História Amores - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 0
Palavras 1.181
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - Torane e Momoko tree


Torane: momo, não fica assim,eu sei que você é bem forte e por isso conseguiu derrotar ela

Momoko: KKK não, você é forte,beat é forte e voez é forte,eu sou eu,esse é o negócio,minha vitória foi por pura sorte
Ele te abraça

Torane: é claro que você é, se não você não estaria viva até agora e teria sido morta pelo aura

Momoko: obrigado pela parte que me toca,acho que vou pro quarto descansar pela grande missão.

Digo a última parte em tom de deboche e vou pro quarto
Ele te carrega até o seu quarto
Momoko: era pra eu ir a pé,por que me trouxe assim?
Torane: porque eu quis e também porque achei que você estivesse cansada da missão
Momoko: foi só um deboche, não fiz quase nada e iria ficar aqui fazendo o que fiz na missão

Torane: quer que eu fique com você?

Momoko: sei lá,se quiser ficar fique.

Me jogo na cama
Ele se senta na cama e te faz carinho
Momoko: obrigada por me fazer companhia,mas se não quiser não precisa ficar
Torane: é claro que eu quero
Me ajeito no colo dele e descanso
Vc descansa e acorda ainda no colo dele
Momoko: você ficou aqui o tempo todo?
Torane: sim, por quê?
Momoko: só achei meio estranho,pensei que você me deixaria aqui e iria treinar ou sei lá
Torane: bom, eu nunca deixaria você sozinha se não fosse por um bom motivo
Momoko: bom, obrigada então.
Beijo ele e me arrumo.
Momoko: bem,para que eu deixe de ser fraca,podemos treinar? Se não quiser,podemos fazer outra coisa

Torane: outra coisa tipo o quê?

Momoko: sei lá,fica a seu critério o que fazer

Torane: bem, eu não sei(ele se deita na cama)
Me sento do lado dele.
Momoko: não mesmo?
Torane: não, porque?

Momoko: porque nem eu sei 

Me deito na cama

Ele começa a dormir,acorda depois de um tempo e olha pra você
Torane: ah, você ainda ta aí
Momoko: é, você fez o mesmo então,achei que te deixar aqui seria maldade da minha parte
Torane: ok, mas não teria problema caso você fosse embora
Momoko: eu quis ficar, você é fofinho quando dorme
Torane: s-sério?
Momoko: sim,bem fofinho, só não te apertei por não querer te acordar
Torane: é você que é fofa
Momoko: não sou não, você é mais do que eu
Ele te põe sentada no colo dele
Torane: é claro que você é
Fico mais vermelha.
Momoko: n-não sou...e...p-por que me pôs no seu colo?
Torane: porque você fica mais fofa
Momoko: m-m-mas,estar no seu colo é...v-vergonhoso.
Fico mais vermelha ainda e abaixo a cabeça
Torane: kkkkk você ta tão vermelha só pelo fato de estar no meu colo?
Momoko: não debocha merda, você que me põe aqui e acha que eu não ficaria vermelha?! Isso é claro!
Torane: kkkkk você ta com raiva?
Momoko: não sei, você me deixa confusa droga

Torane: então...o que você quer que eu faça?

Momoko: posso ser sincera?

Torane: sim,por que a pergunta?

Momoko: é que eu quero fazer uma coisa...mas, é complicado dizer o que é.

Torane: que coisa?

Momoko: bom, talvez entenda assim.

Empurro ele na cama ficando por cima e na mesma hora começo a beijá-lo e desço os beijos para o pescoço dele os transformando em mordidas e lambidas logo ouvindo ele arfar.

Momoko: entendeu o que eu quero?

Ele fica super vermelho,passando dos limites possíveis.

Torane: a-a-acho que s-sim.

Ele se levanta com o rosto mais vermelho do que um tomate e logo troca nossas posições fazendo o mesmo, porém ele tira a minha blusa e meu sutiã chupando meus mamilos com força me arrancando gemidos e arfadas. Quanto mais eu gemia,mais ele chupava até começar a morder me fazendo gemer mais alto.

Momoko: aaaaahhh! T-torane....

Ele foi descendo os chupões e mordidas até minha saia e me pediu permissão para tirá-la que logo concedi. Torane tirou minha saia e calcinha junto me deixando completamente nua,ao notar ele ficou mais vermelho ainda, só que a expressão facial dele não era mais de vergonha,podia ver nos olhos dele,estavam transbordando luxúria. Torane voltou a minha virilha já começando a deixar chupões por ali me tirando mais gemidos,que aumentaram quando ele começou a lamber minha vagina fazendo a língua dele ir fundo e se mover de uma forma deliciosamente maravilhosa.

Momoko: aaaaahhh! T-to-torane... aaaahhh! Nyaaahn!

Acabei por gozar na cara dele no qual logo pegou os vestígios com os dedos os chupando.

Torane: você tem um gosto doce Momo, é viciante. O que quer que eu faça agora?

Recuperei o fôlego e me inclinei um pouco pra cima logo empurrando meu corpo contra o pênis ereto dele.

Torane: tem certeza de que quer isso?

Aceno que sim e ele me deita de volta,tira as roupas ficando do mesmo jeito que eu, Torane se posiciona entre as minhas pernas e fica roçando a cabeça do pau dele na minha vagina me fazendo arfar e gemer pouco.

Torane: poderia dizer o que mesmo você quer que eu faça?

Momoko:... q-quero...que me foda bastante Torane,até eu não andar no dia seguinte.

Ele abre um sorriso de pura malícia.

Torane: posso começar de forma brutal?

Momoko: é o que mais quero.

Ele me puxa e me faz sentar no colo dele com tudo arrancando um grito alto de mim,logo ele começa a se mexer me causando uma tremendo dor que logo foi passando me dando muito prazer,tanto que disse para ele parar e comecei a quicar com força fazendo o pau dele ir bem fundo em mim,tirando gemidos de ambos. Continuamos assim por algum tempo até ele gozar dentro de mim,me fazendo cair para trás,antes que eu pudesse dizer algo ele me põe de quatro e começa a fuder o meu cu com força me fazendo berrar de dor e prazer.

Momoko: nyaaaaaahn! T-torane aaaaahhh! P-por que...e-estaaaaah.... continuando? Nyaaaaaahn!

Torane: quero...te dar o....máximo....de prazer que eu puder....só isso hum! Arhg.

Ele continua e goza de novo. Ele me coloca deitada e se deita atrás de mim levantando uma de minhas pernas fudendo a minha vagina com força e velocidade me fazendo gritar e gemer de prazer,lágrimas escorriam pelos meus olhos cada vez mais,e logo ele goza dentro de mim de novo fazendo eu sentir minha barriga um pouco cheia.

Ele se levantou e ficou entre minhas pernas,assim que viu as lágrimas começou a perguntar o porquê e ao mesmo tempo ficou se desculpando.

Momoko: n-não precisa...se desculpar...as lágrimas... são de alegria...por estar...fazendo isso com você.

Levanto um pouco o meu tronco o puxando para um beijo longo com certo carinho e amor.

Momoko: pode continuar.

Torane: t-tem certeza?

Momoko: claro,confio o bastante em você para saber que nunca faria algo para o meu mal,pode continuar.

Ele sorri e me beija de novo me passando segurança e logo sinto ele me penetrar com força já começando com movimentos rápidos,fortes e fundos me fazendo berrar mais ainda de prazer,era muito pra mim, estava no meu limite,meu cérebro já estava exaurido de tanto prazer,mas mesmo assim ainda irei fazer algo.

Entrelacei minhas pernas na costa dele e me levantei um pouco começando a beijá-lo descendo os beijos até o pescoço dele fazendo várias marcas desde vermelhas a roxas o que o fez gemer e acelerar mais,Torane estava chegando em seu orgasmo assim como eu,nossos gemidos se misturaram até nois dois gozarmos juntos caindo ofegantes e suados na cama.

Torane: desculpa...a minha... brutalidade.

Momoko: sem problemas...foi muito ótimo.

Me virei para ele e abri um sorriso,ele se aproximou e me abraçou depositando um beijo em minha testa.

Torane: eu te amo momoko.

Momoko: também te amo Torane.

Nos ajeitamos e começamos a dormir.


Notas Finais


Até logo de novo novamente


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...