História An Extremely Possessive Love - Capítulo 21


Escrita por: e AlaskaBlack

Postado
Categorias Justin Bieber
Visualizações 593
Palavras 1.979
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii gente I’M BACK

Tenho explicações do por que eu não postar como prometi na quinta passada, porém, estarei explicando tudo nas notas finais ok 😉

Boa leitura!!! Como sempre tenho novidades pra vocês no capítulo.

Capítulo 21 - Lizzie Rhodes


Fanfic / Fanfiction An Extremely Possessive Love - Capítulo 21 - Lizzie Rhodes

 

Justin P.V.O 

 

— Claro, já esperava por isso ! —suspirou fundo se sentando no sofá.

— Que bom. Bem, eu vou ligar para meu médico particular ele também é técnico em analises clinicas e é de minha confiança. — Aurora faz uma careta, mas assente receosamente.

 

Achei que ela ia se assustar mas não, ela se mantéu firme. Oque me deixou inseguro pois se Mason realmente não fosse meu filho ela teria se assustado no momento em que eu disse que iria ligar para meu médico de confiança. Achei que ela iria surtar e dizer que ela mesma providenciaria, mas eu estava totalmente enganado.

 

— Bom, se você diz. — deu de ombros.

— Era só isso mesmo. — digo me levantando.

— Espere um segundo, não vai querer falar com Mason? 

— Não é preciso Aurora! Só quero ter uma ligação com ele depois de ter certeza que ele é realmente meu filho. — disse já indo em direção à porta. 

— Tudo bem, tchauzinho baby! — disse mordendo os lábios enquanto me encarava.

 

 Revirei os olhos. Vadia. 

Bati à porta indo em direção ao meu carro do outro lado da rua.

 

— Ora,ora,ora! Justin Bieber. — me virei rapidamente, conhecia aquela voz.

— Opa se não é o nerdzinho filhinho de papai Alec ? Alec Patterson? — sorri sínico pra Alec que retribuiu igualmente.

— Quanto tempo não é mesmo ? — Alec estendeu uma de suas mãos para mim cumprimentá-lo.

— Pois é né, desde que te dei aquela surra se lembra ? — ignorei o cumprimento de Alec que logo se tocou e coçou a cabeça sem jeito. —Que desgosto! — fiz uma careta.

— Ah Bieber ! “Desgosto” é uma palavra que deve ter sido feita pra você mesmo. Você é um desgosto pra si mesmo, se lembra quando você ia me matar mas não conseguiu? E você sabe por que! Por que você foi um covarde. — deu uma gargalhada enquanto batia em meu ombro. O encarei com os punhos fechados me segurando pra não esmurrar a cara dele até ele ficar desacordado.

— Bom, se me der licença, eu preciso ir tenho meus compromissos, ao invés de ficar perdendo meu tempo você Alec ! — disse destravando o carro e entrando.

— Até mais! Vá lá vender suas droguinhas pra conseguir seu dinheiro sujo! — Mandei um olhar mortal pra ele que fez sinal de “até mais” com dois dedos na testa.

 

Alec Patterson era irmão de Valentine e filho de Diana Patterson e James Patterson, seus pais eram donos do colégio mais caro de toda a Canadá. Eu e Alec éramos amigos desde pequenos assim como era dos meninos, ele se mudou com seus pais para Seattle quando tínhamos 14 anos, mesmo ele se mudando continuamos amigos. Mas brigamos feio quando Valentine faleceu. Ele sabia oque eu era e ele colocou toda a culpa em minhas costas dizendo que eu era o assassino de sua irmã e que se eu não tivesse me envolvido com ela isso nunca teria acontecido, oque não é mentira. Valentine só morreu por minha culpa, eu descuidei e acabou no que acabou com Valentine morta.

A partir do dia em que Valentine morreu, ele passou a me odiar. E com o seu ódio só atrapalhou as coisas principalmente quando ele ajudou Bryan a me roubar, e não foi uma carga pequena, foi a maior carga, a maior encomenda que eu já fiz na vida. Lá tinha dinheiro, drogas de tudo quanto é tipo e principalmente o maior porte de armas que eu já vi na vida. Quando eu descobri desejei matá-los mas quando eu tentei matar ele, eu não simplesmente não consegui. Eu não sei o por que mas eu não consegui. 

Depois da surra que eu dei nele, nunca mais o vi na minha frente, até hoje. Mas sempre me mantive informado, descobri que Alec desistiu logo após a surra que eu dei nele de trabalhar com Bryan pra me derrubar.  

Oque deixou Bryan O’Connor muito irado na época pois, Alec era mais esperto, Bryan o usava pra pode conseguir me roubar. 

Freiei o carro quando percebi que havia chego em frente a minha mansão, sai do carro jogando as chaves pra Jake um dos meus seguranças pra ele guardar meu carro. 

Entrei na mansão indo direto para a cozinha tomar uma água, cheguei na cozinha ouvindo as risadas de Eva e Alícia  que estavam distraídas, mas assim que notaram a minha presença se aquietaram.

 

— Ué, continuem estou apenas bebendo uma água ! — Alícia sorriu e retribui o sorriso e voltei a beber a água.

 

Alícia e Eva voltaram a conversar sobre maternidade. Oque me fez sorrir ao ver Alícia se empolgando, olhei para ela mais uma vez sentindo um orgulho e amor imenso dentro de mim se formando cada vez mais forte, e sai da cozinha indo para o escritório. 

Antes de subi as escadas notei Caitlin entrar na sala toda sorridente. Assim que colocou seus olhos em mim seu sorriso sumiu. Eu hein!

 

— Onde está Alícia ? — perguntou seria.

— Na cozinha com Eva. — dei de ombros e voltei a subir as escadas.

 

Liguei pra Chris Ryan e Chaz para virem pra cá queria bolar um plano para pegar Ethan, ou tentar atraí-lo até nós o mais rápido possível.

Mais tarde teríamos que ir até a boate onde iríamos negociar com uns caras que fazem contrabando de exportação e importação de drogas, fumos e armas.

Se tudo desse certo iríamos tomar conta de todo os EUA em menos de três meses, e não somente do Canadá, oque estava me deixando cada vez mais feliz e satisfeito.

 

 

 

Alícia P.V.O 

 

Eva e eu conversávamos aleatoriamente mas tudo era sobre maternidade.

 

— Você tem preferência pra menino ou menina? — perguntou Eva toda animada.

— Na verdade não. Oque vier eu vou ficar feliz! — dei de ombros ainda sorrindo.

— Alícia minha Bitch !? — entrou Cait na cozinha toda sorridente.

— Fale Caitlin ! 

— tenho uma novidades. — disse dando pulinhos.

— Então conte-me logo Caitlin! — disse impaciente.

— Com licença Alícia e Srt. Caitlin, vou voltar aos meus afazeres. — disse Eva se retirando 

— Consegui uma vaga pra você na melhor escola de toda a Canadá! Tchran — Caitlin fez um gesto com as mãos de como se fosse me entregar uma surpresa.

— Caitlin! — a repreendi. — Achei que já havíamos conversado sobre isso. Você quer cavar minha cova ? — perguntei pra ela que encolheu os ombros desanimada.

— Desisto. Você é tão sem graça! Você não sabe o quanto foi difícil de conseguir essa vaga pra você! Sabe quantos querem estudar nessa escola? Sabe quanto é o valor dessa escola Alícia...

— Tá Caitlin já chega! Eu não posso aceitar. Justin me mata se descobrir e além do mais agora estou grávida! — bufei, Caitlin era uma excelente amiga mas era muito insistente oque me dava nos nervo.

— Gravidez não é doença, aliás existe licença maternidade. E quer parar de se importar com Justin, e se preocupar com seu futuro! — disse irritada.

 

Bufei, revirando os olhos.

 

— Tá! Quando eu começo ? — Caitlin sorriu amarelo.

— Hoje ainda ! — disse se encolhendo receosamente.

— OQUE? TA LOUCA!? — correu em minha direção e tapou minha boca. 

— Não grita porra ! Justin pode escutar e vir aqui correndo igual doido achando que aconteceu alguma coisa! — disse rapidamente tirando suas mãos da minha boca. — Desculpa mas ela disse que hoje mesmo você já começava. 

— Como eu vou sair ? Justin não vai deixar. 

— Deixa comigo! — me mandou uma piscadela.

— Oque você vai fazer sua louca ! 

— Relaxa babe. — disse subindo as escadas.

 

(...)

 

— Oque você disse pra ele ? — perguntei fitando Caitlin que dirigia.

— Que iríamos ao Shopping! — deu de ombros.

— Caitlin sabe que é mentira né ! E aliás não vamos chegar cheias de sacolas ele vai desconfiar. — disse revirando os olhos.

— Não seja por isso! Enquanto você vai a aula eu vou ao Shopping faço compras pra mim e para você... — pensei em abrir a boca para falar algo, mas Caitlin prosseguiu. — E não me venha dizer que não vai aceitar porque você sabe que isso não vai fazer nem cócegas na minha conta bancária! 

 

Permaneci em silêncio até Caitlin estacionar o carro em frente a uma escola enorme com suas colunas gigantes e seus degraus extensos.

 

— Caitlin esse é o College Canadians. É a maior rede de ensino médio e mais cara também! — respirei fundo controlando minhas emoções, meu sonho sempre foi estudar nesse colégio, porém eu nunca disse isso para o meu pai, sei que ele tinha condições mais eu não tinha coragem de pedir.

— Sim babe, foi oque eu disse! — Sorri pra ela a abraçando. — Anda logo, ou você vai se atrasar no seu primeiro dia de aula. 

 

Sai do carro e andei em direção a entrada do colégio. Mas antes olhei para trás dando uma última olhada em Caitlin que ainda permanecia com seu carro no mesmo lugar ela abaixou o vidro e deu uma piscadela pra mim antes de ligar p carro e sair rapidamente.

Respirei fundo e entrei.

Tinha muita gente nos corredores todos tipo de aulas que vocês imaginarem. 

Tinha os grupo dos nerds, dos roqueirinhos, dos mauricinhos jogadores de futebol americano e não podia faltar o grupo das patricinhas. 

Comecei a andar pelo meio deles dotando seus olhares sobre mim. 

Quando passei pelo grupo dos garotos mauricinhos começaram a assobiar. Revirei os olhos e continuei andando.

Virei o corredor com o papel em que Caitlin tinha me dado indicando onde ficava a minha sala.

O colégio parecia não ter fim de tão imenso que era! 

Virei outro corredor à esquerda me chocando com alguém. 

 

— Desculpe eu sou uma desastrada mesmo... — Disse enquanto juntava os livros que haviam caído ao chão junto com o rapaz.

— Não se preocupe com isso, acontece ! — ergui meu olhar notando os lindos pares azuis em minha frente que eu já havia conhecido.

— Alec Patterson ?

— Alícia Price? — Perguntamos em uníssonos.

 

Ele abriu um sorriso enorme. 

 

— Como sempre a gente se esbarrando. — rimos.

— Pois é! — escutamos o sinal bater.

— Está perdida? — perguntou.

— Sim! Caitlin me deu esse papel apenas com o número da minha sala. 

 

Ele olhou para o lado direito e só aí que eu fui notar que a sala estava bem ao meu lado, sorri sem graça.

 

— Oh sim! Acho que estou ficando cega! — disse o fazendo rir.

— Tinha me esquecido que Caitlin havia falado comigo sobre você. 

— Caitlin falou com você sobre mim por que ? — perguntei confusa.

— Que você queria vir estudar aqui!

— Ah sim. Mas oque você tem haver com isso? — acho que fui um pouco grossa. 

— Meus pais são os donos dessa escola Alícia.— Encolhi meus ombros me sentindo envergonhada. —  Eu havia falado com minha mãe sobre você depois que Caitlin me falou que você queria voltar a estudar! 

— Muito obrigada pela ajuda. Esse colégio era meu sonho. 

— Que bom, por que foi um prazer fazer com que ele se tornasse realidade. — disse sorrindo e eu retribui o sorriso envergonhada, confesso que se eu fosse solteira e não estivesse grávida eu o agarraria, Alec era o rapaz mais lindo que eu já havia visto na vida não era de se jogar fora, claro depois de Justin. 

— Bom, acho que estou super atrasada ! Nos vemos por aí Alec. — abracei ele que me deu um beijo na bochecha. — Ah e obrigada mais uma vez. — pisquei pra ele antes de entrar na sala com todos olhando pra mim.

 

(...)

 

O sinal bateu para o intervalo, estava me sentindo tão sozinha. 

O clubinho das patricinhas estavam nuns cochichos só olhando pra minha roupa, certamente por que eu estava bem vestida, até por que sou namorada do Bieber ele só me da as coisas do bom e do melhor.

Virei o corredor, indo em direção ao refeitório. 

Quando sou surpreendida por uma bandeja com leite, suco e algumas torradas caindo sobre minha roupa, chamando a atenção de todos em minha volta.

Olho pra menina que derrubou a bandeja em mim não acreditando, meus olhos lacrimejaram ao vê-la em minha frente.

Lizzie Rhodes ? — pergunto sem reação. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Hello guys!?

Gente tenho explicações por não ter postado na quinta como prometi.

Eu precisei viajar pra SC, foi em cima da hora que decidimos aí ficávamos naquele “Vai não vai, vai não vai...” sabem ? E nos decidimos que iríamos por fim, eu fui só que não consegui escrever capítulo pra vocês por que não consegui me concentrar e fazer um bom capítulo lá ! Até tentei, mas não consegui. Enfim vim embora no domingo, por que fomos avisados que minha bisa tinha passado mal e estava internada. Pra gente foi um choque pois ela estava bem forte e do nada ela passou mal. Já piorou não consegui escrever nada, nossa gente minha mente não produzia nada! Quando foi na segunda recebemos a ligação avisando que ela tinha piorado e estava na UTI pense no nosso estado ela tinha 94 aninhos, por mais que ela estivesse velhinha ninguém quer perder não é mesmo!? E quando foi na madrugada de segunda pra terça minha veia nos deixou 😭. Ontem foi o enterro!
Gente essa semana foi uma das piores, pela primeira vez em toda a minha vida eu perdi um parente bem próximo de mim do lado da minha mãe.

E foi isso gente espero que me compreendam!

Bom, vamos mudar o assunto...

Gente deixa eu esclarecer uma dúvida de vocês sobre o relacionamento do JB com a Ali, vocês querem que ela descubra as traições dele, sim ela vai descobrir! Porém, peço que mantenham a calma, não vai ter graça se eu revelar agora. E também mudaria o rumo da história, mas lembrando vocês que faltam 9 capítulos pra primeira temporada de AEPL acabar e em um desses capítulos, ela irá descobrir kkkk mantenham a calma e esperem mais um pouquinho eu sei que o Justin tá sendo um vacilao Filho da Puta com a Alícia, mas calma que o mundo da suas voltas...

Espero que vocês tenham gostado do capítulo, e se não for pedir muito, se puderem deixar suas opiniões nos comentários ficarei grata pois é muito importante pra mim gente ! Ah e aceito criticas porém, críticas construtivas okay !? 😉
Beijos e até o próximo capítulo... 😘😘😘❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...