História Análise Clínica do Sono - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Taekook, Vkook
Visualizações 74
Palavras 2.209
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Alô!

Socorro........,,,,,,,,,
Essa é a minha primeira fanfic de BTS e a minha primeira fanfic em 2 anos, então eu tô bem nervosa???!!!

A primeira observação é: essa fanfic é baseada em fatos reais. Eu apenas exagerei alguns acontecimentos e criei outros, fora o couple skjdfnaldskfj, mas o ponto inicial é real oficial meus amigos.

Leiam as notas finais!! E boa leitura <3

Capítulo 1 - Encontro


Jeongguk caminhava apressadamente pela calçada, rumo ao apartamento em que estava morando a pouco mais de dois meses. Ele havia acabado de descer do ônibus e tentava equilibrar três livros de medicina em seus braços e mais quatro sacolas plásticas com compras.

Seokjin, um de seus colegas de apartamento, havia lhe mandado uma mensagem mais cedo naquele dia pedindo pra que Jeongguk comprasse alguns suprimentos que haviam acabado para a rotina diária de alimentação dos três jovens, residentes do pequeno apartamento localizado próximo à faculdade onde todos eles frequentavam.

Jeongguk havia se mudado para a capital, depois de conseguir passar no vestibular de medicina. Com sorte, achou um anúncio no mural do centro acadêmico do seu curso, onde dois meninos estavam à procura de um outro colega de residência para dividir as despesas.

Jeongguk vinha de uma família humilde dos arredores de Busan. Seu pai havia abandonado a família quando ele tinha apenas 10 anos, e sua mãe sempre se esforçou ao limite para proporcionar o melhor pra Jeongguk, que aproveitou todas as pequenas oportunidades que lhe foi dada, e para o irmão mais novo. Como não tinham muito dinheiro, o achado do anúncio foi um alívio para Jeongguk, que poderia dividir as despesas de uma moradia e pagar sua parte com o salário que recebia como caixa de uma pequena cafeteria no campus da faculdade, onde trabalhava meio período.

A rotina de Jeongguk era pesada. Ele ia para a faculdade de manhã, onde às vezes precisava ficar até depois da hora do almoço. Seu turno no trabalho começava às duas da tarde, onde ele ficava até às seis e meia. O período da noite era o único disponível para Jeongguk estudar, fazer seus trabalhos, resumos e pesquisas. Era comum ele ficar até às duas, três da manhã estudando e ele fazia isso não apenas por gostar de se sair bem nas matérias, mas também para que suas notas fossem altas já que ele precisava manter a bolsa de estudos que havia ganhado. Por isso, as quase cinco horas de sono que Jeongguk tinha por noite eram extremamente preciosas.

Mas, aparentemente, um de seus colegas de apartamento não entendia isso.

- Jin, pode me ajudar? - Jeongguk chamou ao abrir a porta do apartamento.

Jin se levantou do sofá rapidamente, pausando um episódio aleatório de Dr. House que estava assistindo da TV e se aproximando do mais novo, pegando os livros que ele carregava para logo em seguida fechar a porta. Ele era alto, maior que Jeongguk, seus cabelos estavam descoloridos e tingidos em um rosa bebê perolado e vestia um casaco de moletom branco e calça preta. A primeira vista, Seokjin parecia um anjo. A segunda vista também.

- Muitos livros pra esse fim de semana - Jin comentou, lendo o título dos livros enquanto caminhava até o quarto de Jeongguk para deixar os mesmos em cima da cama. - Você precisa descansar um pouco.

Jin disse ao passar pela sala, caminhando até a cozinha onde Jeongguk se encontrava tirando os alimentos das sacolas para guardar nos armários.

Jeongguk sorriu para Jin, sentindo um calorzinho dentro de si ao ver o mais velho se preocupar consigo.

- Tá tudo certo, tô querendo dormir um pouco mais hoje - Jeongguk disse, suspirando fundo e agradecendo mentalmente por ser sexta-feira. - Começo a estudar amanhã de manhã.

Jin acenou com a cabeça, sem tirar os olhos de Jeongguk.

O mais novo tinha olheiras profundas em seu rosto arredondado, o que ficava ainda mais evidente em sua pele clara. Jeongguk parecia exausto e magro e Jin sentia seu coração apertar toda vez que via Gguk naquele estado, algo que havia se tornado cada vez mais frequente com o decorrer do semestre.

- Hm, tem um filme novo na Netflix. Podemos ver hoje, daqui a pouco - Jin sugeriu, tentando convencer o mais novo a se distrair um pouco. - Tem milho de pipoca, posso fazer pipoca de caramelo pra você.

- Hoje não, Jinnie. Se eu acordar mais cedo amanhã, prometo que de noite a gente assiste o filme - Jeongguk terminou de guardar algumas coisas na geladeira. - Tudo bem?

Jeongguk se virou para Jin, com um sorriso fraco no rosto, e Seokjin apenas retribuiu o sorriso para o mais novo, que já andava em direção ao seu quarto tirando a mochila das costas.

- Depois me passa quanto custou as compras! - Jin disse, antes de Jeongguk fechar a porta do quarto murmurando que ele não precisava se preocupar.

Jin, quatro anos mais velho que Jeongguk e também cursando medicina, era muito atencioso com o mais novo; ele sabia dos horários apertados e abusivos da rotina do menor, e fazia o que podia para ajudar. Jin se responsabilizava por cozinhar toda a alimentação dos três residentes do apartamento, preparando o café da manhã, que Jeongguk comia enquanto caminhava até a faculdade, e a marmita que Jeongguk comia no quartinho dos fundos da cafeteria um pouco antes de seu turno começar. Jin sentia um pouco de pena do mais novo, mas o mesmo aparentava estar sempre disposto e de bom humor no meio de sua rotina.

Isso quando não atrapalhavam o seu sono. Ou melhor, quando alguém não atrapalhava.

Jimin era o outro morador do apartamento. Ele era um ano mais velho que Jeongguk e, assim como Seokjin e o mais novo, também cursava medicina. Jimin havia conhecido Jin no ano passado, quando entrou na faculdade, e logo se deram bem. Jin sempre foi muito sociável e um veterano atencioso, então logo que Jimin se viu perdido com sua grade horária, Jin veio ao seu resgate. Por obra do destino, Seokjin estava procurando por pessoas para dividir um apartamento de três quartos que havia encontrado aos arredores da faculdade por um preço excelente, e Jimin estava procurando por companhia. Tudo veio a calhar no momento certo.

Por mais que os três meninos se dessem bem e se ajudassem com aquilo que estava ao alcance deles, nem tudo eram flores. Jeongguk desconfiava que Jimin era ninfomaníaco e o apetite sexual de Jimin estava começando a interferir na saúde do mais novo. Quando ele não era interrompido enquanto estudava, os gemidos e barulhos sexuais o impediam de dormir - e aquilo já estava tirando Jeongguk do sério. Tudo o que ele mais queria era que naquela noite ele conseguisse dormir, finalmente, oito horas seguidas. Mas era uma noite de sexta-feira, e Jimin não tinha uma bolsa em uma das melhores faculdades de medicina do país.

Enquanto Jeongguk ajeitava seus livros em sua mesa de estudos, Jin estava na cozinha preparando o jantar. Ele escutava distraidamente uma música em seu celular, em um volume ambiente, quando um barulho na porta foi ouvido.

- JinJin! - Jimin exclamou animado, caminhando em direção a cozinha. - Uma das minhas maiores felicidades é chegar em casa e sentir esse cheiro maravilhoso.

Jimin tinha uma estatura mediana, cabelos negros e vestia calça jeans rasgada no joelhos com uma blusa listrada em preto e branco folgada, e coturnos. Ele carregava apenas uma mochila em suas costas e o seu celular na mão. Jimin era um menino muito bonito, assim como Seokjin e Jeongguk, e tinha a faculdade inteira aos seus pés já que conseguia cativar facilmente as pessoas com seu sorriso e sua simpatia.

Jin revirou os olhos, olhando pra Jimin de maneira desconfiada.

- Caiu da cama e bateu a cabeça? - Jin perguntou, sem parar de mexer a panela de molho. - Anda, me apresenta o menino que você trouxe.

Jimin mordeu o lábio apreensivo, sinalizando para o menino que estava escondido se aproximar.

Um garoto alto, com cabelos descoloridos em um loiro acinzentado saiu de onde estava escondido, se aproximando de Jimin e o abraçando por trás. Tinha a pele bronzeada e vestia uma camisa branca, com uma calça jeans preta extremamente justa e um tênis branco.

Seokjin abriu um sorriso para o jovem, deixando a colher do molho de lado e desligando o fogo do fogão. Ele se aproximou do menino, que largou da cintura de Jimin para aconchegar Jin em seu abraço.

- Taehyung, quanto tempo - Jin o apertou no abraço.

- O tempo passa e eu continuo mais bonito que você, Jinnie - Taehyung sorriu, rindo ao receber um tapa do mais velho em seu ombro.

Jimin observava a cena curioso.

- Então vocês dois já se conhecem? - perguntou.

- Quem não conhece o Seokjin, Jimin? - Taehyung respondeu, fazendo com que Jin revirasse os olhos.

- Eu ajudei o Tae a estudar pra uma prova de anatomia no segundo período - Seokjin disse, voltando para o fogão para verificar o ponto da massa do macarrão. - Vocês vão ficar pra janta? - Seokjin perguntou, fitando Jimin de maneira séria.

O menor segurou na mão de Taehyung, o olhando de maneira cúmplice e o puxando em direção ao seu quarto.

- Talvez mais tarde a gente coma, não se preocupe - Jimin respondeu enquanto andava, mas parando assim que ouviu seu nome sendo chamado.

Jimin apenas sinalizou para Taehyung entrar em seu quarto, apontando a direção para o maior, e voltando até a cozinha.

- Nem começa, Seokjin - Jimin murmurou.

- Jimin, não tem outro lugar pra você fazer isso não? - Jin sussurrou, tentando se controlar para não levantar a voz. - É a primeira noite em semanas que eu vejo o Jeongguk conseguir chegar mais cedo do trabalho pra conseguir dormir. Tem noção disso? Você precisa ver o estado dele, Jimin. Tem um buraco nos olhos dele, ele não tem dormido direito com você fodendo e gemendo a noite toda. Só essa semana foram quatro vezes, Jimin. E hoje é sexta!

Jimin revirou os olhos, suspirando fundo.

- Eu não vou discutir de novo sobre esse assunto com você. Eu pago o aluguel da mesma forma que você e o Jeongguk, então eu tenho o direito de trazer quem eu quiser pro meu apartamento e foder quem eu quiser até a hora que eu quiser - o mais novo disse, levantando a voz levemente. - Se o Jeongguk é um nerd com sono leve eu não posso fazer nada, por que a minha parte eu já tô fazendo que é transar quando vocês não estão acordados justamente pra não causar problema com ninguém. E se ele tem um problema comigo, que ele venha se resolver comigo.

Seokjin cerrou os olhos, seu rosto se fechando ainda mais em uma careta de desgosto.

- O que você pode fazer é ter consideração - Jin disse. - Não quero me meter na sua vida, Jimin, mas assim fica difícil.

Enquanto Seokjin e Jimin discutiam na cozinha, Jeongguk caminhava em direção ao banheiro para tomar um banho e conseguir dormir finalmente. Ao longe ele conseguia ouvir as vozes de seus colegas de apartamento conversando, mas não deu muita atenção já que estava distraído com uma melodia em sua cabeça.

Jeongguk olhava para seus pés quando sentiu seu corpo bater em algo que não deveria estar no seu caminho.

- Que--.

- Desculpa, eu não sabia que tinha mais alguém aqui - Jeongguk ouviu alguém falando consigo.

O menor levantou a cabeça, olhando para um dos seres humanos mais lindos que ele já havia visto em toda sua vida. Os olhos eram grandes e estavam levemente sombreados de preto, a boca era de um tom rosa extremamente convidativo e a franja acinzentada caia levemente em seu rosto angelical. Jeongguk ficou paralisado por alguns segundos, desconfiando que a pele do maior havia sido pintada a dedo por Deus, até Taehyung abrir a boca novamente.

- Eu sou Taehyung - o maior disse, sentindo suas bochechas corarem levemente depois dar uma olhada melhor em Jeongguk e constatar que aquele menino era bonito demais pra ser real.

O menor se destacava por ser extremamente bonito e inteligente. Seus olhos grandes e redondos chamavam a atenção; sua aparência inocente, seus cabelos pretos e seu óculos estilo Harry Potter fazia com que qualquer pessoa se sentisse atraído por si. Isso sem contar o seu corpo naturalmente definido e sua pinta em baixo dos lábios. Jeongguk era tudo e mais um pouco, e Taehyung sentiu uma leve falta de ar enquanto continuava encarando a figura a sua frente.

- Jeongguk - o menor disse. - Meu nome é Jeongguk.

Taehyung pigarreou, procurando ter um pouco mais de controle sob si mesmo.

- Prazer, Jeongguk - Tae abriu um lindo sorriso quadrado paro menino a sua frente, que sentiu borboletas em seu estômago com aquele ato. - Você é um dos colegas de apartamento do Jimin, certo?

E foi naquele momento que Jeongguk sentiu todas as borboletas, que antes dançavam alegremente dentro de si, morrendo uma a uma.

Taehyung não estava ali por ser um dos amigos legais de Seokjin, que semanalmente estavam no apartamento para assistir Grey’s Anatomy e chorar por mais uma morte importante no seriado. Taehyung não estava ali por ser um anjo de Deus enviado a terra para tornar a vida de Jeongguk brilhante e especial, lhe enchendo de beijos e carinhos todas as manhãs e todas as noites. 

Taehyung estava ali para gemer o nome de Jimin a noite inteira, enquanto satisfazia o fetiche de Jimin por tapas, e para não deixar Jeongguk dormir.

 


Notas Finais


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Gente, queria conversar 2 coisas com vocês:
1. Dependendo da recepção da história, eu continuo. Escrever pra mim é muito prazeroso e importante, principalmente pra relaxar um pouco com a quantidade de coisas que a faculdade me cobra/outros trabalhos, mas é bem frustrante escrever sem ter alguém pra ler, entende? Eu prometo que eu não vou abandonar a fanfic, mas é bom demais receber apoio eEEE isso leva ao item 2;

2. Eu tô querendo fazer essa fic meio interativa. Sintam-se livres nos comentários, após cada capítulo, pra se envolver com a história e imaginar diferentes cenários e acontecimentos. Eu vou ler tudo e passar um pente nas ideias, ver o que combina e o que se encaixa no plot. Acho que vai ser uma experiência bem legal pra quem se envolver com ACS !!!

Acho que é isso mesmo, a gente vai se falando <3

btw espero que fiquem vivos depois de amanhã!!! força ícones


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...