História Amor vulpino - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 20
Palavras 408
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura meus amores.

Capítulo 7 - Guarda-costas


Mizu on

           Caminho até a minha cafeteria preferida na vila, até porque é a única existente aqui, enquanto fico vendo as pessoas na rua.

                 Vejo uma mulher de cabelos curtos e com tatuagens de dragões nas costas que aparentava estar mais perdida que cego jogando bingo.

- Ei, moça - ela olha na minha direção - precisa de ajuda?

- Se você puder.

- Onde você precisa ir?

- Pro centro, falaram que iam me encontrar na cafeteria.

- Eu to indo pra lá, quer vir junto?

- Quero sim, se não for incomodar é claro.

- Não me incomoda não, eu também estou indo lá ver uma pessoa.

- Posso saber o seu nome?

- Mizu ou o renegado da vila.

- E eu sou Li Ryu, renegada na minha vila e apenas uma imigrante aqui.

- Você veio junto da irmã do Hanzo.

- Quem?

- A Sakura, conhece agora?

- Ata, não sabia que ela tem um irmão, mas tudo bem.

- O Hanzo é meu melhor amigo, espero que possamos ser amigos também.

- Também espero. - ela sorri pra mim e continuamos andando até um cara trombar em mim.

- Cuidado peste. - fala o cara me olhando com o típico olhar de ódio no rosto.

- Você trombou nele, se desculpe. - fala a Li encarando o homem.

- Por que eu deveria? - ela sacas espada e corta a franja que ele tinha fora.

- Isso é um dos motivos, além de ser você que foi mal educado aqui.

- Me perdoe. - ele se curva e vai embora logo em seguida.

- Valeu por isso.

- Se você é o melhor amigo do irmão da Sakura, que é a coisa mais fofa deste mundo, então você é nosso protegido.

- Nosso?

- Sim, além de mim tem todo aquele grupo também e agradeça por ser eu aqui agora, aquele cara seria estripado pela minha amiga se fosse ela aqui.

- Essa sua amiga é meio violenta.

- Você não viu nada.

- Bem, vou ver agora, chegamos. - abro a porta do café e vamos até a mesa deles.

- Oi Mizu. - fala a Sakura se jogando em mim.

- Oi baixinha.

- Eu sou do seu tamanho.

- Se forem disputar altura não esqueçam do Inugami.

- Gata filha da puta. - fala o cachorro sendo segurado pelo lobo.

- Oi Hanzo.

- Oi Mizu. - ele me dá um selinho.

- Vão pedir o que? - fala s gata olhando pra gente.

- Acho que só o café.

- GARÇOM, TRAZ UM CAFE PRA CADA UM E SE DEMORAR EU TE ESGANO, OBRIGADO E TCHAU...


Notas Finais


Obrigado por terem lido, bjs e tchau.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...