1. Spirit Fanfics >
  2. Amour Interdit >
  3. Révélations

História Amour Interdit - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Révélations


Adrien Agreste ON

— Como você vai logo se apaixonar pela sua madrasta? — passou as mãos no rosto — Você bebeu, não foi?

— Só água

— Água? Cachaça, né? Adrien, você não tá normal!

— Eu estou completamente sóbrio! Eu só, sei lá. Ela é diferente, Plagg!

— Seria o fato de ela estar casada com o seu pai, e amar ele e não você? E você saber disso!?

— Não! Ela não ama ele. Eu sei!

— Como você pode saber dos sentimentos das pessoas?

— O jeito que ela age com ele, é diferente de quem está apaixonada!
Eu já vi pessoas apaixonadas, como você e a Tikki ou a Chloé e o Luka. Vocês são apaixonados uns pelos outros, e agem de um jeito que só cego não consegue ver o amor de vocês!

— Olha, Adrien, eu só posso te dizer uma coisa.

— Até imagino o que seja

— Você tá fudido demais!

— Do jeito bom ou do jeito ruim?

— Do jeito ruim — suspirou — Ela é pelo menos bonita?

— Demais! Parece uma princesa, na verdade princesa é pouco para ela, ela é uma Rainha!

— Adrien, você se apaixonou pela sua madrasta mais rápido do que pela Kagami! Ainda tem isso, e a Kagami? Você tá tão fudido, Barbie!

Sério, que ele tinha que me lembrar aquele apelido ridículo, que ele me deu na nona série? Fiz uma careta pra ele e revirei meus olhos

— Barbie, eu vou dormir. Amanhã, eu tenho que cuidar da Louise e ir trabalhar.

— Boa noite e boa sorte, Plagg!

— Boa noite é uma coisa que eu tenho certeza que não vou ter, mas obrigada! Boa noite e muita boa sorte, Barbie, porque você vai precisar! — acenou e desligou

Plagg está certo, eu ter me apaixonado pela minha madrasta foi a maior cagada que eu já fiz na vida. E outra, eu estava quase me casando com Kagami

Somos praticamente casados, já que moramos juntos e namoramos desde quando eu tinha dezoito. Além de que, eu sou considerado um filho para os pais dela

No dia seguinte, acordei e fui direto para a mesa, comer. Eu não sabia o que estava mais linda, se era minha madrasta ou a mesa do café da manha, com suas frutas, seus pães e seus doces

Á tarde, Marinette continuou a cuidar do jardim e depois foi costurar

- Oi - entrei no quarto dela

- Oi - disse, terminando de dar um ponto com a agulha

- Por que meu pai não te deu uma maquina? É bem mais pratica e segura

- Eu não disse para o seu pai que continuo a costurar

- Por que? Me sentirei grato, se responder. Não me diga, que ele te ameaçou!?

- Não! Claro que não! Seu pai não é assim!

- Não é agora, né? Marinette, me escuta! Meu pai não é e nunca foi o santo que você acha que é

- Adrien, eu não sei o que você tem contra o teu pai mas... - coloco meu indicador em seus lábios e a calo

-Deixa eu falar, ok? - ela assentiu - Eu sou o resultado de um estupro

- COMO!? - grita, espantada. Coloco minhas duas mãos na boca dela na intenção de a calar

- Shiiuuuuu! Não grita!

- Adrien, o que você tá dizendo é muito sério! Foi seu pai que estuprou minha mãe?

- E quem mais seria? Minha mãe era apaixonada por ele, só que era super tímida para se entregar muito fácil, por isso ela sempre fugia quando ele começava a tocar nela e ele começou a se irritar, até o fatídico dia em que ele gritou ela, puxou ela pelos cabelos e obrigou a ela fazer oral nele

- Quem te contou isso?

- Minha mãe. E não diga que ela esta louca ou algo do tipo! Uma amiga dela viu meu pai agredir ela por motivos idiotas

- Nunca! Mas pra que tá me contando isso?

- Para você não ser igual a minha mãe e só não contar tudo para a policia pra proteger um filho indesejado

- Sua mãe te ama, eu tenho certeza

- Disso eu não duvido,. Eu duvido do amor do meu pai

- Me diz, por favor, que seu pai nunca te fez nada!

Tirei minha camisa. Ela corou e fechou os olhos

- Adrien, pelo amor de Deus, veste essa camiseta de volta!

- Não é para o que você tá pensado, madrastinha? - peguei uma das mãos dela. Ficava minuscula comparada a minha, além de ser branquinha. Guiei a mão dela até a cicatriz que eu tinha _ Isso foi quando eu tinha seis anos e fui defender minha mãe dele

- Calma aê! Você disse cinco anos? - abriu os olhos e inclinou a cabeça pra mim olhar

- Exact!

- Olha, Adrien, eu acredito que seu pai mudou e nunca faria isso comigo

- Talvez não. Talvez, você não engravide igual a minha mãe, então não o denuncie por pedofilia e estupro

- Eu estou falando que acredito que seu pai mudou

- Se quer acreditar eu não posso fazer ada mas saiba que é tudo ilusão

- Só foi pra isso que você veio?

- Não, eu queria te conhecer melhor. Na ultima vez, brigamos e na festa de casamento, meu pai te roubou de mim

- Afazeres de noiva

- Claro. Vai conversar comigo?

- Vou mas antes, pelo amor, veste essa camiseta - rimos e vesti minha camiseta

{QUEBRA TEMPORAL}

- Sério que você fez isso? - perguntei rindo

- Infelizmente sim. Eu tenho certeza que minha mãe pagou o maior mico da vida dela inteira! - respondeu risonha

- Adrien. - meu pai entrou no quarto da Marinette, onde continuávamos a conversar

- Pai - levantei e Mari também, olhando para nos dois

- Er... eu - Mari disse, com um pouco de medo

- Tudo bem, minha noiva? - andou até ela e deu um selinho nela. Fechei meus punhos com uma raiva tremenda passando no meu sangue

- Eu estou ótima, Gabriel

- Ótimo!

- Licença - eu disse saindo do comodo

Entrei no meu quarto e meu pai entrou depois

- O que você quer? - eu disse com tédio

- Que você saia da minha casa e nunca fale com a minha esposa! - revirei meus olhos - Tá me escutando, Adrien?

- Infelizmente sim, Gabriel, eu ainda escuto todas as merdas que essa sua boca fala

- Garoto me respeita que eu sou seu pai! - levantou o dedo

- Infelizmente você é meu pai! Na verdade você só é meu pai, porque é um filho da puta estuprador que ameaçou a própria esposa e o próprio filho por causa de uma fudida empresa

- Garoto! - levantou a mão

- Vai me bater, Gabriel? Oh claro que vai! Porque você só sabe resolver seus problemas pessoais ferindo as outras pessoas que não tem nada haver com o seu problema! - gritei - E outra, EU NÃO VOU SAIR DESSA CASA E DEIXAR VOCÊ AGREDIR A MARINETTE COMO FEZ COM A MINHA MÃE, TÁ ENTENDENDO?

- Seu filho da puta! - pegou minha espada da esgrima que estava em um dos cantos do quarto e a colocou bem perto do meu pescoço

- LARGA ISSO, AGORA, GABRIEL! - Marinette apareceu - Larga, agora! - ficou na minha frente - Me da isso, por favor!

Ele deu na mão dela exitante, suspirei. Murmurei um obrigado para Marinette

- O que você estava pensado? - Mari perguntou

- Eu estava irritado e não pensei direito! Me desculpe, Marinette!

- Não é a mim que você deve desculpas, você deve ao Adrien

Bufou - Desculpe-me Adrien. - disse com um sorriso falso

- Eu nunca vou te desculpar pelo o que você já fez

AUTORA

Gabriel e Marinette saíram do quarto de Adrien, que rapidamente dormiu mas não antes de guardar sua espada em um lugar 

- O que o Adrien disse, sobre você ter estuprado a mãe dele, é verdade?

- Claro que não, meu amor. A mãe dele sempre foi uma puta e disse isso pra ele, só pra fazer o menino ficar com ódio de mim.

- Gabriel, eu tenho certeza que a mãe do Adrien não é nenhuma... Você entendeu!

- Isso é porque você não a conheceu

- Eu vou para o meu quarto, licença - disse, cansada tanto pelo dia tanto pela conversa

- Ei! Você poderia dormir no meu quarto, quer dizer, nosso quarto hoje e poderíamos fazer algumas coisas a mais do que só dormir

- Amanhã, eu volto para as aulas da faculdade e não posso me atrasar

- Mas é só a noite.

- Eu tenho que visitar meu avô e cuidar do jardim. Boa noite, Gabriel!- saiu com pressa

- Você já esta me estressado, Marinette. E você não quer me ver estressado - disse, vendo a azulada sumir pelo corredor


Notas Finais


Olha eu aqui!!!!
Ninguém lembrava de mim. Já estou acostumada a ser esquecida!

!Alerta Autora Altamente Dramática!
sksksskskkssksk

Faltam cinco dias para o meu aniversario!!!!

Meu irmão me deu o meu presente hoje de manhã, o sumiço do meu óculos. E como bônus, minha mãe acha que eu que escondi
Ontem, de ontem, eu ainda tive que aguentar uma louca dizendo que eu nunca servir como amiga para ela, porque eu sou toxica. Oh pai, por que logo eu?

ah, talvez eu entre em hiatus após meu aniversario e só volte a postar em fevereiro, não sei

Obrigada pelo voto, pelos comentários e pela atenção!!!! Bjsss e #fuuiii #amovcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...