História Amores Proibidos (Romance Gay) Livro 2 - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Drama, Gay, Gays, Homossexualidade, Lgbt, Romance, Romance Gay, Violencia
Visualizações 30
Palavras 832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 27 - Desabafos


Uma semana havia se passado, não tivemos nenhuma notícia sobre a Kim, cada dia que passava ficávamos mais preocupados com ela, que tipo de sequestrador não entra em contato com a família da vítima para conseguir resgate? Isso só fazia eu ter mais certeza que Henrique que havia levado - a, porque só ele pra fazer isso sem pedir dinheiro, se bem que ele também podia se aproveitar da situação, isso estava tão estranho, talvez estivesse esperando o momento certo, ou seja, quando a gente morresse de preocupação, ai, quero a minha irmãzinha de volta.

A polícia estava fazendo de tudo para encontrá-la, colocaram até cães farejadores atrás dela, mas não conseguiram nenhuma pista, não sabia se isso era bom ou ruim, mas estava muito preocupado.

Em um sábado resolvi ir até a casa de Alex, desde que Kim havia sido sequestrada a gente não havia se visto mais, ele nem sabia sobre tudo isso, estava precisando muito conversar com alguém e achei que Alex poderia ser a pessoa perfeita, já que ele sempre esteve do meu lado quando eu mais precisei. 

-Oi. -Diz Alex ao abrir a porta para mim.

-Oi. -Falo.

-Mike! -Grita Ryan de longe ao me ver.

Ele corre até mim e pula em meu colo, estava louco de saudade desse moleque, fazia dias que eu não o via. Olho para Alex aguardando que ele me convide para entrar, acho que ele percebe isso, pois logo ele o faz.

-Entra!

Entro em sua casa sem tirar meus olhos dos dele, mas a vontade era de chorar, sei que vocês devem estar pensando ´´a irmã desaparecida e ele procurando macho´´, mas não tem nada a ver, não fui lá esperando contar minhas mágoas pro Alex ficar com pena de mim e querer voltar comigo, eu só queria alguém para me escutar, me dar força e palavras de consolo e nisso Alexander era bom.

-Quanto tempo. -Diz Ryan.

-Bastante. -Falo tentando fingir um sorriso.

Alex me olha por alguns segundos como se estivesse me analisando, queria saber o que ele estava pensando.

-Você não tá bem, né? -Me pergunta.

Incrível como Alex percebia quando eu não estava legal só de me olhar, era impressionante a nossa química, um sabia o que o outro estava sentindo sem precisar ser dito, se alguém me contasse que isso é possível eu não acreditaria, acharia que é exagero.

-Não. -Respondo começando a chorar e me pondo a abraçar Alex.

Para minha surpresa ele retribui o abraço, Alex deve ter notado o quanto eu precisava daquele abraço, estava me sentindo muito mal e abraçá-lo me fez um pouco melhor.

-Por que você tá chorando? -Perguntou Ryan.

-Vamos conversar? -Indaga Alex.

Entre lágrimas, eu aceno a cabeça positivamente, não conseguia parar de soluçar, não estava nem conseguindo falar direito, as lágrimas rolavam e rolavam do meu rosto.

-Vá pro seu quarto, Ryan. -Pediu.

-Mas eu quero ficar. -Insistiu.

-Por favor. -Disse Alex.

Ryan revirou os olhos bastante contrariado, mas foi, subiu as escadas nos encarando, havia ficado super chateado, deu até pena, mas eu estava precisando conversar em particular com Alex.

-Pronto, agora me conta o que aconteceu. -Pediu Alex.

-A Kim. -Falei sem conter as lágrimas.

-O que houve com ela?

-Foi sequestrada. -Falo voltando a abraçá-lo.

Alex fica em silêncio por alguns segundos, acho que ele nem sabia o que dizer, talvez estivesse procurando as melhores  palavras para usar.

-Como assim? -Pergunta tentando entender o que eu acabara de falar.

Conto toda a história para Alex, que fica sem conseguir dizer algo, estava muito surpreso e também não era pra menos.

-Meu Deus! Que absurdo - Ele diz. -Não consigo acreditar nisso. 

-Eu quero a minha irmã. -Falei entre prantos.

-Calma, vamos encontrá-la. -Falou tentando me tranquilizar.

Pior que eu não fazia ideia de onde que ela poderia estar, pra onde que devem ter a levado, eu não tinha uma pista sequer, não sabia nem onde começar a procurar, ah, se eu soubesse. Como procurar alguém quando não se sabe por onde iniciar a procura? 

-Mike, me escuta, você não está sozinho. -Falou ao colocar suas mãos em meu rosto. -Eu estou contigo, pode contar comigo para o que precisar.

Confesso que não esperava uma reação dessas de Alex, afinal, não estávamos mais juntos, mas mesmo assim ele se fez presente, foi maravilhoso como sempre comigo, acho que havia procurado a pessoa certa, como ele me fazia bem, tinha um jeito de me entender inigualável, ninguém me entendia tão bem como ele, Alex sabia exatamente o que dizer, como dizer e quando dizer, sempre sabia as palavras certas para usar.

Não conseguia parar de chorar, só queria a minha irmã de volta.

-Não chore meu amor. -Ele diz.

E então ele me beijou. Estava morrendo de saudade daquele beijo, esperei muito por isso, em qualquer outro momento eu estaria muito feliz, mas nesse eu não conseguia, estava sem cabeça para pensar em romance, só queria a Kim de volta. Onde estava a minha irmãzinha?

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...