História Amor Virtual - Yoonkook - Capítulo 46


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Yoongi!bottom, Yoonkook
Visualizações 1.190
Palavras 1.598
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 46 - Capítulo 45


Jungkook


  Pego minhas chaves na gaveta de minha mesa e rapidamente saio do estúdio depois de dar a tarde de folga para todos os funcionários. Irei fazer uma surpresa para Yoongi e como não poderei fotografar hoje, deixei eles tirarem um dia de folga.

Entro em meu carro, coloco o cinto de segurança depois de mandar uma mensagem para Yoongi e rapidamente piso o pé no acelerador, seguindo até o escritório de Seokjin quando recebo sua mensagem em resposta.

No meio do caminho me lembro dos trabalhos que fiquei de passar na escola para pegar e me xingo mentalmente por estar longe da mesma agora, então simplesmente vou direto para o consultório do Seokjin e adiciono uma nota mental sobre buscar os trabalhos depois.

[>>>>]

Estaciono o carro e abaixo o vidro, colocando o rosto um pouco para fora na tentativa de checar se ele já está na recepção me esperando e ao não notar ele ali, resolvo lhe ligar. Puxo meu celular no bolso e disco o número que já sei de cor, ouvindo a respiração de Yoongi segundos depois.

Ligação On:

— Oi babe.

— Oi, Kookie. - sua voz soa animadinha e fico feliz por isso.

— Está tudo bem?

— Agora sim. - responde e consigo ouvir um barulho de porta sendo aberta. - Tchau, até a próxima e obrigado...

— Falou comigo? - pergunto confuso ao ouvir sua voz bem baixinha.

— Oh, não, não. - ri. - Estava me despedindo do Jin, você já está aqui?

— Hm, na frente do prédio. - concordo.

— Então estou indo aí, ok?

— Estou lhe esperando, babe.

Ligação off.

Abro um pequeno sorriso e batuco meus dedos no volante, lhe esperando chegar para podermos almoçar e depois dar uma volta. Pouco menos de dois minutos vejo Yoongi vir na direção do carro com uma pasta nos braços e o mesmo dá uma corridinha para chegar mais rápido.

— Olá. - abre a porta e se senta no banco, fechando a mesma e encolhendo seu corpo devido ao frio. - Está congelante lá fora, meu Deus.

— Você está gelado. - encosto minha palma em sua bochecha e noto o quão gelada ela está. - Seu narizinho está vermelho, irá pegar um resfriado se não se agasalhar.

— Não precisa… - ele balança a cabeça ao me ver esticar a mão pra trás e puxar um grosso casaco de lã.

— Precisa sim, não quero você doente. - murmuro esticando o agasalho em seu corpo, lhe cobrindo como se fosse um pequeno cobertor. - Vou ligar o aquecedor.

— Você é tão protetor… - sussurra baixinho, rindo depois.

— Você não gosta? - brinco cutucando sua perna.

— Gosto… - a voz soa tão baixinha e ao olhar seu rosto mais uma vez foi impossível não sorrir ao ver o contraste do vermelho em suas bochechas branquinhas.

[>>>>]

— Que lugar é esse? - seguro sua mão quando o mesmo sai do carro e olha atentamente o restaurante.

— É um local mais rústico, o preferido de minha mãe. - murmuro lhe puxando para seguir caminho comigo.

— Hm... - ele analisa atentamente cada coisinha assim que entramos no lugar.

— Espero que você goste. - digo sincero e vou até o recepcionista. - Jeon Jungkook. Reservei uma mesa perto do jardim.

— Oh, bom dia. - o recepcionista se curva um pouco e indica o caminho para seguirmos. - A mesa já está preparada.

Yoongi aperta minha mão e olho para seu rosto, vendo ele encarar as pessoas tão bem vestidas e depois olhar para suas próprias roupas. Suspiro baixinho e solto nossas mãos, passando meu braço em sua cintura e puxando o mesmo para perto de mim.

— Não se importe com isso. - sussurro contra seu ouvido, ficando satisfeito ao perceber que o mesmo se arrepiou. - Você está lindo assim.

— Os cardápios estão aqui e quando escolherem suas comidas basta balançar o sininho. - o homem de terno murmura e sai rapidamente de perto de nós, se esgueirando entre os clientes logo depois.

— Vamos lá, sente-se. - aviso arrastando minha cadeira e Yoongi faz o mesmo. - O que quer comer?

— Não estou com muita fome então irei pedir uma sala-

— Não acredito que viemos em um restaurante e você vai comer uma coisa que podemos comer em casa. - estreito meus olhos e deixo minha voz soar em tom brincalhão, fazendo Yoongi rir baixinho e balançar a cabeça em concordância.

— Então pede nossa comida? - pergunta baixinho.

— Claro, babe. - concordo e começo a analisar o cardápio, chamando o garçom minutos depois e fazendo os pedidos.

Enquanto nossa comida não vinha, analisei todas as expressões de Yoongi e notei que ele estava muito aéreo e às vezes até mesmo dava uns sorrisinhos para o nada, como se estivesse se lembrando de alguma coisa.

— A consulta lhe fez bem? - resolvo quebrar o clima e ganho sua atenção.

— Muito! - concorda fazendo desenhos imaginários na mesa. - Seokjin é bom no que faz, ele está me fazendo repensar sobre muitas coisas e não vejo a hora de chegar em casa para fazer o dever de casa, como ele mesmo disse.

O menor solta uma risadinha e balança a cabeça em negação, fazendo-me arquear a sobrancelha em confusão.

— Dever de casa? - pergunto.

— São umas reflexões sobre insegurança e baixa autoestima. - sussurra levantando seus olhos e fixando eles nos meus.

— Você realmente está tentando. - abro um sorriso e seguro sua mão.

— Eu quero mudar, quero me sentir bem comigo mesmo. - ao ouvir suas palavras foi impossível não querer derramar algumas lágrimas.

[>>>>]

— Onde estamos indo agora? - meu pequeno curioso pergunta balançando nossas mãos assim que saímos do restaurante.

— Surpresa, surpresa. - murmuro apertando sua bochecha. - Você é curioso demais, sabia?

— Eu sou. - um bico fofo se forma em seus lábios e quando um forte vento passa por nossos corpos, ele se encolhe contra mim. - Eu sou friorento também.

— Aigoo… - brinco, lhe puxando para meus braços e lhe apertando. - Vem que eu te esquento.

— Aish, as pessoas estão nos encarando. - ele sussurra contra meu ombro e me permito rir baixinho.

— Deixem encarar, não me importo com elas e você​ também não deveria, sabe disso. - aviso, me afastando um pouco e arrumando seus fios que estão caídos em seus olhos. - Seu cabelo está grande, dá até de fazer tranças.

— Idiota. - ele ri baixinho e empurra meu braço. - Vamos logo porque eu vou congelar aqui.

— Você é teimoso, não quis o casaco. - chamo sua atenção e enlaço nossos dedos. - Vamos, vamos.

Fomos para o carro e rapidamente me dirigi até o local que estava preparando mais cedo. Não consigo segurar o riso ao ver a expressão surpresa de Yoongi quando lê as placas do estabelecimento e me encara confuso.

— Um cabeleireiro, sério? - pergunta.

— Yeah! - concordo e puxo sua mão para entrarmos. - O que você acha de trabalhar em sua autoestima? Minha mãe sempre me disse que quando pintamos o cabelo e fazemos as sobrancelhas nossa auto-estima melhora. Não custa tentar, não é? Hoje vai ser um dia para você se cuidar.

O menor ri baixinho e balança a cabeça um pouco relutante, mas essa relutância toda acabou quando ele se sentou na poltrona e pegou o catálogo de cores que o cabeleireiro lhe esticou.

— Devo... pintar? - pergunta confuso e me abaixo para ver as cores. - Que cor eu escolho?

— A cor que você quiser. - bagunço seus fios com carinho e deixo um beijo no topo de sua cabeça. - Esse é um momento seu e seu, finja que não estou aqui e se sinta livre.

Yoongi balança a cabeça e começa a analisar as cores atentamente, lendo as descrições de cada uma enquanto me dirijo até a poltrona de acompanhante e me sento ali para analisar alguns contratos pendentes que posso resolver pelo celular mesmo.

[>>>]

Um pigarrear chama minha atenção e levanto meus olhos na direção de Yoongi, abrindo minha boca em total surpresa ao ver seus fios em tons cinzas claros, fazendo um contraste incrível com sua pele branquinha e os lábios avermelhados.

Abro um sorriso e me coloco de pé, guardando o celular no bolso e indo até o menor para lhe analisar de perto. Assim que paro na sua frente ele mexe nos cabelos e balança os ombros parecendo meio inseguro, esperando uma reação positiva.

— Então...? - sussurra e ri baixinho arrumando a franja que caiu em seus olhos. - Está aprovado? Está muito feio ou...

— Você está lindo, amor. - seguro em seus ombros e o viro para o espelho. - Olhe isso, consegue enxergar o que eu vejo?

Por alguns segundos ele ficou em silêncio e apenas ficou encarando seu reflexo, deixando seus olhos se moverem de cima a baixo, como se analisassem cada mínimo detalhe e depois balança a cabeça concordando.

Realmente, estou... bonito. - a voz soa tão baixinha, fazendo-me abrir um sorriso orgulhoso ao perceber que ele se elogiou pela primeira vez desde quando nos conhecemos.

— Não ouvi direito… - brinco baixinho.

Eu disse que fiquei bonito. - ele se vira em meus braços e pende a cabeça um pouco para o lado. - Estou me sentindo feliz também, é como se eu… como se eu visse uma pessoa que jamais vi em toda a minha vida e eu gosto dela​. Gosto do que vejo.

Assim que termina de falar, se vira novamente para o espelho e começa a balançar sua cabeça, fazendo os fios mexerem de um lado para o outro.

— Você está feliz e eu estou feliz. - me abaixo um pouquinho e abraço seus ombros, sentindo as mãos geladinhas dele se depositarem em meu braço, vendo seu sorriso se alargar.


Notas Finais


meu amorzinho de capítulo 💜✨

Obrigada pela betagem, Nate @lollyoongi 💌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...