocupe... isso não aconteceria com você. E quando elas ganham para isso, o dinheiro é todo delas.

Ele abraça minha cintura, me puxando para mais perto dele. Ajeitando meu cabelo ele me assegura de que eu estou segura e que nenhum homem além dele me tocaria.


[...]


Estamos só eu e Maria na cozinha, me deito sobre a ilha e puxo assunto enquanto ela cozinhava.


Você: Como foi a infância de Yoongi?


De costas para mim, Maria responde a pergunta.


Maria: Meu menino Yoongi sofreu na infância, seus pais morreram quando ele tinha 5 anos, foi abandonado pelos familiares que se preocupavam mais com a herança do menino do que com ele... levei ele para minha casa e cuidei dele até completar maior idade, foi quando decidiu, por um comercial na tv, que seria piloto de avião... ele estudou e agora está na aeronáutica, testando modelos de drones, ele ainda sonha em ser piloto e peço à Deus que ele consiga.

Você: Ele não me disse nada disso! Disse que se mudou da casa dos pais e que você foi babá dele.

Maria: Eu era a empregada mas cuidava dele como se fosse meu filho, quando começou a frequentar a escola, alguns alunos implicaram com ele, o humilhavam por ser filho de uma empregada mas poucos sabiam da verdadeira história.

Você: Entendo... apesar do estilo de vida peculiar dele, você criou ele muito bem Maria.


Maria apenas sorri.


Maria: E você?

Você: Hum?

Maria: Tenho tantas panelas para lavar... me conte sua história. Não acho que tenha parado aqui por vontade própria.

Você: ... bom, me mudei para esse estado há um pouco mais de 7 meses, o trabalho me transferiu para cá mas depois fui demitida, voltei para minha cidade e descobri que meus pais, meus únicos parentes vivos, haviam se mudado sem deixar o endereço e na volta para casa, fui assaltada, levaram tudo que eu tinha, celular, roupas e a carteira com meu seguro desemprego--

Maria: Tadinha...

Você: Sem dinheiro para nada, a comida foi acabando e me agarrei a única oportunidade que tive.

Maria: você se prostituiu?

Você: Não, não! Sr. Kim pôs no jornal que precisava de uma empregada doméstica e mesmo não tendo experiência eu tentei a vaga... se eu soubesse...

Maria: Pobre menina... mas agora você está aqui, isso que importa.

Você: Pois é... suportei todos os abusos por que não tinha para onde ir.


Olho para baixo tentando segurar o choro.


Maria: Não se preocupe minha querida... tudo vai melhorar.


Sorrio para ela mesmo estando triste por dentro.


Maria: E o Yoongi?

Você: Como assim?


A encaro confusa.


Maria: Não parece odiar ele como odeia o Sr. Kim.

Você: Eu não odeio ele... olha, ele me deu uma saída, só isso.

Maria: Mas você não se recusa a deitar com ele.


Corei.


Você: É.. po-por que...


Maria ri.


Você: Olha, ele me trata bem e eu já aprendi a agradecer pelos cuidados que recebo, é isso!

Maria: Existem tantas formas de se agradecer menina SN... nem tudo se resume à sexo.


Uma onda de vergonha  cobriu meu rosto. 


Você: Maria... você já amou alguém?

Maria: Sim. Paul Henderson... ah ele era forte, loiro e tinha um bronzeado lindo...


Maria tinha um brilho nos olhos.


Você: como é o amor, Maria?

Maria: Você nunca amou ninguém?


Ela me olha assustada.


Você: Eu amo meus pais, meu cachorrinho Chibi, que ficou com eles... mas estou falando de outro amor, quando se ama alguém que não é parente... entende?

Maria: Entendo... bom, quando estava com Paul, eu fazia todas as comidas que ele gostava, dava presentes...

Você: Resumindo, tratava bem.

Maria: Sim mas... por que pergunta isso?

Você: Por favor não diga para ninguém...


Olhei em volta mesmo sabendo que estávamos sozinhas.


Você: Namjoon disse que me ama.


Maria se espanta com o que disse.


Você: Mas eu não entendo! Se ele me ama por que me trata daquele jeito? Tivemos bons momentos Maria... ele foi gentil, carinhoso e me respeitou... mas do nada ele virou um monstro! Não consigo entender o que se passa na cabeça dele.

Maria: Tenha calma menina... ele não faria isso se não tivesse um motivo.

Você: Motivo? Acha justificável o que ele faz?

Maria: Não foi o que quis dizer, talvez algo esteja interferindo na personalidade dele...

Você: Aquele homem é bipolar, sádico e torturador! Quero mata-lo!

Maria: Não alimente esse sentimento no seu coração, isso só vai te fazer mal menina.


[...]


Maria e eu estamos no quintal, conversando sobre a vida quando escutamos a porta de entrada ser aberta.

Fomos para a cozinha e vimos a triste, porém, cômica cena de Hana com incontáveis bolsas nos braços e até em volta do pescoço e logo atrás dela, Yoongi com uma mini bolsa de uma joalheria nas mãos.

Hana põe todas no chão, sua expressão é de cansaço mas logo muda para ira quando me vê.


Você: Minha nossa Yoongi! Tem muita coisa aqui!

Yoongi: Eu tinha o seu tamanho mas não sabia o seu gosto, então, trouxe um pouco de cada.

Você: Obrigada.


Abracei ele forte e ele retribuiu com um beijo na testa.


Você: Obrigada, Hana.


Ela bufa para mim.


Hana: Sr. Min, posso ir para o meu quarto? Estou cansada.

Yoongi: Claro...


Ela sai, ainda me encarando feio.


Acho que ela não gostou muito do dia.

Yoongi: Vamos levar essas coisas lá para cima... eu comprei um guarda roupas novo para você, vai chegar amanhã de manhã.

Um guarda roupas?

Você: Ok.

Yoongi: Antes que eu esqueça, isso aqui é para você.


Ele me entrega a bolsinha. Dentro uma caixa de veludo preta com um colar e no pingente uma rosa de rubi.


Você: É lindo... mas eu... não posso aceitar.


Pus a caixinha nas mãos dele.


Yoongi: É seu.

Você: Por favor, você mal me conhece.

Yoongi: Eu te conheço muito bem... conheço cada pedacinho do seu corpo.

Maria: Continuem ignorando a idosa aqui!


Rimos.


Yoongi: Vai ficar lindo em você.


Ele põe o colar em meu pescoço.


Yoongi: Vamos.


Subimos e ele pede para que eu vista alguns modelos, para ver se serve.

Ele me dá um vestido tomara que caia na cor verde pastel, bem justo e indo na altura do joelho, joguei meu cabelo de lado e desfilei para ele.


Yoongi: vista esse.


Ele me dá um conjuntinho rosa, para usar em casa.


Você: Ficou um pouco justo no bumbum.

Yoongi: Deixe-me ver.


Me viro de costas e ele ajusta o short, ou melhor, apalpa minhas nadegas.


Yoongi: Está ótimo assim.


Depois de olhar várias peças, ele me dá um conjunto composto por sutiã, calcinha e uma mini saia transparente, da cor preta e meias 7/8.

Saí do banheiro um pouco tímida, o que só piora quando vejo Yoongi me olhar de cima à baixo, umidencendo os lábios.


Yoongi: Ficou melhor em você do que em Hana. Vem aqui.


Me aproximei e suas mãos começaram a me alisar, indo das coxas à minha bunda, apertando forte a região. Ele dá leves mordidas em minha cintura.

Agarro seu cabelo e puxo para trás, no seu olhar tem malícia e um fraco sorriso se torna perceptível.

Me sento em seu colo de frente para ele e rebolo, propositalmente ele morde a língua olhando pra mim.


Yoongi: Você me deixa louco.


Sem esperar mais, agarro seu membro e exponho ele, puxo minha calcinha para o lado e encaixo, ele suspira alto quando me movimento lentamente.

Suas mãos agarram minha bunda, acompanhando o movimento.


Yoongi: Humm...


Tirei a camisa dele e empurrei seu corpo contra o colchão, iniciando um beijo quente e longo, roubando todo o ar dos nossos pulmões. Aumento a velocidade, fazendo as estocadas ficarem fortes e intensas, era lindo ver as diversas faces de Yoongi que clamava meu nome.


Você: Vamos querido... hum, eu sei que você quer isso.

Yoongi: SN...

Você: Não vou parar até você gozar dentro de mim.


Colei nossos corpos e gemi baixinho no ouvido dele. Sinto ele se desfazer dentro de mim, vou parando lentamente enquanto distribuo beijinhos em seu peito.


Yoongi: Puta que pariu SN...


A porta se abre e instintivamente Yoongi se põe sobre mim.


Maria: Oh! Desculpe Sr. Min!


Ela fecha a porta.

Não mudamos a posição, apenas rimos da situação.


Yoongi: MARIA! ENTRE!

Maria: Sr. Min!


Ela entra tapando os olhos por cima do óculos.


Yoongi: Maria... está com vergonha do que? Você trocou minhas fraudes, mulher!

Maria: Sr. Min... "Eu conheço cada pedacinho seu".

Yoongi: Maria! Haha.


O rosto de Yoongi cora.


Maria: Kim Namjoon está aqui.


Ele levanta sério.


Yoongi: Você deixou ele entrar?

Maria: Não, o guarda roupa da srta. SN chegou e quando vi pelo olho mágico, ele estava junto.

Você: Yoongi, por favor, não...

Yoongi: Deveria chegar amanhã... merda! Você vai ter que fazer isso.

Você: É apertado e escuro!


Começo a chorar. Ele segura meu rosto com as duas mãos.


Yoongi: Vai ser rápido ok? Vou me livrar dele rápido e logo você pode sair.

Você: Eu tenho medo! Não me tranque lá!


Ele me leva até a cômoda e eu me escondo.


P.O.V Yoongi


Vou até a porta e olho no olho mágico.


Yoongi: Droga!


Ele está ao lado do entregador, óbvio que não estão juntos mas é uma puta coincidência.

Abro a porta.


XXX: Boa tarde Sr. Min, vim entregar o seu guarda roupas. Assine aqui por favor.

Yoongi: Claro... mas por que entregaram hoje? Disseram que viriam amanhã!

XXX: Sua entrega ficou no meio  uma rota, apenas agilizamos o serviço.


Assinei e deixei que entrasse com as caixas.


Yoongi: E você? O que faz aqui?

Namjoon: E-eu vim para conversar... pedir desculpas.

Yoongi: Aceito suas desculpas mas estou ocupado agora.

Namjoon: Por favor, Suga... eu estou na merda.


Realmente, a barba quase escondia a boca de tão grande que estava, olhos fundos e sem vida e as roupas... quase tive pena.


Yoongi: Entre...


Dei passagem e ele entrou. Tive que me fazer de desentendido, não acredito que ele tenha vindo apenas conversar.


XXX: Onde posso colocar as caixas Sr.?

Yoongi: Naquele quarto.


Apontei para o meu.


O homem subiu com as caixas, guiei Namjoon até a cozinha, onde Maria nos serviu uma xícara de café.


Maria: Está tudo bem Sr. Kim?

Namjoon: Está, Maria... podemos conversar à sós?

Yoongi: Claro. Maria...

Maria: Eu vou ver a roupa no varal.


Ela sai e nos deixa sozinhos, encho a xícara dele e ele apenas olha fixamente para ela, buscando a melhor forma de começar uma conversa.


Namjoon: E-eu não sei o que aconteceu... eu procurei ela por todos os lugares, coloquei meus funcionários atrás dela e nada... ela sumiu do mapa.

Yoongi: Ela deve estar bem longe daqui.


Os olhos de Namjoon se enchem de lágrimas.


Yoongi: Não faz isso Moon... você está chorando por causa de uma puta.

Namjoon: ELA NÃO É UMA PUTA!


Namjoon grita e quase derruba o café em suas mãos. 


Yoongi: Calma... só estou dizendo que não vale a pena chorar por ela... você conhece tantas meninas!

Namjoon: Mas nenhuma é ela!

Yoongi: E o que vai fazer agora que ela foi embora?

Namjoon: Eu não sei... eu só precisava sair um pouco de casa.

Yoongi: Vou mandar Maria ficar uns dias lá, se você está assim não quero nem imaginar sua casa.

Namjoon: Obrigado Suga...

XXX: Sr. Min, as peças estão lá em cima, o prazo de montagem é de 15 dias.

Yoongi: O QUE? 15 DIAS? O QUE EU FAÇO COM AS ROUPAS? PENDURO NO TETO?


O homem se assusta, se despede e logo some.


Namjoon: Ei Suga, essas coisas vem com manual, se quiser eu te ajudo a montar.

Yoongi: Não precisa Moon... vai para casa e leve a Maria com você, eu não vou precisar dela hoje.

Namjoon: Para com isso Suga, vamos montar logo isso!


Namjoon rapidamente se levanta e sobe as escadas me deixando sem ter uma desculpa para manda-lo embora.


Namjoon: Wow... para que tantas roupas?


Ele olha a grife.


Namjoon: Femininas?

Yoongi: Minhas meninas... eu resolvi dar um presente para elas, para as próximas festas e vi que não tinha mais espaço no quarto delas.

Namjoon: hum... onde você vai montar?


Olhei em volta e... 


Porra


Yoongi: Ali.


Apontei para o único canto onde caberia o guarda roupas, bem onde está a cômoda onde SN se esconde.


Namjoon: Vamos arrastar para outro canto e montar logo isso.

Yoongi: Por favor tenha cuidado!

Namjoon: É só uma cômoda! O que tem aqui? Ouro?


Namjoon estende a mão para abrir a portinha.


Yoongi: LIVROS! São livros, para os meus estudos.


Ele afasta a mão. Pegamos na base e na lateral e erguemos.


Namjoon: Porra! Quanto pesa esses livros?

Yoongi: São muitos! Eu posso montar isso depois... não precisava me ajudar.


Colocamos do outro lado do quarto e infelizmente, com as portas viradas para a parede.

Vejo Namjoon tontear e se firmar na parede.


Yoongi: Moon! O que foi?

Namjoon: Desculpe... eu só... eu vou melhorar num instante!

Yoongi: Você está tremendo! A quanto tempo não come?

Namjoon: Eu não sei...

Yoongi: Não dá para você me ajudar assim! Vou te levar para casa e Maria vai cuidar de você.

Namjoon: Me desculpe Suga...

Yoongi: Está tudo bem... vamos.


Ajudei ele à entrar no carro e Maria foi comigo.


P.O.V você


Ouvi Yoongi sair do quarto junto com Namjoon.


Você: Agora posso sair.


Empurrei a porta e...


Você: O que?



Ela só abria uns 3 dedos, me dando apenas uma breve brisa fria.


Você: Só pode ser brincadeira! Não acredito nisso!


Empurrei novamente e as portas não se abriam, bati, gritei por socorro e tentei sacudir a cômoda mas nada acontecia.


Você: Hana! Ela está em casa!


Gritei por Hana, e quase 20 minutos depois, ela me respondeu.


Você: Hana me ajuda!

Hana: Ah, estou tão cansada...

Você: O que?

Hana: Fiquei a manhã inteira rodando a cidade comprando roupas PRA VOCÊ!


Ela chuta a cômoda. Bato com a cabeça na parede.


Hana: SN isso, SN aquilo... Yoongi só fala de você nessa casa!

Você: Do que você está falando? Hana o que está acontecendo? Me ajuda a sair daqui!

Hana: Eu te ajudo se...

Você: Se o que?

Hana: Se você for embora, voltar para o Sr. Kim e nunca mais se encontrar com o Sr. Min!


Me sacudi novamente e escuto Hana correr para fora do cômodo.


Você: Hana?... Hana?


A cômoda é arrastada e as portas são abertas.


Yoongi: Por favor, me perdoe!


Eu saio lentamente, sinto fortes dores em minhas articulações devido ao longo tempo na mesma posição.


Você: Eu odeio essa cômoda! Eu odeio você! Porra! Por que demorou tanto?

Yoongi: Tive que levar Namjoon em casa e parei para comprar a janta, desculpe SN achei que dava para sair.


Nos levantamos e olhei com o olhar mais zangada que pude fazer, dei uns socos no peito dele e entrei no banheiro.

Depois de um longo banho quente, desci, Yoongi e Hana estavam a minha espera.


Yoongi: Hoje a janta é.... pizza!


Ele abre as caixas, calabresa, quatro queijos e frango eram os sabores.

O jantar rolou tranquilo, o que estranhei já que Hana me tratou com a melhor falsidade do mundo.


[...]


Yoongi: SN, não demore para ir para o quarto, estou te esperando.


Ele diz entrando no quarto.

Confirmo com a cabeça enquanto ponho a louça na pia.


Hana: Escuta aqui SN! Não vou ser sua empregadinha! Só por que é a novata não vou permitir que seja exclusiva dele!


Ela aponta a faca ainda com a espuma de sabão para mim.


Você: H-hana... por que você está agindo assim comigo? Pensei que fossemos amigas!

Hana: Éramos! Até Yoongi nos trocar por você! Se. Afasta. Dele! Ou eu juro que uso isso!

Ela aproxima a faca de meu rosto.



Notas Finais


Estão gostando?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...