História Anata no inisharu - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Borboleta, Fantasia, Mistério, Romance, Shoujo, Super Poderes, Violencia, Yaoi
Visualizações 14
Palavras 731
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção Adolescente, Harem, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Sofrer por entender alguém as vezes não é fácil.

Capítulo 5 - Não entender sentimentos


Fanfic / Fanfiction Anata no inisharu - Capítulo 5 - Não entender sentimentos

P.o.v Akame

Eu não consigo parar de olhar para ele, nesse instante já sabia o que estava sentindo e era amor, não fazia a menor ideia do que ele sentia por mim, será que é só amizade ou ele sente o mesmo que eu, não parava de pensar em várias possibilidades para ficar com ele, queria de alguma forma conversar com ele, quero um dia poder contar o que sinto de verdade por ele. Ele está tão concentrado mas não parece ser na tarefa, o que será que ele está pensando? 

Milhões de perguntas apareciam e sumiam da minha cabeça como mágica mas todas elas sem resposta, todas elas sem sentido e sem motivo para responder.

O que me faz gostar dele o que ele fez em poucos dias para eu pensar assim, seu sorriso, seu olhar, seu jeito de me proteger, de brigar comigo, e sorrir de novo, por quê eu não consigo entender o que ele sente? Por quê é tão difícil?

 Eu só queria uma resposta, até que ele olha pra mim e fala: 

Hiroshi--Akame eu queria saber o que você sente por mim, não é uma coisa que eu esteja me importando tanto ultimamente mas tenho curiosidade sobre isso por favor me explique eu quero entender o que nunca consigo.

Meu coração parou e eu só estava olhando pra ele sem motivo algum até ele me chamar de novo.

Akame--eu também quero entender, nesse momento eu estava me perguntando o mesmo mas estava com medo de sei lá eu não consigo explicar.

Hiroshi--Akame se você quiser a gente pode voltar para casa juntos de novo.

 Eu fiquei envergonhada mas respondi confiante que queria, e então o sinal bateu.

A aula acabou, os meninos desceram primeiro que as meninas e eu pensei:

-será que ele vai me esperar?

Depois de meia hora eu desci correndo, não vi ele, já era de se esperar, então meu coração voltou ao normal e eu fiquei triste não sabia mais se o que ele falou era verdade ou não mas queria que fosse. Quando guardava meus sapatos eu me levanto pego minha bolsa e quando ando um pouco eu vejo ele encostado na parede com a bolsa na mão, ele me fala com um sorriso

Hiroshi--eu estava te esperando ainda bem que não demorou tanto.

 meus olhos encheram de magia e meu coração parou de novo e então dei um abraço nele.

Hiroshi--ei ei que foi Akame parece que faz um ano que você não me vê hahaha.

 então eu peço desculpas e dou uma risada. 

Naquele mesmo caminho de sempre mas dessa vez estava acompanhada não de uma pessoa qualquer, mas de uma pessoa que eu amo.

Akame--Eu queria te falar isso mas eu tenho muito medo só não quero que você me recuse, eu quero te falar que sinto uma coisa especial por você que não consigo explicar, eu te amo Hiroshi...

 fiquei envergonhada, não sei porque fiz isso mas não pareceu muito normal das coisas que geralmente faço, meu coração parou e eu comecei a tremer, obviamente estava com muito medo da resposta dele, ele deixa sua franja cobrir seus olhos, eu conseguia ver que  ele também estava com vergonha, então ele fala:

 -Akame, eu não sei o que falar eu não sei explicar me desculpe por nunca saber confessar meus sentimentos, mas...

Eu olho para sua mão e fico corada, Vi a mão dele esticada para mim, eu não sabia realmente o que fazer mas eu segurei a mão dele, era quente e macia, esquentava meu coração e me deixava feliz, não falei nada só segurei a mão dele e continuamos andando, quase em frente a casa dele, ele fala:

 -Akame, e-eu também te amo.

E então ele me abraça, novamente o calor do corpo dele aquece o meu gelado e eu me sinto feliz sem explicação para isso, eu realmente não consigo explicar.

Akame--então é isso, até amanhã na escola.

 Hiroshi--não na escola não, eu quero te buscar e iremos juntos para escola, isso é né se você quiser.

 eu dou um sorriso

Akame--claro que eu quero, é o que eu mais quero, eu vou te esperar então, até amanhã cedo.

E ele diz umas últimas palavras

Hiroshi--Akame até amanhã, eu sempre te buscarei, prometo não te abandonar Akame eu te amo, tchau!

 ele se despede sorrindo e eu sigo para minha casa, realmente eu não sabia explicar mas sabia que aquele sentimento era bom não sei muito bem mas eu amo o Hiroshi.


Notas Finais


Só eu sofro em não conseguir explicar meus sentimentos?;-; bom esse foi mais um capítulo espero que tenham gostado :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...