1. Spirit Fanfics >
  2. Amores Ilegalmente Corretos >
  3. Say my name, Genius

História Amores Ilegalmente Corretos - Capítulo 44


Escrita por: BiPaula23

Notas do Autor


Para uma melhor experiência, recomendável escutar com a playlist:

https://youtube.com/playlist?list=PLP3ORPEhuN5EsLHUArQ-1r9kto5_6f3nw

Capítulo 44 - Say my name, Genius


Kile seguiu para o refeitório,  um lugar mais aberto e que pudesse respirar melhor.

Ele gostava de Eadlyn. Isso era uma grande surpresa  para si mesmo.

Mas antes que pudesse raciocinar qualquer coisa, escutou algo se aproximando.

You’ll be my Einstein, my Newton, my Galileo, and my Hawkings

(Você será meu Einstein, meu Newton, meu Galileu e meu Hawkings)

- Por que essa música tá me seguindo? - Balbuciou assustado.

Presenciou o momento em que um carro de som simplesmente entrou no refeitório passando por cima de tudo.


Boy, put that pep in my step


Put your arm around my neck while I’m walking


Please understand


Yeah, I have fallen for you you

(Garoto, coloque essa energia no meu passo


Coloque seu braço em volta do meu pescoço enquanto estou andando


Por favor, entenda


Sim, eu me apaixonei por você)


O barulho era estrondoso e Kile não entendia mais nada, somente que seus ouvidos doíam.

I’m a genius


A ge-ge-ge-ge-ge-ge genius


A ge-ge-ge-ge-ge-ge genius


A ge-ge-ge-ge-ge-ge genius


( Eu sou um gênio


Um gê-gê-gê-gê-gê-gê gênio


Um gê-gê-gê-gê-gê-gê gênio


Um gê-gê-gê-gê-gê-gê gênio)


- Alguém pode baixar esse som? - Gritou para que alguém o escutasse.


He’s genius


‘Cuz I love a woman like you

(Ele é um gênio


Porque eu amo uma mulher como você)

- Ok, ok! Eu já entendi! Eu sei que sou um gênio! Eu gosto da Eadlyn. - Admitiu isso em voz alta e por incrível que pareça os sons se calaram.

Abriu os olhos e não viu mais carro nenhum.

Mas não deixava de ser estranho, agora tinha uma gigantesca TV a sua frente.

Um homem chega, calmamente e puxa Kile para se sentar ao seu lado.

O loiro olhava para o estranho com os olhos arregalados, por o reconhecer.

- Adam Levine? - Pergunta assustado e admirado por ver o vocalista de Maroon 5.

Mas o homem lhe ignora e começa a cantar.

- Woke up sweating from a dream. With a different kind of feeling (Acordei suando de um sonho. Com um tipo de sensação diferente) - Começa,  olhando ao redor com admiração. 

Kile o olhava como se fosse louco.

- All day long my heart was beating. Searching for the meaning ( O dia todo o meu coração estava batendo. Procurando pelo sentido)

- Olha, cara, eu realmente sou seu fã,  mas não tô entendendo nada. - Kile diz, desesperado.

A TV liga derrepente.


- Hazel eyes, I was so color blind. We were just wasting time ( Olhos cor de avelã, eu estava daltônico. Estávamos apenas perdendo tempo)

Os olhos castanhos de alguém passaram na tela e Kile encolheu os olhos para ter certeza.

Era Eadlyn?

- For my whole life we’ve never crossed the line. Only friends in my mind ( A vida toda vida nunca cruzamos a linha. Éramos só amigos na minha cabeça) - Ele cantava, como se estivesse explicando alguma coisa para Kile e na TV agora passavam cenas dos dois amigos.


- Como pude não perceber todo esse tempo?- Murmura para si mesmo.

Adam sorri para o loiro:

- But now I realize ( Mas agora percebi)


- It was always you. Can’t believe I could not see it all this time, all this time ( Que sempre foi você. Não acredito que não pude ver isso todo esse tempo, todo esse tempo)

Agora passavam várias cenas de Kile e Eadlyn e o loiro sorria feito bobo observando cada detalhe.

- All my hidden desires finally came alive. Know I never told a lie to you so why would I start tonight ( Todos os meus desejos ocultos finalmente ganharam vida. Não, nunca te disse mentiras, então porque começar essa noite)

It was always you, you. No more guessing who. Looking by now, I know it was always you, always you (  Sempre foi você, você. Sem mais adivinhar quem. Vendo agora, sei que sempre foi você, sempre foi você ) - Kile cantava animado com Adam e faziam passinhos apontando para o telão no ritmo da música. 

Mas, de repente, Adam some e a música também.

- Poxa. - O loiro murmura, chateado. Mas aquilo não dura muito.

Logo um novo ritmo pôde ser ouvido.


You’ve been dressing up the truth


I’ve been dressing up for you

( Você tem vestido a verdade


Eu tenho me vestido para você )

Uma mulher entra no refeitório,  dançando de uma forma estranha, o que assusta Kile, porque ainda por cima ela estava com uma máscara com o rosto de Eadlyn.


You say I’m the only one


If it’s true, then why you running, you running?


(Uh, oh, oh, oh)


(Você diz que eu sou a única


Se é verdade, então por que você está correndo, correndo?)


Ele se assusta e corre dela, mas ela o perseguia.

- If you’re really being honest. If you really want this (uh, oh, oh, oh). Why you acting like a stranger? What’s with your behavior? ( Se você está sendo realmente honesto. Se você realmente quer isso. Por que você está agindo como um estranho? O que há com o seu comportamento?) - A mulher cantava, arrodeando um Kile assustado.

- Say my name, say my name. If you love me, let me hear you ( Diga meu nome, diga meu nome. Se você me ama, me deixe te ouvir) - Ela cantava, apontando para seu próprio ouvido.

- Say my name, say my name. If you love me, let me hear you. Say my name, say my name ( Diga meu nome, diga meu nome. Se você me ama, me deixe te ouvir. Diga meu nome, diga meu nome)


Kile já não entendia mais nada que acontecia ao seu redor.

Aquele refrão continuava a se repetir e sua cabeça queria porquê queria que ele dissesse.


Dissesse o nome de Eadlyn.


Eu sei, eu sei, é bem cafona. Pensava o garoto para si mesmo. Mas aquilo tudo estava muito estranho e ele não agia por si. Sua mente queria que o mesmo dissesse o nome da garota.


Enquanto mais pessoas iam surgindo e dançando ao seu redor, ao longe, quando novamente o refrão tocou, ouviu seu nome sendo chamado. O garoto reconheceu imediatamente a voz.

Ao se virar, Kile viu Eadlyn, finalmente alguém conhecido, longe de si, gritando seu nome.

Mas o mais impressionante para o rapaz era como a garota estava.

Ela trajava um longo e volumoso vestido cinza, que contrastava com o castanho escuro que se derrubava em suas costas.


Além de uma coroa em cima de sua cabeça e o belo par de óculos da garota que o loiro tanto gostava. Kile estava admirado em como ela parecia ser uma..... rainha.

Mas ele relembrou, que caso realmente quisesse ficar com Eadlyn, ela definitivamente seria uma rainha. E pelo visto, seria maravilhosa em sua percepção.

Mais uma vez Kile a escutar chamar seu nome.

O garoto queria de verdade acreditar que ela fazia aquilo por conta da música, então um sorriso bobo apossou seus lábios. Vendo a garota sorrir de volta.

Porém quanto mais a garota se aproximava de Kile, ainda gritando seu nome, o rapaz percebeu que ela já não sorria mais e estava com o rosto confuso.

- Kile! - Gritou mais uma vez. Dessa vez, balançando o garoto.

Ao abrir os olhos de supetão, Kile ergueu a cabeça e olhou ao redor confuso, sem entender mais nada novamente. Limpou rapidamente um filete de baba que sentiu em seu queixo.

- Finalmente você acordou. - Eadlyn diz, aliviada. Kile permanecia confuso.

- O que é que aconteceu? - Perguntou, rouco. Fungando logo em seguida.

- Depois da aula de artes que cantamos, você simplesmente saiu, com cara de taxo. Depois vim te procurar e você havia cochilado na mesa do refeitório. - Explicou a garota sentada ao seu lado. Kile boceja enquanto arrumava os óculos em seu rosto. - Até esperei um pouco para ver se você acordava sozinho. Mas acabou que deu a hora de voltarmos pra sala, então tive que te acordar. - Escondeu no fundo da sua mente que estava admirando Kile dormir. Afinal, como ele conseguia ser tão fofo, até mesmo babando? Ela se perguntava.

- Ah, então vamos. - Se apressou em ficar de pé, seguindo caminho junto com a garota, para suas respectivas salas.

No caminho, Eadlyn resolveu complementar o que havia falado antes.

- Sabe, outro motivo de eu ter te acordado é que eu estava meio que com medo sabe? Você estava o tempo todo repetindo a mesma frase: " Diga meu nome, Gênio ". - Tentou imitar o garoto, não conseguindo, apenas riu de sua própria  tentativa. Kile ficou chocado com isso. Aquele sonho ainda estava fresco em sua cabeça. Eadlyn o olha de maneira estranha, dando um sorriso contido. - Tava sonhando com o gênio de Aladdim, Kile? - Pronuncia, contendo uma risada. O mesmo a olha com tédio.

- É claro que não, senhorita. Eu só.... - Não achou palavras que explicassem que havia passado uma curta songfic de romance com Eadlyn em seu sonho.

- Depois você me conta. - Diz, já entrando em sua sala de designer. Kile seguiu caminho para sua sala, até que foi barrado por uma pessoa pulando em suas costas.

- Eu descobri, Kile!! - Brice grita em seus ouvidos, o deixando surdo por breves segundos. - Eu soube que as garotas cantaram a música Genius, você finalmente percebeu que gosta da Eadlyn? - Gritou baixinho, cheia de animação. Kile arregala os olhos, olhando pros lados, com medo de alguém a escutar.

- Como você descobre as coisas tão rápido? E a propósito, você não deveria estar em casa fazendo seu trabalho?? - Pergunta, atônico de como aquela menina descobria tudo.

- Por meu shipp, eu faço um esforço. - Argumenta, abrindo um sorriso orgulhoso.








Notas Finais


Como descobrir se gosta de algm?

Já sonhou com ela? Eis aí uma prova. Beijos. Kkkkkkkkk.

Kile previsões.

Adivinhou o futuro da Eadlyn e nem sabe. Kkkkkkkkkkkkk.

Até amanhã!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...