História Amores - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 1.723
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 11 - Mary e Br tree


Estava eu,fox e br no parque. Br ficava brincando com a velocidade dos brinquedos fazendo pessoas vomitar e outros ficarem com o cabelo bagunçado.

Mary: acho que irei voltar agora. 

Br: não aguenta mais? Kkkkk

Mary: não é da sua conta se aguento ou não seu idiota.

Saí irritada e voltei aos treinos normais de sempre,no dia seguinte fox levou-me novamente ao parque e br fez a mesma coisa.

Mary: vou voltar a treinar.

Fox: ah não,fica Mary-chan,por favoooor!

Br: é,fica ainda tem muitos brinquedos pra eu acelerar enquanto vocês estiverem neles.

Fox: cala a boca br.

Mary: cansei de ser boneca de testes,vou para casa voltar a...

Antes de eu terminar sinto alguém me abraçar por trás logo sussurrando ao meu ouvido.

???: ( sussurro ) mi-tsu-ke-ta

Acho que meu rosto deveria estar vermelho pelo que ele disse,logo senti uma mão indo para o meu rosto tampando um dos meus olhos.

Mary: j-já pode p-parar Mitsuki.

Mitsuki: claro,estamos em público mesmo,se estivéssemos em um quarto....A história muda...né?

Mary: c-chega disso.

Fox: desculpa atrapalhar a pegação aí mas poderia me apresentar ele?

Br: quem é tu cara?

Mitsuki: ou,minhas sinceras desculpas pela falta de respeito. Sou o Mitsuki,nacionalidade coreana.

Br: coreano é tudo bixa.

Mitsuki: pareço bixa para você?

Fox: não parece não,você é namorado da Mary né? Tá bem óbvio.

Mitsuki: infelizmente ainda não,mas logo serei.

Mary: n-não disse isso.

Fox: tá na cara que vocês são namorados.

Mary: preciso treinar.

Mitsuki: Mary-chan! Não se esqueça de mim!

Ele me segue fazendo fox e br ficarem no parque,depois de tanto treinar acabei não conseguindo andar mais e o Mitsuki me levou de volta no colo estilo noiva proprositalmente.

Mitsuki: Olá e me desculpe a entrada inesperada,Mary treinou demais e não consegue andar,irei levá-la para o quarto está bem?

Fox: claro,é logo ali 

Ele me leva para o quarto e me deita na cama. Depois de algumas horas eu acordei com o Mitsuki abraçado a mim ainda dormindo.

Mary: me trouxe para casa foi?

Mitsuki: sim,não consegui resistir te ver dormir então me deitei com você.

Mary: tá tá,agora vai embora.

Mitsuki: por que não nos divertimos um pouco?

Ele fica em cima de mim me dando alguns chupões no pescoço.

Mary: n-não podemos,eles devem estar aqui e....eu não quero.

Ele sai de cima de mim e me beija.

Mitsuki: está bem,posso esperar.

Ele sai do quarto e eu fico lá ainda pensando nisso,logo em seguida br entra no quarto com a cabeça baixa trancando a porta.

Mary: br? Para que trancou a porta?

Br: eu não aceito isso.

Mary: não aceita o que?

Br: não aceito!

Mary: eu não estou entendendo,me explica o que você não aceita.

Ele vai andando até mim e começa a me beijar me deitando na cama logo em seguida descendo os beijos e mordidas pro meu pescoço e seios.

Mary: ( entre gemidos ) b-br.....p-por que está.....f-f-fazendo isso.?

Br: você é minha Mary!

Mary: como assim? Eu.....sou sua?

Br: pode não parecer mas....realmente gosto de você....só achei que dizer isso agora seria muito cedo pois mal nos conhecemos e....pois é,c tendeu.

Mary: nossa,não sabia disso.

Br: pulando esse assunto....

Ele tira todas as minhas roupas e continua descendo os beijos e mordidas até minha vagina me pagando um boquete me fazendo dar gemidos meio altos.

Mary: aaahr.....b-br.....aaahhh....e-espe-espera....e-eu já.....aaaaAAhhh!

Acabo gozando na cara dele e ele lambe os vestígios,br se ajeita e me penetra me beijando na mesma hora para me impedir de dar um gemido muito alto.

Br: quem diria que eu acabaria fazendo um hentai meio furry kkk

Mary: i-isso é sério? 

Ele começa a me estocar fundo mas lento para me torturar.

Br: ( ofegante ) sim....Você é....tão...linda e....apertada...

Mary: aaaahr.....s-seu....hentaaai...aaaaaahhh! A-aí,é aí!

Br: hehe achei

Ele começa a me estocar com muita força e velocidade me fazendo dar gemidos altos enquanto ele distribui milhares de beijos,mordidas e chupões pelo meu corpo fazendo meus gemidos ficarem mais altos.

Mary: aaaaaah! Aaaahhhrr! Aaaaaaahhhr! B-br assim você me enlouquece.

Br: ( ofegante ) e-essa é.....a intenção....hm! Ahr Mary!

Mary: AAAAaaaaaaaahhhh!

Gozamos juntos e caímos ofegantes na cama muito cansados.

Mary: ( ofegante ) V-você foi malvado....muito malvado.

Br: ( ofegante ) desculpa....Já me segurei muito tempo.....Não deu para me conter.

Mary: tá,foi bom mesmo assim.

Ele se vira,me abraça,dá um beijo na minha testa e me diz um ''eu te amo'' em sussurro e logo começa a dormir,eu faço o mesmo o abraçando também.

No dia seguinte acordei com dor no quadril pela noite anterior e br não estava mais na cama,comecei a achar que o que havíamos feito não passava de um diversão para ele,logo tratei de esquecer e assim que me levantei e tomei meu banho a dor havia parado,claramente achei estranho mas não liguei muito.

Tomei meu café e voltei a minha rotina de treinos até fox me arrastar novamente para o fatídico parque no qual br se divertia aumentando a velocidade dos brinquedos.

Fox me levou para a montanha russa e assim que começamos a velocidade ficava maior a cada ida até terminar,quando saímos br estava rindo muito no chão.

Br: kkkkkkk nunca me canso disso kkkkk

Mary: t-tô tonta....

Fox: também...Mary,você fez clones?

Antes que eu respondesse a fox sinto,alguém me puxar e iniciar um beijo calmo e profundo,assim que acabou vejo Mitsuki com aquele seu belo sorriso inocente no rosto.

Mitsuki: senti saudades Mary-chan,mais ainda porque não me deixou dormir com você.

Ele diz fazendo aquela carinha triste super fofa que só ele sabe fazer.

Mary: eu sei,desculpa ok? Quer algo de mim?

Mitsuki: sim,vem comigo.

Ele vai me puxando para longe da fox e do br e me leva até um local bem bonito com uma bela cachoeira e lindas flores que pareciam brilhar com a luz do sol refletido na água.

Mary: nossa,aqui é tão bonito,não sabia que tinha um lugar assim por aqui.

Mitsuki: e não tinha,eu que fiz para você.

Mary: n-nossa fico lisonjeada com isso,me trouxe aqui para isso né?

Mitsuki: também,mas foi para outra coisa.

Ele pega uma caixinha preta no bolso da calça e se ajoelha abrindo a caixinha mostrando duas alianças de namoro.

Mitsuki: por favor Mary,faça de mim o homem mais feliz do mundo e vire minha namorada,aceita?

Fiquei pasma,tudo aquilo para me fazer essa pergunta? Não pensei duas vezes e falei sim o abraçando em seguida no qual retribuiu me dando um beijo carinhoso e amoroso. Ele pegou a aliança e pôs no meu dedo colocando no dele e continuou a me beijar de alegria e felicidade.

Mary: Mitsuki,acho que deveríamos voltar agora.

Mitsuki: Mary-chan,me chame de Mitsu-senpai ok? Se você acha,vamos então.

Assenti e voltamos para casa - no caso a casa dele - na qual chegamos em poucos minutos.

Mary: não sabia que sua casa era tão grande assim.

Mitsuki: sim,eu a achava sem vida mas agora que você está aqui,sinto que ela não é mais solitária.

Digo ''ooowwt'' e o beijo os descendo para o pescoço dele no qual da algumas arfadas baixas.

Mitsuki: quer fazer esta casa ser barulhenta minha leoparda ? 

Mary: isso dependerá de você.

Ele retribui o beijo só que mais feroz e intenso me pegando no colo e me levando para o quarto dele me deitando na cama assim que chegamos.

Ele fica por cima de mim e abre um sorriso malicioso.

Mitsuki: farei você perder todo o seu fôlego Mary-chan.

Ele prossegue com os chupões e mordidas até parar nos meus seios.

Mitsuki: mas antes vou te ''torturar'' um pouco.

Ele fica chupando meus seios de um modo inexplicavelmente ótimo! Até eu sentir dois dedos sendo enfiados na minha vagina me fazendo soltar um gemido meio alto causando um sorriso ao mais velho que começou a fazer movimentos circulares com os dedos me deixando sem sanidade e me fazendo soltar gemidos meio altos.

Ele para os movimentos e enfia mais um dedo aumentando a velocidade da rotação,eu já estava ficando louca e minha sanidade tinha acabado,naquele momento eu só queria uma coisa,que ele me fizesse ficar dolorida no dia seguinte.

Ele tira os dedos,fica entre minhas pernas,as põe nos ombros e olha para mim com um sorriso malicioso.

Mitsuki: depois de hoje,você ficará sem andar amanhã.

Antes que eu pudesse retrucar ele me penetrou com força me fazendo dar um grito de prazer logo iniciando os movimentos rapidamente me deixando sem opção a não ser ficar gemendo sem parar.

Mary: aaaahr aaaaah aaaahr! M-mitsuki aaah! Aaah aaah!

Mitsuki: ( ofegante ) seus gemidos são como música ahr....Não se contenha,quero ouvi-los até o fim hum!

Ele continua com mais força e velocidade até que acaba por gozar dentro de mim.

Mary: ( ofegante ) n-nossa....realmente...Você fo...

Mitsuki: ainda não terminou,não irei parar por aqui.

Mary: ...pera quê?

Ele me levanta e me prensa na cabeceira da cama me penetrando com força aumentando logo a velocidade fazendo meus gemidos serem altos logo de cara.

Mary: aaaAAhhhh m-mitsu....aaaassim eu não aaaaah a-assim eu não aaaah.

Mitsuki: não irei parar,sempre quis isso e agora que a tenho pra mim,não irei deixá-la.

Ele permanece a aumentar a velocidade e força me fazendo gemer alto sem parar.

*~ Enquanto isso ~*

Fox: por que estamos seguindo a Mary? 

Br: aquele muleke é falso,irei provar isso com certeza!

Fox: você gosta dela né?

Mitsuki: n-não é isso,só não quero ver ela triste.

Fox: diz logo para ela br

Br: n-não.....gosto dela,só quero mostrar a verdade para ela.

Fox: uhum,sei.

Eles chegam na casa do Mitsuki e entram sem muita dificuldade já ouvindo os barulhos.

Fox: Parece que alguém tá sendo torturado aqui.

Br: pode ser a Mary! Vamos procurar.

Ele sai correndo na direção dos barulhos e chegam no quarto do Mitsuki.

Fox: não são gritos.......São gemidos!

Br: não pode ser....n-não pode ser.

Ele encosta a orelha na porta e ouve melhor os gemidos.

*~ Dentro do quarto ~*

Mitsuki goza dentro de mim novamente e me senta no colo dele me penetrando direto e fazendo eu dar um grito prazeroso.

Mitsuki: ahr Mary-chan! você é incrível.

Mary: m-mitsu....j-já bastaaaaaaaaaah!

Mitsuki: ( ofegante ) hehe....da-me-da.

Ele me deita na cama e me fode com a maior força e velocidade que ele tem fazendo a cama abanar e deixando o quarto coberto pelos nossos gemidos.

*~ Fora do quarto ~*

Ambos estavam muito corados pelo que tinham ouvido e br se encolheu no chão.

Fox: não deveríamos estar ouvindo isso....o que foi br?

Br: ( voz chorosa ) eu tinha dito para ela que a amava e....eu...transei com ela,achei que depois disso seríamos namorados mas....Ela não ligou.

Fox: nossa não sabia disso....ah! Isso explica os gritos que eu ouvi ontem...Os gemidos pararam acho que acabou.

Br: fui idiota em pensar que poderia namorar com ela. Vem,vamos voltar.

Eles voltam pra casa.

*~ No quarto ~* 

Ambos estávamos ofegantes na cama,recuperando o fôlego perdido.

Mary: ( ofegante ) v-você...foi incrível

Mitsuki: ( ofegante ) era essa a minha intenção,tentei passar todo o meu amor por você através disso,acho que consegui né.

Mary: sim kkkk.

Mitsuki: agora,vamos tomar banho.

Ele me carrega no colo estilo noiva,me leva para o banheiro e me limpa,logo me visto e nos ajeitamos na cama e começamos a dormir no estilo conchinha.


Notas Finais


Desculpem se ficou ruim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...