História Amores Imaginários - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Kisame Hoshigaki, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Amizade, Drama, Incesto, Leeten, Nejihina, Romance, Sasunaru, Sasusaku, Shikatema
Visualizações 21
Palavras 885
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gentes.
Eu tinha postado o primeiro capítulo dessa historia ontem, mas ficou uma pequena grande correção, porque achei melhor assim, como poucas pessoas haviam favoritado, deu tempo de fazer essa coração. O grau de parentesco deles vai ser de primos mesmo e não como o de irmãos como era inicialmente, mas o rumo da historia vai ser o mesmo.
Bom, vamos lá, eu sou Andy, antigamente estava aqui no site e postava historias da categoria the GazettE, mas tinha essa historia escrito desde o começo desse ano, então decidi editar e postar.

A historia vai falar abertamente sobre incesto, então se você não gosta, tem alguma coisa contra, não leia, mas se você gosta, fique a vontade, mi casa es su casa.
O fato da historia falar sobre relações de parentes não significa que eu seja complacente com isso, é apenas uma historia abiguinhos.
A capa eu peguei do Pinterest, por enquanto vai ser provisoria até eu tomar vergonha na cara e fazer uma. Q
Também haverão outros casais ao longo da historia, mas inicialmente vou focar no Nejihina.

É isso por enquanto <3

Desculpem pelos erros eventuais.
Façam uma boa leitura.

Capítulo 1 - Prologo - Laços


Prólogo – Laços

Relações entre parentes nunca foi tão incomum assim como muitas pessoas acreditam ser, afinal, para preservar uma linha pura determinada família os anciões achavam que a melhor saída era casar primos, ou até mesmo irmãos.

Tudo em nome do sangue.

Em nome da linhagem pura.

Tal tradição foi conservada por muitas gerações e por muitas famílias de grande nome no Japão. Clãs renomados como os Uchiha, os Hyuuga, Os Nara e outros, contudo, com o passar do tempo esse velho habito caiu no conceito das pessoas de fora, e o que antigamente era algo bonito, tornou-se sujo e impuro.

Porém nunca foi fácil interpretar o amor. Ninguém consegue dizer como ele simplesmente acontece com determinadas pessoas. Não temos controle sob quem amar, pois quando menos esperamos sentimos atração por aquela pessoa completamente inimaginável.

~*~

Os pezinhos descalços corriam ligeiramente pelo corredor de madeira da grande cabana, acompanhado por risos divertidos e gritinhos infantis animados.

- Você nunca vai conseguir me pegar! – gritou uma menina quase sem folego enquanto corria o mais depressa que podia rumo ao imenso jardim.

Seus pés tocavam no gramado fofo como suaves pingos de chuva, tamanha a delicadeza na qual era corria. Suas bochechas rosadas mostravam o cansaço aparente pela brincadeira de pega-pega que estava durando muito mais tempo do que o previsto, mas ainda sim, estava tão divertida quanto imaginou que seria.

Ela tinha cabelos curtinhos de negro azulado brilhante, os fios da frente possuíam um corte propositalmente maior do que atrás, deixando uma franjinha reta alinhada a suas sobrancelhas perfeitas. Seus olhos eram perolados e tão claros que sequer poderiam ver as íris. Seu pequeno corpo estava adornado por uma yukata de tecido leve de cor rosa com desenhos de delicadas cerejeiras de cor lilás.

Correndo pelo gramado tão feliz quanto possível, estava Hyuuga Hinata, a herdeira do Clã Hyuuga, uma família tradicional japonesa milionária.

Atrás dela estava seu primo, filho do irmão gêmeo do pai de Hinata. O garoto era apenas dois anos mais velho que a menina, era um pouco maior do que ela, mas olhos não negavam seu parentesco. Ele tinha também os mesmos olhos cor de perola. Seus cabelos compridos se estendiam até pouco abaixo do ombro, presos somente nas pontas por uma fita branca. Também trajava yukata, mas de verde musgo e seus pés também estavam descalços.

- Eu sou mais rápido do que você Hina-chan! – anunciou ele correndo rápido e num piscar de olhos abraçou a jovem Hinata por trás atirando-se com ela no fofo gramado.

Um grito divertido seguido por risadas escapou dos lábios da menina virou-se de frente para abraçar o primo.

- Você devia ter me deixado ganhar, eu nunca consigo ganhar de você! – gemeu ela fingindo chateação.

- É uma brincadeira de pega-pega Hina-chan, eu ganho se pegar você, não era sua vez de me pegar. – ele explicou, ainda deitado no chão ao lado dela.

- Mas você sempre corre mais rápido do que eu, você é mais velho e mais ágil. – ela resmungou, esfregando as mãos no próprio rosto.

Hyuuga Neji soltou uma gargalhada branda e negou levemente. Adorava estar perto de Hinata, adorava seus pais diziam que passariam o fim de semana na casa do Tio Hiashi, porque assim ele poderia ficar perto dela, poderia brincar com ela, poderia ouvir o som gostoso da risada dela.

- Então agora é sua vez e eu vou deixar você pegar. – ele disse tentando se colocar de pé, apoiando-se nos joelhos, soltando uma profunda respiração.

- Mentiroso. – suspirou Hinata, também se pondo de pé. Passou as mãos pelos cabelos, puxando uma funda respiração. Seu pulmão e garganta já doíam por ter corrido tanto. – Eu não consigo mais correr...

Neji arfou, também estava muito cansado, pois haviam corrido praticamente pelo jardim inteiro. Não seria justo fazer o mesmo com ela, ainda mais sendo ela muito mais frágil do que ele.

- Tudo bem. – ele assentiu e soltou mais um profundo suspiro. – Me pega.

Ele então estendeu o braço para a prima e sorriu de um modo cumplice.

Hinata piscou os olhos algumas vezes sem entender e tombou a cabeça para o lado.

- Não parece justo... – argumentou.

- Eu estou me rendendo a você por que quero Hina-chan. – concluiu Neji no auge de uma ingenuidade. – Me pega.

Um tanto quanto hesitante, a mão branca e pequena de Hinata cortou o ar e lentamente se aproximou de Neji até tocar o verde de suas vestes e finalmente apertar-lhe o antebraço.

- Peguei você Neji-nichan – sussurrou ela feliz fazendo com que o primo também sorrisse.

- Não era justo deixar você correr tudo isso de novo... E eu estou aqui perto de você... É só me pegar. – ele disse, jogando-se no chão e puxando sua prima para fazer o mesmo.

- Isso significa que você vai estar sempre perto de mim...? –perguntou Hinata após alguns minutos acompanhados pelo silêncio.

- Sim Hina, sempre que você quiser. – Neji alegou e sorriu.

Naquela época, os primos eram apenas crianças e não sabiam expressar verdadeiramente o amor que sentiam um pelo outro. Neji também não sabia ainda interpretar as palavras que disse a ela “Eu estou me rendendo a você”, ele não sabia ainda o peso daquelas palavras e o que elas poderiam acarretar em sua vida.

Pois eram apenas crianças.

Na época.

 

 

 

 


Notas Finais


Bom, esse é o prologo, a historia se passam em universo alternativo, embora no começo pareça que eles estejam em Konoha, não estão não hohoho, no proximo capitulo a historia vai realmente começar a tomar forma.

Digam o que acharam!

Beijos e até breve.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...