História Amor verdadeiro nunca acaba - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Yoonmin
Visualizações 8
Palavras 2.551
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Advinha quem quiz começar uma fic nova?
Errou
Mentira
Nha, nao tem graça, vocês já sabem que sou eu.
Sem graça.
😒😒
Hehe
Sou doida, liguem não.

Capítulo 1 - Operação: Não trair Jungkook


Fanfic / Fanfiction Amor verdadeiro nunca acaba - Capítulo 1 - Operação: Não trair Jungkook

06:34 

O despertador começou a tocar do meu lado, me alertando de que estou atrasado para o trabalho. ㅡ Olha que maravilha ㅡ Mas como isso já é de costume, não me incomodou muito.

Fiz todas as necessidades matinais no banheiro. Aproveitei para tomar um banho, e me arrumar, para pelo menos aparentar ser alguém sociável. 

Pouco depois, quando já estava na cozinha fazendo um rápido sanduíche natural ㅡ Por que nós somos fitness sabe? ㅡ ouvi meu celular tocar, em cima do sofá. 

Rapidamente fui atende-lo, vendo que a voz do outro lado da linha era nada mais e nada menos que o meu melhor amigo Taehyung. 

ㅡ Chimchim você está meio atrasado não acha? ㅡ Falou, o óbvio por que eu já tinha percebido, mas ok né. Nem todo mundo tem a sorte de ter um amigo inútil como eu. 

ㅡ Imagina Tae, você me ligando está apenas me atrapalhando. ㅡ Respondi, quase deixando o celular cair no chão quando tropecei no meu próprio pé para voltar a cozinha.

ㅡ Nossa! Grosso! ㅡ Fingiu esta ofendido ㅡ Liguei para avisar que estou aqui fora te esperando. ㅡ Finalmente esse garoto vai fazer algo útil nesta vida, amém! ㅡ Como você sempre se atrasa, vim te dar uma carona.

ㅡ Ta bom, então entra aí, você tem a chave da minha casa. ㅡ Falei, enquanto terminava de esquentar o sanduíche. 

Sim, ele tem uma cópia da chave da minha casa, assim como eu tenho uma da casa dele, é porque eu sou tão cabeça de vento como ele ㅡ na verdade ele é um pouco mais que eu ㅡ e caso esqueçamos a chave em algum lugar, o outro vai ter uma.

ㅡ Estou indo. ㅡ Disse por fim, logo desligou a chamada.

ㅡ Bu! ㅡ Taehyung brotou do nada atrás de mim, me fazendo dar um pequeno espasmo e meter a mão na sanduicheira.

ㅡ Não faz isso Taehyung! Quer me matar do coração?! ㅡ Briguei, ao sentir a queimadura. ㅡ Idiota! ㅡ Resmunguei.

ㅡ Chora não neném, você fica mais bonito quando está sorrindo ㅡ Falou me abraçando por trás. 

ㅡ Você está me enrolando isso sim! ㅡ Reclamei fazendo um bico, logo me virando de fronte para o maior.

ㅡ Fica assim não neném, coloca um gelo que melhora ㅡ Sorriu retangular, logo me deu um beijinho na bochecha. 

ㅡ Se não melhorar eu arranco sua cabeça ㅡ Murmurei. 

ㅡ Nossa, o que lhe falta na altura, tem de sobra na raiva hein? ㅡ Provocou rindo, me ajudando a arrumar as coisas para irmos mais rápido para a empresa.

ㅡ Me respeita garoto! ㅡ Resmunguei fingindo estar bravo, fiz como ele tinha dito, e passei gelo no local onde havia queimado.

Pouco depois, entramos no carro dele e logo ele deu partida para a empresa.

Caso você esteja se perguntando o que eu trabalho, eu sou secretário executivo ㅡ porque o pai aqui é extremamente inteligente sabe? ㅡ e a noite estudo direito na faculdade. Mais dois aninhos e eu termino. Logo vou poder ser advogado! Se Deus quiser!

ㅡ Vai estar livre sábado a noite? ㅡ Taehyung perguntou enquanto dirigia. O mesmo encarava a estrada de um jeito frio. De extrovertido e animado, ele passa para um cara frio e anti-social. Ele é meio bipolar, logo você se acostuma.

ㅡ Acho que sim.. ㅡ Respondi ㅡ Não fiz ainda o trabalho que o professor pediu, e não sei se vou termina-lo a tempo..

ㅡ Qualquer coisa, pode me pedir ajuda ㅡ Me olhou, mas logo desviou o olhar. ㅡ Sabe que eu gosto de te ajudar.

ㅡ Eu me viro TaeTae ㅡ Sorri ㅡ Obrigado pela oferta .

Ao chegarmos na empresa K & N, adentramos o local, e comprimentamos à todos os nossos colegas de trabalho.

ㅡ Oi! Bom dia! ㅡ Disse a todos a minha volta, e os mesmos me comprimentavam também. ㅡ Tae, agora tenho que ir para a minha sala, peça para a Sra. Marcela me mandar os documentos que pedi ta bom?

ㅡ Ta bom, eu passo lá depois. ㅡ Deu uma piscada para mim, e logo saiu, indo para a sua sala. Eu fiz o mesmo.

(...)

10:32

Ouvi baterem na porta, e logo dei a permissão para entrar. 

ㅡ Jimin ㅡ Disse Taehyung adentrando a minha área de trabalho. ㅡ Aqui estão os documentos, e a Sra. Marcela disse que o Sr. Rodríguez pediu demissão, ou seja, vamos ter que contratar um novo assistente.

ㅡ Sério? ㅡ Perguntei incrédulo ㅡ Poxa, o Rodríguez é tão gente boa.. ㅡ Disse pensativo. ㅡ Sabe o motivo pelo qual ele saiu?

ㅡ Não.. ela não me disse ㅡ Me respondeu simplesmente.

ㅡ Ta bom. Sr. Hugo já está criando novos desenhos para a próxima coleção? ㅡ Perguntei curioso.

ㅡ Está sim, ele me informou ontem de que está quase terminando. ㅡ Disse dando alguns passos em direção à porta, logo a abriu. ㅡ Preciso resolver outros assuntos agora, tchau Jiminnie! ㅡ Sorriu.

ㅡ Não me chame assim aqui! ㅡ Reclamei ㅡ Este é um ambiente de trabalho. 

ㅡ Ta bom, neném, tchau ㅡ Alargou o sorriso, e logo saiu da sala antes de eu o repreende-lo.

ㅡ Idiota ㅡ Murmurei. 

(...)

12:03

Agora é a hora do almoço, Jungkook me chamou para almoçar com ele, e como eu sempre faço, aceitei. 

Ele é meio que.. meu ficante. Estamos nos conhecendo e tals, sabem? Ele gosta de mim, e eu acho que gosto dele também.. Não sei. Mas tá, nós dois nos damos bem.

Aliás já passou bastante tempo desde que eu namorei pela última vez. Faz mais ou menos 3 anos desde a última vez. 

Foi um namoro que valeu a pena? Não. Mas tá, vida que segue. 

Estamos agora em uma cafeteria perto da K & N. Um lugar não muito rústico e nem muito discreto. É atrativo na minha opinião. 

ㅡ E então Jimin, o que você pretende fazer depois do trabalho? ㅡ Perguntou tentando puxar um assunto.

ㅡ Me arrumar para ir a faculdade ㅡ Respondi o óbvio, logo abrindo um sorriso. ㅡ Por quê? 

ㅡ Estava pensando de nós sairmos.. ㅡ O mesmo fez um biquinho fofo. ㅡ Você é muito ocupado, por que estuda se já tem um emprego? E muito bom por sinal! 

ㅡ É porque não é este o trabalho que eu quero amore ㅡ Sorri, acariciando seu rostinho, logo me aproximando do mesmo.

ㅡ Quando vai poder ter um tempo para mim? ㅡ Perguntou me olhando fixamente nos olhos.

ㅡ Que tal no domingo? ㅡ Propus ㅡ hm? Pode ser?

ㅡ Tudo bem.. então, domingo, vamos sair? ㅡ Abriu um sorriso. Apenas assenti sorrindo mínimo. ㅡ Então quando estiver perto do dia, nós marcamos o horário para nos encontrar, tá bom? 

ㅡ Claro meu bem ㅡ Lhe dei um selinho, e o mesmo retribuiu me puxando para um beijo. Retribui com carinho. Pondo uma das mãos em sua nuca.

Logo separamos, porque se não os outros iriam começar a ficar olhando para nós. E eu não estou afim de ser o centro das atenções. 

(...)

14:36

Agorinha vou estar livre do trabalho, amém! Taehyung Não para de me encher o saco falando que quer ir embora.

ㅡJimin! ㅡ Resmungou, girando na cadeira a minha frente. ㅡ Essa hora parece que não passa nunca! ㅡ Choramingou.

ㅡ Eu não tenho culpa TaeTae! ㅡ Resmunguei já com dor de cabeça. ㅡ Se for para ficar aqui, que fique em silêncio, preciso terminar de ver os currículos que recebi para contratar o novo secretário que vai ficar no lugar do Sr. Rodríguez. ㅡ Reclamei passando rapidamente os olhos no que estava escrito nos papéis.

ㅡ Faz isso amanhã! ㅡ Resmungou ㅡ Você só pensa em trabalho! Isso vai te fazer mal um dia! ㅡ Se levantou da cadeira - amém por que já estava ficando tonto só de ver ele girar nela - e veio para o outro lado da mesa, ficar do meu lado. ㅡ Jiminnie

ㅡ O que você quer? ㅡ Perguntei não tirando os olhos da papelada. Apenas o olhei quando senti sua mão acariciar a minha coxa, indo na direção que não deveria.

ㅡ Me dá atenção, hm? ㅡ Pediu fazendo a voz manhosa, colocando sua cabeça na curva do meu pescoço. ㅡ Resolve isso depois..

ㅡ Taehyung.... ㅡ Resmunguei, soltando uma arfada quando sua mão apertou meu membro. ㅡ Não faz isso... eu estou com o Jung...

ㅡ Vocês ainda não estão namorando ㅡ Me interrompeu, logo me dando um selar ㅡ Então isso não seria traição.. ㅡ Sentou-se no meu colo, me puxando para um beijo. Não hesitei em retribuir, continuei o beijo, pondo ambas as mãos em sua cintura. 

ㅡ Você não presta Taehyung ㅡ Murmurei entre o beijo, suspirando quando o maior começou a beijar meu pescoço. 

ㅡ Eu sei ㅡ Riu dando pequenas mordidinhas no lóbulo da minha orelha. 

ㅡ Tae...ah.. ㅡ O mesmo começou a rebolar no meu colo, voltando a me beijar. Seus lábios maltratavam os meus, mordendo-os e os puxando para si. Minha boca com certeza já estava vermelha, e o mesmo iria me zoar depois. ㅡ Ah.. Tae.. 

ㅡ Você está me deixando mais excitado com esta voz tão manhosinha ㅡ Falou desabotoando os botões da minha camisa. ㅡ Quero te ouvir gemer o meu nome ㅡ Disse por fim antes de voltar a me beijar com rapidez. Nossas línguas pareciam brigar por espaço entre ambas as bocas, e o mesmo insistia em pegar mais.

A cadeira em que estávamos começou a andar para trás com o impulso que o maior em cima de mim estava dando. Até que ela escorou na parede, e fixou-se ali.

O mesmo deu uma quicada no meu colo, me fazendo soltar um leve gemido de prazer, e logo o maior sorriu com isto.

ㅡ Já está de pau duro Chimchim? ㅡ Perguntou ao sentir minha ereção em sua bunda. ㅡ Você está tão sensível..

ㅡ Cala a boca e deixe eu te foder ㅡ Resmunguei fechando os olhos, apertando a bunda do maior. 

ㅡ Pode vir daddy ㅡ Falou se levantando de cima de mim e indo até a mesa, ficando de costas para mim. ㅡ Você quem está demorando. ㅡ Disse retirando sua calça, acompanhada de sua box, logo empinando a bunda para mim.

ㅡ Nossa ㅡ Que visão perfeita.

Não demorei muito, e me levantei e fui até o mesmo, retirei minha calça e a minha box, e logo fiquei por trás do mesmo. Roçei meu pênis ereto em sua bunda, e pude ouvir o mesmo gemer em desaprovação. 

ㅡ Não demore Chim...ah... ㅡ Pediu manhoso ㅡ Me fode...

Fiz o que o mesmo havia pedido, e começei a estoca-lo rapidamente, gemendo ao sentir meu pênis ser esmagado dentro de si, de tão apertado que era.

ㅡ Jimin.... ahh.... ㅡ Gemeu manhoso, deitando a cabeça na mesa, facilitando com que eu me movimentasse dentro dele. ㅡ M-mais ra-pido.... ah..

Tentei acelerar, e logo senti meu ápice chegar. Me apoiei no maior "deitado" a minha frente e pus a mão em seu membro logo o masturbando.

ㅡ Jiminnie..... ㅡ Gemeu alto, logo pude senti-lo gozar na minha mão. Não demorei e gozei logo em seguida. ㅡ Ah.... 

Saí de dentro do mesmo e fui em direção as minhas roupas, ainda ofegante com o ato.

ㅡ Deveríamos repetir a doze depois do trabalho.. ㅡ Falou sorrindo, se vestindo também. 

ㅡ Tenho faculdade Taehyung ㅡ Falei conseguindo voltar a respirar corretamente.

ㅡ Você é um chato Jiminnie ㅡ Fez um bico, logo ele terminou de se vestir e veio até mim novamente. ㅡ Você tem que dar mais atenção p'ra mim ..

ㅡ Não é minha obrigação, meu futuro namorado é o Jeon ㅡ Retruquei, agora pronto também. ㅡ Eu ainda acho que não deveria ter... ㅡ Fui impedido de terminar o que ia falar, quando o maior me puxou para um beijo novamente. 

ㅡ Você fala demais ㅡ Murmúrou, me beijando novamente, colocando as mãos em volta do meu pescoço. 

ㅡ TaeTae eu ainda tenho trabalho para fa- ㅡ O mesmo rapidamente apertou meu membro, me fazendo soltar um gemido alto, por não estar esperando tal ato. ㅡ Ah... Tae... por que fez isso?.... ㅡ Perguntei resmungando.

ㅡ Você tem que aprender a falar menos neném ㅡ Acariciou minha região íntima. ㅡ Pare de pensar tanto no trabalho, e pense mais em outras coisas ㅡ Sorriu, logo voltou a me beijar. 

ㅡ Jimin? ㅡ A voz de Jungkook podia ser ouvida de trás da porta. ㅡ Por que a porta está trancada?

ㅡ Jungkook?! ㅡ Praticamente gritei ao ouvi-lo, logo me separei de Taehyung, o empurrando com a força moderada. ㅡ Taehyung! Se esconde! ㅡ Gritei sussurrando para o mesmo. 

E logo o gênio teve a ideia de se esconder embaixo da minha mesa. Vai dar bosta? VAI! Mas ok, não podemos fazer mais nada por isso.

Para não fazer Jeon esperar mais, fui abrir a porta para o mesmo. 

ㅡ Oie ㅡ Disse tentando esconder o nervosismo ㅡ O que.. você quer? 

ㅡ Vim apenas te avisar que o seu horário de turno já acabou.. Não tem mais ninguém na empresa. ㅡ  Avisou, dando alguns passos para adentrar o local.

ㅡ Ah, pode me esperar lá fora?  ㅡ Entrei em sua frente, sorrindo nervoso ㅡ Eu tenho que resolver mais algumas coisinhas e já vou..

ㅡ Quer que eu te ajude em algo? ㅡ Perguntou ameaçando ir para o outro lado da mesa. 

 ㅡ Não precisa... ㅡ O parei ㅡ Eu já estou terminando, pode esperar lá fora ㅡ Sorri.

ㅡ Ta bom... ㅡ Meio hesitante, o mesmo saiu da minha sala, e foi me esperar lá fora do prédio. 

ㅡ Posso sair? ㅡ Taehyung sussurrou ainda debaixo da mesa.

ㅡ Pode ㅡ Fechei a porta, indo até o mesmo.

ㅡ Credo, ele poderia avisar quando vai vir te ver ㅡ Reclamou ㅡ Melhor ir logo, antes que ele desconfie.

ㅡ Hmrm.. ㅡ Peguei minhas coisas rapidamente, e corri para onde Jeon estaria me esperando.

(...)

23:15

Agora, já estou voltando da faculdade, a pé como sempre, indo para a minha casa. Ainda não me acostumei muito com isso, andar sozinho na rua, e com praticamente todas as luzes da vizinhança apagada. Jesus. Só piora.

Peguei meu celular, acompanhado com o meu fone de ouvido, e coloquei uma música calma para tocar, apenas para tentar aliviar a tensão. 

Um pouco a minha frente, vi uma pequena silhueta não muito maior que eu, talvez até da minha altura, se aproximando. Andando na minha direção. 

Ok, pode ser paranóia minha. Ou.. Jesus me avisando que eu tenho que sair correndo para o outro lado, para me salvar de um maníaco. 

Ele passou do meu lado, e rapidamente abaixei a cabeça para não ter contato visual com o mesmo.

Suspirei aliviado, dando passos maiores para chegar mais rápido a minha casa. Ouvi o tal estranho murmurar alguma coisa, mas Não entendi, e não ficaria para entender.

Sai correndo até a minha casa, logo quando cheguei em frente a porta, destranquei e adentrei o local rapidamente.

ㅡ Credo ㅡ Murmurei, agora aliviado por ainda estar vivo, em direção ao meu quarto. 

Nunca mais ir sozinho para a faculdade. Próxima vez, pedir para algum amiguinho me levar. 

Anotado. 


Notas Finais


Esse Taehyung é meio safrado, mas ok néh?
Cara estou me sentindo pevertida, por fazer um "hot" já no primeiro capítulo.
😂😂😂😂
Ai credo.
Sou bem santa ok?!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...